E-mails a um jovem resenhista | Rafael Rodrigues | Digestivo Cultural

busca | avançada
107 mil/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> “Sempre mais que um” tem apresentações no Teatro Alfredo Mesquita
>>> Projeto Memória leva legado de Lélia Gonzalez a 7 capitais
>>> '1798 - Revolta dos Búzios' chega ao cinemas
>>> IV Cinefestival International de Ecoperformance divulga sua programação
>>> O Shopping Praça da Moça debuta com show exclusivo da Família Lima
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
Colunistas
Últimos Posts
>>> Comfortably Numb por Jéssica di Falchi
>>> Scott Galloway e as Previsões para 2024
>>> O novo GPT-4o
>>> Scott Galloway sobre o futuro dos jovens (2024)
>>> Fernando Ulrich e O Economista Sincero (2024)
>>> The Piper's Call de David Gilmour (2024)
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
>>> Pondé sobre o crime de opinião no Brasil de hoje
Últimos Posts
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A Poética do Extravio, Júlio Castañon Guimarães
>>> Armazém de secos e molhados
>>> Uma nova aurora para os filmes
>>> Jornal da Cultura - 17/11/2014
>>> Páginas e mais páginas da vida
>>> No final do telejornal tinha um poeta...
>>> No final do telejornal tinha um poeta...
>>> Máfia do Dendê
>>> CaKo Machini
>>> Alberto Dines sobre a Copa
Mais Recentes
>>> Drawing On The Right Side Of The Brain de Betty Edwards pela Souvenir Press (2024)
>>> Noção de gerenciamento de Portos de Guilherme Accioly Fragelli pela Clube Naval (2000)
>>> Subterra de Baldomero Lillo, Luisa Rivera, José Miguel Vara pela Liberalia (2010)
>>> A Canoa de Papel - tratado de Antropologia Teatral de Eugenio Barba pela Hucitec (1994)
>>> Poesia Indianista: Obra Indianista Completa : Poesía E Dicionário Da Língua Tupi de Antônio Gonçalves , 1823-1864 Dias pela Martins Fontes (2000)
>>> Era Uma Vez Tiradentes - coleção viramundo de Julieta de Godoy Ladeira pela Moderna (1992)
>>> Noite Na Taverna / Macario - Portugues Brasil de Alvares De Azevedo pela Martin Claret (2011)
>>> Livro Introdução A Economia: Princípios e Ferramentas de Arthur O'sullivan, Steven M. Sheffrin, Marislei Nishijima pela Pearson (2004)
>>> Iracema de José De Alencar pela Melhoramentos (2012)
>>> UNO Educação, Ensino Médio - Gramática Nº 9, 10, 11 e 12 de Vários Colaboradores pela Bercrom (2023)
>>> A Escrava Isaura de Bernardo Guimarães pela Sol90 (2004)
>>> Livro Textos, Compreensão, Interpretação e Produção 21 de Antonio Simplicio Rosa Faria e Produção pela Livro Técnico (1986)
>>> Os Lusíadas - Coleção L de Luiz Vaz de Camões pela L PM Pocket (2015)
>>> Livro Números Irracionais e Transcendentes de Djairo Guedes de Figueiredo pela Sbm (2002)
>>> UNO Educação, Ensino Médio - Literatura Nº 16, 17, 18, 19, 20, 21, 22 e 24 de Vários Colaboradores pela Bercrom (2023)
>>> Livro Do Novo Mundo Ao Universo Heliocêntrico de Luiz Carlos Soares pela Hucitec (1999)
>>> Revolução E Democracia. 1964-... - Volume 3 Das esquerdas no Brasil de Jorge Ferreira e Daniel Aarão Reis pela Civilização Brasileira (2007)
>>> Fazer Pesquisa na Abordagem Histórico Cultural Metodologias Em Construção de Maria Teresa de Assunção Freitas; Bruna Sola Ramos pela Ufjf (2010)
>>> Raul Prebisch - 1901-1986: A construção da américa latina e do terceiro mundo de Edgar J. Dosman pela Contraponto (2011)
>>> Liderando Com Metas Flexíveis de Niels Pflaeging pela Bookman - Grupo A (2009)
>>> Vocabulário Da Psicanálise de Jean-bertrand Pontalis; Laplanche pela Martins Fontes (2001)
>>> Saude E Servico Social de Maria Ines Souza Bravo; Outros autores pela Cortez Edi (2006)
>>> Serviço Social E Saúde: Formação E Trabalho Profissional de Ana Elizabete Mota pela Cortez Edi (2009)
>>> O Mito Da Assistência Social: Ensaios Sobre Estado, Política de Ana Elizabete Mota pela Cortez (2008)
>>> Frankie - Um Homem Desiludido. Um Gato Procurando Um Lar. Uma História Comovente Sobre Uma Amizade E de Maxim Leo; Jochem Gutsch pela Faro Editorial (2024)
COLUNAS

Sexta-feira, 28/12/2007
E-mails a um jovem resenhista
Rafael Rodrigues
+ de 4100 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Volta e meia puxo uma conversa, quase sempre sobre literatura e relações pessoais, com uma das pessoas mais sensatas que conheço. Ela sempre me dá bons conselhos e nossos e-mails rendem boas conversas. Dessa vez não resisti, e pedi a ela que me deixasse reproduzir um trecho da nossa correspondência eletrônica. Mas a conversa foi tão boa que aproveitei mais de um trecho.

O primeiro é sobre as panelinhas no meio literário. Já fui acusado, há alguns anos, de participar de uma panelinha. Um absurdo, visto que a maioria dos conhecidos que tenho no meio são apenas conhecidos virtuais. Fiz algumas amizades, claro, mas nunca tirei proveito de nada. Eu digo que tudo o que tenho são minhas referências, meus escritos espalhados por aí. Sempre corri atrás de minhas coisas. Óbvio que, se algum dia surgir uma oportunidade por indicação de alguém, não vou recusar. Nem é nada desonrador pedir ajuda a um amigo mais bem relacionado (no sentido de pedir o contato de alguém, ou que ele faça a ponte entre você e outra pessoa). Mas isso não é participar de panelinha. Isso é reconhecimento de esforço e capacidade.

"Existem sim as tais panelinhas. E como. Você não faz idéia da podridão que reina no mundo literário, sobretudo na nova geração de autores. A verdade é que o mundo literário é uma ridícula guerra de egos. Cada um se acha dono da verdade e, o pior, se atribuem uma importância irreal e disparatada. E a verdade maior ainda é que essas pessoas têm muito pouca projeção no mercado em geral (falo do conjunto de leitores) e quase nenhuma influência no que é vendido e no que se lê pela maioria."

O problema das panelinhas é que, no geral, todos os participantes são medíocres, no sentido de serem medianos. Décadas atrás as panelinhas também existiam. Mas uma panelinha constituída por Fernando Sabino, Otto Lara Resende, Paulo Mendes Campos, Hélio Pellegrino, Murilo Rubião, Carlos Drummond de Andrade, Vinicius de Moraes, Clarice Lispector e outros tantos, que liam e elogiavam os livros uns dos outros é muito diferente de uma panelinha constituída por escritores que escrevem livros, na melhor das hipóteses, "mais ou menos".

Eu, como aspirante a crítico literário e escritor, não posso me deixar seduzir por uma dessas panelinhas. Os amigos que fiz, fiz por gostar verdadeiramente deles. De alguns até me afastei, justamente para não correr o risco de ser considerado integrante de determinado grupo. É uma pena, pode ser bobagem, mas é verdade.

"Existe uma prática muito comum entre jornalistas-escritores que é a seguinte: 'escreva uma resenha falando bem do meu livro que eu escrevo outra falo bem do seu'."

Eis algo que realmente acontece. Essa troca de favores é abominável. E não é camaradagem, é picaretagem mesmo. Isso explica, em parte, o fato de alguns livros ruins serem tão elogiados por aí. E lá vamos nós de volta à discussão sobre as panelinhas, dos parágrafos acima. Quando algum amigo ou conhecido meu lança um livro e ele não é bom (para não dizer que é ruim), eu prefiro não escrever sobre o livro. Pro autor, eu digo o que achei. Por mais chato que seja fazer isso. Perco a amizade, mas não deixo de dizer a verdade. Se for amigo mesmo, vai entender que aquela é apenas a minha opinião. Não significa que o livro é ruim. Leitores diferentes fazem leituras diferentes, como bem diz o experiente José Castello.

"Quanto à sua relação, enquanto crítico, com os autores amigos, ela será sempre problemática. Porque é um terreno em que é preciso estar sempre pisando em ovos. Faça uma escolha. Você pode optar por não resenhar livros de amigos, o que é válido. Agora, como crítico, você terá sempre desafetos, a menos que seja um vaselina total. E mesmo esses viram alvo de ressentimento por parte de escritores que se enfurecem por seus livros não terem sido mencionados ou criticados (afinal, não se pode escrever sobre tudo o que é lançado e na literatura brasileira atual há muito lixo)."

Justo o que eu disse acima. Mas não posso deixar de resenhar bons livros de amigos por conta da possibilidade de alguém dizer que é um elogio gratuito, que só estou elogiando porque é o livro de um amigo meu, esse tipo de coisa. Por mim, podem falar até cansar. Não vou jamais me justificar ou pedir desculpas por elogiar um amigo.

"Volta e meia, acontece um briga pavorosa em torno de um assunto, em geral, besta, uma bobagem. Eu me pergunto: para quê? Ninguém toma conhecimento daquilo. É pura guerra de egos. Perda de tempo e de energia total."

O engraçado é como essas bobagens, essas picuinhas ganham tanto tamanho e espaço. A literatura é importante para quem faz, para quem ama, para quem gosta. Mas são tão poucas pessoas que fazem, amam e gostam de literatura, que chega a ser ridícula a proporção que alguns autores dão às más críticas de seus livros, por exemplo. São ridículos também comentários do tipo "ah, só publicaram porque ele é amigo de fulano". É verdade que isso ocorre, mas reclamar e choramingar vai adiantar? Não vai. Então. O melhor é esquecer as reclamações e trabalhar, ou seja, escrever.

O leitor que sustenta o mercado não está interessado em polêmicas entre escritores ou entre críticos e escritores. O chamado "leitor de fim de semana" deve achar um porre dois escritores brigando, ou um escritor e um crítico discutindo. Às vezes até que é bom, pra animar o ambiente. Mas de uns tempos pra cá, de quinze em quinze dias temos uma discussão boba no "meio literário", e isso enche o saco. Da mesma maneira que a "briga" pode fazer o leitor comprar o livro, pode fazê-lo jamais comprar o livro. Polêmica e discussão não são garantia de vendagem. Garantia de vendagem e de público leitor é qualidade. Seja o retorno imediato ou a médio-longo prazo. E o escritor de verdade, que prima pela qualidade, não se importa muito se terá retorno agora ou depois de morto. Ele quer escrever, só isso. E é isso que ele deve fazer. Não que polêmicas não sejam válidas. Algumas são. Mas nem todas.


Rafael Rodrigues
Feira de Santana, 28/12/2007

Mais Rafael Rodrigues
Mais Acessadas de Rafael Rodrigues em 2007
01. O óbvio ululante, de Nelson Rodrigues - 2/11/2007
02. O nome da morte - 16/2/2007
03. História dos Estados Unidos - 29/6/2007
04. Os dois lados da cerca - 7/12/2007
05. O homem que não gostava de beijos - 9/3/2007


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
28/12/2007
14h31min
Estas panelinhas existiram, existem e sempre existirão. Eu de certa forma tenho a minha, mas melhor seria chamá-la "grupo de amigos que têm um gosto em comum, a literatura". Estou longe de poder publicar algo, se é que um dia poderei. Em relação às panelinhas "oficiais", foi-se o tempo em que me preocupava (acho que já conversamos sobre isso). Deixa elas.
[Leia outros Comentários de Diego Barreto Ivo]
29/12/2007
11h27min
Pertinente o seu texto. Acho que faz bastante sentido. Essa história de panelinha faz tanta parte desse meio, que quase foi condicionada à publicação de algum livro. Quem consegue, por si só, lançar e publicar um livro, sem a ajuda dessa panelinha? Se consegue, é um herói ou ele mesmo se banca, sei lá. O que não pode ocorrer é deixar-se contaminar pela vaidade e achar que é um foda, que é um grande escritor. Deixe que o público indique isso, como você disse, a curto ou médio prazo. O tempo e os leitores dirão. Pena que muitos bons e verdadeiros escritores deixem seus livros guardados no fundo de alguma gaveta. E para que façam parte dessa panelinha, talvez, só depois de mortos. Ou quando são descobertos por algum mecenas, com boa alma. Muito bom o seu texto. Abraço, Adriana
[Leia outros Comentários de Adriana Godoy ]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Livro Didático Projeto Presente História Ciências Humanas 3
Ricardo Dreguer e Outros
Moderna
(2018)



Melatonina - O poder milagroso da cura
Neil Stevens
Madras
(1998)



Oficina de História - História do Brasil
Flavio de Campos
Moderna
(2000)



Darien - Império De Sal
C. F. Iggulden
Record
(2023)



Princípios de Economia Política 1 e 2
Alfred Marshall
Nova Cultural
(1988)



Kit com livros pocket - 10 Volumes
Agatha Christie
Lpm
(2009)



Livro De Bolso Antropologia Cultura Um Conceito Antropológico
Roque de Barros Laraia
Zahar
(1986)



Insólita Vol.2 – A Máscara de Prata
Julia de Passos Ramalho; Ursula Antunes (org)
Luva
(2021)



Livro Sociologia Cidade Digital - Infoinclusão Social e Tecnologia em Rede
Evandro Prestes Guerreiro
Senac Sp
(2006)



Solidão, Quem é Você?
Simone Martins
Butterfly
(2002)





busca | avançada
107 mil/dia
2,4 milhões/mês