Crônica de um jantar em São Paulo | Elisa Andrade Buzzo | Digestivo Cultural

busca | avançada
86662 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Nó na Garganta narra histórias das rodas de choro brasileiras
>>> TODAS AS CRIANÇAS NA RODA: CONVERSAS SOBRE O BRINCAR
>>> Receitas com carne suína para o Dia dos Pais
>>> Selo Anonimato Records chega ao mercado fonográfico em agosto
>>> Última semana! Peça “O Cão de Kafka” fica em cartaz até 1º de agosto
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Deep Purple em Nova York (1973)
>>> Blue Origin's First Human Flight
>>> As últimas do impeachment
>>> Uma Prévia de Get Back
>>> A São Paulo do 'Não Pode'
>>> Humberto Werneck por Pedro Herz
>>> Raquel Cozer por Pedro Herz
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
Últimos Posts
>>> Renda Extra - Invenção de Vigaristas ou Resultado
>>> Triste, cruel e real
>>> Urgências
>>> Ao meu neto 1 ano: Samuel "Seu Nome é Deus"
>>> Rogai por nós
>>> Na cacimba do riacho
>>> Quando vem a chuva
>>> O tempo e o vento
>>> “Conselheiro do Sertão” no fim de semana
>>> 1000 Vezes MasterChef e Nenhuma Mestres do Sabor
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Amor platônico
>>> 80 (Melhores) Blogs na Época
>>> Nordeste Oriental
>>> Entrevista com Flávia Rocha
>>> Clint: legado de tolerância
>>> Sultão & Bonifácio, parte I
>>> Nicolau Sevcenko & jornalismo
>>> 25 de Julho #digestivo10anos
>>> Hugo Cabret exuma Georges Méliès
>>> Jornais do futuro?
Mais Recentes
>>> Bíblia Sagrada Nova Versão Transformadora de Equipe Nvt pela Mundo Cristão (2016)
>>> A Mão e a Luva - Coleção Prestígio de Machado de Assis pela Ediouro (1987)
>>> Introdução à Teologia Fundamental de Rino Fisichella pela Loyola (2012)
>>> O Mulato - Coleção Prestígio de Aluísio Azevedo pela Ediouro (1987)
>>> Uma Lágrima de Mulher - Coleção Prestígio de Aluísio Azevedo pela Ediouro (1987)
>>> Filosofia Política e Liberdade de Roland Corbisier pela Paz e Terra (1975)
>>> Civilização e Cultura. Volume 1 de Luis da Câmara Cascudo pela Livraria José Olympio (1973)
>>> Antologia do Folclore Brasileiro - 2 Volumes de Luis da Câmara Cascudo pela Martins (1965)
>>> Alguém Que Anda por Aí de Julio Cortázar pela Nova Fronteira (1981)
>>> Revolução na América Latina de Augusto Boal pela Massao Ohno (1961)
>>> Arte de Amar e Contra íbis de Ovídio pela Cultrix (1962)
>>> História Concisa da Literatura de Alfredo Bosi pela Cultrix (1979)
>>> Por Que Almocei Meu Pai de Roy Harley Lewis pela Companhia das Letras (1993)
>>> A Filosofia de Descartes de Ferdinad Alquié pela Presença / Martins Fontes (1969)
>>> A . Comte - Sociologia de Evaristo de Moraes Filho; Florestan Fernandes pela Ática (1983)
>>> The Pedants Return de Andrea Barham pela Bantam Books (2007)
>>> O Ser e o Tempo da Poesia de Alfredo Bosi pela Companhia das Letras (2004)
>>> Thomas Hobbes de Os Pensadores: Hobbes pela Abril Cultural (1979)
>>> Introdução ao Filosofar de Gerd Bornheim pela Globo Livros (2003)
>>> O Caneco de Prata de João Carlos Marinho pela Global (2000)
>>> Berenice Contra o Maníaco Janeloso de João Carlos Marinho pela Global (1997)
>>> Conceptual Issues in Evolutionary Biology de Elliott Sober pela Mit Press (1993)
>>> A History Their Own Women in Europe - 2 Volumes de Bonnie S. Anderson; Judith P. Zinsser pela Harper & Rowpublishers (1988)
>>> Revelações de Uma Bruxa de Marcia Frazão pela Bertrand Brasil (1994)
>>> Eu, Malika Oufkir: Prisioneira do Rei de Malika Oufkir; Michèle Fitoussi pela Companhia das Letras (2000)
COLUNAS

Quinta-feira, 10/5/2012
Crônica de um jantar em São Paulo
Elisa Andrade Buzzo

+ de 3000 Acessos


foto: Sissy Eiko

O garçom justificou: "o seu está com o dele e o dele está com você", ou seja minhas batatas fritas amolecidas estavam no prato do Ricardo, enquanto suas onion rings crocantes estavam no meu, e ele já estava de saída, incutindo ao corpo um desvio como se nada tivesse a ver com aquilo, nós que éramos os clientes que deveríamos bem nos entender com nossos pedidos simples e extravagantes, enquanto nos instalamos num breve intervalo de perplexidade diante do grande prato branco com o hambúrguer desmontado, os acompanhamentos trocados, a saladinha murcha e uma costelinha moída loquaz, quando o meu amigo ponderou, trazendo-o de volta ao problema, "eu não vou pegar no dela", e o garçom, meio trêmulo, meio irritado, entendeu que deveria então retirar o prato e, no mínimo, fazer a troca pois, o que seria o ideal, um outro prato, nem mais esperávamos. Então, não diz a máxima que "o cliente sempre tem razão"? Este é só um acontecimento entre tantos... Como está difícil comer fora em São Paulo!

E qual seria a justificativa para o cheiro de macarrão com frango que sentimos assim que entramos? Pois ali também encontravam-se pratos, tanto no almoço, tanto no jantar. Dispensável dizer que pedimos uma porção de batatas fritas assim que nos sentamos e no entanto o garçom não nos informou que nossa escolha já contemplava uma porção delas? A lógica do lucro não pressupõe a gentileza e o bom senso. Eis que o garçom traz os pratos de volta, com os acompanhamentos corretos em cada um deles. Não sem um certo pudor toquei naquela comida que pressupunha ter sido remexida.

Eu não esperava muito do meu hambúrguer com salada, apenas um sanduíche justo, comestível, mas o que veio nem foi isso, o principal, a carne, já se fora, queimada. Já o pão parecia velho, meio murcho, o topo se desintegrando em cascas. Ricardo, animadíssimo que estava após a leitura do cardápio acabou optando pelo hambúrguer com costelinha moída. Ambos imaginamos um costela gorda, dourada e cheirosa sendo cortada na cozinha com esplendor. Coitadinho, quando ele abriu o hambúrguer deu de cara com uma massaroca doce, com sabor de abacaxi.

Naquele jantar punk tudo poderia ser possível, menos algo sair "ao gosto do cliente". Tudo bem, o erro também foi um pouco nosso. O que poderia nos oferecer uma hamburgueria, novo vocábulo para lanchonete, escondida numa rua arborizada de Higienópolis? Nenhuma boa referência tradicional de bons hambúrgueres no bairro; a casa estava muito vazia, nem 50% ocupada num fim de semana à noite; um cardápio que englobava de A a Z; uma decoração ostensiva; uma iluminação em tons de cor-de-rosa nauseante (como enxergar a comida de fato?); algo parecido com uma maître não nos recebeu à entrada, apenas quando nos sentamos fez questão de trazer... a carta de vinhos e bebidas especiais com um sorriso sem graça de boas-vindas. Por que continuamos feito baratas tontas pela cidade, em busca de um lugar decente para comer (nem estou pedindo que seja barato), que ofereça algo surpreendente, caseiro, mas continuamos incorrendo nos mesmos erros, acreditando que o guia que se diz "especializado" realmente tem "jornalistas" entendidos? Tudo bem.

Atrás de mim o mundo caía, outro garçom abria uma garrafa de vinho fazendo estrondos com copos e gelos. Uma garrafa de vinho numa lanchonete? Sim, um bar inteiro repleto de bebidas, como num american bar, e macarrão com frango, hambúrguer com lascas de trufa, uma carta especial de bebidas martirizando nosso olhar já desgostoso do estabelecimento estilinho. A próxima missão foi para mim direcionada: "Você escolhe o doce. Eu não quero arriscar mais nada". E saímos com aquela sensação de estômago maltratrado, remoendo lamúrias infitinitas: São Paulo está com essa ânsia de ser tudo, de ter tudo, lucrar com tudo e acaba nos oferecendo uma comida insossa, congelada e malfeita. Quem tudo quer, nada tem: e ficamos com nada. Foi então que, na luz noturna e flácida do bairro viramos quarteirões em busca do carro, pensando na sobremesa próxima, já sem rumo, nos perdemos pelas ruas escuras, em busca do que não há, esta vida extremamente burguesa.


Elisa Andrade Buzzo
São Paulo, 10/5/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O Novo Museu da Estação da Luz: uma Proposta de Heloisa Pait
02. A odisseia do homem tecnomediado de Guilherme Mendes Pereira
03. Avatar 3D e as tecnologias visuais do novo milênio de Marcelo Spalding
04. O Leão e o Unicórnio II de Guga Schultze
05. Meditação sobre São Francisco de Adriana Carvalho


Mais Elisa Andrade Buzzo
Mais Acessadas de Elisa Andrade Buzzo em 2012
01. Lobo branco em selva de pedra: Eduardo Semerjian - 1/3/2012
02. O lilás da avenida sou eu - 13/9/2012
03. Perdidos em Perdizes - 28/6/2012
04. Ode ao outono - 12/4/2012
05. O crime da torta de morango - 18/10/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Próximo Destino Marte
Marina Vigial
Panda Books
(2005)



Bicentenário de Campinas a Saga Que a Cidade Amou - Autografado
Rubem Costa
Komedi
(2013)



As Ostras Estão Morrendo
Walmir Ayala
Leitura
(2007)



Concepção de Frases Em Ninhos de água
Pedro Cezar
7 Letras
(2002)



A Cultura como Crença
J. Rogério Lopes
Cabral
(1995)



Umbanda Gira! - 1ª Edição
Gisela Darruda
Pallas
(2010)



Terapia do Ser Mulher
Karen Katafiasz
Paulus
(1998)



Osso - na Cabeceira das Avalanches - Autografado
Bruno Cattoni
7 Letras
(2005)



A culpa é das estrelas
John Green
Intrínseca
(2012)



Come and Get Me and Other Ghost Stories
Peter Bullard
Longman
(1983)





busca | avançada
86662 visitas/dia
2,4 milhões/mês