Manchester à beira-mar, um filme para se guardar | Renato Alessandro dos Santos | Digestivo Cultural

busca | avançada
24629 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Red Bull Station estreia exposições de letrista e de coletivo feminino em julho
>>> Alaíde Costa e Toninho Horta mostram CD em parceria na CAIXA Cultural São Paulo
>>> O Julgamento Secreto de Joana D'Arc com Silmara Deon estreia no Teatro Oficina
>>> Novo app conecta, de graça, clientes a profissionais e prestadores de serviço
>>> Inauguração da Spazeo com show do Circuladô de Fulô - 28/07
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Entrevista com a tradutora Denise Bottmann
>>> O Brasil que eu quero
>>> O dia em que não conheci Chico Buarque
>>> Um Furto
>>> Mais outro cais
>>> A falta que Tom Wolfe fará
>>> O massacre da primavera
>>> Reflexões sobre a Liga Hanseática e a integração
>>> A Fera na Selva, filme de Paulo Betti
>>> Raio-X do imperialismo
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> Tempo & Espaço
>>> Mão única
>>> A passos de peregrinos ll
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES IV
>>> Shomin-Geki, vidas comuns no cinema japonês
>>> Con(fusões)
>>> A passos de peregrinos l
>>> Ocaso
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES I
>>> Sob o mesmo teto
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Raio-X do imperialismo
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> O Brasil que eu quero
>>> Pensar sem memória
>>> A Fera na Selva, filme de Paulo Betti
>>> O Digestivo e o texto do Francisco Escorsim
>>> Restos, por Mário Araújo
>>> A maçã de Isaac Newton
>>> O que é um livro?
>>> Cisne Negro: por uma inversão na ditadura do gozar
Mais Recentes
>>> O livro das grandes reportagens
>>> Deixe os homens aos seus pés
>>> Quem mexeu no meu queijo?
>>> O príncipe
>>> A mulher de trinta anos
>>> O texto Argumentativo
>>> Fernão Capelo Gaivota
>>> Tudo valeu a pena
>>> Tudo tem seu preço
>>> O poder dos quietos
>>> Despedindo-se da Terra
>>> Despertar para a vida
>>> É preciso Algo Mais
>>> Marcas da Vida
>>> Novamente Juntos
>>> Reviver por Amor
>>> Vivendo no Mundo dos Espíritos
>>> Estatística Indutiva: Teoria e Aplicação
>>> Macro e Micro Cosmos: Visão Filosófica do Taoísmo e Conceitos de Medicina Tradicional Chinesa
>>> Inside Out - Student's Book - Intermediate
>>> Inside Out - Workbook - Intermediate
>>> Le Français Est À La Mode
>>> A Cabana
>>> O vendedor de Sonhos e a Revolução dos Anônimos
>>> Marketing de Ação
>>> Na Moda
>>> Comunicação Organizacional - Gestão de Relações Públicas
>>> As mentiras que os homens contam
>>> Seja líder de si mesmo
>>> Superdicas para Falar bem em conversas e apresentações
>>> Manual de Umbanda para Chefes de Terreiros
>>> As Cartas do Caminho Sagrado - Sem as Cartas
>>> Saravá Seu Tranca Ruas
>>> Saravá Oxóce
>>> A Face Oculta da Mente - 25ª Edição
>>> As Fôrças Físicas da Mente - Tomo 2
>>> A Identidade Bourne
>>> A Missão 60 - Memórias de Um Pilôto de Guerra Brasileiro
>>> Problemas de Aprendizagem
>>> Eu Nas Entrelinhas - Extratos e Retratos de Minha Vida
>>> Os Mais Extraordinários Contos de Suspense
>>> Subsidios Para Uma Reformulação Política
>>> Pequenas Histórias, Grandes Lições - Volume 2
>>> Pequenas Histórias, Grandes Lições - Volume 1
>>> A Canção do Arrozal em Flor - Romance
>>> Tancredo Neves A Realidade e o Mito - Estudo de Sociologia Política
>>> Os Donos do Poder - Formação do Patronato Político Brasileiro - Vol. 1
>>> O Espelho Mágico - Um Fenômeno Social Chamado Corpo e Alma
>>> Ciência do Comportamento na Indústria - 1977
>>> Diálogo com a América Latina: Panorama de Uma Literatura...
COLUNAS

Terça-feira, 3/10/2017
Manchester à beira-mar, um filme para se guardar
Renato Alessandro dos Santos

+ de 2200 Acessos

Em meio ao arrastão de filmes que temos à disposição, de acesso tão fácil quanto retomar o caminho para chegar em casa, Manchester à beira mar é um exemplo cada vez mais raro daquele tipo de cinema que tão bem faz à alma da gente, quando, semanas depois, no chuveiro ou no passeio, o filme ainda fica a cutucar o cocoruto.

A primeira surpresa é a de que a história não se passa na Manchester que se espera, mas sim em uma cidadezinha de mesmo nome, nos Estados Unidos, perto de Boston, à beira-mar, claro. Nunca imaginei que ela existisse, e a história que o filme conta é a de Lee Chandler, um homem comum, turrão, que vive amargurado, estúpido menos por natureza do que por circunstâncias do destino; a vida é um moinho corcunda, um peso às costas, que ele carrega consigo como os fios de cabelo, mas só porque estão ali.

Quando as coisas se complicam, a gente já entendeu que ele é o apátrida, o indesejado de si; à esquerda, um zero. O celular toca, e as más notícias levam-no à cidade da qual fugiu, Manchester à beira-mar. Voltar para lá significa trazer o passado ao presente, e é aí que o papel interpretado por Irmão Affleck serve a ele como uma luva, ou uma rede depois de uma feijoada, e Casey Affleck, de atuação milimetricamente contida, dá um show, à parte, porque Lucas Hedges, ator que representa seu sobrinho, atua de forma igualmente brilhante, compondo um personagem de gestos e de expressões concisos, que não deveriam ser diferentes, e por isso ele também merecia o Oscar de ator coadjuvante ao qual foi indicado, mas que foi parar sobre a geladeira de Maheshala Ali, de Moonlight, sob a luz do luar.



Com o timing da história e a atuação dos atores ajustados, chegam detalhes que vão surpreendendo o espectador; um deles, uma cena de cemitério: em um dia sombrio, com pessoas reunidas ao redor de um caixão, a câmera mira por poucos segundos a lápide do túmulo; ali, a inscrição de três nomes, um pai, uma mãe e um filho, e, numa composição geométrica de arrepiar, um espaço em branco, à espera. Não fosse o cinema mais bem-vindo, seria literatura.

Mas não fica só nisso; o ritmo ajuda, as coisas acontecendo naturalmente, como têm de ser, um pôr do sol em movimento, a aura desaparecendo mais uma vez, e o que há por trás do personagem de Irmão Affleck, escondido natimorto lá nos fundilhos de seu passado, é de não se desejar nem ao inimigo pior.

Em E.T.: o extraterrestre (1982), Spielberg coloca a câmera na altura de uma criança de 10 anos; em On the Road (1957), Sal Paradise enche de fatias de salame vários pães, preparando-se para a viagem que o levará, como uma bolinha de gude, a cortar os EUA de um lado a outro; Kenneth Lonergan, diretor de Manchester à beira mar, deixa a história rolar como se ela contasse a si mesma, sem pressa, sem sobressaltos; é a vida fluindo embaixo do nariz da gente, que nem uma turbina de avião que, no fundo, é só um ventilador ligado.

É uma obra-prima do nosso tempo, recém-saída do forno. Uma obra-prima. Ponto de exclamação.

Renato Alessandro dos Santos é editor do site tertuliaonline.com.br


Renato Alessandro dos Santos
Batatais, 3/10/2017


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Sebastião Rodrigues Maia, ou Maia, Tim Maia de Renato Alessandro dos Santos
02. Reflexões sobre o ato de fotografar de Celso A. Uequed Pitol
03. Os Doze Trabalhos de Mónika. 11. A Quatro Braçadas de Heloisa Pait
04. Os Doze Trabalhos de Mónika. 10. O Gerador de Luz de Heloisa Pait
05. O espírito de 1967 de Celso A. Uequed Pitol


Mais Renato Alessandro dos Santos
Mais Acessadas de Renato Alessandro dos Santos em 2017
01. A imaginação do escritor - 25/4/2017
02. Manchester à beira-mar, um filme para se guardar - 3/10/2017
03. Um parque de diversões na cabeça - 30/5/2017
04. Séries da Inglaterra; e que tal uma xícara de chá? - 1/8/2017
05. Precisamos falar sobre Kevin - 5/12/2017


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




AS CLASSES NA SOCIEDADE MODERNA
T. B. BOTTOMORE
ZAHAR
(1968)
R$ 6,00



O MUNDO ASSOMBRADO PELOS DEMÔNIOS. A CIÊNCIA VISTA COMO UMA VELA NO ESCURO
CARL SAGAN
CIA DAS LETRAS
(1997)
R$ 38,00



TEMPOS IDOS E VIVIDOS - MEMÓRIAS
BENEDICTO VALLADARES
CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
(1966)
R$ 7,00



DIÁRIO DE BERLIM OCUPADA - 1945 - 1948
RUTH ANDREAS - FRIEDRICH
GLOBO
(2012)
R$ 20,00



IDÉIAS EM DESTAQUE - Nº 28 - SETEMBRODEZEMBRO DE 2008
INSTITUTO HISTÓRICO CULTURAL DA AERONÁUTICA
IHCA
(2008)
R$ 8,99



DA AMBIGUIDADE AO EQUÍVOCO
MARIA CRISTINA LEANDRO FERREIRA
UFRGS
(2000)
R$ 39,00



MATEMÁTICA 7 - COLEÇÃO CONCURSOS PÚBLICOS
RUI SANTOS PAES
GOLD
(2008)
R$ 8,00



A ARTE CAVALHEIRESCA DO ARQUEIRO ZEN
EUGEN HERRIGEL
PENSAMENTO
(1993)
R$ 18,00



AMOR COM AMOR SE PAGA
DULCE RIBEIRO
DORAVANTE
(2005)
R$ 12,90



A MAGIA DAS BRUXAS SOLITÁRIAS
RAE BETH
BERTRAND BRASIL
(2006)
R$ 15,00





busca | avançada
24629 visitas/dia
1,1 milhão/mês