Em defesa da arte urbana nos muros | Fabio Gomes | Digestivo Cultural

busca | avançada
24629 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Red Bull Station estreia exposições de letrista e de coletivo feminino em julho
>>> Alaíde Costa e Toninho Horta mostram CD em parceria na CAIXA Cultural São Paulo
>>> O Julgamento Secreto de Joana D'Arc com Silmara Deon estreia no Teatro Oficina
>>> Novo app conecta, de graça, clientes a profissionais e prestadores de serviço
>>> Inauguração da Spazeo com show do Circuladô de Fulô - 28/07
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Entrevista com a tradutora Denise Bottmann
>>> O Brasil que eu quero
>>> O dia em que não conheci Chico Buarque
>>> Um Furto
>>> Mais outro cais
>>> A falta que Tom Wolfe fará
>>> O massacre da primavera
>>> Reflexões sobre a Liga Hanseática e a integração
>>> A Fera na Selva, filme de Paulo Betti
>>> Raio-X do imperialismo
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> Tempo & Espaço
>>> Mão única
>>> A passos de peregrinos ll
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES IV
>>> Shomin-Geki, vidas comuns no cinema japonês
>>> Con(fusões)
>>> A passos de peregrinos l
>>> Ocaso
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES I
>>> Sob o mesmo teto
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Brasil que eu quero
>>> Pensar sem memória
>>> A Fera na Selva, filme de Paulo Betti
>>> O Digestivo e o texto do Francisco Escorsim
>>> Restos, por Mário Araújo
>>> A maçã de Isaac Newton
>>> O que é um livro?
>>> Cisne Negro: por uma inversão na ditadura do gozar
>>> Lui Liu
>>> Sociedade dos Poetas Mortos
Mais Recentes
>>> Tércnicas de RH para selecionar e segurar o marido
>>> De Volta à Vida
>>> Salve sua vida
>>> O Kama Sutra - A Essência Erótica da Índia
>>> Mente Assassina
>>> Ambições
>>> Conde de Gabalis
>>> A Marca de uma Lágrima
>>> Primeiro Amor
>>> Posso Te Dar Meu Coração?
>>> Lia e o Sétimo Ano
>>> Quero ser Belo
>>> O Cão dos Baskervilles
>>> Feminismos, identidades, comparativismos: vertentes nas literaturas de língua inglesa Vol. IV
>>> A Saúde brota da Natureza
>>> Quatro Quartetos
>>> Quem é Você? Construindo a Pessoa à luz do Eneagrama
>>> Mecânica Vectorial para Engenheiros - Dinâmica (6ª ed.)
>>> O cachorro Skoz - Cão ao mar
>>> O cachorro Skoz - Passeio no ar
>>> Seu cliente pode pagar mais - 3ª edição
>>> O Pássaro Azul
>>> Zagreb
>>> The Rough Guide to Turkey
>>> Prague
>>> Dados Sobre a Coréia
>>> The Rough Guide to Morocco
>>> Lonely Planet - Argentina
>>> Lonely Planet - Bermuda
>>> Lonely Planet - Zimbabwe
>>> Hill Country
>>> Guatemala Sensacional
>>> Nova York no Meu Bolso
>>> Itália by Train
>>> Buenos Aires de A a Z
>>> Badajoz
>>> Imigrantes da Bessarábia - Jornada em Terras Tropicais
>>> Let's Visit Thailand
>>> The Man Who Deciphered Linear B - the Story of Michael Ventris
>>> Jean-Pierre Mocky
>>> Dialoguer Avec Son Ange - Une Voie Spirituelle Occidentale
>>> La Société de Consommation de Soi
>>> Cadernos de Lanzarote - Diário 1
>>> Marcelo Caetano - O Homem Que Perdeu a Fé
>>> A Construção da Beleza
>>> História dos Conceitos - Debates e Perspectivas
>>> Cidadania Proibida - O Caso Herzog Através da Imprensa
>>> Cleo e Daniel
>>> Children and Television
>>> Cholera and the Ecology of Vibrio Cholerae
COLUNAS

Segunda-feira, 6/2/2017
Em defesa da arte urbana nos muros
Fabio Gomes

+ de 1700 Acessos

Um dos assuntos mais comentados deste começo de ano é a investida do novo prefeito de São Paulo, João Dória, contra a arte nos muros da cidade. Dória está encarando qualquer dessas intervenções, seja grafitti, seja pichação, como um mal a ser extirpado. A única coisa boa que vejo em investidas claras assim é que elas indignam a sociedade e acabam por mobilizar uma reação contrária. 

Infelizmente esta reação nunca, ou raramente, se verifica quando não há o correspondente alarde no apagar a arte mural urbana. E devo dizer que, pelo que constato, esta é a regra - a tendência é que inscrições ou pinturas em muros sejam logo cobertos por tinta, seja pelas prefeituras, seja pelos donos do imóvel. 

Em meu blog já mencionei dois casos acontecidos em Macapá. Um deles foi o do muro na Praça Floriano Peixoto, pintado pela artista Carla Antunes, que acabou sendo o cenário do meu ensaio Todo Mundo Quer Amor, com a modelo Suelen Leão. Fizemos as fotos em outubro de 2014 e em menos de um mês o muro já havia sido descaracterizado. Outro foi de um dizer nos degraus próximos ao Trapiche Eliezer Levy , que também fotografei em 2014.

Estes dois casos evidentemente não são os únicos. Abaixo posto uma foto feita em 17 de abril de 2015, com uma inscrição pintada em um muro próximo à orla do rio Amazonas no bairro Santa Inês, em Macapá. Ela também hoje é apenas lembrança. 



Bom, me parece inegável que a ação contínua do poder público contra a arte urbana se funda num princípio burguês de que arte é uma produção feita sobre suportes transportáveis (ex: uma tela) e que só têm lugar, nas cidades, em espaços previamente designados (galerias, museus). Sob essa visão, tudo o que ousar vir a público fora dessa moldura não só mereceria proteção estatal (afinal, não é "arte"!) como ainda poderia (e vem sendo) simplesmente eliminada sem dó nem piedade - e no mais das vezes, sem o alarde de Dória, o que acaba resultando em pouca ou mesmo nenhuma manifestação contra essa ação de censura estatal.

De minha parte, devo dizer que considero inscrições e pinturas murais Arte, sim (se ainda não ficou claro...), e como fotógrafo procuro registrar sempre que isto me é possível, tanto na cidade onde moro, quanto naquelas que percorro em viagens. Entendo que, de alguma forma, os muros da cidade acabam sendo importantes espaços de manifestação do pensamento dos cidadãos, uma espécie de rede social a céu aberto. E, não sejamos ingênuos, é óbvio que o poder público também tem essa consciência - por isso quer muros que sejam menos Twitter e mais Snapchat!

A maioria das manifestações que tenho lido contra a cruzada de Dória é, no geral, de "leigos" em arte mural. Por isto considero interessante citar aqui trechos desse post feito pelo designer Gustavo Cortelazzi, de São Paulo, ao saber do apagamento de um mural seu na av. 23 de Maio. 

ONTEM MEU PINTADO DE 7 METROS FOI APAGADO NA 23 DE MAIO 😱 E o que eu acho disso? Acho que graffiti é assim mesmo!!!! É uma arte efêmera! Boa enquanto durou e que se renova!! É triste? É chato? É sim.. (...) Acho que a prefeitura está errando em respeito a esse lance de sair apagando tudo o que ver pela frente...(...) Mas por outro lado vejo uma amiga que estava a pelo menos 3 meses na fila de um Pré-Natal e sem esperança de ser atendida até o dia do parto...ser atendida em 2 (dois) dias após a posse do tal tão mal falado e playboy prefeito! Cara, eu quero meu povo feliz, educado e com saúde....e quando isso acontece eu nem ligo de ter que refazer toda semana as minhas artes!!!! (...)

Ah, sim, até agora não falei da foto que abre a coluna. Ela mostra uma inscrição numa parede que fotografei em outubro de 2013 em Belém e que resiste bravamente ao tempo, ainda se encontra lá no mesmo lugar - não vou nem dizer a rua que é pra não dar idéia pra ninguém apagar!


Fabio Gomes
Belém, 6/2/2017


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Um bom começo de Rennata Airoldi


Mais Fabio Gomes
Mais Acessadas de Fabio Gomes em 2017
01. O jornalismo cultural na era das mídias sociais - 11/9/2017
02. Longa vida à fotografia - 20/2/2017
03. Noel Rosa - 2/10/2017
04. O que te move? - 29/5/2017
05. Inquietações de Ana Lira - 24/4/2017


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




VELÁZQUEZ - GÊNIOS DA PINTURA Nº 19 - BARROCO AO NEO CLASSICISMO
AUTOR VELÁZQUEZ
ABRIL
R$ 9,00



MIRÓ - GÊNIOS DA PINTURA Nº 68
ABRIL CULTURAL
ABRIL CULTURAL
(1967)
R$ 10,00



PARAPSICOLOGIA DIDÁTICA
RAUL MARINUZZI
LIVRARIA FREITAS BASTOS
(1977)
R$ 8,02



FUNDAMENTOS DO FENG SHUI - RIQUEZA
LILLIAN TOO
AVATAR
(1998)
R$ 9,03



A GUERREIRA DA LAPINHA
ELIESER CESAR
CASARÃO DO VERBO
(2012)
R$ 15,00



MANGÁ HITMAN - A SEGUNDA TEMPORADA 1
HIROSHI MUTO
SAMPA ARTE / LAZER
(2012)
R$ 14,90



PSICOLOGIA APLICADA AO COMPORTAMENTO 3 - VONTADE CRIADORA
GRUPO NOVO HORIZONTE
GRUPO NOVO HORIZONTE
(1980)
R$ 9,80



COLEÇÃO MARVEL TERROR: ZUMBIS MARVEL, VOLS. 1, 2, 3 & 4
ROBERT KIRKMAN, MARK MILLAR ET AL.
PANINI
(2003)
R$ 89,00



O LIVRO DE OURO DE SAINT GERMAIN
PONTE PARA A LIBERDADE
PONTE PARA A LIBERDADE
R$ 58,50



A CRISE DO SÉCULO XX
GILBERTO DE MELLO KUJAWSKI
ÁTICA
(1988)
R$ 7,00





busca | avançada
24629 visitas/dia
1,1 milhão/mês