onde nasce a violência? | Carlos E. F. Oliveir

busca | avançada
56607 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> FAAP discute Semana de Arte Moderna de 22
>>> Toda Quinta retoma 1ª edição no Teatro Vivo com menção a Dominguinhos
>>> ENSINAR A FAZER - MARCENARIA
>>> O Peso do Pássaro Morto faz duas sessões online dias 30 e 31/10
>>> Exposição recupera a memória da ditadura brasileira
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
>>> Uma história da Petz
Últimos Posts
>>> Mundo Brasil
>>> Anônimos
>>> Eu tu eles
>>> Brasileira muda paisagens de Veneza com exposição
>>> Os inocentes do crepúsculo
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
Blogueiros
Mais Recentes
>>> 40 belas atrizes
>>> Meu primeiro computador pessoal
>>> Um homem de Oz
>>> 12 de Junho #digestivo10anos
>>> crônica - ou ensaio - à la hatoum
>>> Prenda-me se for capaz
>>> Sobre futebol e hinos nacionais
>>> Zeitgeist
>>> Capacidade de expressão X capacidade linguística
>>> Silêncio e grito
Mais Recentes
>>> Palingênesis de Willabett Thompson e Antonio Martins pela Imprensa Oficial (2000)
>>> Pedaços de Mim de Eliana Ellinger pela Imprensa Oficial (2000)
>>> Pôquer dos Deuses de Miguel Dias pela Imprensa Oficial (2000)
>>> Um Amante Muito Amado: Machado de Assis de Maria Eli de Queiroz pela Imprensa Oficial (2000)
>>> Fabiano de Cristo: O Peregrino da Caridade de Roque Jacintho pela Luz no Lar (1997)
>>> Curso de Direito Processual Civil Vol. de Fredie Didier Jr. pela Podivm (2007)
>>> Criatividade Para Administradores de José Luiz Hesketh PH.D pela Vozes (1980)
>>> Teoria e Pratica da Locação de Imóveis de Nilton da Silva Combre pela Saraiva (1987)
>>> Abc do Direito Civil * Dos Contratos de Munir Moukarzel pela Affonso (1978)
>>> Locações de Imóveis de Attilio José Aguiar Gorini pela Biblioteca de Legislação Freitas Bastos (1979)
>>> Primeiras Linhas de Direito Econômico de Washington Peluso Albino de Souza pela Fbde (1992)
>>> Da Denunciação da Lide de Aroldo Plínio Gonçalves pela Forense (1995)
>>> Código de Processo Civil Reformado de J. E. Carreira Alvim pela Del Rey (1996)
>>> Código Civil Vol. VI de Clóvis Bevilaqua pela Livraria Francisco Alves (1939)
>>> Curso de Direito Administrativo de Diogo de Figueiredo Moreira Neto pela Forense (1974)
>>> Manual de Direito Penal Brasileiro de Eugenio Raúl Zaffaroni e Outro pela Revista dos Tribunais (1999)
>>> Estatuto da Advocacia e da OAB de Paulo Luiz Neto Lôbo (org.) pela Brasília Jurídica (1994)
>>> Renovatória de Locação Revisional de Aluguel e Despejos de Ivan de Hugo Silva pela Aide (1981)
>>> Consolidação das Leis do Trabalhos de Juarez de Oliveira e Marcus Cláudio Acquaviva pela Saraiva (1974)
>>> Querer Poder Conjugar de Paulo Aragão pela Imprensa Oficial (2000)
>>> Mangá X Clamp Volume 14 de Arashi Kishu pela Jbc (1992)
>>> Mangá X Clamp Volume 8 de Yuziha Nekoi pela Jbc (1992)
>>> Mangá X Clamp Volume 7 de Sorata Arisugawa pela Jbc (1992)
>>> Mangá X Clamp Volume 5 de Sichiro Aoki pela Jbc (1992)
>>> Mangá X Clamp Volume 4 de Kyougo Monou pela Jbc (1992)
COMENTÁRIOS

Sábado, 28/4/2007
Comentários
Leitores


onde nasce a violência?
Talvez a pergunta seja onde nasce a violência? Senão toda a platéia de filmes que, digamos, faça "apologia" à violência seria transformada em serial killers; aí seria uma simplificação. Questionemos então o que seria violência utilizando referências cinematográficas: A escolha de Sofia? O bravo dirigido por Johnny Deep? Quem sabe O resgate do soldado Ryan, do Spilberg? A violência nas telas têm em muito servido de alegoria para que algumas culturas discutam a segmentação e a necessidade de controle sobre a própria vida. O cinema oriental esta por assim dizer saturado de temas ligados à violência e em geral isto não significa que estejam se tornando mais violentos que no seu passado. A violência no cinema, em Scorcese e outros diretores, se vale de alegoria. A escolha de Sofia busca fragilizar o espectador ao desmontar salvaguardas emocionais fundadas na empatia com a personagem para então conduzi-lo à catarse. Cinema não propaga violência mas, como vimos, permite registrar e discutir...

[Sobre "Violência, violência"]

por Carlos E. F. Oliveir
28/4/2007 às
07h43 201.65.37.4
(+) Carlos E. F. Oliveir no Digestivo...
 
A Wiki e a aceitação passiva
Não acredito que pessoas informadas validem inquestionavelmente quaisquer informações, a própria busca já traz em si um desejo elucidativo. Absorver determinados conceitos ou conhecimentos, geralmente ocorre do cruzamento de fontes e complementação ou ratificação de mais de um formulador. A aceitação passiva de uma única fonte é uma quase negligência que está aquém do desejo de esclarecer. Quanto aos analfabetos funcionais, o IBGE serve-se de dados e números, esta é a sua razão, enquanto o senso comum se abriga unicamente no preconceito. Temos analfabetos funcionais, em um número muito maior, com diplomas de terceiro grau, dirigindo importantes negócios ou até acreditando que fazem parte de uma elite cultural. Crianças acreditam em fábulas que é também matéria cognitiva; carentes trocam mentiras por atenção; excluídos trocam qualquer coisa por mais um minuto de vida; cada qual acredita no que quiser à medida que seja possível situar seu desejo na realidade. O mundo não é mau e nem somos ingênuos...

[Sobre "Wikipedia: prós e contras"]

por Carlos E. F. Oliveir
27/4/2007 às
22h40 201.65.37.4
(+) Carlos E. F. Oliveir no Digestivo...
 
fiquei arrepiada com o texto
Sem dúvida, o show do Aerosmith valeu muito a pena. Esperei por muito tempo para viver duas horas de muita felicidade. Até hoje não acredito que vivi e senti tudo aquilo. Foi uma explosão de alegria que só quem é fã de puro e bom rock pode sentir. Posso dizer também, conforme mencionado nos comentários deste texto, que prometi a mim mesma que irei ao show do Aerosmith em algum lugar do mundo. Aeros é a minha banda...

[Sobre "Aerosmith no Morumbi"]

por Fernanda
27/4/2007 às
20h47 200.216.152.19
(+) Fernanda no Digestivo...
 
bom de mais da conta!
Cara amiga... você é ótima! Parabéns! Que Deus (feminino ou masculino - whatever) te abençoe sempre e amém! bjm, Tania

[Sobre "Uomini di poca fede!"]

por Tania
27/4/2007 às
19h28 150.164.231.159
(+) Tania no Digestivo...
 
Catalogando o efêmero
Nestes tempos de acesso franco a informação e de um suporte tecnológico massificando este acesso, resta-nos ponderar sobre a qualidade da informação recebida. Observando Wikipédia e enciclopédia, talvez não haja sentido numa comparação. O tratamento da informação dependerá do nível de profundidade de quem prospecta, da disponibilidade de fontes comparativas para ratificar tal dado e do objetivo concreto no tratamento dado a informação. Considerando ainda a referência cultural que deu origem aquele registro; imaginemos culturas ou referências antagônicas registrando dados uns dos outros. Torna-se necessário qualificar a informação com a distância e os critérios de sempre. Como caminhamos entre erros, acertos e tardias correções; algumas alusões de conhecimento ainda são tratadas como ciência. A busca do conhecimento hegemônico é um mito; como tal, revela nossa angústia do não saber, então o que resta é a ilusão de colecionar questionamentos, catalogar o efêmero e registrar sua superação...

[Sobre "Os enciclopedistas franceses rolam nos túmulos"]

por Carlos E. F. Oliveir
27/4/2007 às
17h23 201.65.37.4
(+) Carlos E. F. Oliveir no Digestivo...
 
lendas em detrimento de fatos
Em termos práticos, se a partir de amanhã o coelhinho da Mônica for pintado de verde, uma geração inteira se acostumará com a nova cor e apenas os antigos perceberão a mudança. Caberá aos profissionais do futuro relembrarem (com acerto e precisão) do histórico que resultou na obra. Nesse sentido, as informações divulgadas aleatoriamente pela internet (no orkut, por exemplo) não podem competir com os 40 anos de vida dos estúdios MSP. As informações precisam ser checadas criteriosamente antes de se tornarem públicas, ou corremos o risco de acreditar em lendas em detrimento de fatos.

[Sobre "Os enciclopedistas franceses rolam nos túmulos"]

por Roberto Munhoz
27/4/2007 às
15h26 201.8.241.125
(+) Roberto Munhoz no Digestivo...
 
Um contra-exemplo
A afirmacao do seu primeiro paragrafo e' desmentida por obras-primas como Ulisses (ninguem merece ler isso!), ou os calhamacos do Tom Clancy...

[Sobre "O físico que era médico"]

por Ram
27/4/2007 às
15h02 71.202.209.152
(+) Ram no Digestivo...
 
Bunda, bunda, bunda
Eu me admiro com esses "comentadores". Todo mundo fica arrumando mil pretextos para fazer uma crítica "cabeça" do filme. Política, falta de política, opressor, oprimido, superficialidade, hedonismo... Mas, no final, todo mundo se embasbaca mesmo é com a política da bunda. Bunda, bunda, bunda. Ensaia-se, desvia-se, disfarça-se e se chega na... bunda. E é isso mesmo, uma bunda majestosa e dominante, num filme muito original, divertido e absorvente, no bom sentido. Assisti fascinado, sentindo que, apesar de esse Selton Mello quase estragar tudo, como sempre, esse sim é um filme muito melhor do que essas leguminosas a que vamos assistir no fim de semana nos Cinemarks dos shoppings.

[Sobre "A política de uma bunda"]

por Jose Bueno Franco
27/4/2007 às
14h43 201.63.121.154
(+) Jose Bueno Franco no Digestivo...
 
Eu trabalhei no Cemitério!
De Automóveis... Era um espetáculo de alta periculosidade... mas genial. Escrevi até uma matéria na revista Agulha sobre o Victor Garcia...

[Sobre "Cemitério de Automóveis"]

por Ana Vasconcelos
27/4/2007 à
00h52 201.53.222.153
(+) Ana Vasconcelos no Digestivo...
 
Enciclopédias e Pesquisas
Ana, Muito bom texto. Clareza, poder de síntese, e gostoso de ler. Parabéns!

[Sobre "Os enciclopedistas franceses rolam nos túmulos"]

por Jose Alfredo
http://voltasnoporto.blogspot.com
27/4/2007 à
00h47 189.6.243.215
(+) Jose Alfredo no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Direito do Trabalho Penitenciário
Laura Machado de Oliveira
Lumen Juris
(2017)



Aqueles Cães Malditos de Arquelau
Isaias Pessotti
34
(1996)



Jornal de um Homem de Marketing
Francisco Gracioso
Cultrix
(1995)



Firebelly uma Viagem ao Coração do Pensamento
J. C. Michaels
Novo Tempo
(2008)



Sabe de uma Coisa? Diario de uma Adolescente
Vivina de Assis Viana
Atual
(1989)



Manual de Mergulho - Técnicas Avançadas
Maurício Carvalho
Pdic
(1993)



A Importância do Relacionamento Comercial e Cultural...
Vários
Senado Federal
(1995)



Curso de Direito Internacional Publico
Carlos Roberto Husek
Ltr
(2009)



Crescer Em Comunhão Com o Pai - Volume 1
Pe. José Geeuricky e Outros
Vozes
(1986)



Cirurgia Estética
Talita Franco e Claudio Rebello
Atheneu
(1977)





busca | avançada
56607 visitas/dia
1,8 milhão/mês