Patrícia Melo mergulha no ciúme e na loucura | Nanda Rovere | Digestivo Cultural

busca | avançada
53064 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Música: Fabiana Cozza se apresenta no Sesc Santo André com repertório que homenageia Dona Ivone Lara
>>> Nos 30 anos, Taanteatro faz reflexão com solos teatro-coreográficos
>>> ‘Salão Paulista de Arte Naïf’ será aberto neste sábado, dia 27, no Museu de Socorro
>>> Festival +DH: Debates, cinema e música para abordar os Direitos Humanos
>>> Iecine abre inscrições para a oficina Coprodução Internacional para Cinema
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
Últimos Posts
>>> Desigualdades
>>> Novembro está no fim...
>>> Indizível
>>> Programador - Trabalho Remoto que Paga Bem
>>> Oficinas Culturais no Fly Maria, em Campinas
>>> A Lei de Murici
>>> Três apitos
>>> World Drag Show estará em Bragança Paulista
>>> Na dúvida com as palavras
>>> Fly Maria: espaço multicultural em Campinas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Affirmative action
>>> Cozinhando com mamãe
>>> Conheça Carácolis (parte 1)
>>> A falta que Tom Wolfe fará
>>> Mob Flash
>>> A Geração Paissandu
>>> História de um papagaio de papel
>>> Saleté S.A.
>>> YouTube: a história (trailer)
>>> Gran Torino, de Clint Eastwood
Mais Recentes
>>> The Last Apprentice - Night of the Soul Stealer de Joseph Delaney pela Greenwillow Books (2008)
>>> Flame of White Light de T. V. Kapali Sastry pela Dipti Publications
>>> Poesia Completa de Lucídio Freitas pela Universidade Federal do Piauí
>>> As Melhores Receitas de Claudia de N/d pela Círculo do Livro (1983)
>>> Problemas Com os Pais: Como Viver Bem Com Eles de Tim Stafford pela Assoc. Fluminense de Educação (1980)
>>> A Forma dos Evangelhos e a Problemática dos Sinóticos de B. P. Bittencourt pela Imprensa Metodista (1969)
>>> Harmonia : Formas Mágicas de Equilibrar o Lar de Anne Adelaide Lennormand pela Ediouro (2008)
>>> O Livro da Loucura e das Curas de Regina Omelveny pela Novo Conceito (2013)
>>> Grande Hotel - Grandes Sucessos de Vicki Baum pela Abril Cultural (1980)
>>> Orquídeas da Natureza 05 de Europa pela Europa
>>> Fisiologia de Robert M. Berne e Matthew N. Levy pela Guanabara Koogan (1996)
>>> Biblioteca Vida e Missão - Carta Pastoral Sobre Jejum de N/d pela Imprensa Metodista
>>> Jardim de Inverno de Zélia Gattai pela Record (1988)
>>> A Segunda Morte de Marcia Kupstas pela Moderna (1993)
>>> Biblioteca Vida e Missão - Carta Pastoral Testemunhar o Ardor de N/d pela Imprensa Metodista
>>> Questões Pastorais Contemporâneas de N/d pela Instituto Metodista de Ensino
>>> Classes Sociais e Pastoral da Juventude de Luciano Mendes F. Filho pela Paulinas (1988)
>>> É Proibido Chorar de J. M. Simmel pela Nova Fronteira (1981)
>>> Grandes Civilizações Desaparecidas - as Civilizações Pré-históricas de Jean-marc Brissaud pela Ferni (1978)
>>> Pão Diário 16 de N/d pela Rbc
>>> Gossip Girl - Only in Your Dreams de Cecily Von Ziegesar pela Little Brown (2006)
>>> Savanna Game - Segunda Temporada - Vol. 1 de Ransuke Kuroi pela Jbc (2016)
>>> Fisiologia do Exercício: Energia, Nutrição e Desempenho Humano de William D. Mc Ardle; Frank I. Katch; Outro pela Guanabara Koogan (1998)
>>> The Mouse and the Motrocycle de Beverly Cleary pela Dell (1965)
>>> A Garota do Calendário: Outubro de Audrey Carlan pela Verus (2016)
COLUNAS

Segunda-feira, 15/9/2003
Patrícia Melo mergulha no ciúme e na loucura
Nanda Rovere

+ de 10000 Acessos

Valsa Negra é o quinto romance da escritora Patrícia Melo, que também é dramaturga e roteirista de cinema e televisão.

Patrícia lançou o seu primeiro livro, Acqua Toffana, em 1994. Depois vieram O Matador (1995), que recebeu os prêmios Deux Océans e Deutch Krimi, O Elogio da Mentira (1998) e Inferno (2001), contemplado com o prêmio Jabuti.

Quem nunca sentiu ciúmes? Desconfiou do ser amado? Quantas pessoas não estragam a sua vida por causa de um amor? Este é basicamente o assunto do deste Valsa Negra. Ele retrata o drama psicológico de um homem, possessivo, obsessivo, que perde o amor de sua vida por não conseguir controlar o ciúme.

O protagonista (seu nome nunca é citado) é um maestro de prestigio, casado com Marie, uma violinista de sua orquestra; cerca de trinta anos mais jovem, rica e judia. Eles vivem no apartamento dos pais da musicista, no bairro paulistano de Higienópolis.

O autoritarismo do maestro é revelado no seu tratamento com a orquestra, gritando com os músicos e os colocando em situação constrangedora diante dos colegas; mas está presente principalmente no seu relacionamento com Marie.

A origem judia de Marie é o principal motivo da insegurança do maestro. Em várias cenas do livro, ele se vê em situações em que a origem judia de sua mulher o incomoda. Na casa de Marie, por exemplo, ele tem dificuldades que o levam a acreditar que é rejeitado por não pertencer à cultura judaica.

O maestro entra num estado de loucura tão grande que acredita que a mulher tem um amante e que possivelmente esse amante é um músico israelense. Começa a procurar provas de uma possível traição nos objetos pessoais de Marie, lê fervorosamente os seus grifos nos textos sobre Israel que ela guarda; chega até a grampear o telefone das casas dos pais de Marie (quando ela o deixa), em busca de alguma pista que o leve ao amante da esposa. Paga a empregada para vigiar todos os seus passos e fica apreensivo diante de qualquer homem que se aproxima de Marie, enxergando numa simples amizade, resquícios de traição.

Obviamente a obsessão do maestro acaba por distanciá-lo da esposa. Na verdade, o protagonista vive tão centrado no seu mundo que não consegue se relacionar bem com ninguém. Povoam a sua vida: a filha Eduarda com a qual ele não consegue estabelecer um relacionamento profundo; Tereza - sua ex-mulher, que ele deixou para viver com Marie; Adriana - secretária; Rachel - amiga e vizinha; entre outros.

Logo no início do livro, o maestro já expressa todo o seu ciúme e, num ritmo frenético, este vai dominando a sua vida, a sua conduta. Ele tenta se conter, mas não consegue. Vai ao psiquiatra, começa um tratamento, mas a sua doença (transtorno obsessivo compulsivo - TOC) vai evoluindo cada vez mais. Tudo com muito sexo e palavrão.

A vida doentia de uma metrópole como São Paulo se funde com as angústias do protagonista. Tanto que ele sente fortes odores por toda parte, a ponto de cheirar cânfora para poder respirar. Valsa Negra é a valsa do ciúme, do tormento, da doença e, sobretudo, da falta de controle, pois o maestro não quer agir dessa maneira, mas não consegue se controlar.

A morte está presente na sua vida (ele não vê mais graça em nada), pois a obstinação pelo ser amado acaba o transformando numa pessoa egoísta, alheia ao mundo que o cerca e centrado somente nos passos de Marie, numa perseguição doentia e trágica! A todo momento o leitor fica apreensivo com a possibilidade do maestro matar a esposa, os supostos amantes ou então se matar.

Certamente, um dos momentos mais interessantes é quando o maestro vai até Israel a procura de Marie, assim que a mesma o abandona definitivamente. Nessa viagem, o conflito do Oriente Médio, que até então serviu como pano de fundo para o desenvolvimento da trama, fica em evidência. A obstinação do maestro por Marie faz ele perder totalmente o seu amor-próprio, a sua dignidade...

Patrícia trata em seu livro de problemas que todos nós podemos enfrentar em nossas vidas e, certamente por isso, consegue prender a atenção do leitor.

Sobre a literatura de Patrícia Melo
Procuro não julgar demasiadamente uma obra artística, pois acredito que cada pessoa tem uma opinião, uma preferência e isso deve ser respeitado. Obviamente, existe muita coisa ruim no cinema, na TV, no teatro na literatura, etc, mas esse não é o caso de Valsa Negra.

Patrícia Melo se diz influenciada pelas obras de Rubem Fonseca, o qual é uma espécie de padrinho literário. Provavelmente isso a ajudou a obter espaço no mercado editorial e divulgação na mídia. Mas no decorrer da sua trajetória profissional ela tem conquistado o gosto de muitos leitores no Brasil e exterior e ganhou prêmios; é uma das escritoras mais importantes da atualidade e tenho a impressão que ela procura realizar um trabalho sério.

Para escrever Valsa Negra, a escritora fez pesquisa de campo. Assistiu aos ensaios da OSESP - Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, para entender um pouco sobre música clássica e o ambiente em que vivem os músicos de uma orquestra.

Os críticos disseram que este livro é o menos cinematográfico da escritora. De qualquer maneira, os diálogos são ágeis e a narrativa, em primeira pessoa, flui com razoável fluidez.

Sinceramente, não é o meu estilo literário preferido. O enredo, no entanto, me agradou, tanto que devorei as páginas do livro num só dia. Não discute nenhum assunto em profundidade. Deve ser lido sem muita expectativa.

Para quem deseja conhecer um pouco do trabalho da escritora e gosta de cinema, vale dizer que está em cartaz o filme O Homem do Ano. Baseado no livro O Matador, com direção de José Henrique Fonseca e Murilo Benício no elenco, conta a trajetória de um vendedor de carros usados desempregado que vira assassino profissional.

Para ir além





Nanda Rovere
São Paulo, 15/9/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Nem morta! de Ana Elisa Ribeiro
02. Uma Receita de Bolo de Mel de Heloisa Pait
03. O artífice do sertão de Celso A. Uequed Pitol
04. O Muro de Palavras de Pedro Bidarra
05. Getúlio Vargas e sua nova biografia de Eugenia Zerbini


Mais Nanda Rovere
Mais Acessadas de Nanda Rovere em 2003
01. Patrícia Melo mergulha no ciúme e na loucura - 15/9/2003
02. O Diário de Anne Frank - 6/10/2003
03. Ler é entrar num mundo de sonhos e descobertas - 13/10/2003
04. Deus Sabia de Tudo e Não Fez Nada - 17/7/2003
05. Grupos de teatro do Rio e de São Paulo em Paraty - 25/8/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Texaco
Patrick Chamoiseau
Companhia das Letras
(1993)



Nos Bastidores da Censura
Deonísio da Silva
Estação Liberdade
(1989)



Infiltrado
Robert K. Wittman
Zahar
(2011)



Revista Nova Perspectiva Sistemica - 34
Noos
Instituto Noos
(2009)



A Bíblia mais Bela do Mundo 38
Pe. Antônio Charbel
Abril
(1965)



Manual Prático de Ioga
Julien Tondriau
Hemus



O Mundo Pitoresco Tomo I 5 EdiÇÃo
W M Jackson
W. M. Jackson
(1954)



Educação Física para o Pré Escolar
Celio José Borges
Sprint
(1987)



Small Island
Andrea Levy
Headline
(2004)



The Oc - the Outsider (com Cd)
Josh Schwartz
Richmond Publishing
(2007)





busca | avançada
53064 visitas/dia
2,2 milhões/mês