RI na Casa do Saber | Tais Laporta | Digestivo Cultural

busca | avançada
78105 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Filó Machado e Felipe Machado dividem o palco em show online pelo CulturaEmCasa
>>> Cassio Scapin e artistas de grandes musicais fazem campanha contra o abuso sexual infantil
>>> Terça Aberta na Quarentena une teatro e a dança
>>> “Um pé de biblioteca” estimula imaginação e ajuda a criar novas bibliotecas pelo Brasil
>>> Diálogos na Web FAAP: Na pauta, festivais de cinema e crítica cinematográfica
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Escrevendo um currículo
>>> Frases que soubessem tudo sobre mim
>>> Por que somos piratas musicais
>>> 6 pedras preciosas do rock
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST)
>>> Para você que vai votar...
>>> A medida do sucesso
>>> Fuvest divulga lista de livros para 2017
>>> 35 anos do Clube da Esquina
>>> É Julio mesmo, sem acento
Mais Recentes
>>> O Sítio no Descobrimento: a turma do Picapau amarelo na expedição de Pedro Álvares Cabral de Luciana Sandroni pela Globo (2000)
>>> Zelia, uma Paixão de Fernando Sabino pela Record (1989)
>>> Volta ao Lar de Nora Roberts pela Harlequin Books (2006)
>>> Você Pode Curar Sua Vida de Louise L. Hay pela Best Seller (1984)
>>> Você é Tímido? de Núria Roca pela Companhia Nacional (2008)
>>> Vivências de Vozes pela Vozes
>>> Violetas na Janela de Vera Lucia Marinzeck de Carvalho Tipo: Semin pela Petit (2013)
>>> Vinte Anos de David Nicholls pela Intrínseca (2011)
>>> Vingadores Todos Querem Dominar o Mundo Marvel de Dan Abnett pela Novo Século (2015)
>>> Vidas Secas de Graciliano Ramos pela Record (1981)
>>> Vida Depois da Vida o Que Acontece Quando uma Pessoa Morre? de Dr. Raymond A. Moody pela Círculo de Livro (1979)
>>> Vida de Droga Sinal Aberto de Aberto Walcyr Carrasco pela Ática (2007)
>>> Vice-versa ao Contrário de Heloisa Prieto; Spacca pela Cia das Letrinhas (1994)
>>> Viagens de Gulliver Série Reencontro de Jonathan Swift pela Scipione
>>> Viagens de Gulliver de Jonathan Swift - Ad. Paulo Sergio de Vasconcellos pela Objetivo
>>> Vestido de Noivo de Pierre Lemaitre pela Vertigo (2013)
>>> Veronika Decide Morrer de Paulo Coelho pela Rocco (2003)
>>> Vencendo o Passado ( Bolso) de Zibia Gasparetto pela Vida e Consciência (2017)
>>> Várias Histórias Coleção a Obra-prima de Cada Autor de Machado de Assis pela Martin Claret (2003)
>>> Van Gogh Museum Vida, Obra y Coetáneos de Vicent Van Gogh pela Ne
>>> Valores para Viver Inspirações para Refletir de Maria Isabel Borja e Márcio Vassallo pela Guarda Chuva (2005)
>>> Urso Com Música na Barriga Ilustrações de Eva Furnari de Erico Verissimo pela Companhia das Letrinhas (2002)
>>> Uma Torre Além do Tempo: a Colmeia de Almas de Francisco José B. Sá pela Mnêmio Túlio (1999)
>>> Uma Questão de Tempo de Alvaro Esteves pela Objetiva
>>> Uma História de Sabedoria e Riqueza de Mark Fisher pela Ediouro
>>> Um Pai Criminalista um Ensaio Sobre Educação Infantil e Administração de Chistian Mirkos pela Ceitec (2008)
>>> Um Homem de Sorte Edição de Bolso de Nicholas Sparks pela Novo Conceito (2011)
>>> Um Estranho Segredo de Marcos Diego Mogami pela Db (2014)
>>> Um Estranho no Espelho de Sidney Sheldon pela Klick (1997)
>>> Um Dia de Bradley Trevor Greive pela Sextante (2001)
>>> Um Caso Muito Sujo de Shirley Souza pela Paulus (2011)
>>> Um Caldeirão de Poemas Vol 2 de Tatiana Belinky pela Companhia das Letrinhas (2007)
>>> Um Anjo Em Nossa Vida de Célia Xavier de Camargo pela Petit (2014)
>>> Um Amor Conquistado de Danielle Steel pela Record (1984)
>>> Ubirajara Série Bom Livro de José de Alencar pela Ática (1998)
>>> Turma da Mônica Jovem um Novo Amor? Número 82 de Mauricio de Sousa pela Panini Comics (2015)
>>> Turma da Mônica Jovem N° 63 Dia das Bruxas de Mauricio de Sousa pela Panini Brasil (2013)
>>> Turma da Mônica Jovem no País das Maravilhas Parte 2 de 2 de Mauricio de Sousa pela Panini (2010)
>>> Tudo Tem Seu Preço de Zibia Gasparetto pela Vida & Consciência
>>> Tudo Aquilo Que Nunca foi Dito de Marc Levy pela Suma de Letras (2011)
>>> Tudo a Ganhar de Barbara Taylor Bradford pela Record (1995)
>>> Triste Fim de Policarpo Quaresma Ler é Aprender Volume 18 de Lima Barreto pela Klick
>>> Triste Fim de Policarpo Quaresma Ler é Aprender Volume 18 de Lima Barreto pela Klick
>>> Triste Fim de Policarpo Quaresma (pocket) de Lima Barreto pela L&pm Pocket
>>> Tio Sam Chega ao Brasil a Penetração Cultural Americana de Gerson Moura pela Brasiliense (1988)
>>> Til Coleção a Obra-prima de Cada Autor de José de Alencar pela Martin Claret
>>> The Testament de John Grisham pela Penguin Readers (1999)
>>> The Plays and Sonnets of William Shakespeare Vol 2 de Shakespeare pela Britannica
>>> The New Illustrated Treasury of Disney Songs de Hal Leonard pela Hal Leonard (1998)
>>> The Lost Symbol de Dan Brown pela Corgi Books
COLUNAS

Quarta-feira, 30/8/2006
RI na Casa do Saber
Tais Laporta

+ de 2100 Acessos

À primeira vista, quando alguém fala em RI - Relações Internacionais - as primeiras palavras que chegam à cabeça são Hezbollah, Rodada de Doha, preço do petróleo, diplomacia e mais diplomacia. Descobri, contudo, que essa sigla comum nas empresas e jornais está bem perto de nós - bem mais do que imaginamos. Nada em RI é o que parece. Pelo menos, foi nessa atmosfera que a Casa do Saber promoveu o curso de Introdução às Relações Internacionais, trazendo ao centro da discussão o professor de RI e doutor em Ciências Políticas pela USP, José Luiz Niemeyer.

A maior surpresa do curso, com exceção ao conteúdo, foi, sem dúvida, os alunos. Curiosamente, o projeto da Casa atraiu um público altamente eclético: entre eles, o estudante de RI, o economista, o publicitário, a engenheira química, o administrador de empresas, a jornalista e a bacharel em direito. Todos ávidos por pescar alguma informação essencial, declaradamente dispostos a aplicar o conhecimento digerido no seu campo profissional. "Interessante!", exclamou o professor Niemeyer, ao descobrir a especialidade de cada um dos presentes. No percurso das quatro aulas previstas na programação, já estava provado que ele não exagerou, e que Relações Internacionais está realmente em quase tudo.

Você deve questionar como um tema que discute os conflitos bélicos entre Israel e Líbano pode influenciar, por exemplo, no processo de criação de uma peça publicitária. Ou ainda, no desenho da planta de um apartamento. "Existem médicos que estudam RI para poder entender a relação entre os sistemas que regem o organismo, da mesma maneira que as nações-estado se comunicam dentro do sistema internacional", compara o acadêmico.

Para muitos estudiosos, porém, Relações Internacionais é um grande caldeirão vazio, sem conteúdo nem função definida. Em outras palavras, uma perda de tempo. Isso porque a área abrange tantas variantes, que fica difícil definir sua peculiaridade. Uma interpretação de RI pode incluir filosofia - Kant é sempre citado com o conceito que apelidou de "cidadão universal" - sociologia, economia, geografia, antropologia, matemática...E, acredite, cultura também.

Para compreender o sistema internacional, é preciso conhecer não somente as regras de cada Estado que o contempla, mas, principalmente, o indivíduo e sua relação direta com ambas vertentes. Niemeyer defende esse ponto de vista baseado na representatividade das etnias e civilizações. "A indiazinha pobre da Amazônia é uma cidadã brasileira, com seus direitos representados pelo Estado também em âmbito internacional? Ou, por não possuir cidadania brasileira, é um elemento totalmente isolado do sistema?".

É preciso chegar a esse nível de pensamento para entender RI? Soa estranho, mas o que eu gosto de comer tem importância para o sistema internacional. Meus hábitos, leituras, amizades, religião e os lugares que freqüento são um reflexo do que o Estado reivindica em meu nome nos encontros internacionais. Nem sempre é preciso essa intermediação para meu papel sobressair-se nas decisões tomadas pela ordem internacional. Pode parecer utópico que o indivíduo se relacione diretamente com o sistema, mas é uma hipótese plausível, e aí entra Kant, mais uma vez, com o seu "cidadão do mundo".

O professor Niemeyer cita um exemplo interessante. Soldados norte-americanos são recrutados para a guerra com mais facilidade do que seriam no Brasil. Muito mais, tanto pela tradição bélica da potência, quanto pelo conservadorismo e a noção de estrutura familiar brasileira, que relutaria em desmantelar-se para defender a "soberania nacional" de um Estado.

O papel do RI é fazer conexões justamente neste sentido: em pontos inimagináveis, porém hipoteticamente possíveis e nos quais ninguém havia pensado. É imaginar saídas lógicas pela lateral, porém, nunca óbvias. Aliás, a obviedade é o que menos importa em RI. Talvez por isso, os diplomatas e acadêmicos da área sejam carinhosamente apelidados pelas outras ciências como os reis da embromação.

É que o discurso do RI precisa navegar sempre por mares desconhecidos. Mas a área não enfraquece com esse ineditismo teórico. Pelo contrário, a teoria e as diretrizes existem, com o diferencial de não serem regra absoluta, mas apenas guias para a interpretação de um contexto X. Por exemplo, há diferentes escolas que norteiam o pensamento das Relações Internacionais, com destaque para a realista, que acredita no conflito quase sempre como única solução, e a idealista, que prioriza os acordos pacíficos em detrimento da guerra, mas não descarta a possibilidade de confronto em última hipótese.

Freqüentemente, realistas e idealistas podem ser tão relativos que suas linhas de raciocínio se cruzam, a ponto de enfraquecer a definição específica de cada uma. Em RI, não existe uma verdade absoluta, existem várias. Um exemplo: a segurança cooperativa. Na eminência de uma guerra, freqüentemente as partes envolvidas se equiparam, inclusive com arsenal armamentista, como aconteceu na Guerra Fria, para assegurar uma ordem pacifista, gerada pelo medo da guerra.

Ao invadir o Iraque, Bush foi absolutamente realista (como é regra na tradição norte-americana), já que utilizou a guerra como ferramenta de combate ao terrorismo e a destruição das supostas armas químicas e biológicas. No discurso em que justifica a ação, contudo, mantém uma postura idealista, ao defender valores como a liberdade e a paz internacional (alguém ainda consegue acreditar nisso?).

Diferente das outras ciências, as Relações Internacionais se norteiam por um conjunto de vertentes, e não por um campo fechado de análise, como a economia, pautada nos fenômenos matemáticos de mercado e algumas ciências humanas. Há quatro variantes básicas utilizadas como teoria para nortear qualquer análise em RI: política, econômica, estratégico-militar e étnico-civilizacionista.

Um exemplo prático: ao escrever um relatório sobre as exportações de fontes alternativas de energia para os EUA, deve-se levar em consideração não somente as vantagens econômicas dessa relação, como as alíquotas de importação e o preço do dólar, mas também a dependência norte-americana em relação ao petróleo, a tensão com a Venezuela, os conflitos no Oriente Médio e mais profundamente, a receptividade dessas novas alternativas dentro das empresas e instituições - e essa relação não está longe da noção de cultura comunitária e individual.

"O aluno de RI costuma ser feliz porque ele sabe que imagem não é tudo, diferente do que é ensinado em outros cursos. É um campo subjetivo, nada prático, baseado no 'blablabla', mas com um certo charme, é claro", definiu o professor Niemeyer em algum momento da conversa que durou quatro aulas, mas caberia por semanas sem cessar, tamanha é a capacidade humana para a abstração. Unir conhecimento concreto ao pensamento subjetivo é uma viagem para poucos. Os que se aventuram, no entanto, dizem que vale a pena.


Tais Laporta
São Paulo, 30/8/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. 'As vantagens do pessimismo', de Roger Scruton de Celso A. Uequed Pitol
02. Nova Gramática do Poder de Marilia Mota Silva
03. O africano e o taubateano de Ricardo de Mattos
04. O que querem os homens? Do Sertão a Hollywood de Marilia Mota Silva
05. O caminho rumo ao som e a fúria de Luiz Rebinski Junior


Mais Tais Laporta
Mais Acessadas de Tais Laporta em 2006
01. Guimarães Rosa no Museu da Língua Portuguesa - 1/11/2006
02. Pelas curvas brasileiras - 11/7/2006
03. Ninguém segura Lady Macbeth - 2/8/2006
04. Sem cortes, o pai do teatro realista - 17/5/2006
05. Confissões de uma ex-podcaster - 20/9/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A GUERRA DO PARAGUAI - O COTIDIANO DA HISTÓRIA
JÚLIO JOSÉ CHIAVENATO
ATICA
(1995)
R$ 9,90



GRAMÁTICA : NUNCA MAIS - O ENSINO DA LÍNGUA PADRÃO SEM O ESTUDO DA
LUIZ CARLOS DE ASSIS ROCHA
UFMG
(2002)
R$ 14,90



CIÊNCIAS. 6º ANO - COLEÇÃO PROJETO ARARIBÁ PLUS
VÁRIOS AUTORES
MODERNA
(2014)
R$ 14,90



INICIAÇÃO À PESQUISA CIENTÍFICA
ELISA PEREIA GONSALVES
ALÍNEA
(2003)
R$ 26,91



CREIO NA ALEGRIA - LIVRO DO CATEQUISTA, V. 1
TANIA FERREIRA PULIER; SANDRA REGINA DE SOUSA
PAULUS
(2011)
R$ 6,90



CONQUISTA DA MORTE
ALVIN SILVERSTEIN
CIRCULO DO LIVRO
(1979)
R$ 9,00



O GOSTO DO PECADO
ANGELA MENDES DE ALMEIDA
ROCCO
(1993)
R$ 25,90



CIDADE DE DEUS: ROMANCE
PAULO LINS
COMPANHIA DAS LETRAS
(1997)
R$ 8,00



DIGA AO MUNDO QUE SOU JOVEM - 3ª EDIÇÃO
PE. ZEZINHO
PAULINAS
(1973)
R$ 7,00



A CAMPONESA DA CASA DE PEDRA
WANDA A. CANUTTI
EME
(2002)
R$ 6,00





busca | avançada
78105 visitas/dia
2,2 milhões/mês