Sabemos pensar o diferente? | Guilherme Carvalhal | Digestivo Cultural

busca | avançada
38448 visitas/dia
955 mil/mês
Mais Recentes
>>> MANU LAFER APRESENTA SHOW NOBODY BUT YOU - TRIBUTO A KIKA SAMPAIO
>>> Sesc Belenzinho recebe a banda E a Terra Nunca me Pareceu Tão Distante
>>> Sesc Belenzinho recebe a atriz e cantora Zezé Motta
>>> Psicólogo lança livro de preparação para concurseiros usando a Terapia Cognitiva-Comportamental
>>> O Sertão na Canção: Guimarães Rosa
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Era uma casa nada engraçada
>>> K 466
>>> 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis
>>> Minimundos, exposição de Ronald Polito
>>> Famílias terríveis - um texto talvez indigesto
>>> O Carnaval que passava embaixo da minha janela
>>> A menos-valia na poesia de André Luiz Pinto
>>> Lançamentos de literatura fantástica (1)
>>> Cidadão Samba: Sílvio Pereira da Silva
>>> No palco da vida, o feitiço do escritor
Colunistas
Últimos Posts
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
>>> Mon coeur s'ouvre à ta voix
>>> Palestra e lançamento em BH
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
Últimos Posts
>>> Nem só de ilusão vive o Cinema
>>> As Expectativas de um Recrutador e um Desempregado
>>> A Independência Angolana além de Pepetela
>>> Porque dizer adeus?
>>> Direções da véspera IV
>>> Direções da véspera IV
>>> A pílula da felicidade
>>> Dispendioso
>>> O mês do Cinemão
>>> O NAVEGANTE DO TEMPO
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O titânico Anselm Kiefer no Centre Pompidou
>>> Woody Allen
>>> The Second Coming of Steve Jobs, by Alan Deutschman
>>> Como detectar MAVs (e bloquear)
>>> Como detectar MAVs (e bloquear)
>>> 89 FM, o fim da rádio rock
>>> Crítica à arte contemporânea
>>> estar onde eu não estou
>>> Churrascaria Ponteio Grill, 30 anos
>>> Metade da laranja ou tampa da panela?
Mais Recentes
>>> La Divina Comedia - 2 volumes de Dante Alighieri pela Sopena (1942)
>>> Marília, Mar e Ilha de Rosana Rios pela Saraiva (1998)
>>> A Relíquia de Eça de Queiroz pela Galex
>>> Manual de engenharia elétrica - volume 3 de Siemens pela Nobel (1988)
>>> Manual de engenharia elétrica - volume 1 de Siemens pela Nobel (1988)
>>> A Eneida de Virgílio pela Atena (1956)
>>> O encantador de cães: compreenda o melhor amigo do homem de Cesar Millan pela Verus (2007)
>>> Quincas Borba de Machado de Assis pela Instituto Divulgação Cultural
>>> As Vantagens de Ser Invisível de Stephen Chbosky pela Rocco (2007)
>>> O Cortiço de Aluisio Azevedo pela Ática (1979)
>>> Areia e espuma de Gibran Khalil Gibran pela Acigi
>>> A Sutil Arte de Ligar o F*da-Se: Uma estratégia inusitada para uma vida melhor de Mark Manson pela Intrínseca (2017)
>>> Estudo dirigido de desenho para o ensino programado - volume 1 de Carlos José Fiorano pela Discubra
>>> Manual de Engenharia Elétrica - volume 2 de Siemens pela Nobel (1987)
>>> Mecânica dos fluidos de Chemello Luzzatto pela Sagra
>>> Mecânica dos sólidos de Acilio Chemello e Darcy Luzzatto pela Sagra
>>> Zeitoun de Dave Eggers pela Companhia das Letras (2011)
>>> Zeitoun de Dave Eggers pela Companhia das Letras (2011)
>>> Zeitoun de Dave Eggers pela Companhia das Letras (2011)
>>> Zdm - Fogo Amigo - Vol. IV de Nathan Fox pela Panini Livros (2012)
>>> Yalo - o Filho da Guerra de Elias Khoury pela Record (2012)
>>> Xadrez - Dicas para Iniciantes de Matthew Sadler pela Artmed (2007)
>>> Xadrez - Dicas para Iniciantes de Matthew Sadler pela Artmed (2007)
>>> Wunderkind de D Andrea G. L. pela Bertrand Brasil (2012)
>>> Wild Cards - Apostas Mortais de George R. R. Martin pela Leya (2014)
>>> Wild Cards - Apostas Mortais de George R. R. Martin pela Leya (2014)
>>> Wild Cards - Apostas Mortais de George R. R. Martin pela Leya (2014)
>>> Wikileaks - Segredos, Informações e Poder de Jose Antonio Domingos pela Idea (2011)
>>> Wikibrands - Como Reinventar Sua Empresa de Sean Moffitt, Mike Dover pela Bookman (2011)
>>> Welcome to Night Vale de Joseph Fink, Jeffrey Cranor pela Intrinseca (2016)
>>> Weber de Sam Whimster pela Penso (2009)
>>> Wayne de Gotham de Tracy Hickman pela Casa da Palavra (2013)
>>> Wayne de Gotham de Tracy Hickman pela Casa da Palavra (2013)
>>> War - as Aventuras da Brigada Rifle - Vol. 5 de Garth Ennis, Carlos Ezquerra pela Opera Graphica (2005)
>>> Vozes Guardadas de Elisa Lucinda pela Record (2016)
>>> Vozes do Éden de R. M. Lamming pela Bertrand Brasil (2012)
>>> Voto de Silêncio de Linda Castillo pela Novo Século (2012)
>>> Voo para a Escuridão de Marcelo Simões pela Geração (2010)
>>> Voo de Rapina (poesias) de Piero Eyben pela Horizonte (2014)
>>> Volver a Matar de Juan B. Yofre pela Sudamericana (2009)
>>> Voltar a Educar de Adriana Puiggrós pela Agir (1997)
>>> Voltaire Historiador de Marcos Antônio Lopes pela Papirus (2001)
>>> Você Sempre Jovem de Michael F. Roizen, Mehmet C. Oz pela Rocco (2009)
>>> Você Sempre Jovem de Michael F. Roizen, Mehmet C. Oz pela Rocco (2009)
>>> Você Sempre Jovem de Michael F. Roizen, Mehmet C. Oz pela Rocco (2009)
>>> Você Sempre Jovem de Michael F. Roizen, Mehmet C. Oz pela Rocco (2009)
>>> Você Sabe? de Todolivro pela Todolivro (2008)
>>> Você Está Em um Lugar Seguro? de Anderson Lima pela Ágape (2014)
>>> Você Está Em um Lugar Seguro? de Anderson Lima pela Ágape (2014)
>>> Você e Seu Filho na Hora do Choro de Michelle Kennedy pela Publifolha (2003)
COLUNAS

Quinta-feira, 21/9/2017
Sabemos pensar o diferente?
Guilherme Carvalhal

+ de 5800 Acessos



Toda a atual celeuma em torno da exposição Queermuseu não é inesperada. O Brasil, por tradição, é composto por uma ampla dificuldade de formar um pensamento dialético, em uma sociedade composta por pessoas enfurnadas em suas bolhas e incapazes de interagir com o que existe fora dela. De tempos em tempos essas dificuldades de dialética se demonstram, fenômeno atualmente explanado ao extremo com o advento das redes e das mídias sociais digitais, que tiram pequenos pensamentos dos cômodos residências e lançam online.

Padre Landell de Moura, na virada do século XIX para o XX, é uma demonstração de como nos tempos da crença na ciência enquanto libertação do homem, o Brasil andava na contramão do fluxo. Cientista à frente de seu tempo, foi pioneiro na transmissão radiofônica, porém encontrou forte resistência tanto por parte da população quanto por parte do poder público (seu laboratório chegou a ser atacado, sendo chamado de satanista devido às suas ideias). Poderia ter entrado para a história como um dos maiores inovadores da ciência, mas essa dificuldade dialética atrapalhou e o relegou a herói local.

Podemos constatar essas manifestações nos mais amplos aspectos. Nosso país já constatou pedido de prisão contra Sófocles, a população do começo do século XX assistiu espantada aos médicos querendo vaciná-las à força, teve apresentadora de televisão atestando o uso de cúrcuma ao invés de pasta de dente, e segue uma sequência de crenças em xamanismo e resistência ao pensamento científico (a recente crença na capacidade da fosfoetanolamina curar o câncer baseado em evidências não-científicas nos mostra isso).

Compreender essa falta de dialética está estritamente ligado a todo um passado de desigualdades sociais, de uma população sem acesso a educação e afunilada em contextos de limitação de pensamentos, sem a condição de interagir com um plano mais amplo. O xamanismo medicinal, seja na tradição indígena ou em diversas outras, como nas oriundas de religiões europeias e africanas, se manifesta entre pessoas para quem a medicina científica não pode ser acessada. A figura do curandeiro será próxima a quem a do médico é distante. O afastamento institucional leva as pessoas a se virarem com o que tem, e o pensamento dialético passa longe.

De igual forma, o aspecto da educação formal causa danos diretos. Um exemplo é a baixa capacidade de pensamento matemático e, por conseguinte, de pensamento lógico, fruto da má educação. Esse prejuízo oriundo da escola gera uma sociedade para quem o questionamento acaba inexistindo. O resultado disso é a crença em argumentos rasos, o populismo político, o baixo empreendedorismo. Junte, ainda, a dificuldade em absorver conteúdo relacionado a história, artes, literatura: o resultado é bastante negativo.

Outro aspecto de cunho histórico é quanto à relação do indivíduo com a sociedade. Somos um país “forjado”. Falamos da formação de vilas e cidades em que suas elites muitas vezes contavam com total poder sobre o indivíduo. Falamos de uma ampla população oriunda de escravos africanos removidos de sua terra, de sua cultura, de sua língua, de sua sociedade. Isso todo sob um complexo administrativo nascido na metrópole, criando uma sociedade de cima para baixo, com suas normas e regras impostas sem saber o que a plebe queria.

Vivemos então o reflexo dessa formação: pessoas que não se relacionam naturalmente com a sociedade, mas de maneira mecanicista, artificial. Uma população que não compreende as próprias leis (o caráter disciplinador de um sistema legal feito apesar da população, e não para ela). O próprio pensar a coisa pública e zelar por ela é difícil ao brasileiro, já que ele próprio não se sente pertencente a ela. Direitos são transformados em privilégios por uma casta de elite política, utilizando toda essa falta de pertencimento para se perpetuar em suas posições.

A isso tudo, podemos somar impactos recentes da modernização. A sociedade midiática nos últimos anos tem tornado cada vez menor a pluralidade cultural das pessoas, notoriamente no aspecto musical. Há uma forte enxurrada de uma mesmice repetitiva, sendo vedado o plural. O conteúdo de cinema e, de certa forma em seu arrasto, o literário, cada vez mais é exclusivamente focado em conteúdo de natureza anglófila, em especial dos Estados Unidos. As favelas do Rio de Janeiro, localidades onde nasceu o samba, hoje se veem sem ele, cada vez mais exclusivo para uma classe média intelectual.

Esse somatório de fatores nos levam a compreender como o Brasil é uma sociedade onde pensar o diferente, em que pensar os contrapontos, é algo bastante difícil. As manifestações hoje em dia são notórias: baixa pluralidade no fazer político, restrições a uma exposição de artes, até mesmo a opressão através da violência de grupos de umbanda e candomblé por parte de traficantes influenciados por pastores.

Fico pensando como seria caso Francis Bacon (o pintor) ou Pasolini tivessem nascido no Brasil. Ou então se um gênio do calibre de Einstein tentasse pelo nosso universo pensante proferir uma teoria que colocasse abaixo as plenas convicções existentes até então pela física. Assim, temos um país que tende a permanecer na retaguarda dos avanços em todas as formas de pensamento.

Infelizmente, não se pode acreditar que estejamos dando passos a fim de alcançar uma mudança significativa. Uma pesquisa bem atual aponta que menos da metade dos adultos do Brasil não chegam ao ensino médio. O presente momento de crise indica que a tendência para os próximos anos não será de maior investimento em educação, e é bastante improvável que algum mudança consistente em questões de cidadania seja motivada pela iniciativa privada. Seguiremos sendo uma sociedade em que o pensar diferente será visto com espanto e rejeição. E continuaremos quebrando o laboratório de Landell de Moura.


Guilherme Carvalhal
Itaperuna, 21/9/2017


Quem leu este, também leu esse(s):
01. 10 coisas que a Mamãe me ensinou de Julio Daio Borges
02. Agonia de Daniel Bushatsky


Mais Guilherme Carvalhal
Mais Acessadas de Guilherme Carvalhal em 2017
01. Sabemos pensar o diferente? - 21/9/2017
02. Aquarius, quebrando as expectativas - 6/4/2017
03. A pós-modernidade de Michel Maffesoli - 8/6/2017
04. Mais espetáculo que arte - 16/3/2017
05. Literatura, quatro de julho e pertencimento - 20/7/2017


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




TERRA NOSTRA
VITOR MANUEL ADRIAO
MADRAS
(2013)
R$ 62,00
+ frete grátis



A IGREJA LATINO-AMERICANA ENTRE O TEMOR E A ESPERANÇA
PABLO RICHARD
EDIÇÕES PAULINAS
(1982)
R$ 25,01



DO POVO PARA O POVO - UMA NOVA HISTÓRIA DA DEMOCRACIA
ROGER OSBORNE
BERTRAND BRASIL RIO DE JANEIRO
(2013)
R$ 30,00



PALHAÇO, O
EVALDO CABRAL DE MELLO
MASTER BOOKS
(2012)
R$ 31,84



LEMBRANÇAS DA CAPITAL MINEIRA : UM PÂNDEGO À SOLTA PELA BH DOS
LUIZ CLAÚDIO PÁDUA NETTO
PELICANO
(2005)
R$ 26,82



ISTO É: MANUAL DOS JOGOS OLÍMPICOS SYDNEY 2000 (1878)
OBRA COLETIVA
TRÊS
R$ 45,00



FUGINDO DE CASA - 63ª EDIÇÃO - COLEÇÃO GIRASSOL
SUZANA DIAS BECK
MODERNA
(1998)
R$ 6,00



A ALGARAVIA
JORGE SEMPRUN
NOVA FRONTEIRA
(1983)
R$ 15,00



EXPLICANDO DEUS NUMA CORRIDA DE TÁXI
PAUL ARDEN
INTRÍNSECA
(2009)
R$ 8,00



ABRASÍMETRO MARTINDALE
KENIA REGINA STREICH UND HEIDEROSE H. PICCOLI
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00





busca | avançada
38448 visitas/dia
955 mil/mês