Consumidor, você tem toda a razão! | Daniel Bushatsky | Digestivo Cultural

busca | avançada
37900 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Dá-lhe, Villa!
>>> forças infernais
>>> 20 de Abril #digestivo10anos
>>> Pensando sozinho
>>> Minha casa, minha cama, minha mesa
>>> Aranhas e missangas na Moçambique de Mia Couto
>>> Novos Melhores Blogs
>>> Reflexões para um mundo em crise
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> A volta de Steve Jobs à Apple
Mais Recentes
>>> Plantas de Cobertura do Solo Caracteristicas e Manejo Em Pequenas . de Claudino Monegal pela Autor (1991)
>>> Os Honorários Advocatícios na Justiça do Trabalho - de Carlos Roberto Ramos pela : Conceito (2013)
>>> 1985 - o Autor de Laranha Mecânica Contesta o 1984 de Orwell e Mostra de Anthony Burgess pela Lpm (1980)
>>> Ciencias Criminais - Articulacoes Criticas Em Torno dos 20 Anos da Con de Ana C. B. de Pinho pela Lumenjuris (2009)
>>> Manual de Anestesia Em Pequenos Animais - de Paddleford pela Roca (2001)
>>> Las Investigaciones de Alvirah y Willy de Mary Higgins Clark pela Plaza & Janes (1998)
>>> Manual de Direito Constitucional - Volume Único de Marcelo Novelino pela Metodo (2014)
>>> Surfing and Health: Expert, Medial and Advice de Joel Steinman pela Meyer (2019)
>>> Competition in Global Industries de Michael E. Porter pela : Harvard Business School (1986)
>>> 22/11/63 - Novela de Stephen King pela Plaza Janés (2012)
>>> Guia Autorizado Adobe Photoshop 7. 0 - Com Cd - Livro de Treinamento de O mesmo pela Makron Books (2003)
>>> Instrumentos Musicales Precortesianos de Samuel Marti pela Inah (1968)
>>> Lo Mejor de La Siesta Inolvidable de Jorge Halperín pela Aguilar (2005)
>>> Novo Comentário Bíblico Contemporâneo - Lucas de Graig A. Evans pela Vida (1996)
>>> Etiquette For Outlaws de Rob Cohen pela Harper Entertainment (2001)
>>> Caixa de Pássaros de Josh Malerman pela Intrinseca (2015)
>>> Retratos e Fotogramas: Isabelle Huppert de Sesc SP pela Sesc (2009)
>>> As minas de Salomão de Eça de Queiroz pela Livraria Lello
>>> Sim Não de Jussara Braga pela do Brasil (1987)
>>> Alves & C.a de Eça de Queiroz pela Livraria Lello (1928)
>>> Fogo no Céu! de Mary França - Eliardo França pela Ática (1991)
>>> Contos de Eça de Queiroz pela Livraria Lello (1934)
>>> An Amazing Story de Telma Guimarães Castro Andrade pela Atual (1996)
>>> O crime do Padre Amaro de Eça de Queiroz pela Livraria Lello (1935)
>>> Codorna - Criação - Instalação - Manejo de Irineu Fabichak pela Nobel (1987)
>>> Guerras Secretas -Super-Heróis Marvel de Alex Irvine pela Novo Século (2016)
>>> Cartas de Inglaterra de Eça de Queiroz pela Livraria Lello
>>> Cem Anos de Iberê de Luiz Camillo Osorio pela Cosac Naify (2014)
>>> Dia de Aninha de Ciça Alves Pinto pela Global (1996)
>>> Lasar Segall Un Expresionista Brasileño de Ivo Mesquita, Jorge Schwartz e outros pela Takano (2002)
>>> The White Mountains de John Christopher pela Longman (1974)
>>> Laje de Santos, Laje dos Sonhos de Guilherme Kodja Tebecherani, Ana Paula Pinto e outros pela Globo (2009)
>>> Ulster Story de Michael Villeneuve pela Longman (1977)
>>> Marco Giannotti de Nelson Brissac Peixoto pela Cosac Naify (2007)
>>> Morri para Viver de Andressa Urach pela Planeta (2015)
>>> Esio Trot de Roald Dahl pela Puffin Books (2001)
>>> Laura Belém de Laura Belém e outros pela Cosac Naify (2013)
>>> Brave New World de Aldous Huxley pela Longman (1978)
>>> Favela, um Bairro de Cristiane Rose Duarte e Outros (org.) pela Pro (1996)
>>> 1/3 da Vida de Wanderley Oliveira e Ermance Dufaux pela Dufaux (2016)
>>> Quê ?! de Tião Carneiro pela Autor
>>> Conheça a Verdade de Bruce Milne pela Abu (1987)
>>> Para uma Nova Era, Poesia & Prosa de Remisson Aniceto pela Patuá (2019)
>>> Mentes perigosas de Ana Beatriz Barbosa Silva pela Fontanar (2008)
>>> Meu menino vadio de Luiz Fernando Vianna pela Intrínsica (2017)
>>> Correndo com tesouras de Augusten Burroughs pela Ediouro (2002)
>>> Supernova - A Estrela dos Mortos de Renan Carvalho pela Novo Conceito (2015)
>>> Supernova - O Encantador de Flechas de Renan Carvalho pela Novo Conceito (2015)
>>> Segregação e Gentrificação: Os conjuntos habitacionais em Natal de Sara Raquel Fernandes Queiroz de Medeiros pela Edufrn (2018)
>>> Repensar as Familias de Fiona Williams pela Principia (2004)
COLUNAS

Segunda-feira, 1/4/2013
Consumidor, você tem toda a razão!
Daniel Bushatsky

+ de 2600 Acessos

Já tive oportunidade de contar aqui no Digestivo Cultural uma maré de azar que ocorreu comigo ("O Código de Defesa do Consumidor e Maradona"). Desta vez vou desabafar pelos outros e continuar o grito de que ainda falta muito para no Brasil se respeitar o consumidor.

O primeiro episódio foi em uma tradicional pizzaria, na Avenida Treze de Maio. Um casal de amigos pediu para substituir a mussarela por catupiry na cobertura da calabresa. A mudança custou quase a metade de uma pizza pequena. Questionando o garçom, este fez uma cara paradoxal de que não era com ele, mas entendia perfeitamente o problema. Chamou o gerente, que, com ares de superior, deu um sermão no jovem casal afirmando que estava claro no cardápio que a mudança da cobertura era cobrada à parte. O casal, por sua vez, simplesmente retrucou que não estavam se negando a pagar e sim questionando se aquilo estava correto (talvez a palavra fosse "justo"), porque na maioria das pizzarias (renomadas) de São Paulo a simples troca de cobertura (não estávamos falando de caviar) não custava metade da pizza. Ainda assim, o casal saiu com fama de "malandros" que não queriam pagar a cobertura da pizza e "clientela dispensável", quando o gerente sugeriu que não precisava deixar mais explícito aos clientes o valor que se cobra nessas situações, pois "quem sempre vai ao restaurante" não se importa de pagar o preço que for.

Saindo da área gastronômica e indo para a financeira, um amigo meu teve suas ações de companhias abertas, em custódia em famoso banco espanhol, perdidas. Sim, isto mesmo: o banco não conseguia localizar as ações e, portanto, não realizava a ordem de venda. Ajuizada ação judicial, o banco foi condenado a pagar o prejuízo da desvalorização das ações, mas o valor de dano moral, que deveria cobrir o desrespeito pelo serviço mal prestado, bem como o stress de oito meses sem saber onde estavam os títulos (e o dinheiro). Foram indenizados em R$1000. Certamente não foi uma indenização que fez o banco (ou seus concorrentes) pensarem em investir em infraestrutura e melhorar o atendimento aos seus clientes. Ainda vale mais a pena contratar bons atores globais para garantir novos consumidores.

As últimas passagens têm a ver como a "Broadway brasileira".

No teatro Bradesco, do Shopping Bourbon, na tentativa de comprar ingressos com "meia-entrada", outro casal de amigos se dirigiu a bilheteria, após pegarem um cinema patrocinado pelo banco concorrente. Não tendo os comprovantes de estudante, solicitaram o famoso "carimbo", para apresentarem na hora do espetáculo. A resposta direta, sem nenhum jogo de cintura, foi: "Não é possível. Se você quiser, compre depois pela internet". Aqui dois são os problemas. O primeiro é que ninguém se negou a mostrar a carteirinha, só foi solicitado, como é prática comum, que a apresentação fosse à entrada do teatro. Parece que o teatro não gosta e não confia em estudantes. Segundo, que a compra pela internet é mais custosa, pois tem taxas que, não raro e dependendo da quantidade de ingressos comprados, os deixam consideravelmente mais caros.

Esta história só não foi pior do que a do casal que comprou o Rei Leão pela internet. Quando os ingressos foram entregues, a data da apresentação não era a escolhida. Após inúmeras ligações e horas com telemarketing, a empresa confessou que para alterar a data (eles não podiam na data escolhida pelo teatro), eles teriam que mandar por correio os ingressos recebidos, com documentação pessoal e aguardar a comunicação de uma possível nova data. Engraçado, para mudar a data, os consumidores não foram sequer consultados. Para resolver o problema que o teatro criou terão que perder tempo e dinheiro!

O que fazer à frente de todos estes problemas? No artigo a que remeti os leitores sugeri que houvesse leis mais coercitivas, sancionando o fornecedor que não entregasse o produto bem feito e, enquanto isto não ocorresse, vaiássemos todos os comerciantes que não nos respeitassem, como os torcedores fazem com seus times de coração.

Passado um tempo, minha previsão continua infelizmente correta. As operadoras de celular, os bancos e o comércio, em geral, não respeitam o consumidor. Histórias são o que não falta! Mesmo a concorrência, tão saudável para o mercado, não resolve o problema que, sinto, é cultural.

O povo brasileiro não sabe se impor como consumidor e os fornecedores não fazem nada porque não são punidos. É um ciclo vicioso!

Se no caso das ações perdidas do meu amigo a indenização por dano moral fosse de R$100.000 aposto que o banco se coçava; se fosse de um milhão de reais, algum diretor passaria a noite em claro pensando em mudanças rápidas e eficientes, se é que não perderia o emprego!

Penso que para chegarmos ao estágio cultural no qual pela simples demora (não absurda) do atendimento, na Chessecake Factory, rede de lanchonete nos Estados Unidos, o gerente distribuiu sobremesas de graça para se desculpar, precisamos, infelizmente, de grandes indenizações.

É a cultura do medo das decisões do judiciário que fará as empresas mudarem e, de quebra, conscientizar os consumidores.

Até lá vai ser muito difícil ouvir um grito forte e consistente: Consumidor, você tem toda a razão!


Daniel Bushatsky
São Paulo, 1/4/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Carta aos Amigos de Rennata Airoldi


Mais Daniel Bushatsky
Mais Acessadas de Daniel Bushatsky em 2013
01. Palavra de Honra - 9/9/2013
02. Amar a vida! - 10/6/2013
03. Rejeição - 21/4/2013
04. Formatura - 18/2/2013
05. Família e Maldade - 20/5/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




INSPETOR, MATE ESTA
JOYCE PORTER
CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
(1966)
R$ 4,37



SE LIGA NESSA - VOCÊ E O TRABALHO
BRUNO PORTO/ MARIANA AMARAL E BILLY BACON
SENAC
(2007)
R$ 10,00



IMPACTO TRIBUTÁRIO DO NOVO CÓDIGO CIVIL
EDUARDO DE CARVALHO BORGES
QUARTIER LATIN
(2004)
R$ 14,00



BRASIL TERRA VERDEAL!
MARTINS FONTES
N/D
R$ 30,00



ENSINAMENTOS SOBRE O AMOR
THICH NHAT HANH

R$ 50,00



A DIETA DA SUPERENERGIA DO DR. ATKINS
ROBERTA C . ATKINS / SHIRLEY LINDE
CIRCULO DO LIVRO
R$ 10,00



OS AMANTES DE ESTOCOLMO
ROBERTO AMPUERO
PLANETA
(2007)
R$ 11,90



O CONTO BRASILEIRO CONTEMPORÂNEO
ALFREDO BOSI
CULTRIX
(1968)
R$ 15,00



AVENTURAS DO ESCOTEIRO BILA
ODETTE DE BARROS MOTT
ATUAL
(1993)
R$ 4,00



PARA SEMPRE
KIM E KRICKITT CARPENTER
NOVO CONCEITO
(2012)
R$ 17,00





busca | avançada
37900 visitas/dia
1,3 milhão/mês