De pé no chão (1978): sambando com Beth Carvalho | Renato Alessandro dos Santos | Digestivo Cultural

busca | avançada
32027 visitas/dia
890 mil/mês
Mais Recentes
>>> Palavraria Conversa e Versa
>>> Supercombo no Templo Music: Tour “Adeus, Aurora'
>>> Barracão Cultural estreia montagem de rua a partir de livro de Eva Furnari
>>> Marina Peralta lança novo EP, 'Leve'
>>> Dan Stulbach faz ensaio aberto de Morte Acidental de um Anarquista para alunos da Escola Wolf Maya
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
>>> O espelho quebrado da aurora, poemas de Tito Leite
>>> Carta ao(à) escritor(a) em sua primeira edição
>>> Paris branca de neve
>>> A cidade e o que se espera dela
>>> De pé no chão (1978): sambando com Beth Carvalho
>>> Numa casa na rua das Frigideiras
>>> Como medir a pretensão de um livro
>>> Nenhum Mistério, poemas de Paulo Henriques Britto
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 3
>>> Juntos e Shallow Now
>>> Dicionário de Imprecisões
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
Últimos Posts
>>> Oficina do diabo
>>> Rosa dos ventos
>>> Pelagem de flor II: NEGRO
>>> Efervescências
>>> Justoresoluto
>>> Em segundo plano
>>> A ver navios
>>> As esquinas dos amores
>>> Pelagem de flor I: VERMELHO
>>> Idade Mídia
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Os escritores jovens
>>> Guinga e sua Casa de Villa
>>> Pascal e a condição humana
>>> Aventuras pelo discurso de Foucault
>>> O Jovem e o Mar
>>> Luz em agosto
>>> Palestra de Guilherme Wisnik
>>> Jobs e o Macintosh
>>> Boa Tarde Às Coisas Aqui Em Baixo, de A L Antunes
>>> Um Furto
Mais Recentes
>>> Parcelamento Tributário & Moratória de Fábio Junqueira - Maria Inês Murgel pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2019)
>>> Tratado de Infectologia de Ricardo Veronesi & Roberto Focaccia pela Atheneu (2009)
>>> Otimismo sem Limites: Levante Hoje para Lutar e Vencer! de Ômar Souki pela Landscape (2007)
>>> Otimismo sem Limites: Levante Hoje para Lutar e Vencer! de Ômar Souki pela Landscape (2007)
>>> Estrela da Manhã de Manuel Bandeira pela Global (2012)
>>> El Mito de Faeton en La Literatura Española (ilustrações Fcs. Fora do de A. Gallego Morell pela Madrid (1961)
>>> Vida Otimista de Ômar Souki pela Souki House (2004)
>>> Vida Otimista de Ômar Souki pela Souki House (2004)
>>> Vida Otimista de Ômar Souki pela Souki House (2004)
>>> Pregão Nas Licitações Municipais de Marcelo Palavéri pela Del Rey/ Belo Horizonte (2005)
>>> La Cancion Petrarquista en La Lirica Española del Siglode Oro:... de E. Segura Covarsi pela Madrid (1949)
>>> Evolução Política do Brasil e Outros Estudos de Caio Prado JR. pela Cia. das Letras (2012)
>>> La Transcripcion Castellana de los Nombres Proprios Griecos de Manuel F. Galiano pela Soc. de Estudios Clasicos/ Madrid (1961)
>>> A Condição Espacial de Ana Fani Alessandri Carlos pela Contexto (2015)
>>> Estudo Progressivo da Morfo- Sintaxi Latina de Prof. Oscarino da Silva Ivo pela Edit. da UFMG (1974)
>>> Estudo Progressivo da Morfo- Sintaxi Latina de Prof. Oscarino da Silva Ivo pela Edit. da UFMG (1974)
>>> Manual de Gramática Histórica Española de R. Menéndez Pidal (Ramón) pela Espasa- Calpe/ Madrid (1944)
>>> Um ano para enriquecer - 52 mensagens de otimismo e motivação de Napoleon Hill pela Record (2019)
>>> Controles Internos nas Organizações de Paulo N. Migliavacca pela Edicta (2004)
>>> Dante Vivo de Giovanni Papini pela Editorial Tor/ Buenos Aires (1942)
>>> A nova dependência (dívida externa e monetarismo) de Celso Furtado pela Paz e Terra (1983)
>>> Sans Frontieres 1 - méthode de français de Michele Verdelhan, Michel Verdelhan, Philippe Dominique pela Clé international (1982)
>>> Tom Jones (encadernado.- Completo Em 01 Volume) de Henri Fielding pela Circulo do Livro/ SP. (1985)
>>> Cozinha Prática - Massas de Cristian Muniz pela Pae (2015)
>>> Chico Buarque do Brasil de Rinaldo de Fernandes. Organizador pela Garamond (2004)
>>> A Religiosa/ Capa Dura de Diderot (denis) pela Circulo do Livro (2019)
>>> Sursis/ Classicos Modernos/ Encadernado de Jean- Paul Sartre / Tradução: Sergio Milliet pela Abril (1974)
>>> MacWEEK Guide to desktop video - cd rom included de Erik Holsinger pela ZIff-Davis Press (1993)
>>> Ação Cominatória e Outras Peculiares - Doutrina, Jurisprudência ... de Ulderico Pires dos Santos pela Paumape (1989)
>>> O líder em você. Como fazer amigos, influenciar pessoas e ter sucesso em um mundo em mutação de Stuart R. Levine e Michael A. Crom pela Record (1997)
>>> El Genio Latino de Anatole France pela Ed. Grandes Autores/ B. Aires (1943)
>>> Nacha Regules (novela) de Manuel Galvez pela Editorial Tor/ B. Aires (1933)
>>> O Direito Como Fato Social de José Florentino Duarte pela Sergio Antonio Fabris (1982)
>>> A Tributação Sobre Consumo de Bens e Serviços de Alessandra Machado Brandão Teixeira pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2002)
>>> Lições preliminares de direito de Miguel Reale pela Saraiva (1995)
>>> Seguro: Teoria e Prática - Doutrina - Jurisprudência - Prática Forens de João Roberto Parizatto/ Autografado pela Edipa: Ed. Parizatto (2004)
>>> Manual Prático do Horóscopo Chinês de Minami Keizi pela Traço (1988)
>>> Reiki - Amor, Saúde e Transformação de Johnny de Carli pela Alfabeto (2017)
>>> As Novelas de Torquemada de Benito Pérez Galdós pela Paz e Terra (1989)
>>> A Arte Cavalheiresca do Arqueiro Zen de Eugen Herrigel pela Pensamento (1990)
>>> Umanesimo Positivo e Emacipazione Marxista de Galvano Della Volpe pela Sugar Editore (1964)
>>> Ciência e Tecnologia Hoje de Nicolas Witkowski pela Ensaio (1995)
>>> Luvas Brancas de John Kotre pela Mandarim (1997)
>>> I-Ching - A Alquimia dos Números de Wu Jyu Cheng pela Objetiva (1993)
>>> Computer Crimes de Maria Helena Junqueira Reis pela Del Rey/ Belo Horizonte (1997)
>>> O Budismo vivo e o mundo contemporâneo de Lama Anagarika Govinda pela Siciliano (1994)
>>> Luxúria. Coleção Sete Pecados Capitais de Simon Blackburn pela Arx (2005)
>>> Mundo, Vida e Esperança de Angela Coutinho ditado por Emmanuel pela Elevação (1999)
>>> O Budismo e o Caminho da Vida de Christmas Humphreys pela Cultrix (1995)
>>> Avareza. Coleção Sete Pecados Capitais de Phillis A. Tickle pela Arx (2005)
COLUNAS

Terça-feira, 21/5/2019
De pé no chão (1978): sambando com Beth Carvalho
Renato Alessandro dos Santos

+ de 1200 Acessos



Um disco que cai bem em qualquer churrasco onde o samba seja bem-vindo é este. Um ano depois de um grande álbum (Nos botequins da vida), Beth Carvalho retornava com este elepê, De pé no chão, de 1978, cercada mais uma vez de grandes compositores e músicos, além de si mesma, cantora de voz segura, amaciada por performances mil em que comandou o terreiro. Assim, contando com uma constelação de compositores e de músicos, que vai de Cartola e de Paulo da Portela a Martinho da Vila, passando por Candeia, Monarco, Nelson Sargento, Beto Sem Braço e gente nova àquela ocasião, como Jorge Aragão e Nei Lopes, além dos músicos, Dino, Copinha, Wilson das Neves, Luna, Genaro e outros, muitos outros, a sambista e os bambas, juntos, fizeram um disco pra cima na melodia, embora perpassado daquela peleja, aquela dor repleta de tristeza ou de nostalgia que, de certa maneira, acha sempre pouso no samba. Mas a alegria não fica para trás; pelo contrário, é ela ali que vai passando, o corpo, uma euforia, a despeito da elegia da alma.

Lado A

O lado A é um arrebatamento. “Vou festejar”, hit de Jorge Aragão, Dida e Neoci, chega em grande estilo, chorando na letra, mas sorrindo no ritmo e na harmonia. É um daqueles grandes momentos do samba em que não há como não reconhecer o valor que a música brasileira tem, apesar de tanta gente ainda não saber disso. “Visual”, de Neném e Pintado, continua o festim, mas cerrando o punho para criticar a apoteose visual que preteriu o sambista, o compositor, aquele que dá vida ao show. Imagine se fosse hoje, com o espetáculo global em que o carnaval se transformou. “Ô Isaura”, de Rubens da Mangueira, é outro ponto luminoso do disco, samba de terreiro em que cabe também uma sanfoninha tímida, ladeando os tambores. África sempre bem-vinda.

“Marcando bobeira”, de João Quadrado, Beto Sem Braço e Dão, tem um surdo que vai batendo o coração, marcando o ritmo com tamborins uníssonos, ao lado daquele cavaquinho sempre matreiro. É deixar a churrasqueira aquecida porque a cerveja continua de estalar a língua. “Meu caminho”, de Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito, traz aquela pontinha de tristeza tão presente na obra daquele, dos maiores compositores de nossa música, e vai, em paradoxo, feliz e triste, a nostalgia acompanhando tudo.

“Goiabada-cascão”, de Wilson Moreira e Nei Lopes, a última canção do lado A, faz do partido-alto jeito para homenagear grandes mestres, lembrando de Sérgio Cabral, pai, é bom que se diga; assim, Beth, cantando, vai homenageando os mestres, enquanto o samba vai passando: Antenor Gargalhada, Geraldo Pereira, Silas de Oliveira, Zinco, Oswaldo Lima, Nelson Cavaquinho, Dona Ivone Lara, Mestre Fuleiro, Xangô da Mangueira, Aniceto, Monarco, Alvarenga, Martinho da Vila, Cartola, Noel Rosa...

Lado B

“Você, eu e a orgia”, de Candeia e Martinho da Vila, inicia o lado B, com a maré levando a gente para lá e para cá, enquanto na letra o triângulo amoroso do título segue elogiado e defendido pela cantora e pelos dois autores da canção, que só podem concordar com a permanência dessa santíssima trindade notívaga. “Lenço”, de Monarco e Francisco Santana, é um dos maiores sucessos da carreira de Beth Carvalho. “Pega esse lenço e não chora\ Enxuga o pranto\ Diga adeus e vá embora”: quem não se lembra desses versos? Cantados pelo coro, que tem em seu auxílio uma bateria de tamborins, são um festim. “Passarinho”, de Chatim, fala de voar por aí, sem direção, para um dia construir um ninho, mas sem prisão, por enquanto. Primeiro, a orgia, claro; depois, bem mais tarde, a dentadura dentro do copo, ao lado da cama.

“Linda borboleta”, de Monarco e Paulo da Portela, também vai pelos ares, com aquele céu azul, de sol dourado tingindo as flores e a vida. Uma cantiga de amor trovadoresca. “Que sejam bem-vindos”, de Cartola, muda um pouco a direção do leme; agora, aquele universo de acordes mágicos de violão povoa a cena, amparada pela ambientação de fim-de-noite de uma boate decadente. Só assim para mitigar a dor alheia, daqueles que vivem na berlinda, à luz desses desarranjos da vida.

Termina com “Agoniza mas não morre”, de Nelson Sargento, com o pessoal da cozinha, do Bloco Cacique de Ramos, a se entender muito bem com as cordas dos violões e do cavaquinho, enquanto o samba vai exaltado e cantado, como na melhor poesia, a despeito dos novos rumos que, a partir da década de 1930, chegaram para eternizá-lo: “Samba\ Agoniza mas não morre\ Alguém sempre te socorre\ Antes do suspiro derradeiro\\ Samba\ Negro, forte, destemido\ Foi duramente perseguido\ Na esquina, no botequim, no terreiro\\ Samba\ Inocente, pé-no-chão\ A fidalguia do salão\ Te abraçou, te envolveu\ Mudaram toda a sua estrutura\ Te impuseram outra cultura\ E você nem percebeu...”.

Do maxixe, ao choro; do samba ao pagode é tudo samba, certo? Muita gente não gosta, mas é assim que as coisas são. No fundo, fica sempre a possibilidade do salto, do passo adiante, e termina De pé no chão, este belo LP de Beth Carvalho, um dos melhores de sua discografia.

LADO A

Vou festejar (Jorge Aragão, Dida e Neoci)
Visual (Neném e Pintado)
Ô Isaura (Rubens da Mangueira)
Marcando bobeira (João Quadrado, Beto Sem Braço e Dão)
Meu caminho (Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito)
Goiabada-cascão (Wilson Moreira e Nei Lopes)

LADO B

Você, eu e a orgia (Candeia e Martinho da Vila)
Lenço (Monarco e Francisco Santana)
Passarinho (Chatim)
Linda borboleta (Monarco e Paulo da Portela)
Que sejam bem-vindos (Cartola)
Agoniza mas não morre (Nelson Sargento)



Renato Alessandro dos Santos, 47, é autor de Todos os livros do mundo estão esperando quem os leia e de O espaço que sobra, seu primeiro livro de poesia (ambos publicados pela Engenho e arte). O texto desta coluna faz parte de Uma discografia afetiva do samba, a ser lançado futuramente pelo autor.


Renato Alessandro dos Santos
Batatais, 21/5/2019


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O espelho quebrado da aurora, poemas de Tito Leite de Jardel Dias Cavalcanti
02. Paris branca de neve de Renato Alessandro dos Santos
03. Carta ao(à) escritor(a) em sua primeira edição de Ana Elisa Ribeiro
04. Numa casa na rua das Frigideiras de Elisa Andrade Buzzo
05. Como medir a pretensão de um livro de Ana Elisa Ribeiro


Mais Renato Alessandro dos Santos
Mais Acessadas de Renato Alessandro dos Santos em 2019
01. Cidadão Samba: Sílvio Pereira da Silva - 19/2/2019
02. K 466 - 26/3/2019
03. T.É.D.I.O. (com um T bem grande pra você) - 22/1/2019
04. Nos braços de Tião e de Helena - 7/4/2019
05. De pé no chão (1978): sambando com Beth Carvalho - 21/5/2019


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O ENSINO DA DANÇA NO CONTEXTO ESCOLAR
LUCIMEIRE MONTENEGRO DE FREITAS
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 321,00



TUDO BEM - UM FILME DE ARNALDO JABOR
ARNALDO JABOR E LEOPOLDO SERRAN
CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
(1978)
R$ 10,00



TEATRO LA CANTANTE CALVA, LA LECCIÓN, JACOBO O LA SUMISIÓN, LAS SILLA
EUGÈNE IONESCO
EDITORIAL LOSADA
(1964)
R$ 40,00



DOM HELDER CAMARA - CIRCULARES PÓS-CONCILIARES - VOLUME 3 - TOMO 3
ZILDO ROCHA / DANIEL SIGAL
CEPE RECIFE
(2012)
R$ 33,00



PEQUENAS GRANDEZAS
REIVANIL RIBEIRO
SCORTECCI
(2006)
R$ 22,00



BLUE GENES
VAL MCDERMID
HARPERCOLLINS
(1999)
R$ 12,00



SOY MÁS ALTA !
ELENA G HORTELANO
EDELSA
(2011)
R$ 20,00



A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS
MARKUS ZUSAK
INTRÍNSECA
(2007)
R$ 25,00
+ frete grátis



ILEARN ENGLISH 2 - STUDENT BOOK
PATRICIA MCKAY
PEARSON
(2013)
R$ 30,00



AS REVOLTAS DE JUNHO
ANA CRISTINA CONSALTER AMÔR
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00





busca | avançada
32027 visitas/dia
890 mil/mês