Fuja das boas intenções | Ronaldo

busca | avançada
51146 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Evoluir celebra o mês das crianças com contação de história
>>> Editora H1 chega com proposta de modelo híbrido de apresentação de conteúdo
>>> CONCERTO OSESP MASP TEM NOVA APRESENTAÇÃO GRATUITA DIA 20 DE OUTUBRO
>>> 14ª Visões Urbanas tem Urbaninhas com quatro espetáculos para crianças
>>> Visões Urbanas permanece online em sua 14ª edição
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
>>> Uma história da Petz
Últimos Posts
>>> Mundo Brasil
>>> Anônimos
>>> Eu tu eles
>>> Brasileira muda paisagens de Veneza com exposição
>>> Os inocentes do crepúsculo
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
Blogueiros
Mais Recentes
>>> José Moutinho
>>> Palavra na Tela – Crítica
>>> Paternidade
>>> Soul Bossa Nova
>>> Walking Dead - O caminho dos mortos na cultura pop
>>> Anomailas, por Gauguin
>>> Público, massa e multidão
>>> Saints and Sinners
>>> Teledramaturgia ao vivo
>>> Os narradores de Eliane Caffé
Mais Recentes
>>> Just in Time Mrp II Opt de Henrique L. Corrêa e Irineu G. N. Gianesi pela Atlas (1996)
>>> Economics de Michael Parkin pela Addison Wesley Longman (1999)
>>> Cold-Case Christianity - A Homicide Detective Investigates the claims of the gospels de J. Warner Wallace pela David Cook (2013)
>>> Operations and Supply Management The Core de F. Robert Jacobs e Richard Chase pela McGraw-Hill (2010)
>>> Orgulho e Preconceito de Jane Austen pela Pé da Letra (2021)
>>> The Wiki Way - Quick Collaboration on the Web de Bo Leuf - Ward Cunningham pela Addison Wesley (2004)
>>> Becky Bloom - Delírios De Consumo Na 5ª Avenida de Sophie Kinsella pela Record (2002)
>>> Gossip Girl Vol. 6- É Você que Eu Quero de Cecily von Ziegesar pela Record (2007)
>>> Curso de Direito Comercial - Direito de Empresa de Fábio Ulhoa Coelho pela Saraiva (2014)
>>> Direito Civil Brasileiro - Contratos e Atos Unilaterais vol. 3 de Carlos Roberto Gonçalves pela Saraiva (2012)
>>> Dicionário de Biblioteconomia e Arquivologia de Murilo Bastos da Cunha- Cordélia Robalinho Cavalcanti pela Briquet de Lemos (2008)
>>> A Year of Being Single de Fiona Collins pela Hq (2016)
>>> The Brightest Star in the Sky de Marian Keyes pela Penguin Books (2011)
>>> Contos Sombrios de Gabriel Maia pela Linhas Tortas (2019)
>>> Essentials of Marketing de McCarthy e Perreault pela Sixth Edition
>>> Java como Programar de Deitel pela Prentice Hall (2005)
>>> Leis do Amor de Francisco Candido Xavier pela Feb (1965)
>>> Seara dos Médiuns de Francisco Candido Xavier pela Feb (1985)
>>> Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim de Valter Turini pela O Clarim (2009)
>>> Os Segredos do Casarão de Elizabeth Artmann pela Petit (1999)
>>> A Segunda Chance... de Alfredo Pardini pela O Clarim (2009)
>>> O Segredo das Bem Aventuranças de José Lázaro Boberg pela Eme (2009)
>>> Sementes e Contos de Lauro Pereira pela Procriart (1985)
>>> Segue-Me!... de Francisco Cândido Xavier pela O Clarim (1978)
>>> Direito Civil Brasileiro - Direito Família vol. 6 de Carlos Roberto Gonçalves pela Saraiva (2013)
COMENTÁRIOS

Terça-feira, 26/9/2006
Comentários
Leitores


Fuja das boas intenções
Pablo, acho que vc está enganado. Fazer política de qualidade e melhorar o mundo não é uma questão de vontade. É uma questão de inteligência. Eu não acredito em vontade. Eu fujo de pessoas bem intencionadas. Quer um exemplo? Vc chega numa cidade pobre do interior e encontra uma criança doente. Ela está com febre. O curandeiro da região já deu os chás de sempre, e não adiantou. Eu te pergunto: se vc não souber nada de medicina, vc vai poder fazer alguma coisa para ajudar? É claro que não. Então boa vontade não adianta. Em política é a mesma coisa. Um sujeito com boa vontade que não tenha os conhecimentos e as idéias certas não pode fazer absolutamente nada para ajudar. Lute contra essa sua idéia, meu amigo. A política não precisa de pessoas bem intencionadas. Aliás, acredito que ela já está cheia delas. Precisa é de pessoas inteligentes, com conhecimentos precisos de economia e administração. Fuja das boas intenções. Abraço, Rbr

[Sobre "Poder e Vocação"]

por Ronaldo
26/9/2006 às
09h24 201.19.238.39
(+) Ronaldo no Digestivo...
 
Pra quem faz
"Se você é um verdadeiro jornalista, tem que aprender a olhar. As únicas ferramentas que temos são nossos olhos e nossas cabeças. Não é o ato de olhar somente com os olhos: é entender corretamente o que vemos. Abrir a barriga do mundo e farejar suas entranhas." Estou contigo!

[Sobre "A Canção Pobre"]

por Edson Junior Lain
http://eddcaulfield.wordpress.com/
26/9/2006 às
09h08 201.30.142.5
(+) Edson Junior Lain no Digestivo...
 
Nova interpretação de Wave
LEM, tenho uma interpretacao diferente para a estrofe de Wave. "Fundamental e' mesmo o amor. Impossivel ser feliz sozinho." Sera que nao se refere a solidao de nao se ter amigos queridos e pessoas com quem dividir ideias e risadas? O amor tem muitas facetas, e nao necessariamente deve se restringir ao amor entre um homem e uma mulher, como defende a nossa sociedade. A realidade e' que e' impossivel ser feliz sozinho, mas sozinho sem contato com outras pessoas, com novas ideias, com cultura, com arte, com a natureza. De alguma forma estamos sempre conectados ao universo a nossa volta... E eu acho que ja' vivi longos periodos bastante sozinho, que a solidao esta' mais na cabeca do que na realidade. Pq sempre temos a oportunidade de estar aprendendo alguma coisa e rindo de outras coisas, e nao existe caminho mais facil para felicidade do que aprender e rir. Tom Jobim era muito ironico, e acho que ate' pelo estilo de vida dele, se referia a amigos, e nao aos amores romanticos...

[Sobre "Sim, é possível ser feliz sozinho"]

por Ram
26/9/2006 às
08h35 200.140.91.177
(+) Ram no Digestivo...
 
Reflexão é o único caminho
Se existem sadhus nos Himalaias que refletem, e tudo que possuem e' a roupa do corpo, e vivem de esmolas; se Budha tinha 10000 seguidores, e viviam como mendicantes e refletiam; se o grande matematico Paul Erdos nem propriedade tinha e refletia... Pq ninguem mais pode faze-lo? Ate mesmo para quem tem fome, a escolha entre roubar e trabalhar e' um ato de reflexao. Noves fora que, no Brasil, mesmo quem pode nao reflete... A verdade e' que sempre estamos atras de desculpas para justificar a ausencia de consciencia em nossas vidas. E' um fenomeno natural. Mas, repito: ao menos, nos, da classe media, poderiamos, sim, refletir.

[Sobre "Reflexão para eleitores"]

por Ram
26/9/2006 às
08h22 200.140.91.177
(+) Ram no Digestivo...
 
Seu texto tá ótimo
Vivemos uma realidade dentro de muitas redações em que os jornalistas mal conseguem usar e-mail. É um verdadeiro mistério para muitos a diferença entre site e correio eletrônico. Mesmo nas grandes, como a d'O Globo, alguém confundiu internet com jornal impresso e bolou uma forma impossível de web. O problema não é o blog (ainda), é a base da coisa toda. Sem saber o feijão-com-arroz da rede, fica complicado partir para o jornalismo eletrônico. Seu texto tá ótimo, será distribuído entre alguns colegas. Abraço.

[Sobre "Por que os blogs de jornalistas não funcionam"]

por Leonardo Fontes
http://www.blogueisso.com
26/9/2006 às
02h03 201.9.95.226
(+) Leonardo Fontes no Digestivo...
 
neste mundo de relatividade
Sim, é possivel ser feliz sozinho, e eu concordo com o seu texto. Porém, cabe lembrá-lo que vivemos num mundo de "relatividade", onde uma coisa é relativa a outra, e por esta razão, eu ainda acho que somente em grupos, ou em pares, poderemos realmente crescer espiritualmente. Embora gostemos de ficar sozinhos, o crescimento somente ocorre quando aprendemos a aceitar as diferenças dos outros. Você somente poderá obter uma referência de você mesmo quando você se compara com um outro ser. Somente estando num ponto A que você poderá então perceber a magnitude do ponto B. A felicidade é alcancada quando crescemos espiritualmente. Um ser sozinho somente cresce uma fração daquilo que poderia crescer se estivesse em contato com outros seres. Precisamos desta referência, é bom sabermos que é importante nos relacionarmos para então, assim, crescermos neste mundo de relatividade. Abracos, 1000ton

[Sobre "Sim, é possível ser feliz sozinho"]

por Milton Laene Araujo
http://www.ibt-eft.com
25/9/2006 às
20h17 65.8.71.193
(+) Milton Laene Araujo no Digestivo...
 
Eu já até desisti!
Eu já até desisti! Nem discuto mais com pessoas que acham que quem prefere ficar sozinho sofre de frieza e/ou desencanto. Hoje eu até me divirto encarnando o personagem do cara desiludido, frio e amargurado, só para ver as caras de espanto das pessoas "românticas", que não sabem que não é nada disso.

[Sobre "Sim, é possível ser feliz sozinho"]

por Daniel
http://dosimulacro.blogspot.com
25/9/2006 às
19h13 200.158.240.55
(+) Daniel no Digestivo...
 
Estou só, mas feliz
LEM, adorei o que você escreveu, a vida é de momentos, e eles têm que ser bem vividos. Estar só não significa solidão, o mesma. Estou só, no momento, mas sou FELIZ. Abraços, Laura

[Sobre "Sim, é possível ser feliz sozinho"]

por Laura Maria Goes Rod
25/9/2006 às
17h27 201.22.87.41
(+) Laura Maria Goes Rod no Digestivo...
 
Vou de bike!
Vocês deviam experimentar se deslocar na cidade de bicicleta. É mais prático, mais saudável e, com o tempo, aprende-se a ficar distante de todos os perigos oferecidos pelo trânsito. Violência? Mais - muito mais - difícil assaltar alguém de bike que a pé ou num semáforo de carro. Economiza-se o combustível e a academia. E a relação com a cidade altera-se visivelmente para melhor. Morros? Bom, moro em BH, nenhuma capital tem mais morros que essa, e garanto que é tranqüilo para uma bicicleta com marchas. Vendi meu carro há seis anos, e tão cedo não pretendo ter outro.

[Sobre "Eu dirijo, e você?"]

por Humberto Guerra
25/9/2006 às
16h48 201.58.110.185
(+) Humberto Guerra no Digestivo...
 
Solidão só se for a dois
Ser feliz é o melhor lugar, ser feliz estar gozando do sonho de amar e refletir sobre o amor. O estágio de todos juntos a nossa volta, com opiniões, decisões, ternuras, beijos e pegações, leva-nos ao recolhimento, à busca de respirar solitariamente, tentando obviamente entrar em êxtase com o infinito. Mas necessariamente não significa ficar só, mas aprender a respirar, pra não morrer sufocado com a multidão ou de excesso de amor. A solidão pode ser uma canoa boa pra gente navegar a dois na troca de carinhos.

[Sobre "Sim, é possível ser feliz sozinho"]

por Manoel Messias Perei
25/9/2006 às
16h03 201.42.133.180
(+) Manoel Messias Perei no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




1808: como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a história de Portugal e do Brasil
Laurentino Gomes
Planeta do Brasil
(2007)



A Historia Mais Longa Do Mundo - Infanto
Rosane Pamplona
Brinque book
(2009)



Fort of Apocalypse 2
Yu Kuraishi e Kazu Inabe
Jbc
(2017)



Paisagem Vista do Trem
Antonio Calloni
Papirus 7 Mares
(2008)



Como Sair Dessa
Márcia Prado Sartorelli e Outros
Ftd
(1999)



O Direito é Legal
Lamartino Franca de Oliveira
Ltr



Transformando Crise Em Oportunidade
João Paulo dos Reis Velloso
José Olympio
(2007)



Yakuza - Um levantamento explosivo do submundo japonês do crime
David Kaplan & Alec Dubro
Record
(1986)



Um Artista do Mundo Flutuante
Kazuo Ishiguro
Rocco
(1989)



Werner Herzog: o Cinema Como Realidade
Lúcia Nagib
Estação Liberdade
(1991)





busca | avançada
51146 visitas/dia
1,8 milhão/mês