Ed Motta ao vivo | Fabio Silvestre Cardoso | Digestivo Cultural

busca | avançada
37543 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Terça-feira, 2/8/2005
Ed Motta ao vivo
Fabio Silvestre Cardoso

+ de 3200 Acessos

Há pouco mais de uma semana, Ed Motta esteve no 8° Visa Búzios Jazz e Blues, onde apresentou o repertório do seu novo álbum Aystelium, junto com o Septeto Euphonico Moderno. Os leitores interessados na apresentação podem ler mais a respeito aqui. Naquela ocasião, até por se tratar de um festival de Jazz, o show estava mais de acordo com um espetáculo instrumental, envolvendo uma maior participação das linhas de improviso e dos músicos nos solos, por exemplo. Um formato bem diferente, portanto, do Ed Motta em DVD, lançado recentemente pela Trama. Nele, logo de início, o telespectador nota um Ed Motta mais adepto às canções, mas que não esquece a importância da música instrumental. É o que se vê na introdução "Dwitza ouverture", na qual apenas a banda atua. Guitarra, contra-baixo, teclado e bateria envolvem o palco com o estilo "poptical" do cantor carioca.

Nessa versão mais cantante, Ed Motta faz mais concessões pop, absorvendo um ritmo dançante das versões de suas músicas. Nos sucessos "Tem espaço na Van" e "Fora-da-lei", por exemplo, há uma clara levada mais funk e soul, tanto por parte dos instrumentos como pelo seu canto mais cadenciado. De sua parte, o cantor parece estar bem à vontade, ora fazendo as vezes de um teclado, ora improvisando novos sons. O ambiente é composto, ainda, por um cenário pensado não somente na iluminação, mas, sobretudo, na indumentária dos músicos, quase todos portando boinas, no melhor estilo vintage. Ainda no que se refere ao conjunto, percebe-se a formação fora dos padrões, com a bateria ficando no lado direito - fato que explica certa equivalência sonora dos instrumentos - para que todos se ouçam.

Embora seja uma apresentação ao vivo, a participação do público só é perceptível graças aos aplausos e aos assovios. Não fosse por isso o telespectador teria a impressão que se trata de uma gravação em estúdio. As tomadas da câmera, nesse sentido, concentram-se muito mais em Ed Motta e na sua banda, não deixando escapar nenhuma expressão facial mais curiosa dos músicos, por exemplo. Tais reações acabam por chamar mais a atenção quando captam o momento de passagem de uma música para outra, como ocorre de "Manuel" (outro hit) para "Vamos dançar" (destaque, aqui, para o virtuoso solo de contrabaixo de Alberto Continentino).

Detalhes à parte, na medida em que o show avança, o telespectador visualiza uma melhor combinação dos músicos de acordo com o repertório, como se eles ficassem à vontade aos poucos, para alcançar um ponto-chave em determinado período da apresentação. Essa etapa chega, propositalmente ou não, na faixa "Falso milagre de amor", que traz um andamento moroso e cadenciado. Seria uma temeridade não perceber que essa canção é fruto de um ciclo que se inicia com "My rules", passando por "Baixo rio" e "Drive me crazy". Em todas elas, Ed Motta sabe explorar sua voz na aposta de contrate com a participação dos instrumentos, principalmente o teclado que, nessas faixas, utiliza a sonoridade de um piano.

Do ponto de vista técnico, Ed Motta em DVD traz nos "extras" (variável chamativa dessa plataforma) dois videoclipes ("Colombina" e "Tem espaço na Van"), além de um mini-documentário sobre os bastidores de em estúdio do álbum Poptical. Dentro do show, os recursos tecnológicos, como outras tomadas de câmera, poderiam ter sido utilizados com mais propriedade a fim de que o DVD ficasse mais "rico" em variedades no seu conteúdo, uma vez que assim refletiria o que há de mais relevante no estilo de Ed Motta.

Biscoito Fino: Bibi canta Piaf

Sobre a música francesa, pairam alguns mitos, que vão desde a fama de ser excessivamente sentimental até o fato de possuir uma longa tradição de cantores populares, como Charles Aznavour e Henri Salvador. Talvez a figura que mais se encaixe nessa perspectiva seja Edith Piaf, cantora-símbolo, ícone, representante máxima de um gênero de canção francesa. A rigor, Piaf, ela mesma, se confunde com a canção francesa de uma época, assim como ocorre com Orlando Silva e o Brasil, embora este não pertença necessariamente ao mesmo estilo. A comparação pode soar um pouco vaga hoje, mais de meio século após a morte desses intérpretes. É nesse contexto que se justifica a importância do lançamento de Bibi canta Piaf, que ora é lançado pela Biscoito Fino. Em 16 faixas, o ouvinte descobre e pode até mesmo sentir a potência - e, por vezes, o excesso - de Bibi Ferreira ao interpretar a cantora francesa. A obra merece uma análise mais aprofundada.

"Eu sou uma cantora barata. Só preciso de um refletor e um acordeom". A frase é da própria Bibi Ferreira, na música que abre o espetáculo. No princípio, há uma preocupação em apresentar Edith Piaf para o público. Pelo que se ouve, não se trata apenas de uma introdução musical ao vivo. Há, sim, toda uma feição teatral com o intuito de envolver o espetáculo. Outro detalhe que marca o disco também está presente em "La Foule", a primeira faixa. Bibi mescla a versão em português com o original, em francês.

De um modo geral, Bibi traz um panorama bem fiel à musicalidade de Piaf, tanto no que se refere ao instrumental como no tocante à interpretação em si. No primeiro caso, os violinos e o já citado acordeom resgatam um pouco da maneira como eram construídas as canções - melodias lamuriosas e com ênfase dominante no trágico. Por outro lado, Bibi parece, mesmo quando canta em francês, imprimir o significado de cada canção, pronunciando cada palavra. É assim com "L'accordeoniste", na qual canta o a trajetória de uma jovem apaixonada: "La vie de joie est seule/ Et tant pis s'elle crève/ Son homme ne reviendra plus/ Adieu touts les beaux rêves/ Sa vie, elle est foutue." A dramaticidade é exposta com os picos de agudo que a voz alcança.

Em "Padam, Padam", é a potência da voz que se sobressai. Num primeiro momento, a música começa tranqüila, com o acompanhamento quase imperceptível, e Bibi à meia voz. Aos poucos, à medida que os versos passam, a canção toma corpo e o crescente dos instrumentos seguem a intérprete com a mesma segurança e contrapartida instrumental. Nesta seleção da Biscoito Fino, as únicas versões que deixam a desejar são duas canções-clichê: "La vie en rose", na qual a cantora opta por uma versão lenta em que os instrumentos assumem uma importância sem necessidade, e "Non, Je ne regrette rien", faixa em que ela não canta e deixa o ouvinte com a lembrança da versão equivocada de Cássia Eller para o Acústico MTV. Ainda assim, no ano em que o Brasil é homenageado pela França, a canção francesa recebe uma grande interpretação de Bibi "Piaf" Ferreira. Sorte dos brasileiros.


Fabio Silvestre Cardoso
São Paulo, 2/8/2005


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Pra que mentir? Vadico, Noel e o samba de Renato Alessandro dos Santos
02. A falta que Tom Wolfe fará de Rafael Lima
03. 40 anos sem Carpeaux de Celso A. Uequed Pitol
04. Os Doze Trabalhos de Mónika. 8.Heroes of the World de Heloisa Pait
05. De Middangeard à Terra Média de Celso A. Uequed Pitol


Mais Fabio Silvestre Cardoso
Mais Acessadas de Fabio Silvestre Cardoso em 2005
01. Brasil e Argentina: uma História Comparada - 3/5/2005
02. O século da canção - 5/4/2005
03. Os Clássicos e a Educação Sentimental - 8/2/2005
04. Estudo das Teclas Pretas, de Luiz Faccioli - 22/2/2005
05. O Afeto Autoritário de Renato Janine Ribeiro - 22/11/2005


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PSICOLOGIA APLICADA À EDUCAÇÃO VOL. 1
KURT MÜLLER
EDUSP
(1977)
R$ 22,00



BREAKING THE CHAIN
WILLY VOET
YELLOW JERSEY
(2001)
R$ 24,00



PAPOULAS VERMELHAS DE ALAI UM ROMANCE DO TIBETE
ALAI
OBJETIVA
(2003)
R$ 10,00



FALANDO DE AMOR
FLÁVIO GIKOVATE
MG
(1976)
R$ 9,93



POLLYANNA
ELEANOR H PORTER
NACIONAL
R$ 25,00



BUILDING SKILS FOR THE TOELF - SECOND EDITION
CAROL KING AND NANCY STANLEY
NELSON
(1989)
R$ 15,00



RIGOLETTO
GUSTAVO MARCHESI & OUTROS
AZZALI
(1985)
R$ 22,31
+ frete grátis



PSICOLOGIA E SENTIDO DO PECADO
MARC ORAISON
PAULINAS
(1974)
R$ 12,00



PROCEDIMENTOS ESPECIAIS
ANTONIO CARLOS MARCATO
ATLAS
(2008)
R$ 30,00



TRABALHO EM GRUPOS E AUTONOMIA COMO INSTRUMENTOS DE COMPETIÇÃO
ROBERTO MARX
ATLAS
(1998)
R$ 10,00





busca | avançada
37543 visitas/dia
1,2 milhão/mês