Ana Luiza e Luis Felipe Gama: bela parceria | Rafael Fernandes | Digestivo Cultural

busca | avançada
46196 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quarta-feira, 13/9/2006
Ana Luiza e Luis Felipe Gama: bela parceria
Rafael Fernandes

+ de 8100 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Ana Luiza (voz) e Luis Felipe Gama (piano) são (mais) dois dos novos bons talentos a serem descobertos da nova música nacional. Têm como característica trabalharem com freqüência juntos; mais do que um participar de projetos do outro, parecem buscar uma real parceria musical. E não olham apenas para o próprio umbigo: em seus trabalhos também apresentam diversos outros bons talentos, sejam instrumentistas ou novos compositores. No começo de setembro fizeram show de lançamento de seu novo trabalho juntos, Linha D'Água, num Tom Jazz bastante cheio. Acompanhando-os estavam dois ótimos instrumentistas: Alberto Luccas (contrabaixo) e Sérgio Reze (bateria).

Linha D'Água teve sua maior parte gravada em 2001, com um registro adicional em 2002 e outro neste 2006. Mas só conseguiu ser lançado neste ano, mesmo, via Guanabara. São as dificuldades enfrentadas por quem procura fazer uma música um pouco, digamos, mais elaborada e sofisticada (o que não significa nem um pouco música chata ou "enjoada", diga-se), mas não só isso. O mercado da música está cada vez mais confuso, com novos formatos, novas formas de acesso, um quase infinito leque de opções de escolha. E, em geral, seja num mercado de massa ou até mesmo em muitos segmentos indies, o que se escolhe é o mais fácil e o do momento, muitas vezes até por uma questão de sobrevivência financeira, infelizmente. Outro "empecilho" (mas só para o mercado) é que o disco é propositalmente longo e praticamente não há pausa entre as músicas - elas quase que se entrelaçam. Isso pode ser um desafio para o "momento mp3" pelo qual passamos: o disco exige atenção do ouvinte e várias audições - quem tem paciência pra isso? Mas não significa que é um disco "difícil"; talvez até seja pelo tamanho, mas não pelas músicas, que são bastante palatáveis - e pensadas e executadas com muito apuro. O disco apresenta canções de Luis Felipe Gama - só ou em parcerias - e diversos outros compositores, alguns mais conhecidos como Renato Teixeira ("Amora"), Milton Nascimento e Márcio Borges ("Viola Violar"), Tom Jobim, Vinícius de Moraes e Chico Buarque ("Modinha/Retrato em Branco e Preto") e outros nem tanto, como Rodrigo Zaidan e Luciano Garcez ("Linha D'Água") e Juliana Amaral ("Primeiro Dia").

Inevitável fazer comparações entre o show e o disco. As músicas soaram melhor ao vivo e não há demérito algum nisso: é até normal, pois elas estão mais "redondas", já que - como dito anteriormente - a base do disco foi gravada em 2001; além disso, há a evolução musical dos dois, com destaque para Ana Luiza, com significativo amadurecimento. Novamente, isso não significa interpretação ruim no disco, muito, muitíssimo longe disso. Mas ver Ana Luiza ao vivo é fantástico, sua voz apresenta contornos e profundidade não tão evidentes em disco. E a apresentação começou num fôlego excelente, abrindo com a bela "Linha D'Água" (ainda mais intensa ao vivo), continuou com a deliciosa "Viola, Violar" e seguiu com "Juliana" (Luis Felipe Gama). Entre as músicas não presentes no disco, mas apresentadas no show, destaque para uma versão entre o lúdico e o apuro técnico de "Sonho Meu" (Yvonne Lara e Délcio Carvalho); a excelente "Dias de Amores" de Juliana Amaral, que, diga-se, é uma promissora compositora, apresentada também em Linha D'Água com outra ótima música, "Primeiro Dia"; e uma nova canção, ainda sem nome, com uma melodia bastante encrencada, que Ana Luiza (que dividiu com Marcelo Pretto o prêmio de Melhor Intérprete do Festival Cultura de 2005) tirou de letra, numa impressionante demonstração de apuro técnico.

Tanto no show como no disco um dos grandes destaques é a canção "Depois do Sonho", parceria de Guinga com Luis Felipe Gama. Essa música já aparece no disco de Guinga Noturno Copacabana, mas sem letra; em Linha D'Água é sua estréia como "canção" (letra e música). Em Noturno Copacabana já havia outra parceria de Guinga e Luis Felipe Gama, a genial "Silêncio de Iara", cantada (brilhantemente) por...Ana Luiza! Não custa repetir que esta foi a canção que fez Chico Buarque voltar à música - chamou-a de "a música do século". O que mais, afinal, dizer sobre Guinga? Nada! Basta ouvi-lo. "Depois do Sonho" é um Guinga "clássico": surpresas harmônicas e melódicas permeadas de emoção e delicadeza. À primeira vista pode parecer meio "torta", como muitas de suas canções; porém, basta uma segunda, no máximo uma terceira audição e a música já se torna absolutamente confortável a qualquer ouvido, proporcionando altas doses de prazer. Ela ficou linda ao vivo, com o piano de Luis Felipe Gama, mas no disco tem o colorido do inigualável violão de Guinga - quem sabe numa versão definitiva (intérpretes, façam-me estar errado)?

Linha D'Água prima pela delicadeza e introspecção; há sempre a busca das sutilezas, dos coloridos, da diversidade de contornos - leves ou mais robustos; mesmo em músicas mais vigorosas como "Tô Fora" (Natan Marques) ou "Ninho de Vespa" (Dori Caymmi e Paulo César Pinheiro) não há agressividade em excesso ou gratuita. Ana Luiza e Luis Felipe Gama também não parecem preocupados em ser "complexos" ou forçadamente diferentes; ao contrário, parecem sempre à procura da interpretação mais adequada, dentro de suas concepções e escolhas estéticas, para cada canção. Enfim, mais do que tudo, buscam "simplesmente" (nunca é tão simples) a canção, seja no formato que for: numa abordagem mais direta, como em "Bacia das Almas" (Luis Felipe Gama e Mauro Aguiar), concisa em seus 1:55 minutos ou na mescla da canção com passagens instrumentais como em "Linha D'Água". Outros destaques do disco estão nas participações nas gravações de Natan Marques (violão, guitarra, viola caipira e vocais, em geral conhecido por ter acompanhado Elis Regina), Renato Teixeira (voz em "Amora") e o já citado Guinga. Além das músicas já comentadas, há outros diversos destaques no disco. Entre elas as compostas por Natan Marques, como as fabulosas "Valsa" e "Suportar Esse Amor" (ambas em parceria com Luis Felipe Gama), "Cajaíba" (Haroldo Oliveira) e "A Cidade e a Serra" (Luis Felipe Gama e Luciano Garcez).

Em recente matéria na Folha (só para assinantes) Ana e Luis contam das dificuldades em lançar o disco. Diz ela: "O mais triste é que até gente que gostou muito desse CD disse que precisávamos fazer uma coisa mais acessível. Até parece que os artistas que fazem concessões estão vendendo 50 mil discos". Carlos Calado, autor da matéria, ainda sublinha, um pouco depois: "Ouviram elogios, viram pessoas se emocionarem ao ouvi-la, mas não conseguiram um acordo. Nem os elogios que Chico Buarque e Guinga fizeram a trabalhos da dupla ajudaram.". Ana Luiza completa: "Alguns desses selos usam raciocínio de major para atender um público que gosta de música brasileira alternativa. É um pensamento meio careta que persegue um formato radiofônico". É necessário repetir que o mercado da música passa por um momento turbulento, com muitas perguntas e poucas respostas; um mercado que apresentas novas e antigas dificuldades tanto para as majors quanto para as indies. Mas uma pergunta fica martelando: quem está errado nesse mercado independente? Onde estão os erros e quais são eles? Por que um lindo disco como Linha D'Água pode levar cinco anos para ser lançado? Por que um disco como esse que faz jus à melhor tradição das canções brasileiras e que, acima tudo, apresenta canções e não exibicionismo e pedantismo de músicos fica à margem do mercado? Será que a culpa é dos músicos? Será que o público é tão burro assim? Será que as gravadoras são tão burras assim? Será que os críticos é que são os burros? Ou qualquer outra coisa? Caro leitor, cara leitora: tirem vocês suas próprias conclusões.


Rafael Fernandes
São Paulo, 13/9/2006


Mais Rafael Fernandes
Mais Acessadas de Rafael Fernandes em 2006
01. 10 vídeos musicais no YouTube - 23/8/2006
02. Quem ainda compra música? - 2/8/2006
03. Ana Luiza e Luis Felipe Gama: bela parceria - 13/9/2006
04. Ney Matogrosso: ótimo intérprete e grande showman - 5/7/2006
05. Uma homenagem a Maysa - 25/4/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
9/9/2006
01h57min
O problema também é muito do consumidor de música, que lê críticas boas como essa, e não procura saber mais sobre o disco, ouvi-lo e, quem sabe, comprá-lo. Óbvio que a indústria tem uma parcela maior de culpa, mas nós também temos nossa parte.
[Leia outros Comentários de Rafael Rodrigues]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




JUCA BRASILEIRO - THE VOLUNTEER - MAKING IT HAPPEN
PATRÍCIA ENGEL SECCO
MELHORAMENTOS
(2010)
R$ 7,00



O BERÇO DO HEROI
DIAS GOMES
MELHORAMENTOS
(1990)
R$ 7,00



REIMENES DIETETICOS EXAMENES TRATAMIENTOS
LUDOLPH FISCHER
ANICETO LOPEZ
(1937)
R$ 39,66



RECREIO LITERÁRIO
ANTONIO DE ABREU ROCHA
MAZA
(2001)
R$ 6,90



VENTOS DE AGOSTO
EDGAR ANTUNES PEREIRA
ARTES GRÁFICAS
(2006)
R$ 49,16



NOSSAS CRIANÇAS VOLUME 1
VÁRIOS AUTORES
ABRIL CULTURAL
R$ 5,00



HISTÓRIA MUTIPLO - COMPLETO
CLÁUDIO VICENTINO - GIANPAOLO DORIGO - JOSÉ VICENT
SCIPIONE
(2014)
R$ 139,00



GUIA TOP 10 VINHOS ESTADOS UNIDOS E CANADÁ
VINCENT GASNIER
PUBLIFOLHA
(2006)
R$ 9,90



LAIL-AH: O DIVÓRCIO DE DEUS
H. JAMES KUTSCKA
GERAÇÃO
(1999)
R$ 5,00



LÓGICA - COLECIÓN CIÊNCIAS ECONOMICAS Y SOCIALES
D.P. GORSKI; P. V. TAVANTS
GRIJALBO
(1968)
R$ 70,00





busca | avançada
46196 visitas/dia
1,8 milhão/mês