Crônicas de solidão urbana | Guilherme Conte | Digestivo Cultural

busca | avançada
35394 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Espetáculo 'As Filhas da Mãe' completa 35 anos.
>>> Bloco Fogo e Paixão faz a festa na Zona Portuária
>>> Papo Astral: guia astrológico para o leitor se conhecer melhor
>>> JORNALISTA REESCREVE CONTOS DE FADAS À BRASILEIRA
>>> Aspirando & Expelindo
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 9. Um Cacho de Banana
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 8.Heroes of the World
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 7. Um Senador
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 6. Nas Asas da Panair
>>> Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 5. Um Certo Batitsky
>>> A vida dos pardais e outros esquisitos pássaros
>>> Blockchain Revolution, o livro - ou: blockchain(s)
>>> Bates Motel, o fim do princípio
>>> Bruta manutenção urbana
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
Últimos Posts
>>> O preço
>>> Você já atualizou sua história hoje?
>>> Sorvedouro
>>> Reter ou não reter
>>> O Peregrino
>>> Sismógrafos
>>> La ansiedad
>>> Barrados no baile
>>> Fluxogramas
>>> Fio de Eros II
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Metade da laranja ou tampa da panela?
>>> Preparar Para o Impacto
>>> Cultura pop
>>> O Paciente Steve, de Sam Lipsyte
>>> Deus não é Grande, de Christopher Hitchens
>>> Para pecar, vá de manga
>>> Para pecar, vá de manga
>>> Samba da benção
>>> A ilusão da alma, de Eduardo Giannetti
>>> Do maior e do melhor
Mais Recentes
>>> Corples - A História E A Memória Fotográfica ... - 1ª Edição
>>> No Tempo das Salga-bundas - 1ª Edição
>>> Pelo Caminho... - 1ª Edição
>>> Um Ética Para O Novo Milênio - Coleção Auto-estima
>>> Os Criminosos vieram para o chá
>>> Pântano de Sangue - 4ª Edição - 13ª Impressão
>>> O Leão, A Feiticeira e o Guarda-roupa - 4ª Edição
>>> Alice no País das Maravilhas -3ª Edição - Eu Leio
>>> A Leoa Branca
>>> Correntezas - 1º Edição
>>> Achados E Perdidos - 2ª Edição
>>> Desumano E Degradante - 2ª Edição
>>> O Talentoso Ripley - 1ª Edição
>>> Fúria - Romance - 1ª Edição
>>> Neve Sobre Os Cedros - 1ª Edição brasileira
>>> Ser Feliz - 1ª Edição
>>> Dália Negra - Coleção Negra 2000
>>> Rede Globo 40 anos de poder e hegemonia - Coleção Comunicação
>>> La Tragédie du Pouvoir - Quel Avenir Pour La France?
>>> Arabian Nights
>>> Coleção Brasilis - 4 volumes
>>> O Heróis De Mil Faces - Joseph Campbell
>>> Mein Kampf - Minha Luta
>>> Nos Passos de Hannah Arendt - Biografia
>>> Airport Engineering
>>> Introduction to Statistical Theory
>>> Qsar: Hansch Analysis and Related Approaches, Volume 1
>>> Russian Corporate Capitalism From Peter the Great to Perestroika
>>> Parasites and Pathogens of Insects - Vol. 2: Pathogens
>>> Postmodern Management
>>> Special Pathology and Therapeutics of the Diseases of Domestic Animals
>>> Inventory Control and Management
>>> Human Resource Management
>>> Applied Reliability
>>> A Preliminary Discourse on the Study of Natural Philosophy
>>> The Lessons of Israels Great Inflation
>>> Disaster Planning and Recovery
>>> Classical Thermodynamics
>>> Robbins & Cotran - Patologia
>>> Atlas of Emergency Procedures
>>> Successful Partnering - Fundamentals For Project Owners and Contractor
>>> Portuguese and Brazilian Books in the John Carter Brown Library
>>> Logistics and the Extended Enterprise
>>> Reproduction in Poultry
>>> Encyclopedia of Cultural Anthropology - 4 Vols.
>>> Pump Handbook
>>> An Introduction to Econometric Theory
>>> After Fordism
>>> Planos de Cuidado de Enfermagem - Orientações para o Cuidado Individ
>>> Analyzing Efficiency and Managerial Performance
COLUNAS

Quinta-feira, 30/6/2005
Crônicas de solidão urbana
Guilherme Conte

+ de 7400 Acessos
+ 3 Comentário(s)

Histórias em quadrinhos sempre foram marginalizadas. Por mais que grandes nomes como Robert Crumb não devam nada a muitos pintores e artistas plásticos por aí, o termo "quadrinista" ainda carrega um conteúdo depreciativo. A torcida é para que a excelente montagem de Avenida Dropsie, pela Sutil Companhia de Teatro, ajude a mudar um pouco esse quadro. Com direção do sempre criativo e competente Felipe Hirsch, a Sutil leva ao palco uma seleção de histórias (graphic novels) do norte-americano Will Eisner, tido como o pai dos quadrinhos, morto no último dia 3 de janeiro.

Eisner ficou famoso - e conquistou uma legião de fãs fiéis - como o criador de The Spirit, longevo HQ para adultos, sobre um detetive sem super-poderes ou complicadas engenhocas. Mas as histórias de Dropsie são de natureza diversa. Elas bebem da fonte de outras novels de Eisner, como Life force e Eisenshpritz. Mostram o cotidiano da Nova York de sua infância, no Brooklyn. Imigrantes judeus, soturnos músicos de jazz de calçada, vagabundos, donas de casa e todos os tipos de bêbados e vadios. O cenário e figurino impecáveis, aliados a uma produção inventiva (com uma impagável cena de chuva), nos transportam por vezes às cenas tais quais desenhadas por Eisner. Impressiona. Não menos criativa é a trilha sonora, que vai de música folclórica grega a Ramones, mas principalmente recheada com big bands da década de 1930, muito ao gosto dos filmes de Woody Allen. Grandes trilhas, aliás, são uma das marcas da Sutil, notabilizada em premiados espetáculos como A Vida é Cheia de Som e Fúria (2000) e Temporada de Gripe (2003).

Montagens inquietantes de peças fora da pauta do dia são uma constante dessa companhia curitibana fundada em 1993 pelo diretor Hirsch e pelo ator (e por vezes assistente de direção) Guilherme Weber, um dos melhores em cena. O elenco é afinado e realmente parece ter pulado dos desenhos de Eisner. Ora provocando risos, ora grandes silêncios na platéia, mostra um pequeno microcosmo de uma Nova York cáustica, por vezes sombria, engatinhando para sair da crise de 29. Reconhecemos pessoas comuns, que também poderiam ter vindo das páginas de E.B. White ou Gay Talese. É Nova York, mas poderia ser São Paulo ou qualquer outra grande cidade. A solidão da vida na metrópole. Pessoas enganando a fome, matando o tempo. Uma peça que faz rir, mas um riso nervoso. Afinal de contas, não é agradável se reconhecer no palco.

Para ir além
Avenida Dropsie - Teatro Popular do Sesi - Avenida Paulista, 1313 - Quinta (20h) e domingo, 19h, grátis - ingressos retirados com uma hora de antecedência [a dica nesses dias é chegar bem antes; filas enormes são comuns]. Sexta (21h) e sábado (20h), R$ 15,00. Até 28/08.
www.sutilcompanhia.com.br

Retrato visceral

Ei, você que está lendo isso aqui, mexa-se! Corra até alguma unidade do SESC para garantir seu ingresso. Há pouco tempo. Louise Bourgeois: faço, desfaço, refaço, da atriz paranaense Denise Stoklos, só fica em cartaz até o dia 3 de julho. E é imperdível.

A peça é baseada na vida da artista plástica francesa Louise Bourgeois. O texto, o cenário e a música também são de Louise, hoje com 94 anos. A concepção foi feita em conjunto pela dupla. E a parceria deu muito certo.

O perfil de Louise vai se construindo a partir de pensamentos, sentimentos, fluxos de consciência e escritos. Denise entrou de corpo e alma no papel. Sua interpretação transparece autenticidade durante todo o espetáculo, não há um segundo sequer de vacilação. Ela deixa mostrar toda a admiração e a obsessão que tem pela artista.

A vida de Louise, de fato, é muito interessante. Após largar o curso de Matemática da Sorbonne, em Paris, ela mergulha no cenário artístico da cidade e passa a freqüentar ateliês de diversos artistas. Queria ser pintora, contra a vontade do pai. Num desses ateliês, o de ninguém menos que o pintor Fernand Léger, achou sua vocação para a área que lhe trouxe a fama: a escultura.

Em 1938 muda-se, recém-casada com o historiador da arte Robert Goldwater, para os Estados Unidos, onde mora até hoje (atualmente em Nova York).

Ligada notadamente ao expressionismo abstrato, manteve intenso contato com artistas como Marcel Duchamp, Joan Miró e Le Corbusier. Sua obra é relevante; uma de suas esculturas mais famosas, "Spider", uma gigantesca aranha de bronze com mais de três metros de altura, está em exposição permanente no Museu de Arte Moderna (MAM) de São Paulo, no Parque do Ibirapuera.

Além de excelente atriz e diretora, Denise briga também em outro campo: o teórico. Já tem sete livros publicados, entre peças, poesia, romance e textos sobre teatro, entre os quais o principal é Teatro Essencial, de 1993. Denise pensa um teatro engajado, agente de mudanças. Isso fica muito claro em suas atuações, sempre apaixonadas e vibrantes.

Se você nunca viu Denise e seus cabelos desgrenhados no palco, prepare-se para algo novo em sua vida. Goste ou não de seu teatro, muito particular, não há como não se impressionar com sua energia e extrema força em cena. O palco parece pequeno - ela preenche cada espaço, seu vozeirão ecoa em todos os cantos da sala. É de uma expressão comovente.

Para ir além
Louise Bourgeois: faço, desfaço, refaço - Sesc Belenzinho (teatro) - Av. Álvaro Ramos, 915 - Sexta a domingo, 21h, R$ 10 a 20. Até 03/07.
www.denisestoklos.com.br


Guilherme Conte
São Paulo, 30/6/2005


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Silêncio de Ricardo de Mattos
02. O cavalo branco de Elisa Andrade Buzzo
03. Moda em 20 textos de Adriana Baggio
04. Rotina, por que não? de Ana Elisa Ribeiro
05. Colocando o preto no branco das câmeras digitais de Vicente Escudero


Mais Guilherme Conte
Mais Acessadas de Guilherme Conte em 2005
01. Fantasmas do antigo Recife - 31/8/2005
02. Crônicas de solidão urbana - 30/6/2005
03. Um rio para lavar a dor - 12/10/2005
04. Sobre o gênio que é Harold Pinter - 26/10/2005
05. Rindo de nossa própria miséria - 21/9/2005


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
1/7/2005
08h36min
Viu? Não falei? E você querendo fazer propaganda e marketing...
[Leia outros Comentários de Ciça]
12/7/2005
03h28min
do texto podemos tirar varias conclusoes, dependendo do nosso interesse e da paixao pelo que lemos: excelente e fascinante o empenho dos profissionais.
[Leia outros Comentários de gilberto correia]
13/7/2005
13h19min
Grande Guilherme, parabéns pela excelente estréia no "Digestivo".
[Leia outros Comentários de André Cintra]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ELES AMAM VOCÊ ELES NÃO ME AMAM
VERA RABIE-AZOORY
PAULINAS
(2000)
R$ 8,00



ORIENTAÇÃO VOCACIONAL POR ATIVIDADES
LIA RENATA ANGELINI GIACAGLIA
CENGAGE LEARNING
(2003)
R$ 140,00



NOTAS PARA LA HISTORIA CIENTÍFICA DE LA PUESTA EN ESCENA (DIREÇÃO TEATRAL)
FRANCISCO JAVIER
LEVIATAN
(1984)
R$ 18,00



HQ LOBO ANNUAL 2
ALAN GRANT & DUSTY ADELL & SERGIO ARAGONES ET ALII
DC COMICS
(1994)
R$ 10,00



O MORRO DOS VENTOS UIVANTES
EMILY BRONTË
LPM EDITORES
(2011)
R$ 6,90



A OUTRA FACE
SIDNEY SHELDON
RECORD
(2013)
R$ 8,00



TEATRO SOVIÉTICO (INVASION/LOS HOMBRES RUSOS) - TEATRO RUSSO
LEONID LEÓNOV E KOSTANTÍN SÍMONOV
EDITORIAL FUTURO
(1945)
R$ 15,00



TECNOLOGIA EM MARKETING - CADERNO DE ATIVIDADES 2
FABIANA A F O B BIAZETTO
ANHANGUERA
(2011)
R$ 10,00



CURRÍCULO. DEBATES CONTEMPORÂNEOS
ALICE CASIMIRO LOPES
CORTEZ
(2002)
R$ 42,00



RACINE - ROLAND BARTHES (TEATRO FRANCÊS)
ROLAND BARTHES
L&PM
(1987)
R$ 15,00





busca | avançada
35394 visitas/dia
1,0 milhão/mês