Notas confessionais de um angustiado (VII) | Cassionei Niches Petry | Digestivo Cultural

busca | avançada
47547 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> TDEZESSEIS
>>> Curso de direção de palco é gratuito nos dias 16 e 17/12
>>> Ultima apresentação da peça (A) Dor (A)
>>> ABERTURA DA EXPOSIÇÃO “O CAMINHO DAS PEDRAS'
>>> Residência Artística FAAP São Paulo realiza Open Studio neste sábado
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
>>> Sem chance
>>> Imcomparável
>>> Saudade indomável
>>> Às avessas
>>> Amigo do tempo
>>> Desapega, só um pouquinho.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> TV Made in Brazil
>>> A novela América e o sensacionalismo de Oprah
>>> 1992 e hoje
>>> Píramo e Tisbe
>>> Pela estrada afora
>>> Jorge Amado universal
>>> Aquele que por via de regra se sai mal
>>> Duas crises: a nossa e a deles
>>> Samba Meu, o show de Maria Rita
>>> Cores Paulistas e os Quatro Anos da IQ Art Gallery
Mais Recentes
>>> Mcdonalds: A Verdadeira História do Sucesso de John F. Love pela Bertrand Brasil (1987)
>>> Dicionário Judaico de Lendas e Tradições de Alan Unterman pela Jorge Zahar (1992)
>>> Era Uma Vez Um Dragão - Abc... Meus primeiros passos de Malgorzata Strzalkowska pela Salvat (2008)
>>> C de Cigarra - Abc... Meus primeiros passos de Malgorzata Strzalkowska pela Salvat (2008)
>>> A de Anaconda - Abc... Meus primeiros passos de Malgorzata Strzalkowska pela Salvat (2008)
>>> Viagem ao Brasil - 2 Volumes de Alexandre Rodrigues Ferreira pela Kapa (2002)
>>> D de Dinossauro - Abc... Meus primeiros passos de Malgorzata Strzalkowska pela Salvat (2008)
>>> Física um curso universitário: VOl. 1 Mecânica de Alonso & Finn pela Edgard Blucher (1972)
>>> Tesouros do Nirvana de Gillian G. Gaar pela Lafonte (2012)
>>> Noções e Fundamentos de Geometria Descritiva de H. Lacourt pela Gen Lct (2015)
>>> A Passagem de Justin Cronin pela Sextante (2010)
>>> Fundamentos teóricos e metodológicos da educação especial e inclusiva de Bertha de Borja Reis do Valle e outros pela Iesde (2018)
>>> Escola e Sociedade de Odilon Roble pela Iesde (2016)
>>> Histórias Paralelas: 50 Anos de Música Brasileira de Hugo Sukman pela Casa da Palavra (2011)
>>> Formação Docente para a Diversidade de Margarete Terezinha de Andrade Costa pela Iesde (2018)
>>> Glossário Técnico Manutenção e Engenharia Industrial de Ricardo Policarpo de Oliveria pela Puc/MG (2003)
>>> Crime e Castigo (capa dura) de Fiódor Dostoiévski pela Nova Fronteira (2016)
>>> Amilcar Cabral: A Arma da Teoria de Carlos Comitini pela Codebri (1980)
>>> O Poema de Anchieta Sobre a Virgem Maria Mãe de Deus de Pe. José de Anchieta pela Paulinas (1996)
>>> Glimmerglass - O encontro de dois mundos de Jenna Black pela Universo dos Livros (2011)
>>> Fundamentos de fisica volume 2 gravitação ondas e termodinamica de Halliday/resnick pela Gen ltc (2012)
>>> Mecanica dos materiais de James m gere/barry j goodno pela Cengage learning (2014)
>>> Introdução a mecanica dos fluidos de Fox/mcdonald/pritchard pela Gen ltc (2015)
>>> Resistencia dos materiais de R c hibbeler pela Pearson (2010)
>>> Proficiency for updated exam with answers com 2 cds de Cambridge pela Cambridge (2015)
COLUNAS

Quarta-feira, 4/9/2019
Notas confessionais de um angustiado (VII)
Cassionei Niches Petry

+ de 11700 Acessos

LII
Autran Dourado tem o seu “Mestre Imaginário”. Osman Lins tem o “Willy Mapou”, ou simplesmente “WM”. Com esses interlocutores, ambos dialogam sobre o trabalho literário. A reflexão teórica mistura-se com a ficção. Para Lins, é um “recurso banal, mas com a função de tornar menos árido o escrito, tanto para o leitor assim para o autor, que, afeito a exercícios de imaginação e aqui sofrendo a ascendência das ideias, quer, com o artifício, amenizar sua tarefa”. Estas notas confessionais têm um interlocutor real, chamado aqui de “o orientador”, professor do mestrado.

LIII
Cheguei a uma parte do romance crucial para o desenvolvimento da narrativa. Até agora, as personagens estão na defensiva. O conflito não começou propriamente. Isso é criticado pelo orientador, pois ele quer ver os personagens não mais interagindo apenas no mundo virtual, mas se encontrando no mundo real e, da mesma forma, sugere que as outras personagens envolvidas interfiram.

O orientador também critica o ar professoral da personagem Fred, pois estaria havendo uma contradição em relação a algumas dessas notas de criação, que propõe uma narrativa que almeja um leitor ideal, inteligente, que complete os espaços da história, o que está oculto, ou então que costure os fragmentos aparentemente desconexos. Respondo que os textos do Fred, tanto seus discursos quando foi estudante de Letras quanto às postagens do blogue, têm como função caracterizar a personagem e produzir indícios do que pode vir a acontecer no enredo. Além disso, o texto de internet, se deseja atingir um número maior de leitores, precisa ser o mais explicativo possível sem, no entanto, deixar de tratar de temas relevantes.

Recebi do meu orientador o Breve manual de estilo e romance, de Autran Dourado, em cujas primeiras páginas há um conselho que poderia depor contra ele mesmo: "Só aceite opinião de quem sabe fazer bem e já fez um bom texto literário." Teria escrito o professor algum bom romance? Se não, como poderia ele opinar sobre minha obra? Ou estaria errado o mestre autor de Ópera dos mortos? O orientador já publicou trabalhos literários em revistas. Não é isso, porém, que me faria aceitar seus conselhos e sim sua condição de leitor com uma enorme bagagem de leitura, o que lhe permite discernir a boa da má literatura. As intervenções do orientador, lógico, são bem-vindas, pois está cumprindo o papel do leitor ideal.

LIV
O autor de Ópera dos mortos disse em entrevista certa vez “que as coisas mais importantes, para os criadores [grifo do autor], sobre romance, foram ditas por romancistas, e as coisas mais importantes sobre poesia foram ditas por poetas”. Não por acaso, nas presentes notas, são os romancistas que aparecem mais vezes citados. Além de saberem como se faz, eles mesmos o fazem. Os críticos e teóricos apenas sabem, mas não fazem.

Autran Dourado proporciona uma visão dos mecanismos internos da mesma maneira como eu gostaria de tratar com relação à criação romanesca, não só pela leitura criteriosa que faço de sua obra, mas também pelas suas reflexões publicadas em livro. A ideia de dividir Os óculos de Paula em blocos tem como subsídio teórico o volume Poética do romance: matéria de carpintaria. Escrevendo sobre o processo de criação do seu romance O risco do bordado, Dourado afirma que o “livro é formado de blocos, como pedras de um dominó. Um dominó de pedras de tamanhos diferentes”. A partir de uma imagem da planta baixa do seu livro, como se estivesse planejando a construção de uma casa, visualizei como seria a do meu romance.

Em Os óculos de Paula, há o bloco do presente, outro do passado e um do escritor. Os dois primeiros são compostos por pequenos tijolos, capítulos curtos, que têm ora um narrador em 3ª pessoa focado em Paula, ora textos inteiros ou fragmentos de escritos de Fred no seu blogue, além de suas falas ou discursos em grupos de amigos e em sala de aula. São, por conseguinte, em 1ª pessoa. O bloco do escritor aparece em pautas separadas e destacada com fonte em itálico. Para o leitor pode ser um momento para refletir sobre o que está lendo, bem como faz com que a narrativa não caia na monotonia linear.

Sobre os capítulos referentes a Fred, muitos textos aparentemente podem não corresponder ao enredo, porém são essenciais não só para caracterizar a personagem, como também fornecer indícios para compreender o desdobramento do enredo. Como os capítulos prescindíveis de Rayuela, de Julio Cortázar, eles na verdade são indispensáveis.

(...)

LVIII
Foi lançado meu primeiro livro, Arranhões e outras feridas. Com ele, posso dizer que não sou mais um escritor inédito, apesar de ser ainda um aprendiz na arte de narrar. Num dos contos, “Ônibus”, exercito um processo em que os meus textos dialogam entre si. Uma das personagens é um escritor que imagina histórias para os passageiros de um ônibus urbano. Em uma delas, ele imagina um passageiro, leitor que deseja conhecer toda a obra desse mesmo escritor, apesar de não ter gostado do primeiro livro que leu: “Ao meu lado, um senhor lê um livro. Tento espiar o título. Não, não é nenhum meu. Mas ele já leu Os óculos de Paula e não gostou.” Como se pode perceber, o escritor é autor de um livro com o mesmo título do romance que é objeto de estudo destas notas. Ou, melhor dizendo, ele cria uma história em que ele é autor de um romance: “Atrás deles, há um homem de trinta e três anos, que não só leu Os óculos de Paula, como foi ele próprio quem o escreveu.”

Foi nesse conto que surgiu o título do romance que estou escrevendo, conforme a nota IV. Somente o título. As ideias para o desenvolvimento do romance foram surgindo bem depois da conclusão do conto. E para completar esta relação intratextual na minha obra, o escritor dos capítulos em itálico do romance ora em produção é autor de um livro intitulado Arranhões e outras feridas.

Nota do Autor
Notas escritas em 2012.

Nota do Editor
Leia também "Lucas Procópio, de Autran Dourado". Outros livros de (e sobre) Autran Dourado. Também Osman Lins.


Cassionei Niches Petry
Santa Cruz do Sul, 4/9/2019


Mais Cassionei Niches Petry
Mais Acessadas de Cassionei Niches Petry
01. Notas confessionais de um angustiado (VII) - 4/9/2019
02. Do canto ao silêncio das sereias - 14/11/2018
03. Um conto-resenha anacrônico - 9/2/2022
04. O abalo sísmico de Luiz Vilela - 1/9/2021
05. O suicídio na literatura - 13/4/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Prazer da Ginástica
Diagran Gruup
Ediouro
(1976)



Nem só de Pão vive o Homem: Criação e Funcionamento do Serviço
Angela Brêtas
apicuri
(2010)



Livro - Lucro Acumulação e Crise
Luiz Bresser Pereira
Brasiliense
(1986)



Livro - Contra Natura - Ensaios de Psicanálise e Antropologia Surreal
Oscar Cesarotto
Iluminuras
(1999)



Presente a Dádiva Que Abençoa a Quem o Dá
R. R. Soares
Graça Editorial
(2000)



Você já Abraçou seu Filho Hoje?
Gilberto Barros
gente
(2002)



Viagens por Terra - Aventuras do Conhecimento
Nicola Baxter
Stampley
(1997)



Livro - Trago Seu Amor de Volta sem Pedir Nada Em Troca
Ique Carvalho
Sextante
(2017)



Jesus para presidente
Roland Merullo
sextante
(2008)



4 Anos para Mudar o Mundo
Marc Ullmann
Difel
(1977)





busca | avançada
47547 visitas/dia
1,6 milhão/mês