Salão do Livro para crianças | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
44947 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quarta-feira, 14/9/2005
Salão do Livro para crianças
Ana Elisa Ribeiro

+ de 3400 Acessos

Belo Horizonte foi palco, de 11 a 21 de agosto, do 6º Salão do Livro e Encontro de Literatura. Desde a primeira edição, tenho não só acompanhado o evento, mas principalmente observado as proporções que os organizadores propõem entre a feira de livros (com supostos melhores descontos) e as atividades culturais, como mesas-redondas, entrevistas e palestras com escritores e oficineiros. E é essa proporção a que mais varia, quase sempre em detrimento dos encontros literários.

Desde a terceira edição que venho participando mais do que como visitante. Sempre, ainda bem, se lembram de mim para fazer algo muito prazeroso. Em 2002, entrei no estande da editora mineira Autêntica para lançar um livro organizado pela sensacional professora Carla Coscarelli, da Faculdade de Letras da UFMG. Carla estava sorridente, como quase todo organizador ou autor, e eu fazia parte do sumário com um capítulo derivado de minha dissertação de mestrado. Foi um encontro de pesquisadores e não tinha cara de festa literária.

Em 2004, o convite foi ainda mais gostoso. Uma tenda de circo, lotada de gente ansiosa, sediaria um supersarau. Seis poetas mineiros leriam ao público poemas de outros e próprios. Ricardo Aleixo apresentou sua poemática multimídia, soberbamente, sob os aplausos dos mais modernos. Carlos Ávila mostrou uma intervenção mais próxima do "banquinho e violão". As pessoas se concentraram menos, mas respeitaram o poeta bissexto. Chacal, do Rio, leu os poemas que todos esperavam. Era, afinal, o nome de fora. A turma do jornal Estilingue, da Faculdade de Letras, trouxe poesia e barulho para o circo. Leram e gritaram no palco. Minha apresentação, também no molde de Ávila, expôs poemas que considero infinitamente belos. Fiz questão de mostrar Adília Lopes aos que jamais ouviram falar nela (mesmo com uma bela coletânea lançada pela 7letras). E qual não foi minha surpresa quando saí dali com a nítida impressão de que as pessoas gostam, sim, de poesia e os espetáculos se "vendem" facilmente. O circo literário montado ali havia sido um sucesso de público e crítica. Os sorrisos não pareciam forçados e não havia grandes protocolos a seguir. O show era de graça e alguns nomes de prestígio haviam sido o melhor marketing para o evento.

Lembro de pessoas assoviando como num show de rock, e de alguns com livros nas mãos como quem pedia autógrafo. Também observei pessoas de todas as idades. Uns com jeito de habitués dos poucos festivais que acontecem na cidade; outros, com jeito de aprendizes. As crianças perscrutando as palavras. Gostando da forma do ritual. E não havia confusão. Era uma festa literária.

Flashes espocavam num ou noutro ponto da arquibancada cheia. Ao final, na descida do palco, estudantes de jornalismo vinham fazer matérias sobre os escritores. Matérias que saíram em jornais-laboratório e ganharam notas boas!

De tudo aquilo, ficou o sabor de festa e a conclusão de que nós podemos fazer eventos literários que dão quorum. Sim, podemos. Mas alguns de nós não querem.

O 6º Salão do Livro, neste ano, trouxe estandes de distribuidoras e livrarias aos borbotões. Quase nenhum desconto muito diferente do que se consegue normalmente. A ênfase foi nos livros infantis, que, dizem, vão formar novos leitores. Os pais, ávidos, atacam as bancas que vendem livrinhos a 1 real, mas sei lá eu se compram para si os livros feitos para adultos, que se espremem entre as bancas de best-sellers à procura de uma literatura mais urgente.

Achei uma banca só da Planeta. Estavam lá, a preço de banana, Santiago Nazarian e uns portugueses menos conhecidos. Ninguém comprava, mas as capas mereciam atenção.

Editoras quase não apareceram, até porque em BH não as há com tanta profusão. Revi alunos, ex-alunos, colegas, amigos. Perdi mesas-redondas interessantes, como uma sobre "Literatura e Erotismo", da qual fazia parte o amigo paulistano Luiz Roberto Guedes, autor do belíssimo Calendário Lunático (Ciência do Acidente).

Todos os dias, às 18h30, havia um encontro marcado com um escritor conhecido. Como o salão deste ano homenageava Fernando Sabino, o "Encontro Marcado" era proposital. Estiveram por aqui Luiz Ruffato, Rubem Alves, Affonso Romano de Sant'Anna, Silviano Santiago e outros. E a cada encontro, um outro escritor era convidado para entrevistar o pivô do evento. E lá estava eu, na quarta-feira, para entrevistar Adélia Prado.

Mesmo com toda a tarimba que tenho para falar em público e entrevistar pessoas, ainda senti um friozinho quando deparei com ela e seus respeitáveis cabelos brancos de poeta assumida. Fiz as perguntas que realmente me interessavam. A relação com a criação, com o livro, com o editor, com a literatura. Fabrício Marques, poeta e coordenador do evento, estava ali, calmo como sempre, me dando a segurança que ninguém mais poderia dar naquele momento. As luzes do palco, muito brancas, ofuscavam a platéia, mas era possível ouvir quando riam das histórias e das respostas que Adélia dava às questões mais corriqueiras. E da entrevista saí reconfigurada. Como aquela poeta é diferente desta! Como ela é mulher, como é mística, como é doce! E esta minha rudeza ensaiada que não sei se será, um dia, vantagem para a poesia.

Eu teria vergonha de dar a Adélia um livro meu. Teria a preocupação de não feri-la com meu horror às cenas de amor explícito. Ela me mostrava, ali, poeticamente, que não abre mão da mais pacata vida familiar, que estudou por prazer, mas orgasmo mesmo ela tem é cosendo as calças do marido e apertando botões nas camisas dos filhos. Na mais perfeita sinceridade, Adélia lia, para todos nós, um poema em que conta que gosta de acordar de madrugada, seja lá a hora que for, para limpar os peixes que o marido pescou. Não para servi-lo, mas para estar a sós com ele na cozinha, esbarrando os cotovelos, na mais enamorada cena de casal. E como aquilo era vigoroso nela! E como não o é em mim!

Quando a entrevista acabou, deixei o local às pressas para ir trabalhar. No caminho, pensei que talvez eu estivesse mesmo dando valor demais às coisas erradas. Mas como saber? Tenho 30, Adélia tem 70. Somos duas poetisas avessas. Tenho ainda 40 anos de reflexão.

No domingo, dia 21, houve mais mesas-redondas, uma das quais, a que não poderia faltar, coordenada pelo escritor Sérgio Fantini, punha em pauta a produção literária mineira nos últimos 25 anos. Luís Giffoni, Marcelo Dolabela e Alécio Cunha falaram do tema, com direito a lista de revistas importantes e nomes batidos e rebatidos por aqui.

O evento terminou às 22h, com o show da banda The Jingles. Mais do que uma banda que toca paródias engraçadas, cada música é um bloco em que os músicos se mostram tão atores quanto outra coisa. Afora os vozeirões do vocalista e da vocalista principais, a platéia tem acessos de riso especialmente na esquete em que a música "Construção", de Chico Buarque, vira o primeiro exame de um rapaz tímido com o proctologista. Ri muito. De sair com câimbras na barriga. E concluí que o Salão do Livro ainda merece mais espaço nesta cidade.


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 14/9/2005


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Crônica de Aniversário de Julio Daio Borges
02. Pokémon Go, você foi pego de Luís Fernando Amâncio
03. Lamartine Babo e futebol, uma simbiose de Marco Garcia
04. A fada do dente sou eu de Ana Elisa Ribeiro
05. O que você comeu no café da manhã? de Marta Barcellos


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2005
01. Mapa da sala de aula - 6/4/2005
02. Para gostar de ler? - 24/8/2005
03. Publicar um livro pode ser uma encrenca - 28/12/2005
04. Sexo pra quê? Texto onde? - 26/1/2005
05. Escrever bem e os 10 Mandamentos - 20/7/2005


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A MALA ENCANTADA
HANS CHRISTIAN ANDERSEN
PRAZER DE LER
(2010)
R$ 9,00



RAINHA DA TEMPESTADE
MARION ZIMMER BRADLEY
IMAGO
(1988)
R$ 10,00



O COLECIONADOR
JOHN FOWLES
RIO GRÁFICA
(1980)
R$ 9,00



PINTAR A PASTEL
ERNEST SAVAGE
PRESENÇA/MARTINS FONTES
(1982)
R$ 16,50



ARGEL: CIDADE BRANCA
RÉGINE DEFORGES
NOVO SECULO
(2004)
R$ 10,00



INFÂNCIA IMÓVEL, RECORDAR - SE
LOUIS AUBERT
INQUÉRITO
(1997)
R$ 22,70



CHEMISTRY FIFTH EDITION
RAYMOND CHANG
MCGRAW-HILL
R$ 80,00



WE: A CHAVE DA PSICOLOGIA DO AMOR ROMÂNTICO
ROBERT A. JOHNSON
MERCURYO
(1987)
R$ 12,90



FILE 10 NURBS PROTO 4KT
PAULO BARRETO E PAULA PERISSINOTTO
SESI
(2009)
R$ 10,00



O CORPO NA RUA E O CORPO DA RUA
ROMEU GOMES
UNIMARCO
(1996)
R$ 15,00





busca | avançada
44947 visitas/dia
1,2 milhão/mês