Metallica e nostalgia | Luís Fernando Amâncio | Digestivo Cultural

busca | avançada
79822 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Máscaras Decoloniais: Dança e Performance (edição bilingue)
>>> Prêmio Sesc de Literatura abre hoje inscrições para edição 2021
>>> Jovens negros e indígenas são público-alvo de laboratório gratuito para curtas-metragens
>>> Peças de teatro serão transformadas em “radionovelas”
>>> Concurso literário vai premiar novos escritores locais
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
Últimos Posts
>>> Kate Dias vive Campesina em “Elise
>>> Editora Sinna lança “Ninha, a Bolachinha”
>>> “Elise”: Lara Oliver representa Bernardina
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Que espécie de argumento é uma bunda?
>>> Que espécie de argumento é uma bunda?
>>> 7 de Setembro
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Literatura Falada (ou: Ora, direis, ouvir poetas)
>>> O primeiro mico para o resto de nossas vidas
>>> O feitiço do tempo
>>> Antologia poética, de Carlos Drummond de Andrade
>>> YouTube, lá vou eu
Mais Recentes
>>> Os Filhos Do Amor de Paulinho Santos pela O Artífice (1997)
>>> The 100: os Escolhidos de Kass Morgan pela Galera (2014)
>>> Mônica 82 - Outubro/1993 - Horacic Park de Maurício de Sousa pela Globo (1993)
>>> Mônica 133 - Dezembro/1997 - Férias de Verão de Maurício de Sousa pela Globo (1997)
>>> Mônica 113 - Maio/1996 - Mônica, Não Mande... Peça! de Maurício de Sousa pela Globo (1996)
>>> Mônica 176 - Abril/2001 - Eterna Criança de Maurício de Sousa pela Globo (2001)
>>> A Avaliação Psicopedagogica numa Abordagem Institucional de Carolina Provvidenti pela Qualidade (2010)
>>> Revista Uniclar - Ciências da Religião - ano 8 nº 1 de Vários Autores pela Faculdades Claretianas (2006)
>>> Contagem Regressiva de Ken Follett pela Arqueiro (2018)
>>> Manuel Bandeira - as Cidades e as Musas de Antônio Carlos Secchin Organização pela Desiderata (2008)
>>> Pequeno Segredo - A Lição de Vida de Kat para a Família Schurmann de Heloisa Schurmann pela Agir (2012)
>>> Doidas e Santas de Martha Medeiros pela L&pm (2008)
>>> Pelas Praias do Mundo de Pablo Neruda pela Bertrand Brasil (2005)
>>> Caim de José Saramago pela Companhia das Letras (2009)
>>> Abc de Rachel de Queiroz de Lilian Fontes pela José Olympio (2012)
>>> As Espiãs do Dia D de Ken Follett pela Arqueiro (2015)
>>> Coleção Abc Meus primeiros passos na Leitura e aprendizagem A Estação das Folhas secas o Outono de Malgorzata Strzalkolska pela Salvat (2011)
>>> Arquitetura & construçao--setembro de 2006--dossie cimento de Abril pela Abril (2006)
>>> Arquitetura & construçao--julho de 2008--renove as paredes de Abril pela Abril (2008)
>>> Arquitetura & construçao--março de 2001--pre-fabricada de madeira. de Abril pela Abril (2001)
>>> Arquitetura & construçao--outubro de 2012--como usar e onde comprar madeira sustentavel. de Abril pela Abril (2012)
>>> Os 13 Porquês de Jay Asher pela Ática (2009)
>>> Superando os Desafios Íntimos de Robson Pinheiro pela Casa dos Espíritos (2006)
>>> Sua Alteza Real (Royals 2) de Rachel Hawkins pela Alt (2020)
>>> A República Cantada do Choro ao Funk, a História do Brasil Através da Música de André Diniz e Diogo Cunha pela Zahar (2014)
>>> Uq Holder! - Vol. 5 EAN: 9788545702429 de Ken Akamatsu pela Jbc (2016)
>>> Peça e Será Atendido de Esther e Jerry Hicks pela Sextante (2007)
>>> Uq Holder! - Vol. 4 de Ken Akamatsu pela Jbc (2016)
>>> Mata-me de Prazer de Nicci French pela Record (2002)
>>> O Escaravelho do Diabo 2ªd. de Lúcia Machado de Almeida pela Ática (1974)
>>> Cangaceirismo do Nordeste de Antônio Barroso Pontes pela O Cruzeiro (1973)
>>> Uq Holder! - Vol. 2 de Ken Akamatsu pela Jbc (2016)
>>> Bíblia Sagrada de Não informado pela Presbiteriana (1993)
>>> Gramática Reflexiva de William Cereja e Thereza Cochar pela Atual (2013)
>>> Jornadas.geo: geografia 9º ano de Marcelo Moraes Paula e Ângela Rama pela Saraiva (2016)
>>> Magi: O labirinto da magia - Vol. 25 de Shinobu Ohtaka pela Jbc (2016)
>>> As Aventuras de Tibicuera de Erico Verissimo pela Globo (1997)
>>> I-World 4 de Michael Downie, David Gray e Juan Manuel Jimenez pela Edições SM (2018)
>>> Mulheres do Evangelho de Robson Pinheiro pela Casa dos Espíritos (2009)
>>> To Love Ru - Vol. 16 de Kentaro Yabuki e Saki Hasemi pela Jbc (2018)
>>> Retórica de Aristóteles pela Edipro (2013)
>>> Planejamento na Sala de Aula de Danilo Gandin e Carlos Henrique Carrilho Cruz pela Sem Identificação (1995)
>>> Língua Portuguesa 9 de Everaldo Nogueira, Greta Marchetti e Mirella L. Cleto pela Edições SM (2019)
>>> Quarta-feira de Eric Nepomuceno pela Record (1998)
>>> Araribá Plus - Ciências - 9 de Obra coletiva pela Moderna (2018)
>>> Saúde na Terceira Idade de Hermógenes pela Nova Era (1996)
>>> Estudar História - das origens do homem á era digital - 9º de Patrícia Ramos Braick e Anna Barreto pela Moderna (2018)
>>> Geografia 9º ano de Fernando dos Santos Sampaio e Marlon Clovis Medeiros pela Edições SM (2019)
>>> Logistica e Gerenciamento da Cadeia de Distribuição de Novaes Antonio Galvão pela Campus (2005)
>>> Cavaleiros do Zodíaco - Saintia Shô - Vol. 8 de Masami Kurumada e Chimake Kuore pela Jbc (2016)
COLUNAS

Terça-feira, 13/12/2016
Metallica e nostalgia
Luís Fernando Amâncio

+ de 1900 Acessos

O ser humano é um bicho fundamentalmente nostálgico. E por mais que estejamos numa planície, com água fresca e sombra, conseguimos ser saudosos e sentir falta daquilo que já passou. Que sequer é o passado real, mas um pretérito idealizado, com as cores da nossa capacidade de nos sabotar. Em resumo, a grama do passado é sempre mais verde do que a do presente.

A nostalgia é um sentimento complexo e pode ser interpretada de várias formas. Na medida em que envelhecemos, por exemplo, me parece bastante compreensível sermos nostálgicos sobre elementos que nos remontam aos dourados anos da juventude. Responsabilidades, dor nas costas, reforma da previdência, decepções, colesterol alto… não é muito difícil encontrar motivos para ter saudades de outros tempos.

A indústria do entretenimento, que não é nem um pouco desatenta, sabe bem como se aproveitar desse sentimento. Vivemos, dizem por aí, uma “retromania”. O que pode ser observado no cinema através dos frequentes remakes e o recente revival de franquias (Star Wars, Star Trek, Mad Max, Tartarugas Ninjas…). Nas séries, houve a volta de títulos como Gilmore Girls, Arquivo X e Full House (agora Fuller House), todas recebidas com boas audiências. Por outro lado, Stranger Things, uma das novidades mais comentadas do ano, traz como identidade referências aos anos 1980.

Na música, a nostalgia move há anos o entusiasmo de milhões de fãs. Todo ano, há dezenas de turnês de reuniões de bandas rodando o globo. Aerosmith, Whitesnake, Guns’n Roses e Black Sabbath, por exemplo, passaram recentemente pelo Brasil e, por mais que possa ocorrer alguma renovação em seu público, estamos falando de bandas que viveram seu apogeu há décadas.



É nostalgia, também, o que o ouvinte encontrará no cd Hardwired… to Self-Destruct, lançamento mais recente do Metallica. E se trata de um álbum de músicas inéditas, vejam bem. Só que, neste caso, estamos falando de um lançamento jovem com perfil de velho. O que aqui é um elogio. O Metallica acumulou inúmeras críticas sobre seus trabalhos anteriores por desviar da sonoridade que o tornou célebre. Seu cd anterior, Death Magnetic (2008) já representou, de alguma forma, uma correção nesta trajetória. Desta vez, porém, o quarteto de Los Angeles entrou de vez na direção da qual a imensa maioria de seus seguidores gosta. Hardwired é um álbum de heavy metal clássico, pesado e rápido, com momentos que lembram os primórdios do Metallica.

James Hetfield apresenta uma voz bem mais limitada do que no início da carreira, o mesmo valendo para as qualidades nas baquetas de Lars Ulrich. Ambos, entretanto, assumiram a direção criativa do álbum e foram eficientes em suas funções. Se Robert Trujillo (baixo) e Kirk Hammett (guitarra) foram menos participativos na composição das músicas, não deixaram de desempenhar seus papéis de forma satisfatória.

Segue uma rápida análise das faixas – quem não quiser lê-la, pode pular este e o próximo episódio e ser feliz na conclusão. “Hardwired”, a primeira música, é um belo cartão de apresentação. Direta, rápida, inclusive em duração, o que vinha sendo um problema nos últimos álbuns do grupo. Um belo começo. “Atlas, Rise!”, na sequência, é menos homogênea, mas não compromete. “Now That We are Dead” tem uma interessante linha de bateria, ponto para o tão contestado Lars. O que falta, na música e no álbum como um todo, é um refrão mais carismático. “Moth Into Flame” é um single que joga para a torcida, para agradar a multidão saudosista. “Dream No More” lembra o clássico “Sad But True” e também, de certa forma, a fase Load e Reload. “Halo on Fire”, mais lenta, tem um tom grandioso e é bem construída.

O segundo cd – sim, vejam que nostálgico, é um cd duplo! - começa com “Confusion” que me parece, de fato, um pouco confusa nas suas alternâncias de andamento. “ManUNkind” tem riffs que traduzem bem o DNA da banda. “Here Comes Revenge” tem um começo que até lembra “Harvester of Sorrow”, mas em suas mudanças de ritmo acerta o ponto no refrão. “Am I Savage”, na minha opinião, cairia fora se o álbum não fosse duplo – outra que lembra um pouco os tempos de Load e Reload. “Murder One”, que homenageia Lemmy Kilmister, do Motörhead, em seu clipe, tem a força que o homenageado merece. Por fim, “Spit Out the Bone” é uma despedida em alto ritmo, um encerramento em grande estilo.



Hardwired… to Self-Destruct não vai colocar o Metallica na lista das bandas mais influentes do 2016. Não vai catapultar a banda para a playlist da MTV, se é que alguém ainda se importa com a Music Television. O cd também não será um marco na história do rock. Será, entretanto, um conforto para aquele fã faminto pela energia do Master of Puppets (1986), do Ride the Lightning (1984) ou do Black Album (1991), estes sim, marcos fundamentais do heavy metal. Um conforto bastante digno, eu diria.

Quando o presente está tenso – na música, na política, no diabo a quatro – e o futuro parece ainda mais tenebroso, cabe ser nostálgico e relembrar o passado. Sejamos, portanto, felizes com o novo álbum do Metallica.


Luís Fernando Amâncio
Belo Horizonte, 13/12/2016


Quem leu este, também leu esse(s):
01. American Horror Story: Asylum de Duanne Ribeiro
02. Nos penhascos de mármore, de Ernst Jünger de Ricardo de Mattos
03. Capitu, a melhor do ano de Marcelo Maroldi
04. Pelo direito (e não o dever) de votar de Diogo Salles
05. Made in China de Pilar Fazito


Mais Luís Fernando Amâncio
Mais Acessadas de Luís Fernando Amâncio em 2016
01. Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão - 30/8/2016
02. Tricordiano, o futebol é cardíaco - 26/4/2016
03. Nos tempos de Street Fighter II - 31/5/2016
04. Meu pé quebrado - 18/10/2016
05. Radiohead e sua piscina em forma de lua - 28/6/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Sempre um Colegial
John Le Carré
Circulo do Livro
R$ 25,90



Geração Subzero
Felipe Pena, Thalita Rebouças, André Vianco
Record
(2012)
R$ 17,00



Maya - Romance
Jostein Gaarder
Companhia das Letras
(2000)
R$ 33,00



Viva Com Mais Saúde
Jose Antonio Franchini Ramires
Phorte
(2009)
R$ 7,00



Civilização e Outros Contos
Eça de Queiroz
Ediouro
(1991)
R$ 5,00



Ler Viver e Amar Em los Angeles
Jennifer Kaufman e Karen Mack
Casa da Palavra
(2008)
R$ 6,00



O Guia do Mochileiro das Galáxias
Douglas A13:D28Adams
Sextante
(2009)
R$ 24,90



Depois da Montanha Azul
Christiane Gribel; Bebel Callage
Salamandra
(2013)
R$ 18,00



O Avesso das Coisas
Carlos Drummond de Andrade
Record
(1987)
R$ 20,00



Frei Francisco e o Movimento Franciscano
David Flood
Vozes
(1983)
R$ 60,00





busca | avançada
79822 visitas/dia
2,4 milhões/mês