Inunda meus olhos | Elisa Andrade Buzzo | Digestivo Cultural

busca | avançada
36466 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quinta-feira, 1/1/2009
Inunda meus olhos
Elisa Andrade Buzzo

+ de 2800 Acessos


foto: Sissy Eiko

Elas, as luzes, vêm com a euforia das compras e num espetáculo de beleza recebe, democrática, todos os transeuntes, empetecados ou não, endinheirados ou não. Oferecem-se aos olhos guirlandas dando claridade aos prédios e postes, noite iluminada essa que inunda meus olhos, sem pedir licença, e me leva a contemplá-la como um rastro de Via Láctea. Tenho sede de luzes e é no final de ano que me abasteço delas, sem saber ao certo com qual serventia.

Há algumas semanas a decoração de Natal fora instalada nas principais ruas comerciais. A grande avenida teve suas árvores decoradas com luzes até onde a vista se perde. O pinheiro de adornos mais reluzentes foi montado na entrada da prefeitura. Aguardava com ansiedade acenderem-se no momento em que a escuridão dá seus primeiros sinais e, da minha janela redonda, das coisas que existem e que não existem, era embebida um halo verde e branco.

Em outra avenida há uma onda branca e volumosa acima de nós, combinada com uma chuva vermelha de luzes. Elas acendem e se apagam, dançantes. Outra árvore, solitária, imita neve caindo. Na praça a nudez dos galhos se reveste com folhas artificiais iluminadas e bolas vermelhas que mais parecem maçãs. E onde dormem os passarinhos nesta profusão luzidia? Não durmo eu nesta cidade iluminada, que me mantém acordada, pensamento aceso.

Fantasio outras ruas extemporâneas, com olhos biônicos de câmera de vigilância. Quero adornar os lugares já visitados, numa inútil tentativa de rever as possibilidades do que já foi descarrilado. Monitoro vidas paralelas a essa, porque o tempo nesta janela é o do pensamento, corre na velocidade das nuvens e nunca se reconfigura como da primeira vez.

Por que a prefeitura e os comerciantes se encarregam destas luzes todo final de ano? E o que leva alguém a decorar seu quadrado de sobrevida à maneira de estrela guia? Enfeites de luz chamam a atenção em meio às outras sacadas. Pois ali não apenas mora, antes vive alguém com suas aspirações e problemas, que compartilha com quem passa seu pedaço diminuto de mundo.

São 19h30, ainda é dia, um apartamento está com as cortinas fechadas e uma estrela pisca, pisca. Impossível fazer um programa diferente com os amigos, estão todos em busca de mais luzes. A fotógrafa sai à procura de cliques inéditos da decoração de Natal da Avenida Paulista. A casa branca do Bank Boston perdeu seus dias de glória com o Itaú Personnalité. Ainda assim, 0h e o trânsito da Avenida beira ao insuportável. Tudo bem, a grande caixa de presentes psicodélica em que foi transformado o prédio do Banco do Brasil já vale a visita. Enquanto isso, longe do novo centro, o Terminal Sacomã do Expresso Tiradentes bruxuleia.

Me contam da fonte do Ibirapuera, aspergindo germes e luzes. Digo que vou, mas já sei que não é minha praia pegar trânsito, comer pipoca e pagar a taxa do flanelinha para estacionar. Gosto das luzes solitárias e de difícil acesso, esquecidas nas ruas mais afastadas, presas nos prédios de pedra. Tirar os óculos e sentir o mundo ser englobado pelas luzes dilatadas. Ou ainda imaginar aquelas que ainda não vi e só mesmo o tempo, fechando aos poucos as pupilas, poderá revelá-las.

Revistas fazem um guia completo das melhores decorações da cidade. Passo em frente ao Shopping Iguatemi e reconheço o Papai Noel tropical gigante acompanhado de um labrador cor de mel portando óculos de sol. Dica do guia. O relógio d'água do shopping, que pena, foi recoberto por lacinhos vermelhos e uma casca verde com gosto enjoativo de pasta americana. Olhando mais de perto, alguns enfeites revelam uma preocupação ecológica. A original árvore de Natal do Colégio Santa Marcelina na verdade é feita com garrafas e copos de plástico coloridos. E as guirlandas verdes e vermelhas na Rua Vergueiro, timidamente dependuradas nos postes em meio à confusa mistura de fios, também parecem ser feitas de material reciclável.

Todo final de ano elas voltam, insistentes, tentando passar alguma mensagem. E não ficam por muito tempo. Seria curta a revelação? Lights will guide you home and ignite your bones. Fulgor nos olhos, a consciência exata das coisas pisca, pisca... Qual seria o significado destas luzes que aparecem e desaparecem rapidamente, para a qual olhamos absortamente, onde só pode haver uma beleza resplandecente?

E mais, a calma lúcida, em sua insistência sazonal, também me torna mais silenciosa, contemplativa. Então finalmente lembro de mim e das coisas que passam, se atenuam, se diluem no ambiente como se nunca um dia tivessem acontecido. Engano meu. Pois, ainda assim, é como se ficasse um resquício, um calor talvez luminoso, como os enfeites, que irradiam e cujo deslumbramento ninguém mais se lembra da explicação.

Nouvelle vague são essas luzes banhando cada um de nós, nos pintando de mil cores abstratas e irreais, como se fossem enredo ainda inacabado de novela ou filme de aventura. Histórias e lembranças apagadas que, um dia, como as luzes de Natal, voltam multicoloridas e desabam, torrenciais, sobre nossas cabeças.


Elisa Andrade Buzzo
São Paulo, 1/1/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O dia que nada prometia de Luís Fernando Amâncio
02. Por que é preciso despistar a literatura de Ana Elisa Ribeiro
03. Reflexões boêmias sobre música de Milton Ribeiro
04. 13º Porto Alegre em Cena de Guilherme Conte
05. Conselhos Místicos Ao Jovem Escritor de Ricardo de Mattos


Mais Elisa Andrade Buzzo
Mais Acessadas de Elisa Andrade Buzzo em 2009
01. Inútil, o filme e a moda que ninguém vê - 22/1/2009
02. USP: 75 anos de histórias várias - 12/2/2009
03. A Mulher Invisível ou a literatura como salvação - 20/8/2009
04. Polly - 28/5/2009
05. A profundidade aparente do concreto - 30/4/2009


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




15 MINUTOS E PRONTO
JAMIE OLIVER
GLOBO ESTILO
(2013)
R$ 35,00



ENTRE A CIÊNCIA E A CONSCIÊNCIA
JOÃO CARAÇA
CAMPO DAS LETRAS
(2002)
R$ 32,38



UMBANDA: A PROTO-SÍNTESE CÓSMICA - 1ª EDIÇÃO - REVISTA E ATUALIZADA
YAMUNISIDDHA ARHAPIAGHA ( FRANCISCO RIVAS NETO )
PENSAMENTO
(2014)
R$ 54,95



GUSTAVO PIQUEIRA
VENETA
AR CONDICIONADO
(2018)
R$ 22,41



SOCIEDADES POR QUOTAS
AGOSTINHO ANTONIO F. CADETE
ELCLA (PORTO)
(1992)
R$ 26,82



MULHERES LIBERADAS
BARBARA RASKIN
CÍRCULO DO LIVRO
(1986)
R$ 10,00
+ frete grátis



VALSA NEGRA
PATRÍCIA MELO
ROCCO
(2010)
R$ 31,00



SALERNO: FOOTHOLD IN EUROPE
DAVID MASON
BALLANTINE BOOKS
(1972)
R$ 16,82



FELICIDADE A PRÁTICA DO BEM ESTAR
MATTHIEU RICARD
PALAS ATHENA
(2012)
R$ 39,90



ORGANIZE-SE
JOHN CAUNT
CLIO
(2010)
R$ 13,00





busca | avançada
36466 visitas/dia
1,2 milhão/mês