Nós, os afogados, de Carsten Jensen | Ricardo de Mattos | Digestivo Cultural

busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Apresentação
>>> Micro-Twitter-Blogging
>>> Balanceando
>>> Talvez...
>>> 2007 e os meus CDs ― Versão Internacional 1
>>> A felicidade, segundo Freud
>>> Memória das pornochanchadas
>>> Magia além do Photoshop
>>> Meu Telefunken
>>> Meu Telefunken
Mais Recentes
>>> Comunicando Mensagens Bíblicas de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Comunicando Mensagens Bíblicas de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Guia de Interpretação de Diego Grando pela Leitura XXI (2015)
>>> Princípios e Métodos de Ensino - Curso 8 de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Princípios e Métodos de Ensino - Curso 8 de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Demolidor o Homem sem Medo Nº18 - Confronto Com a Yakuza de Marvel pela Panini (2005)
>>> Cidadania Pequena: Série Polêmicas do Nosso Tempo de Pedro Demo pela : Autores Associados (2001)
>>> Senhor, Faça de Minha Vida um Milagre! de Raymond C. Ortlund pela Mundo Cristão (1986)
>>> Prosperidade Profissional de Luiz Antonio Gasparetto pela Vida e Consciência (1996)
>>> Os Muçulmanos na Península Ibérica de Ruy Andrade Filho pela Contexto (1994)
>>> Monstro do Pântano Especial: a Morte Ronda o Homem-morcego de Bissette / Broderick / Randall / Barreto pela Vertigo/dc. Comics (1999)
>>> Microbiologia Clínica de Roberto A. de Almeida Moura pela Mc Will (1986)
>>> Diferencial Competitivo - o Segredo para Alcançar Nelhores Resultados. de John L. Nesheim pela : Best Seller (2007)
>>> O Direito Humano Fundamental ao Desenvolvimento Social: .. de Sabrina Morais pela Oab/sc (2007)
>>> O Direito Humano Fundamental ao Desenvolvimento Social: .. de Sabrina Morais pela Oab/sc (2007)
>>> O Direito Humano Fundamental ao Desenvolvimento Social: .. de Sabrina Morais pela Oab/sc (2007)
>>> Conhecendo Erval Velho - Dinâmicas e Perspectivas de Maurício A. dos Santos - Org. pela Modelo (2011)
>>> A Saga da Wilson Sons de Patricia Saboia pela Index - Basi (1997)
>>> Paixão por Cabelos: Instruções Passo a Passo para Criar 82 Penteados de Christina Butcher pela Sextante (2015)
>>> Conceitos Sobre Advocacia, Magistratura, Justiça e Direito de B. Calheiros Bomfim pela Oab (2006)
>>> Ouvidos Dominantes Vozes Silenciadas de Noeli Gemelli Reali pela Argos (2001)
>>> O Petróleo é Nosso - 1948/1953 - a Campanha no Paraná de Carlos Alfredo Gomes pela Cefuria (2005)
>>> Glossário de Oceanografia de Argeo Magliocca pela Nova Stella (1987)
>>> A Estratégia da Teia de Aranha de Amit S Mukherjee pela Campus (2009)
>>> Descomplicando a Vida de Christoph Schalk pela Esperança (2005)
>>> Ouvindo os Passos da Memória de Álvaro de Carvalho pela Do Autor
>>> Educar é Apontar Caminhos - Reflexões para o Desenvolvimento de José Zinder pela Autor (2000)
>>> Hipnotismo e Auto-hipnotismo de Indução Rápida de Ana Cristina Massa pela Biruta (2009)
>>> Caminhando para o Cárcere da Liberdade e Outros Escritos de Alexsandro Grola pela Literatura Brasileira (2013)
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Fotoleitura de Paul R. Scheele pela Summus (1995)
>>> O Rosto Materno de Deus de Leonardo Boff pela Vozes (2000)
>>> Terapia do Abraço 2 de Kathleen Keating pela Pensamento (2012)
>>> História Resumida da Civilização Clássica - Grécia/Roma de Michael Grant pela Jorge Zahar (1994)
>>> Cães de Guerra de Frederick Forsyth pela Record (1974)
>>> Jogo Duro de Mario Garnero pela Best Seller (1988)
>>> Psicologia do Ajustamento de Maria Lúcia Hannas, Ana Eugênia Ferreira e Marysa Saboya pela Vozes (1988)
>>> Uma Mulher na Escuridão de Charlie Donlea pela Faro (2019)
>>> Pra discutir... e gerar boas conversas por aí de Donizete Soares pela Instituto GENS (2015)
>>> Educomunicação - o que é isto de Donizete Soares pela Projeto Cala-boca já morreu (2015)
>>> Ficções fraternas de Livia Garcia-Roza - organizadora pela Record (2003)
>>> Prisioneiras de Drauzio Varella pela Companhia das Letras (2017)
>>> O diário de Myriam de Myriam Rawick pela Dark Side Books (2018)
>>> Contos de Rubem Fonseca pela Nova Fronteira (2015)
>>> Notícias - Manual do usuário de Alain de Botton pela Intrínseca (2015)
>>> Um alfabeto para gourmets de MFK Fisher pela Companhia das Letrs (1996)
>>> Os Mitos Celtas de Pedro Paulo G. May pela Angra (2002)
>>> A vida que ninguém vê de Eliane Brum pela Arquipélago Editorial (2006)
COLUNAS

Segunda-feira, 19/10/2015
Nós, os afogados, de Carsten Jensen
Ricardo de Mattos

+ de 2500 Acessos



"O mar é habilidoso desenhador de ausências"(Mia Couto)

Senhoras e senhores, excelente livro!

Apesar de nunca especialmente atraídos por livros nos quais o mar fosse o cenário, diante de Nós, os afogados, do jornalista e escritor dinamarquês Carsten Jensen, sentimos o mesmo impulso notado outras vezes diante de obras desconhecidas. Será o chamado do mar tão intenso a ponto de contaminar um livro e torna-lo irresistível? Podemos comparar o avanço da leitura com a exploração do mar a partir da praia: molha-se o pé, sentindo-se a sensação agradável da água. Logo mergulhamos até a cintura e não dá vontade de sair. Mais um pouco e temos apenas a cabeça fora d'água. Encerrada a leitura, incita-nos a ideia de que testemunhamos a chegada de um clássico, de que podemos compreender melhor a experiência do leitor de outrora ao terminar livros como Crime e castigo, ou Dom Casmurro. "Este fica"!

Jensen foi sábio. Iniciou seu épico com a face histriônica de Laurids Madsen, "que, para começo de conversa, nunca tivera muito respeito por nada". Bem-aventurados os que conta-gotejam humor nos dias atuais. Por arte de Laurids, um falso alarma de guerra é dado e desenvolve-se uma comédia. Tomando parte nos preparativos para a batalha decorrente de seu "serviço", vai para casa armar-se devidamente: "Onde você guarda a frigideira grande?", pergunta à esposa. "Nem chegue perto dela", ela responde. Revelado o engano e afastado o perigo, uma moradora de Marstal questiona: "Fico imaginando quem de vocês fez gente decente sair da cama no meio da noite para ir à guerra".

Neste ponto já estávamos fisgados e cremos que não seremos os únicos. As quase setecentas páginas do romance sucedem-se rápidas. As divisões do texto foram feitas de tal forma que pequenas cenas encadeiam-se, formam um mosaico maior e sempre é possível "ler mais um pouco" antes de dormir ou de trabalhar.

E tal como avançar dentro do mar, a profundidade também aumenta. Laurids Madsen sai de cena. O olhar recai sobre a cidade dinamarquesa de Marstal, seus personagens e a diversidade de suas relações. O mar é a presença constante, que a todos chamará, mas poucos devolverá. Há guerras durante as quais é necessário fazer o frete. Há disputas entre os componentes da tripulação. Há calmaria. Nós, os afogados parece uma tela de Brueghel narrada cena a cena. Por quem narrada? Isto parece evidente desde o título: pelos próprios afogados. Por aqueles cujos esforços trouxeram as riquezas do mundo à pequena Marstal e facultaram-lhe o crescimento. Por aqueles que ficaram e com a própria vida acrescentaram algo ao grande painel. A História compõe-se dos que partiram e dos que ficaram - em todas as conotações -, dos que prejudicaram e dos que favoreceram, dos que amaram e dos que odiaram. Dos que se afogaram ao sair para o mar e dos que se afogaram ao permanecer inertes no turbilhão da vida - quiçá o pior afogamento. Jensen demonstra que estamos inseridos em contextos onde forças conflitantes podem coexistir. E, por vezes, as presenças insuportáveis serão justamente as garantidoras da sobrevivência diante de um mal comum e maior, como no caso do personagem Hermann Fradsen. Jensen lembra que a exclusão de um, ou de alguns, conferirá aos restantes uma incômoda falta. As muitas vozes reais e fictícias justificam a constante mudança da narração, como um Oratório em que se revezam solistas e coro.


Albert Madsen

Viktor Frankl disse que o ser humano é aquele que construiu a câmara de gás, mas também é aquele que entrou nesta mesma câmara recitando o Shemá ou o Pai Nosso. Cada indivíduo traz em si estas duas possibilidades, cabendo-lhe escolher entre construir a câmara de gás ou destruí-la, assumindo toda responsabilidade decorrente da escolha. Na parte mais profunda da obra, Jensen consegue mostrar este trânsito entre luz e sombra. Hermann Fradsen é apresentado como vilão desde seu surgimento. Todavia, não fosse por ele, o navio capitaneado pelo personagem Knud Erick seria vítima de um torpedo. Este último, por mais que se considerasse justificado em sua repulsa, ao menos resigna-se e admite-o na tripulação. Fradsen tem seu passado revelado, mas é aceito pelos demais membros da tripulação do navio de Erick. Há um inimigo maior em relação ao qual unir forças. O menino apelidado "Dente Azul" diverte-se com aquele que aprendeu a conhecer como "Velho Engraçado" e ninguém se preocupa em protege-lo do agente tornado inócuo.

Nós, os afogados trata da orfandade sanguínea e da filiação social ou espiritual, como queira o leitor. A orfandade sanguínea decorre da busca de sustento no mar, seja como pescador seja como marujo de navio mercante ou de guerra. Muitos partem e, após certo tempo sem notícias, seus familiares começam a desconfiar da resposta mais plausível. E as viúvas acabam por terminar de criar filhos que seguirão os passos paternos. Parece natural que entre Albert Madsen - filho de Laurids -, Knud Erick e o menino apelidado "Dente Azul" estabeleça-se este parentesco. Como si este elo artificial, mais intenso que o sanguíneo, viesse completar as questões sobre a origem e o destino de cada um. "Tinha se tornado um desconhecido ... Precisava encontra-lo para poder me despedir", reflete Albert a respeito da busca pelo pai, cujo desfecho o leitor poderá conferir, bem como sobre qual objeto o velho Madsen depositou sua atenção.

Necessário acrescentar o papel marcante a violência no romance de Jensen. Há violência na guerra verdadeira travada por Laurids, que lhe tolheu o ânimo brincalhão. Há violência na escola de Albert, comandada pelo professor Isager: do professor para com os alunos, na reação destes para com o professor e entre eles mesmos. A violência escolar revela-se um preparativo para a violência que a vida adulta os espera. No seu primeiro navio, Albert lembra-se do professor primário. Reconhece na vida a bordo os ensinamentos práticos fornecidos por Isager. Práticos, mas incompletos: "Foram dez meses no inferno. Eu já havia estado lá. Mas encontrar a saída foi algo que o desgraçado do Isager nunca nos ensinou". Há violência nas duas guerras mundiais que couberam no período histórico selecionado por Jensen. A atitude de personagens como Albert Madsen e Knud Erick mostra que, si o sofrimento e a violência fazem parte da existência, conferem-nos o desafio de não permitir que neles converta-se a própria existência.


Ricardo de Mattos
Taubaté, 19/10/2015


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A Pirâmide B de Guga Schultze
02. Top 10 da literatura de Lucas Rodrigues Pires
03. Pare, Lola, Pare - e veja este filme de Daniela Sandler


Mais Ricardo de Mattos
Mais Acessadas de Ricardo de Mattos em 2015
01. Sobre caramujos e Omolu - 20/4/2015
02. Alcorão - 26/1/2015
03. Espírito e Cura - 20/7/2015
04. Carmela morreu. - 23/11/2015
05. Silêncio - 17/8/2015


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




LUCIOLA
JOSÉ DE ALENCAR
MODERNA
(1996)
R$ 4,50



ROBIN DOS BOSQUES - AS AVENTURAS QUE EU GOSTO DE LER
ULISSEIA INFANTIL
ULISSEIA INFANTIL
(1995)
R$ 20,00



UMA CANÇAO NA ESTRADA
ROBERT JAMES WALLER
RELUME DUMARA
(1995)
R$ 6,00



RECORDAÇÕES DO ESCRIVÃO ISAÍAS CAMINHA
LIMA BARRETO
FOLHA
R$ 4,50



QUEM TEM MEDO DO SEQUESTRO?
J. B. MARKUZ
DO AUTOR
R$ 4,00



A PALAVRA É HUMOR - SELEÇÃO DE CONTOS E NOTÍCIAS BIOGRÁFICAS DE RIC
MACHADO DE ASSIS E OUTROS
SCIPIONE
(1989)
R$ 9,00



CÓMO LLEGO A FIN DE MES?
ANDRÉS PANASIUK
ED. 10 PUNTOS/GRUPO NELSON
(2006)
R$ 12,00



BLACK JACKS AFRICAN AMERICAN SEAMEN IN THE AGE OF SAIL
W. JEFFREY BOLSTER
HARVARD
(1998)
R$ 196,91



ROMEU E JULIETA
WILLIAM SHAKESPEARE; LEONARDO CHIANCA
SCIPIONE
(2004)
R$ 14,90



O MUNDO FANTÁSTICO TOM GATES
LIZ PICHON
NOVO SECULO
(2012)
R$ 12,00





busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês