Um olhar francês sobre os cães | Bruno Garschagen | Digestivo Cultural

busca | avançada
32715 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Terça-feira, 9/7/2002
Um olhar francês sobre os cães
Bruno Garschagen

+ de 2600 Acessos

Roger Grenier é um escritor com senso de humor aguçado. Difícil definir de forma mais apropriada um intelectual francês que escreve um elogio aberto aos cães, ainda que bem-humorado. Da literatura à filosofia com incursões na psicanálise, Grenier pinça nas obras de grandes escritores e pensadores referências ao cachorros, dos fatos curiosos aos insólitos, no livro "Da dificuldade de ser cão", o primeiro a ser traduzido no Brasil.

Dividindo por vezes o papel de protagonista com seu cão Ulisses, Grenier percorre as ruas de Paris narrando o comportamento do animal com as pessoas e a reação delas com ele. Nesse ambiente bastante comum, o escritor abre o flanco para buscar histórias com cães nas obras de Jean-Paul Sartre, Maurice Maeterlink, Rainer Maria Rilke, Lou Andreas-Salomé, Gertrude Stein, Virginia Woolf, Baudelaire, Flaubert, Emmanuel Kant, entre outros não menos coroados.

Investido na pele do que podemos chamar de intelectual-au-au, Grenier tempera as citações com um humor refinado e, por vezes, cortante. Parece escrever com uma caneta na mão e o bisturi na outra. "Ela estava com noventa e cinco anos. Que otimismo! Talvez ela estivesse certa, já que viveu até os cento e sete anos, alguns dizem que cento e dez. Restava-lhe, portanto, mais ou menos a duração de uma existência canina", comenta, após receber o telefonema de uma senhora idosa que gostaria de comprar outro cão para substituir o que morreu.

Até quando escreve sério o escritor francês soa gozado. Talvez seja o tema incomum ou a forma como conseguiu reunir uma considerável quantidade de informações sobre o animal que carrega o estigma de ser o melhor amigo do homem - aliás, uma grande covardia com os bichinhos.

O estilo de Grenier, conselheiro literário da editora francesa Gallimard e autor de dezenas de livro de ficção e crítica literária, é elegante. São 43 textos curtos com títulos sugestivos, do tipo "O mundo dos cheiros" (sobre a importância do olfato na vida canina), "A namorada do cachorro de Goering" (sobre a fracassada tentativa do escritor em "casar" sua cadela Sarigue com um pastor que fizera parte dos cães do segundo homem do Terceiro Reich), "Misantropo" (sobre as opiniões de Schopenhauer, Baudelaire e Thomas Bernhard a respeito dos cães).

Nos textos, dificilmente o escritor dá voltas. Dirige seu foco de observação diretamente no inusitado ou lamentável e às vezes deixa ao leitor a incumbência da ironia. Esse artifício da moderna literatura impede que Grenier caia no ridículo se fosse pretender densidade num tema como esse. Em "Inimigos", que trata do treinamento de cachorros para batalha, o escritor finaliza assim o texto: "Um decreto da Suprema Corte, em 1992, definiu cão perigoso como aquele que se joga espontaneamente sobre as pessoas para mordê-las". Era preciso dizer mais?

O livro - lançado na França em 1998 e nos EUA em 2000, onde obteve críticas favoráveis - está cheio de toques de um humor sofisticado, mas está longe de ser uma obra-prima. Em "O passeio na rua du Bac", hilária a história da mendiga que ia algumas vezes à editora Gallimard para dizer que lhe tinham roubado um manuscrito. Certa vez, pediu para falar com Gaston Gallimard, o falecido fundador da editora francesa. À resposta da morte pela funcionária, a mulher afirmou categoricamente que aquilo não era verdade. "Eu o vi no enterro de Jean-Paul Sartre (vivo na época)".

Talvez o que Grenier mais goste seja expor o ridículo do comportamento humano com os cães. É assim, por exemplo, quando nos conta que um ministro da Cultura proibiu o cão do funcionário do cemitério de Sète de indicar aos turistas a posição de túmulos de personalidade francesas. Quando algum turista visitava o lugar em busca do túmulo de Paul Valéry, o funcionário municipal acordava seu animal e berrava: "Valéry", ao que o cão não vacilava ao levar o visitante ao túmulo do poeta. Nada mais poético.

Há textos em que o autor francês sugere como os cães serviram de inspiração a escritores diversos. Rainer Maria Rilke escreveu o poema "O Cão" e voltou ao tema em "Os cadernos de Malte Laurids Brigge" e no curto "Um encontro"; Gertrude Stein enumerou os cachorros e os maridos da protagonista de seu romance "Ida"; Chesterton faz o cão de "O albergue voador" sentir piedade do pouco olfato dos humanos; Virginia Woolf, em seu autobiográfico "Flush", coloca o cocker spaniel que dá nome ao livro como a personagem principal da obra; Scott Fitzgerald alçou um cão ao papel de herói na novela "A manhã de Shaggy".

"Da dificuldade de ser cão" desfaz qualquer argumento contrário ao fato do animal ter uma importância até então ignorada na literatura mundial. E se o próprio Grenier confessa que os franceses se dirigem a seus animais como se pessoas fossem, então tratou de relegá-las a segundo plano, mirando os holofotes sobre os cães, construindo uma sátira incursão ao universo canino pela história do pensamento e das artes mundiais.

Pinceladas
Roger Grenier é autor de dezenas de livros de ficção e crítica literária. Publicou novelas, estórias curtas e ensaios literários. Durante décadas tem se mantido como a figura central da literatura francesa. Recebeu inúmeros prêmios, incluindo O Grande Prêmio de Literatura da Academia Francesa pelo conjunto da obra. Além de escritor, Grenier é editor e conselheiro literário da editora Gallimard em Paris.

Livros do autor
Avant une guerre (1971), Ciné roman (1972), Le Palais d'Hiver (1973), Un air de famille (1979), Les Embuscades (1980), La Follia (1980), La fiancée de Fragonard (1982), Le silence (1984), Il te faudra quitter Florence (1985), Le Pierrot noir (1986), Albert Camus, soleil et ombre : une biographie intellectuelle (1987), La mare d'Auteuil (1988), Pascal Pia, ou, Le droit au néant (1989), Partita (1991), Regardez la neige qui tombe: impressions de Tchâekhov (1992), Iscan (1992), La marche turque (1993), Trois heures du matin, Scott Fitzgerald (1995), Quelqu'un de ce temps-là (1997), Les larmes d'Ulysse (1998), Le veilleur (2000), Fidèle au poste (2001).

Para ir além





Bruno Garschagen
Cachoeiro de Itapemirim, 9/7/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Apontamentos de inverno de Elisa Andrade Buzzo
02. O Hobbit - A Desolação de Smaug de Duanne Ribeiro
03. Geração X-Tudo de Adriane Pasa
04. Pina, de Wim Wenders de Wellington Machado
05. Lobo branco em selva de pedra: Eduardo Semerjian de Elisa Andrade Buzzo


Mais Bruno Garschagen
Mais Acessadas de Bruno Garschagen em 2002
01. O romance da desilusão - 6/8/2002
02. Eu quero é rosetar - 12/2/2002
03. Niilismo e iconoclastia em Thomas Bernhard - 26/2/2002
04. Paz é conto da Carochinha - 28/5/2002
05. Chopin não viu, mas deve ter gostado - 14/5/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PROGRESSO, POBREZA E EXCLUSÃO
ROSEMARY THORP
BID
(1998)
R$ 35,00



A NOVA TRAJETÓRIA PROFISSIONAL
NEWTON JOSÉ DE OLIVEIRA NEVES E MILTON FAGUNDES
MISSION
(1999)
R$ 10,00



COMO E POR QUE LER OS CLÁSSICOS UNIVERSAIS DESDE CEDO
ANA MARIA MACHADO - NOVO
OBJETIVA
(2002)
R$ 54,00



UM AMOR DE GATO
GLENN DROMGOOLE
PUBLIFOLHA
(2002)
R$ 5,00



UM TURISTA NA TERRA
LEO P KELLEY
GALERIA PANORAMA
(1973)
R$ 10,00



CID-10 VOL. 1: CLASSIFICAÇÃO ESTATÍSTICA INTERNACIONAL DE DOENÇAS E PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE
OMS - ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE
EDUSP
R$ 102,00



OITENTA ANOS DE FERNANDO HENRIQUE CARDOSO
HUBERT ALQUERES
JATOBÁ
(2011)
R$ 120,00



A GAROTA DO CALENDÁRIO - SETEMBRO
AUDREY CARLAN
VERUS
(2016)
R$ 7,00



A CURVA DA ESTRADA
FERREIRA DE CASTRO
GUIMARÃES EDITORES
(2002)
R$ 29,70



TEXTOS FILOSÓFICOS
KARL MARX
MANDACARU
(1990)
R$ 13,41





busca | avançada
32715 visitas/dia
1,4 milhão/mês