Os 40 anos de A Banda versus Disparada | Vitor Nuzzi | Digestivo Cultural

busca | avançada
68513 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Segunda-feira, 30/10/2006
Os 40 anos de A Banda versus Disparada
Vitor Nuzzi

+ de 4800 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Encerrada a apuração, a classificação ficou assim: 5º lugar, "Ensaio Geral". Em 4º, "Canção de não Cantar". O 3º ficou com "Canção para Maria", enquanto o 2º foi para "De Amor ou Paz". Os candidatos eram gente como Caetano Veloso, Carlos Lyra, Capinan, Edu Lobo, Gianfrancesco Guarnieri, Gilberto Gil, Luís Carlos Paraná, Maysa, Ruy Guerra. E os votos foram apurados em quatro turnos, sendo três eliminatórios.

Eram mesmo outros tempos. "Éramos felizes. E sabíamos", diz o cantor Jair Rodrigues. 29 de outubro de 2006 marca os 40 anos de um acontecimento especial para a música brasileira - com direito, inclusive, a votação. Em 29 de outubro de 1966, um sábado, a TV Record promovia uma festa para reunir os vencedores do II Festival da MPB, realizado no teatro da emissora na rua da Consolação, em São Paulo, e encerrado no dia 10 daquele mês, com duas músicas empatadas no primeiro lugar: "A Banda", de Chico Buarque, e "Disparada", de Geraldo Vandré e Theo de Barros. Uma disputa que paralisou a cidade como uma final de Copa do Mundo. "Quem tinha um ingresso para a final era considerado um sortudo", lembra o crítico e produtor Zuza Homem de Mello, autor do livro A Era dos Festivais - Uma Parábola, que como engenheiro de som viveu todo aquele clima de perto.

Estava nascendo ali toda uma geração de talentos que até hoje apresenta as suas canções. Os então novatos e hoje sessentões Caetano e Chico, por exemplo, lançaram discos neste ano. E os festivais se tornaram um dos principais canais de expressão daquela safra, que também ia sendo descoberta em diversos programas musicais na televisão - um filão que a TV descobriu no início dos anos 60. Com o tempo, também, os festivais involuntariamente se tornaram uma válvula de escape para uma juventude que foi se sentindo sufocada com os rumos do golpe de 1964. Em fevereiro de 1966, o governo editou o Ato Institucional (AI) 3, estabelecendo eleições indiretas para governadores, que indicariam os prefeitos das capitais (as eleições indiretas para presidente já haviam sido estabelecidas no final de 1965).

Isso ficaria mais evidente em 1968, ano em que o regime se fechou definitivamente - veio o AI-5, em 13 de dezembro, Caetano e Gil foram presos, Vandré deixaria o país no início de 1969, Chico seguiria o mesmo caminho. "Embora houvesse uma preocupação dos militares em relação à cultura de esquerda, muito forte na classe média universitária, até 1968 essa preocupação não implicou numa repressão ou censura sistematizada, por parte dos aparelhos de Estado, até porque essa cultura era lida pelos militares como arroubos juvenis da classe média, que no geral apoiava o regime. A questão central é que o regime começou a perder o apoio de parte da classe média em 1968, e os jovens se radicalizaram na direção da luta armada. Nesse momento, a cultura de esquerda rompeu os limites da contestação dentro do mercado de espetáculos e passou a fornecer as bases simbólicas e identitárias de uma ação política efetiva", observa Marcos Napolitano, professor de História na Universidade de São Paulo (USP) e doutor em História Social, com pesquisa em MPB.

Tempos depois, o governo tentaria usar festivais como propaganda a seu favor, mas isso já é outra história. Voltemos a 1966. As três eliminatórias foram realizadas em 27 e 28 de setembro e em 1º de outubro, com 36 músicas finalistas, selecionadas entre nada menos que 2.635 inscritas. "O melhor dos prêmios, porém, foi encontrado não na soma das notas do júri, mas nas ruas, nos colégios, no assovio do leiteiro, nas conversas de esquina, nas manchetes dos jornais, em toda uma cidade que cantava e vivia uma coisa nova", escreveu o produtor Solano Ribeiro na contracapa do LP Viva o Festival da Música Popular Brasileira. A final, com apenas 12 composições, ficou para a noite de segunda-feira, 10 de outubro. "A expectativa era tão grande que alguns cinemas e teatros chegaram a suspender suas sessões acreditando que não haveria viva alma para assisti-las naquela segunda-feira", escreveu Zuza.

"A Banda" foi interpretada por Nara Leão e "Disparada", por Jair Rodrigues - o que não deixou de ser surpresa, já que o intérprete era mais conhecido como sambista. Mas Jair imortalizou a música composta em duas ou três noites por Vandré e Theo. A letra original era ainda mais longa. "Canção para Maria", do jovem Paulinho da Viola e de Capinan, foi interpretada também por Jair, enquanto "De Amor ou Paz" (Adauto Santos e Luís Carlos Paraná) foi ouvida na voz de Elza Soares. Elis Regina defendeu a quinta colocada, "Ensaio Geral", de Gilberto Gil, e "Canção de não Cantar" (Sérgio Bittencourt) ficou sob a responsabilidade dos rapazes do MPB 4.

A decisão sobre a canção vencedora foi um caso à parte e tornou-se uma das mais famosas polêmicas da MPB. Em seu livro, Zuza revelou que "A Banda" teve sete votos, contra cinco dados à "Disparada" - mas, ainda nos bastidores, Chico Buarque não aceitou receber o prêmio sozinho. As duas foram, então, consideradas campeãs. Resultado justo para duas belas canções (mas este colaborador, se fosse jurado, votaria na épica "Disparada"). Final feliz para uma geração musical que estava apenas começando.

Post Scriptum
Já que o assunto é festival, lembremos aqui do maestro e arranjador Rogério Duprat, que morreu no último dia 26 e navegou com maestria (com o perdão do trocadilho) entre o erudito e a vanguarda.


Vitor Nuzzi
Rio de Janeiro, 30/10/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Os Doze Trabalhos de Mónika. 10. O Gerador de Luz de Heloisa Pait
02. Um safra de documentários de poesia e poetas de Elisa Andrade Buzzo
03. Dias sombrios de Elisa Andrade Buzzo
04. É possível conquistar alguém pela escrita? de Ana Elisa Ribeiro
05. Melhores de 2010 de Gian Danton


Mais Vitor Nuzzi
Mais Acessadas de Vitor Nuzzi em 2006
01. Boa nova: o semi-inédito CD de Chico - 2/5/2006
02. Um imenso Big Brother - 6/2/2006
03. Os 40 anos de A Banda versus Disparada - 30/10/2006
04. Outra palavra, da cidade Coração - 11/4/2006
05. Democracia envelhecida - 20/10/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
4/11/2006
18h08min
Maravilhoso. Ler e recordar sobre uma época que eu tive o privilégio e a sorte de viver. A gente era feliz e sabia... Agradeço por esse texto lindo. Marilena
[Leia outros Comentários de Marilena Cavalheiro]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DIE GESELLSCHAFTLICHEN LEIDEN UND DAS LEIDEN AN DER GESELLSCHAFT
H P DREITZEL
FERDINAND EIKE
(1972)
R$ 17,28



A CRIANÇA EM FOCO
FERNANDO DIAS PAES
SALESIANA
(1984)
R$ 5,00



AS JÓIAS DO REI PELÉ
CELSO DE CAMPOS JUNIOR
REALEJO
R$ 150,00



PARLAMENTAR DA PRIMEIRA REPÚBLICA 1868-1942
ARNOLFO AZEVEDO
BRASILIANA
(1968)
R$ 10,00



DE MARIAZINHA A MARIA
MARTA SUPLICY
VOZES
(1986)
R$ 6,90



VOANDO NAS ALTURAS
HERNANDES DIAS LOPES
CANDEIA
(1996)
R$ 5,90



AVANÇOS EM TECNOLOGIA E GESTÃO DA PRODUÇÃO DE EDIFICAÇÕES VOL 1
ANTAC
POLI
(1993)
R$ 24,87



O QUE AS ESPOSAS NÃO DEVEM FAZER
BLANCHE EBBUTT
SEXTANTE
(2011)
R$ 6,90



INCAS E ASTECAS
JORGE LUIZ FERREIRA
ÁTICA
(1988)
R$ 10,00



IMIGRANTES NO BRASIL PROTEÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS E PERSPECTIVAS POLÍTICO-JURÍDICAS
GIULIANA REDIN, LUÍS AUGUSTO BITTENCOURT MINCHOLA (COORDENADORES)
JURUÁ
(2015)
R$ 14,90





busca | avançada
68513 visitas/dia
2,6 milhões/mês