Metallica e nostalgia | Luís Fernando Amâncio | Digestivo Cultural

busca | avançada
39401 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Terça-feira, 13/12/2016
Metallica e nostalgia
Luís Fernando Amâncio

+ de 1600 Acessos

O ser humano é um bicho fundamentalmente nostálgico. E por mais que estejamos numa planície, com água fresca e sombra, conseguimos ser saudosos e sentir falta daquilo que já passou. Que sequer é o passado real, mas um pretérito idealizado, com as cores da nossa capacidade de nos sabotar. Em resumo, a grama do passado é sempre mais verde do que a do presente.

A nostalgia é um sentimento complexo e pode ser interpretada de várias formas. Na medida em que envelhecemos, por exemplo, me parece bastante compreensível sermos nostálgicos sobre elementos que nos remontam aos dourados anos da juventude. Responsabilidades, dor nas costas, reforma da previdência, decepções, colesterol alto… não é muito difícil encontrar motivos para ter saudades de outros tempos.

A indústria do entretenimento, que não é nem um pouco desatenta, sabe bem como se aproveitar desse sentimento. Vivemos, dizem por aí, uma “retromania”. O que pode ser observado no cinema através dos frequentes remakes e o recente revival de franquias (Star Wars, Star Trek, Mad Max, Tartarugas Ninjas…). Nas séries, houve a volta de títulos como Gilmore Girls, Arquivo X e Full House (agora Fuller House), todas recebidas com boas audiências. Por outro lado, Stranger Things, uma das novidades mais comentadas do ano, traz como identidade referências aos anos 1980.

Na música, a nostalgia move há anos o entusiasmo de milhões de fãs. Todo ano, há dezenas de turnês de reuniões de bandas rodando o globo. Aerosmith, Whitesnake, Guns’n Roses e Black Sabbath, por exemplo, passaram recentemente pelo Brasil e, por mais que possa ocorrer alguma renovação em seu público, estamos falando de bandas que viveram seu apogeu há décadas.



É nostalgia, também, o que o ouvinte encontrará no cd Hardwired… to Self-Destruct, lançamento mais recente do Metallica. E se trata de um álbum de músicas inéditas, vejam bem. Só que, neste caso, estamos falando de um lançamento jovem com perfil de velho. O que aqui é um elogio. O Metallica acumulou inúmeras críticas sobre seus trabalhos anteriores por desviar da sonoridade que o tornou célebre. Seu cd anterior, Death Magnetic (2008) já representou, de alguma forma, uma correção nesta trajetória. Desta vez, porém, o quarteto de Los Angeles entrou de vez na direção da qual a imensa maioria de seus seguidores gosta. Hardwired é um álbum de heavy metal clássico, pesado e rápido, com momentos que lembram os primórdios do Metallica.

James Hetfield apresenta uma voz bem mais limitada do que no início da carreira, o mesmo valendo para as qualidades nas baquetas de Lars Ulrich. Ambos, entretanto, assumiram a direção criativa do álbum e foram eficientes em suas funções. Se Robert Trujillo (baixo) e Kirk Hammett (guitarra) foram menos participativos na composição das músicas, não deixaram de desempenhar seus papéis de forma satisfatória.

Segue uma rápida análise das faixas – quem não quiser lê-la, pode pular este e o próximo episódio e ser feliz na conclusão. “Hardwired”, a primeira música, é um belo cartão de apresentação. Direta, rápida, inclusive em duração, o que vinha sendo um problema nos últimos álbuns do grupo. Um belo começo. “Atlas, Rise!”, na sequência, é menos homogênea, mas não compromete. “Now That We are Dead” tem uma interessante linha de bateria, ponto para o tão contestado Lars. O que falta, na música e no álbum como um todo, é um refrão mais carismático. “Moth Into Flame” é um single que joga para a torcida, para agradar a multidão saudosista. “Dream No More” lembra o clássico “Sad But True” e também, de certa forma, a fase Load e Reload. “Halo on Fire”, mais lenta, tem um tom grandioso e é bem construída.

O segundo cd – sim, vejam que nostálgico, é um cd duplo! - começa com “Confusion” que me parece, de fato, um pouco confusa nas suas alternâncias de andamento. “ManUNkind” tem riffs que traduzem bem o DNA da banda. “Here Comes Revenge” tem um começo que até lembra “Harvester of Sorrow”, mas em suas mudanças de ritmo acerta o ponto no refrão. “Am I Savage”, na minha opinião, cairia fora se o álbum não fosse duplo – outra que lembra um pouco os tempos de Load e Reload. “Murder One”, que homenageia Lemmy Kilmister, do Motörhead, em seu clipe, tem a força que o homenageado merece. Por fim, “Spit Out the Bone” é uma despedida em alto ritmo, um encerramento em grande estilo.



Hardwired… to Self-Destruct não vai colocar o Metallica na lista das bandas mais influentes do 2016. Não vai catapultar a banda para a playlist da MTV, se é que alguém ainda se importa com a Music Television. O cd também não será um marco na história do rock. Será, entretanto, um conforto para aquele fã faminto pela energia do Master of Puppets (1986), do Ride the Lightning (1984) ou do Black Album (1991), estes sim, marcos fundamentais do heavy metal. Um conforto bastante digno, eu diria.

Quando o presente está tenso – na música, na política, no diabo a quatro – e o futuro parece ainda mais tenebroso, cabe ser nostálgico e relembrar o passado. Sejamos, portanto, felizes com o novo álbum do Metallica.


Luís Fernando Amâncio
Belo Horizonte, 13/12/2016


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Desdizer: a poética de Antonio Carlos Secchin de Jardel Dias Cavalcanti
02. O primeiro e pior emprego de Marta Barcellos
03. É Tabu, Ninguém Quer Saber de Marilia Mota Silva
04. O Oeste Selvagem de Marilia Mota Silva
05. A Palavra Mágica de Marilia Mota Silva


Mais Luís Fernando Amâncio
Mais Acessadas de Luís Fernando Amâncio em 2016
01. Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão - 30/8/2016
02. Tricordiano, o futebol é cardíaco - 26/4/2016
03. Nos tempos de Street Fighter II - 31/5/2016
04. Radiohead e sua piscina em forma de lua - 28/6/2016
05. Meu pé quebrado - 18/10/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ALIMENTO DIÁRIO - O MINISTÉRIO ULTERIOR DO ...
DONG YU LAN
ÁRVORE DA VIDA
(2008)
R$ 7,00



VIVE EL ESPAÑOL. ALUMNO B1 EUROPEO.
DON QUIJOTE
EDEBÉ
(2012)
R$ 30,00



JARDIM PAGÃO
RUIM MOURÃO
LEMI
(1979)
R$ 5,00



A MORTE TEM SETE HERDEIROS: A NOITE EM QUE AGATHA CHRISTIE VISITOU JUCURUÇUNGA
STELLA CARR/ GANYMÉDES JOSÉ
MODERNA
(1993)
R$ 18,90



OS MINUANOS - O RESGATE DAS ÍNDIAS SAGRADAS
DELMAR MARQUES
PARALELO
(2005)
R$ 15,00



O VÔO DA ÁGUIA
KEN FOLLETT
CIRCULO DO LIVRO
(1983)
R$ 7,00



WILLIAM SHAKESPEARE THE COMPLETE WORKS
WILLIAM SHAKESPEARE
WORDSWORTH EDITIONS
(2007)
R$ 95,00
+ frete grátis



ABERTURA DO SISTEMA FINANCEIRO NO BRASIL
MARIA CRISTINA PENIDO DE FREITAS
FAPESP
(1999)
R$ 20,00



LA VIE DES OCEANS ET DES MERS
N. DAVIES E JACQUES BODART (ADAPTATION)
LAROUSSE (PARIS)
(1992)
R$ 16,82



A FRONTEIRA INTERIOR - A ARTE DE CONHECER E EXPLORAR NOSSAS EMOÇÕES
SAM KEEN
SARAIVA
(1994)
R$ 11,00





busca | avançada
39401 visitas/dia
1,4 milhão/mês