Breve resenha sobre um livro hediondo | Cassionei Niches Petry | Digestivo Cultural

busca | avançada
62879 visitas/dia
1,9 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Cia O Grito evoca os fantasmas do teatro em nova peça
>>> Meu Reino por um Cavalo faz temporada online a partir de 2 de dezembro
>>> Rosas Periféricas apresenta espetáculos sobre memórias e histórias do Parque São Rafael
>>> Música: Fabiana Cozza se apresenta no Sesc Santo André com repertório que homenageia Dona Ivone Lara
>>> Nos 30 anos, Taanteatro faz reflexão com solos teatro-coreográficos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
Últimos Posts
>>> A cor da tarja é de livre escolha
>>> Desigualdades
>>> Novembro está no fim...
>>> Indizível
>>> Programador - Trabalho Remoto que Paga Bem
>>> Oficinas Culturais no Fly Maria, em Campinas
>>> A Lei de Murici
>>> Três apitos
>>> World Drag Show estará em Bragança Paulista
>>> Na dúvida com as palavras
Blogueiros
Mais Recentes
>>> L’Empereur
>>> Estamira: a salvação no lixo
>>> Ode ao indivíduo, ódio ao coletivo
>>> Imprudência
>>> Para você estar passando adiante
>>> No fundo bem no fundo
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Play it again, Sam
>>> 29 de Dezembro #digestivo10anos
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
Mais Recentes
>>> Vozes da Origem: Estórias sem Escrita - Narrativas dos indios Suruí da Rondônia de Betty Mindlin e Narradores Suruí pela Ática (1996)
>>> Vida e morte no sertão História das secas no Nordeste nos séculos XIX e XX de Marco Antonio Villa pela Ática (2006)
>>> Brasil: De Getúlio a Castelo (1930-1964) de Thomas Skidmore pela Paz e Terra (1979)
>>> O Xará de Apipucos - Um Ensaio sobre Gilberto Freyre de Gilberto Felisberto Vasconcelos pela Casa Amarela (2000)
>>> Violência sexual no brasil: perspectivas e desafios de Cecília de Mello e Souza; Leila Adesse pela Ipas (2004)
>>> Olhar Sobre A Mídia de Fátima Oliveira pela Mazza (2002)
>>> Sociologia e História de Peter Burke pela Edições Afrontamento (1980)
>>> Antropologia Social de Emílio Willems pela Difel (1966)
>>> Orixás Teogonia de Umbanda de Rubens Saraceni pela Madras (2004)
>>> Dar a vida e cuidar da vida: Feminismo e ciências sociais de Lucila Scavone pela Unesp (2004)
>>> 500 Anos de Brasil - Histórias e Reflexões de Mary del Priore e mais pela Scipione (1999)
>>> Estudos Brasileiros de Ronald de Carvalho pela Nova Aguilar (1976)
>>> Mulher:Feminino Plural - Mitologia, História e Psicanálise de Dulcinéa da Mata Ribeiro Monteiro pela Rosa dos tempos (1998)
>>> Quem São os Criminosos? de Augusto Thompson pela Achiamé (1983)
>>> Liberdade na Escola de A.S. Neill pela Ibrasa (1969)
>>> Gangues, Galeras, Chegados e Rappers. Juventude, Violência e Cidadania nas Cidades de Miriam Abramovay pela Garamond (2006)
>>> Manifestações de junho de 2013 no Brasil e praças dos indignados no mundo de Maria da Gloria Gohn pela Vozes (2014)
>>> ultura Brasileira e Identidade Nacional de Renato Ortiz pela Brasiliense (2001)
>>> Problemas Agrário Camponeses do Brasil de M. Vinhas pela Civilização Brasileira (1972)
>>> A Ilusão Americana de Eduardo Prado pela Alfa Omega (2001)
>>> Da revolta ao crime S.A (Coleção Polêmica) de Alba Zaluar pela Moderna (1996)
>>> Juventude em Debate de Helena Wendel Abramo E Outros (orgs.) pela Cortez (2002)
>>> Razão Sangrenta de Robert Kurz pela Hedra (2010)
>>> Relativizando: Uma introdução à Antropologia Social de Roberto DaMatta pela Vozes (1981)
>>> Estudos sobre o Brasil Contemporâneo de Luiz Pereira pela Pioneira (1971)
COLUNAS

Quarta-feira, 28/9/2016
Breve resenha sobre um livro hediondo
Cassionei Niches Petry

+ de 2600 Acessos

Há oito anos, David Foster Wallace cometia suicídio, enforcando-se na garagem de sua casa em Claremont, na Califórnia, EUA, que servia também como local de escrita. Já escrevi sobre seu romance e o livro de ensaios lançados por aqui. Hoje me detenho nos contos do livro recentemente reimpresso pela Companhia das Letras: Breves entrevistas com homens hediondos (373 páginas, tradução de José Rubens Siqueira).

É interessante como ele consegue dilatar um momento aparentemente banal da vida de alguém, como no conto “A morte não é o fim”. Um escritor premiado está deitado à beira de uma piscina, lendo, e a história aparentemente é só isso. Aparentemente, frisa-se, pois sempre seus textos escondem uma camada de significados. Também à beira da piscina, dessa feita esperando na fila para pular pela primeira vez de um trampolim, um menino, no seu aniversário de 13 anos, amadurece, sendo a altura do salto o emblema disso: “Agora que está em cima, dá pra ver a coisa toda”.

O conto que dá título ao livro traz depoimentos de personagens estranhos, como o que sofre de coprolalia, ou seja, grita descontroladamente frases escatológicas enquanto mantém relações sexuais. O conto é construído a partir de perguntas e respostas gravadas por um interlocutor, cuja fala nunca é transcrita, ou então por diálogos com a rubrica “ouvidos por acaso”. “Breves entrevistas...” aparece ao longo do livro, em capítulos intercalados com as outras histórias. Lemos ainda sobre um homem que descreve, com riquezas de detalhes, um banheiro público onde seu pai trabalhava. Em outra entrevista, um homem com apenas o toco do braço, semelhante a uma barbatana, fala sobre como utiliza esse membro para se aproximar das mulheres.

“Octeto” também é construído através de perguntas e respostas, desta vez num tipo de “quiz” que trata de dilemas éticos. É um conto metalinguístico, “ciclos de peças beletristas muito curtas. O narrador analisa as peças anteriores e, através de notas de rodapés, marca características dos textos de David Foster Wallace, discute como deveriam ser escritas.

Um conto bem construído é “Sem querer dizer nada”, em que um jovem se lembra de um fato inusitado, bizarro mesmo, que aconteceu na sua infância: seu pai balançando o pênis na sua frente. Memória inventada? Ato tresloucado e único de seu genitor? A figura de um pai estranho é uma constante na obra de DFW e é o mote de seu aclamado romance, Graça infinita.

O suicídio (ou a possibilidade de o indivíduo cometer suicídio) está presente em “A pessoa deprimida” e “Suicídio como espécie de presente”. O primeiro é um emaranhado de reflexões da mente de uma mulher que sofre de depressão e só poderia ser escrito por alguém que conviveu com essa doença e não a suportou, que é o caso de DFW.

Há alguns contos ilegíveis, como “Datum centurio”, um texto todo codificado que, acredito, só quem sabe a linguagem da computação possa entender, assim como é muito confuso o conto “Adult World (II)”. São os baixos de uma obra irregular, que tem como um dos seus trunfos causar estranhamento, repulsa, por isso a considero tão hedionda como o são seus personagens.

Infelizmente a Companhia fez apenas uma reimpressão e não uma nova edição. A ortografia é antiga e falta um prefácio que situe os leitores numa obra tão complexa. Esperamos, agora, pela publicação dos outros dois livros de contos de David Foster Wallace, Girl with curious hair e Oblivion: stories, que são, sob meu ponto de vista, superiores ao agora relançado.


Cassionei Niches Petry
Santa Cruz do Sul, 28/9/2016


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Notas confessionais de um angustiado (Final) de Cassionei Niches Petry
02. Entre mudanças e descartes de Vicente Escudero
03. As novas estantes virtuais de Luis Eduardo Matta
04. Vida virtual, vida real de Julio Daio Borges
05. O Natal quase sempre é um problema de Kátia Gomes


Mais Cassionei Niches Petry
Mais Acessadas de Cassionei Niches Petry em 2016
01. O suicídio na literatura - 13/4/2016
02. Ler para ficar acordado - 18/5/2016
03. Sobre mais duas novelas de Lúcio Cardoso - 28/12/2016
04. Notas confessionais de um angustiado (V) - 26/10/2016
05. Proibir ou não proibir? - 10/2/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Amor de Salvação
Camilo Castelo Branco
Edições de Ouro



Filósofos do Século XVIII
Lothar Kreimendahl
Unisinos
(2004)



Como Solucionar Nossos Problemas Humanos - as Quatro Nobres Verdades
Geshe Kelsang Gyatso
Tharpa Brasil
(2004)



Ninguém é de Ninguém
Harold Robbins
Record



Rio Piracicaba Vida, Degradação e Renascimento
Antonio Carlos de Mendes Thame
Iqual
(1998)



Meia-Idade Inteira
Angela Vieira
Globo Livros
(2003)



Direito Sumular e Fundamentação Decisória no Cpc 2015
Guilherme Lunelli
Fórum
(2016)



Como o Homem pode enfrentar uma Crise
Maury Rodrigues da Cruz
Sbee
(2003)



A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert
Joël Dicker
Intrínseca
(2014)



Aeronaves de Caça e de Reconhecimento 1939 1945 Volume 1
Gisele C. Batista Rego Tradução
Abril
(2010)





busca | avançada
62879 visitas/dia
1,9 milhão/mês