O jornalismo na fervura | Marta Barcellos | Digestivo Cultural

busca | avançada
34554 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Festa na floresta
>>> A crítica musical
>>> 26 de Julho #digestivo10anos
>>> Por que escrevo
>>> História dos Estados Unidos
>>> Meu Telefunken
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> O apanhador no campo de centeio
>>> Curriculum vitae
>>> O Salão e a Selva
Mais Recentes
>>> Harry Potter e a Pedra Filosofal de J. K. Rowling pela Rocco (2000)
>>> Infinite Jest de David Foster Wallace pela Back Bay Books (1996)
>>> Nine Dragons de Michael Connelly pela Hieronymus (2009)
>>> The Innocent de Taylor Stevens pela Crown Publishers (2011)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
>>> Filosofia Para Crianças e Adolescentes de Maria Luiza Silveira Teles pela Vozes (2008)
>>> O Caminho da Perfeição de A. C. Bhaktivedanta Swami pela The Bhaktivedanta (2012)
>>> O Caminho da Perfeição de A. C. Bhaktivedanta Swami pela The Bhaktivedanta (2012)
>>> Vida de São Francisco de Assis de Tomás de Celano pela Vozes (2018)
>>> Apóstolo Paulo de Sarah Ruden pela Benvirá (2013)
>>> Apóstolo Paulo de Sarah Ruden pela Benvirá (2013)
>>> Astrologia e Fatalismo Magnetismo e Hipnose de Ferni Genevè pela Fase (1983)
>>> Práticas da leitura de Roger Chartier (org.) pela Estação Liberdade (2001)
>>> Universo em Desencanto A Verdadeira Origem da Humanidade Vol 1 de Não Informada pela Mundo Racional
>>> Matemática Financeira de Roberto Zentgraf pela Ztg (2002)
>>> Como Negociar Qualquer Coisa Com Qualquer Pessoa Em Qualquer Lugar do Mundo de Frank L. Acuff pela Senac (1998)
>>> Morte e Vida Severinas: das Ressurreições e Conservações ... Ed. Ltda. de Nelci Tinem e Luizamorim: Organização pela Impre. Univ. J. Pessoa (2012)
>>> Mais Trinta Mulheres que Estão Fazendo a Nova Literatura de Luiz Ruffato pela Record (2005)
>>> Príncipe Sidarta A Fuga do Palácio de Patricia Chendi pela Rocco (2000)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Smart Work Why Organizations Full Of Intelligent People ... de Steven A. Stanton pela Do Autor (2016)
>>> Estatística Objetiva de Roberto Zentgraf pela Ztg (2001)
>>> Diários Messiânicos: uma Experiência de Extensão Universitária de Bruno Cesar Euphrasio de Mello pela Univ. Federal Rgs. (2015)
>>> The Lost Symbol de Dan Brown pela Doubleday (2009)
>>> Dez Dias de Cortiço de Ivan Jaf pela Ática (2009)
>>> Medicina do Além Um Presente de Jesus para a Humanidade de Fabio Alessio Romano Dionisi pela Dionisi (2014)
>>> Energia Renovável de Dme pela Dme
>>> São João Paulo Grande Seus Cinco Amores de Jason Evert pela Quadrante (2018)
>>> At Risk de Patricia Cornwell pela Little Brown And Company (2006)
>>> Gone For Good de Harlan Coben pela Na Orion Paperback (2007)
>>> When The Wind Blows de James Patterson pela Little Brown And Company (1998)
>>> Windmills Of The Gods de Sidney Sheldon pela William Morrow And Companhy (1987)
>>> If Tomorrow Comes de Sidney Sheldon pela William Morrow And Companhy (1985)
>>> Pearl Dakotah Treasures 2 de Lauraine Snelling pela Bethany House (2004)
>>> Pearl Dakotah Treasures 2 de Lauraine Snelling pela Bethany House (2004)
>>> Children Of The Lamp Book One de P. B. Kerr pela Orchard Books (2004)
>>> The Tale Of Despereaux de Kate Di Camillo pela Candlewick Press (2003)
>>> What She Left For Me de Tracie Peterson pela Bethany House (2005)
>>> Mulher (Trilingue) de Orestes Campos Barbosa pela Sografe, Belo Horizonte (2009)
>>> Mulher (Trilingue) de Orestes Campos Barbosa pela Sografe, Belo Horizonte (2009)
>>> A Christmas Carol de Charles Dickens pela Bendon (2014)
>>> A Christmas Carol de Charles Dickens pela Bendon (2014)
>>> Ruby Dakotah Treasures 1 de Lauraine Snelling pela Bethany House (2003)
>>> Opal Dakotah Treasures 3 de Lauraine Snelling pela Bethany House (2005)
>>> Amethyst Dakotah Treasures 4 de Lauraine Snelling pela Bethany House (2005)
COLUNAS

Sexta-feira, 20/9/2013
O jornalismo na fervura
Marta Barcellos

+ de 2100 Acessos

Imagine a compra do Washington Post pela Amazon e multiplique por dez. Foi mais ou menos assim o susto quando a AOL comprou a Time Warner, no finzinho de 1999. Eu estava de licença maternidade e o excesso de hormônios talvez explique o meu primeiro delírio em relação à revolução da internet: achei que precisaria mudar de área de atuação quando retornasse ao jornal onde trabalhava.

Na época, eu cobria o setor de shopping centers, supermercados etc, e por alguns dias fiquei convicta de que todo o comércio físico fecharia as portas por causa das vendas online. As pessoas só comprariam - tudo - pela internet. Para me manter atualizada, entre fraldas e mamadeiras, corri ao computador para fazer minhas primeiras - e únicas - compras de supermercado pela internet.

A fusão AOL-Time Warner se revelaria um fiasco, mas isso é outra história. Ou melhor, faz parte dos altos e baixos dos quais vou falar em seguida. De qualquer forma, faz sentido eu me lembrar hoje desse episódio, porque eu trabalhava em um jornalão de economia quebrado e orgulhoso de sua isenção (era o único veículo que não aceitava convites/jabás para fazer as reportagens do caderno de turismo). Excitada com as possibilidades da internet, achei que os supermercados iam acabar, mas não usei o mesmo raciocínio para fazer previsões sobre jornais.

De lá para cá, confesso que me precipitei em muitas previsões sobre impactos tecnológicos, intercalando excitações e ceticismos exagerados com alguns poucos acertos. Por exemplo: eu odiava celulares e achei uma bobagem quando apareceram os primeiros com câmeras. Aquilo não ia "pegar", repeti várias vezes. Mas aderi de primeira hora aos smartphones, embora muitos rissem do meu "tijolão" (um Moto Q com tecnologia CDMA, mais rápido para navegar na internet do que o Blackberry. Não havia iPhones).

Essas reflexões me vieram à mente quando assisti pela primeira vez a uma cobertura feita pela Mídia Ninja. Helicópteros sobrevoavam o meu bairro e eu esperava em vão as imagens que estavam sendo feitas pela Rede Globo ir ao ar, e nada. Zapeava os canais na TV, e nada. Enquanto isso, pelo Facebook instalado no meu iPhone, surgiam de novo aqueles links para a transmissão ao vivo feita pela tal Mídia Ninja. Sem muita convicção - achei que precisaria estar num computador -, cliquei. E surgiram ali com nitidez as imagens da passeata contra o governador Sérgio Cabral.

Eu tinha voltado há pouco da manifestação, que acontecia na frente do prédio do governador, e reconheci naquelas imagens a evolução do clima que tinha visto pessoalmente. Era como seu eu estivesse lá, ainda. Já quando a Globonews finalmente entrou no ar com as imagens do protesto, uma hora depois, apenas com imagens aéreas e uma narração cheia de informações equivocadas - a apresentadora paulista, visivelmente exausta, por duas vezes disse que o Leblon era um bairro chique da zona sul de ... São Paulo! - fiquei revoltada. Aquilo, no mínimo, não era bom jornalismo.

No Facebook, meus amigos e conhecidos do Rio percebiam a mesma coisa, indignados. De madrugada, excitada com tudo aquilo que estava acontecendo, eu não conseguia dormir e pensei: esse será o novo jornalismo. Tudo se encaixava: a crise nas empresas jornalísticas, o barateamento dos meios necessários para se produzir jornalismo, os novos parâmetros de credibilidade (um tanto flexíveis) já aceitos na internet (ninguém acha problema compartilhar um texto do Jabor com a ressalva de que talvez não seja dele).

Claro que não é bem assim, pude constatar com calma alguns dias depois. Naquela noite, juntando os efeitos da insônia à minha indignação contra Cabral e contra a cobertura da Globo, eu tinha vivido um daqueles delírios em torno das transformações radicais que são causadas pela internet. Mas que alguma coisa tinha mudado na minha cabeça, depois da experiência de assistir àquela primeira cobertura Ninja, lá isso tinha.

Não me arrisco hoje a previsões. O jornalismo tradicional pode nunca acabar, como não acabou quando surgiram os blogueiros (lembram da guerra jornalistas X blogueiros?), como sabemos que não acabarão os shoppings e supermercados. Mas acho natural que pessoas que se empolgam - ao invés de resistir - com inovações tecnológicas vivam esses momentos bipolares. Até as empresas embarcam em ondas assim - e, entre uma bolha e outra, um novo patamar de comportamento realmente se estabelece, mudando definitivamente o mercado.

Enquanto não se estabelece, sempre há aqueles que apostam naquela novidade (o mídia ativismo dos ninjas, por exemplo) como a melhor das revoluções, algo que vai beneficiar a humanidade, enquanto outros se mostram sinceramente preocupados com os perigos daquela mudança radical. Sempre existem interesses por trás, sempre existem vencedores e perdedores, quando um novo patamar de comportamento se estabelece de forma implacável.

Talvez por isso toda a discussão sobre o jornalismo (ou o não jornalismo) da mídia Ninja tenha se desviado para a experiência dos "fora do eixo" no campo cultural, aparentemente dez anos na frente do que ameaça acontecer com os jornais. Quem ganhou e quem perdeu, com a revolução que aconteceu de forma rápida e implacável na distribuição da música, por exemplo? Mas será que no jornalismo as mudanças serão tão rápidas e implacáveis?

Há uma velha história no mundo corporativo usada como metáfora do nosso comportamento diante de mudanças, sobre uma experiência feita com sapos. Se você colocar um sapo num recipiente, com a mesma água de sua lagoa, e aquecer aquela água, o sapo simplesmente não notará a mudança. Ficará ali quietinho e feliz, enquanto é fervido. Morre. Já se você colocar o sapo nesse recipiente com a água já fervendo, ele salta imediatamente para fora. Se queima um pouco, mas sobrevive.

Aos jornalistas que estão no olho do furacão das transformações tecnológicas: vale a pena ficar atento à temperatura da água.

Nota do Editor:
Leia também "Mídia Ninja coloca o Eixo em Cheque", de Humberto Pereira da Silva, e "Passe Livre, FdE e Black Blocs - enquanto Mídia", de Duanne Ribeiro.


Marta Barcellos
Rio de Janeiro, 20/9/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Meu Caderno de Poemas de Ricardo de Mattos
02. Sobre o preço dos livros 2/2 de Rafael Rodrigues
03. Não gosto do Ed Motta, mas parece que ele é legal de Adriana Baggio
04. Sombras Persas (III) de Arcano9
05. Reflexões na fila de Adriana Baggio


Mais Marta Barcellos
Mais Acessadas de Marta Barcellos em 2013
01. Para viver de literatura - 7/2/2013
02. Mamãe cata-piolho - 31/5/2013
03. Suicídio - 15/2/2013
04. Suicídio, parte 2 - 15/3/2013
05. Até eu caí nessa - 8/11/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O CIENTISTA
HENRY MARGENAU - DAVID BERGAMINI
JOSÉ OLYMPIO
(1970)
R$ 29,90
+ frete grátis



CONVENÇÃO EUROPÉIA DE DIREITOS HUMANOS
JOSÉ A F LOPES DE LIMA
MIZUNO
(2007)
R$ 10,00



O CORREIO DO CORPO
THÉRÈSE BERTHERAT
MARTINS FONTES
(1984)
R$ 25,00



SÍNTESE DE DOUTRINA SOCIAL
GABRIEL GALACHE
LOYOLA
R$ 16,07



IMPACTOS ECONOMICOS E FINANCEIROS DA UNESP PARA OS MUNICIPIOS
JOSÉ MURARI BOVO - ORG
UNESP
(2003)
R$ 5,00



THE MIND OF THE TOPS - A TRAJETÓRIA E A CONSTRUÇÃO DAS GRANDES MARCAS DO PARANÁ
JORGE POLYDORO ORG.
INSTITUTO AMANHÃ
(2015)
R$ 14,00



O FRACASSO DO ENSINO
CODECRI
REGIS FARR
(1982)
R$ 4,00



HISTÓRIAS PARA NINAR E SONHAR
RUTH MARSCHALEK NASCIMENTO
EKO
(2002)
R$ 14,77



INDEPENDÊNCIA - O COTIDIANO DA HISTÓRIA
EDGARD LUIZ DE BARROS
ÁTICA
(2000)
R$ 4,05



A FILHA DE BURGER
NADINE GORDIMER
ROCCO
(1985)
R$ 15,00





busca | avançada
34554 visitas/dia
1,1 milhão/mês