Emagrecer sem sofrer? Isso é papo de revista | Adriana Baggio | Digestivo Cultural

busca | avançada
24646 visitas/dia
922 mil/mês
Mais Recentes
>>> Comédia dirigida por Darson Ribeiro, Homens no Divã faz curta temporada no Teatro Alfredo Mesquita
>>> Companhia de Danças de Diadema leva projeto de dança a crianças de escolas públicas da cidade
>>> Cia. de Teatro Heliópolis encerra temporada da montagem (IN)JUSTIÇA no dia 19 de maio
>>> Um passeio imersivo pelos sebos, livrarias e cafés históricos do Rio de Janeiro
>>> Gaitista Jefferson Gonçalves se apresenta em quinteto de blues no Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A cidade e o que se espera dela
>>> De pé no chão (1978): sambando com Beth Carvalho
>>> Numa casa na rua das Frigideiras
>>> Como medir a pretensão de um livro
>>> Nenhum Mistério, poemas de Paulo Henriques Britto
>>> Nos braços de Tião e de Helena
>>> Era uma casa nada engraçada
>>> K 466
>>> 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis
>>> Minimundos, exposição de Ronald Polito
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jornada Escrita por Mulheres
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 3
>>> Juntos e Shallow Now
>>> Dicionário de Imprecisões
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
>>> Mon coeur s'ouvre à ta voix
>>> Palestra e lançamento em BH
Últimos Posts
>>> Diagnóstico falho
>>> Manuscrito
>>> Expectativas
>>> Poros do devir
>>> Quites
>>> Pós-graduação
>>> Virtuosismo
>>> Evanescência
>>> Um Certo Olhar de Cinema
>>> PROCURA-SE
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Sou diabético
>>> Um olhar sobre Múcio Teixeira
>>> O Barril
>>> Como escrever bem — parte 1
>>> Quatro Mitos sobre Internet - parte 1
>>> Da capo
>>> Elesbão: escravo, enforcado, esquartejado
>>> 5ª MUMIA em BH
>>> Celebrity killer
>>> Em nome do caos
Mais Recentes
>>> Por Onde Andou Meu Coração de Maria Helena Cardoso pela Nova Fronteira/ RJ. (1984)
>>> O Brasileiro Perplexo de Rachel de Queiroz pela Edautor (1963)
>>> Se a Memória não Me Falha de Sylvia Orthof/ Ilustrações: Tato pela Nova Fronteira/ RJ. (1987)
>>> João Miguel de Rachel de Queiroz pela Siciliano/ SP. (1992)
>>> Maria Ruth de Ruth Escobar/ Prefácio: Hélio Pellegrino pela Guanabara/ RJ. (1986)
>>> voce Tem Personalidade? de Pedro Bloch pela Bloch editores (1979)
>>> voce Tem Personalidade? de Pedro Bloch pela Bloch editores (1979)
>>> O Menino Mágico de Rachel de Queiroz/ Ilustrações: Gian Calvi pela Livr. José Olympio Edit. (1987)
>>> O Menino Mágico de Rachel de Queiroz/ Ilustrações: Gian Calvi pela Livr. José Olympio Edit. (1982)
>>> Um Nome pra Matar (Prêmio Walmap) de Maria Alice Barroso/ Prefácio: Antonio Olinto pela Bloch editores (1967)
>>> Uma cidade Fora do mapa de Eliane Ganem pela Livr. José Olympio Edit. (1985)
>>> Uma cidade Fora do mapa de Eliane Ganem pela Livr. José Olympio Edit. (1987)
>>> Luana Adolescente, Lua Crescente de Sylvia Orthof: Texto e Ilustrações pela Nova Fronteira (1994)
>>> Luana Adolescente, Lua Crescente de Sylvia Orthof: Texto e Ilustrações pela Nova Fronteira (1994)
>>> Cine Odeon de Livia Garcia- Roza pela Record/ RJ. (2001)
>>> Contos de Amor Rasgados de Marina Colasanti pela Rocco/ RJ. (1986)
>>> Uma Ideia Toda Azul (Sem manuseio) de Marina Colasanti pela Global/ SP. (2013)
>>> O Verde Brilha no Poço de Marina Colasanti/ Ilustr: Rogério Borges pela Melhoramentos (1990)
>>> E Por Falar em Amor de Marina Colasanti pela Rocco (1986)
>>> E Por Falar em Amor de Marina Colasanti pela Rocco (1985)
>>> E Por Falar em Amor de Marina Colasanti pela Rocco (1985)
>>> Brava Gente Brasileira (Sem uso) de Marcio Moreira Alves pela Nova Fronteira/ RJ. (2001)
>>> O Milionario Instantaneo de Carolina Caires Coelho; Mark Fisher pela Figurati (2014)
>>> Scrum - a Arte de Fazer o Dobro na Metade do Tempo de Jeff Sutherland & J. J. Sutherland pela Leya (2014)
>>> Como Fracassar Em Quase Tudo e Ainda Ser Bem Sucedido de Scott Adams pela Figurati (2016)
>>> Contagem Regressiva de Alice Klesck; Alan Weisnan pela Leya (2014)
>>> Amamentação Um Hibrido Natureza -Cultura de João Aprigio Guerra de Almeida pela Fiocruz (1999)
>>> Mikhail Gorbachev de Anna Sproule pela Globo (1990)
>>> Heroides de Walter Vergna pela Edições Granet Lawer (1975)
>>> Mutações de Liv Ullman pela Circulo do Livro (1986)
>>> Ligação Direta Com Deus de Bobtrask pela Nova Era (1994)
>>> Betsabé de Tofgny Lindgren pela Record (1984)
>>> O livro dos sinais de Trigueirinho pela Pensamento (1997)
>>> De Carta Em Carta de Ana Maria Machado pela Salamandra (2002)
>>> Cura entre Gerações de Pe.Robert DeGrantis pela Louva Deus (1994)
>>> Letras de exortação e reflexão para homens que se atrevem a ser cristãos de Dom Antonio Duarte S.R. pela Scortecci (2019)
>>> A Ditadura Escancarada de Elio Gaspari pela Companhia das Letras (2002)
>>> Como investigar crimes com a ajuda Divina de Daniel Gomes pela Cpad (1999)
>>> O Diário de Um Mago de Paulo Coelho pela Klick (1990)
>>> Compendio de botânica de Paulo Benzzoni pela Itatiaia (1973)
>>> A Ditadura Derrotada de Elio Gaspari pela Companhia das Letras (2003)
>>> O despertar do Buda de Vicente Blasco Ibanez pela Landy (2000)
>>> Católicos Perguntam de Estevão Tavarez Bettencourt ,Osb pela Mensageiros de Santo Antonio (1998)
>>> God Is Dead de Ron Currie Jr pela Penguin Paperbacks (2008)
>>> Frankenstein de Mary Shelley pela Cia das Letras (1994)
>>> Novo Testamento de Conferencia Nacional dos Bispos do Brasil pela Sbb-Rao (1969)
>>> Fogo Morto de José Lins do Rego pela Circulo do Livro (1987)
>>> Filho de ninguém: dualismo e bastardia no romance "Dois imãos", de Milton Hatoum de Vera Ceccarello pela Luminária Academia (2016)
>>> Quando se pretende falar da vida de Francisco Candido Xavier ,Roberto Muskat,David Muszkat pela Grupo Espírita Emmanuel -Sociedade Civil (1984)
>>> Eu sou o Mensageiro de Markus Zusak pela Intrínseca (2007)
COLUNAS

Quarta-feira, 29/2/2012
Emagrecer sem sofrer? Isso é papo de revista
Adriana Baggio

+ de 5200 Acessos

Imagine um futuro em que não existe mais a raça humana na Terra. O cataclisma foi repentino. Nas cidades do desolado planeta sobraram apenas os edifícios e as bancas de jornal. Os exemplares das revistas foram preservados, congelando a época da extinção humana nas datas estampadas nas capas.

Tempos depois, habitantes de outro planeta descem ao nosso para estudar os restos da civilização. Querem tentar compreender a cultura do povo dizimado, seus hábitos, seus valores. Apesar da quantidade de livros, estudos científicos e de uma infinidade de produtos do conhecimento humano preservados, encontram nas bancas um material mais rico do que qualquer outro.

Uma situação em especial os intriga: dispostas lado a lado nas bancas, algumas revistas apresentam fórmulas para emagrecer, enquanto outras celebram a gastronomia, trazem receitas culinárias e indicam os melhores lugares das cidades para comer e para beber. Apesar de não terem que se preocupar com isso (alguém já viu um ET gordinho?), os visitantes sabem da relação indissociável entre magreza e comida - ou falta dela. Sem conseguir entender, chegam a uma conclusão: essa raça humana só podia ser esquizofrênica.

O mundo ainda não acabou e eu sou terráquea da gema, mas a situação também me intriga. Como é que uma mesma sociedade pode atribuir tanto valor, simultaneamente, à boa forma e à boa mesa? Como é que pode estar na moda, ao mesmo tempo, ser magra e ser quituteira de mão cheia? Na verdade, não pode. Se o ideal de vida está atrelado à conquista desses dois valores, não é difícil se sentir, no mínimo, infeliz.

Mas entre manter o peso e comer bem, digamos que a segunda tendência é a mais natural. Nem vou entrar na questão de a comida ser combustível para a manutenção do corpo. Comida é cultura. Do preparo do alimento até sua degustação, a culinária pode proporcionar diversos tipos de satisfação. O prazer está na combinação dos ingredientes até transformá-los em um prato, no compartilhar esse alimento com a família e os amigos, sem falar, é claro, no prazer puro e simples de comer algo gostoso e que se deseja muito. O problema é que a comida atua sobre o corpo, que no padrão da sociedade contemporânea, é um corpo esfomeado.

Não contentes em propor, semana após semana, mês após mês, fórmulas e receitas de emagrecimento para sua audiência, os próprios jornalistas se transformaram em cobaias de tais procedimentos. Em 2011, os telespectadores do Fantástico puderam acompanhar em rede nacional o programa de dieta e exercícios do casal de apresentadores, assim como o resultado do sacrifício: formas mais esguias e mais alinhadas aos padrões corporais das personalidades midiáticas.

A boa e nova forma do corpo da apresentadora Renata Ceribelli renderam-lhe ainda a capa de uma edição da revista Claudia. Parece, no entanto, que os quilos perdidos não foram, sozinhos, suficientes para o padrão da revista. Na edição seguinte, a publicação ensinava como fazer a mesma pose adotada pela jornalista na fotografia da capa. Tal postura, junto aos recursos de iluminação e de produção, ajudava a "emagrecer". Claudia deve ter gostado da repercussão: em janeiro de 2012, foi a própria redatora-chefe da revista quem expôs às leitoras sua jornada de emagrecimento.

Nos primeiros parágrafos da matéria, a redatora Sibelle Pedral conta como "pirou" no trânsito de São Paulo ao ver um quindim - seu doce preferido - estampado em uma van, e que faz seis meses que não come açúcar e nem farinha branca. Mais para frente, tentando mostrar que ir jantar fora é compatível com uma dieta tão restritiva, diz que vai ao seu restaurante italiano preferido - porque adora pizza e bruschetta - e pede uma carne com salada. E mesmo com tantos relatos de sacrifício e privação, o título da matéria é "Perdi 21 quilos e não sofri". Hã?

Fazer dieta é sofrido sim. Há comidas maravilhosas em cada esquina. Depois que você passa da adolescência, comer fora é um dos melhores programas para se fazer sozinha, a dois ou com um monte de gente. Eu e meus amigos conversamos de comida enquanto comemos. É lógico que, exceto por um ou outro abençoado com a magreza genética, o restante não poderia ser capa de Claudia. Mas como esse não é o propósito de vida de nenhum de nós e o colesterol até que vai bem, aceitamos com mais ou menos tranquilidade os quilos e as dobras que as refeições deixam em nossos corpos. Acho que eu ficaria melhor com uns 10 quilos a menos. Mas o preço a pagar em termos de felicidade não compensa. Por que fazer comida, partilhá-la com os amigos e comê-la me faz muito feliz.

Há muitas facetas cruéis nessa valorização doentia da forma física. Uma delas é esse discurso de que as dietas são fáceis ou acessíveis. Respeito muito quem precisa seguir uma dieta por razões de saúde - ou mesmo estéticas, quando a pessoa é tão infeliz com seu corpo que a privação da comida é um preço menor do que aquele cobrado pelo espelho ou pelo olhar alheio. Então, não venha me dizer que você fica seis meses sem comer açúcar ou farinha branca e que isso não é sofrido. Não venha me dizer que é tranquilo ter que pedir grelhado e rúcula no restaurante que prepara as massas que você adora - especialmente se o seu marido também "briga com a balança", mas nem por isso faz a mesma dieta que você (mais um trecho do depoimento de Sibelle Pedral).

Se você quer ou precisa encarar uma dieta, não aceite que digam que isso é fácil. É fazer pouco da sua dedicação. E que a dieta seja feita pelos motivos certos e autênticos, porque um sacrifício desses não merece ser tão banalizado.



Adriana Baggio
Curitiba, 29/2/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Inferno em digestão de Renato Alessandro dos Santos
02. Crítica/Cinema: entrevista com José Geraldo Couto de Jardel Dias Cavalcanti
03. O dia que nada prometia de Luís Fernando Amâncio
04. Viena expõe obra radical de Egon Schiele de Jardel Dias Cavalcanti
05. Nos tempos de Street Fighter II de Luís Fernando Amâncio


Mais Adriana Baggio
Mais Acessadas de Adriana Baggio
01. Apresentação - 31/5/1974
02. Maria Antonieta, a última rainha da França - 16/9/2004
03. Dicas para você aparecer no Google - 9/3/2006
04. Ser bom é ótimo, mas ser mau é muito melhor* - 24/4/2003
05. E você, já disse 'não' hoje? - 19/10/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ESTRATÉGIA, CULTURA E GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS
ALBERTO DE FREITAS
ELSEVIER
(2016)
R$ 56,00



VARIÁVEIS COMPLEXAS
MURRAY R. SPIEGEL
MCGRAW HILL DO BRASIL
(1972)
R$ 69,00



REVISTA CAPIXABA DE FILOSOFIA E TEOLOGIA - A. 6 Nº10 (681)
DIVERSOS
IFTAV/FSV
(2008)
R$ 18,00



AVALIAÇÃO E APRENDIZAGEM COM O MOODLE
ANA JÚLIA VIAMONTE
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 167,00



CULTURA E DEMOCRACIA VOLUME 2
CELSO DE RUI BEISIEGEL E OUTROS
FUNARTE
(2001)
R$ 16,28



SELEÇÕES DO READERS DIGEST ABRIL DE 1954
TITO LEITE (REDATOR CHEFE)
YPIRANGA
(1954)
R$ 10,00



SANTOS
RICARDO LUIZ DE SOUZA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 489,00



CABEÇA DE HUGO CHAVEZ
FLAVIO BRAGA (APRESENTAÇÃO LUIZ COSTA LIMA)
ROCCO
(2011)
R$ 10,00



O EVANGELHO DE COCO CHANEL
KAREN KARBO E CHESLEY MCLAREN
SEOMAN
(2010)
R$ 20,00
+ frete grátis



GRAMÁTICA DA LÍNGUA PORTUGUÊSA - CURSO SUPERIOR
SILVEIRA BUENO
SARAIVA
(1963)
R$ 5,00





busca | avançada
24646 visitas/dia
922 mil/mês