Marionetes | Rennata Airoldi | Digestivo Cultural

busca | avançada
29791 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Salão e a Selva
>>> Ed Catmull por Jason Calacanis
>>> Por que a Geração Y vai mal no ENEM?
>>> Por que a Geração Y vai mal no ENEM?
>>> A massa e os especialistas juntos no mesmo patamar
>>> Entrevista com Jacques Fux, escritor e acadêmico
>>> Nuno Ramos, poesia... pois é
>>> Literatura e interatividade: os ciberpoemas
>>> O Valhalla em São Paulo
>>> Por dentro do Joost: o suco da internet com a TV
Mais Recentes
>>> Direito Romano - Vol. II de José Carlos Moreira Alves pela Forense (2003)
>>> Divinas Desventuras: Outras Histórias da Mitologia Grega de Heloisa Prieto pela Companhia das Letrinhas (2011)
>>> Le Nouveau Sans Frontières 1 - Méthode de Français de Philippe Dominique e Jacky Girardet e Michele Verdelhan e Michel Verdelhan pela Clé International (1988)
>>> Sobrevivência de Gordon Korman pela Arx Jovem (2001)
>>> Ética Geral e Profissional de José Renato Nalini pela Revista dos Tribunais (2001)
>>> Mas Não se Mata Cavalos ? de Horace McCoy pela Abril (1982)
>>> O Menino no Espelho de Fernando Sabino pela Record (2016)
>>> Labirintos do Incesto: O Relato de uma Sobrevivente de Fabiana Peereira de Andrade pela Escrituras-Lacri (2004)
>>> Mas Não se Mata Cavalos ? de Horace McCoy pela Círculo do Livro (1975)
>>> Ponte para Terabítia de Katherine Patersin pela Salamandra (2006)
>>> O Desafio da Nova Era de José M. Vegas pela Ave-Maria (1997)
>>> Casa sem Dono Encadernado de Heinrich Boll pela Círculo do Livro (1970)
>>> Trabalho a Serviço da Humanidade de Escola Internacional da Rosa Cruz Áurea pela Rosacruz (2000)
>>> Casa sem Dono Encadernado de Heinrich Boll pela Círculo do Livro (1976)
>>> Ensinando a Cuidar da Criança de Nébia Maria Almeida de Figueiredo (org.) pela Difusão (2004)
>>> Ensinando a Cuidar da Mulher, do Homem e do Recém-nascido de Nébia Maria Almeida de Figueiredo (org.) pela Difusão (2004)
>>> Luxúria Encadernado de Judith Krantz pela Círculo do Livro (1978)
>>> Fundamentos, Conceitos, Situações e Exercícios de Nébia Maria Almeida de Figueiredo (org.) pela Difusão (2004)
>>> Personality: How to Unleash your Hidden Strengths de Dr. Rob Yeung pela Pearson (2009)
>>> Um Mês Só de Domingos de John Updike pela Record (1975)
>>> Um Mês Só de Domingos Encadernado de John Updike pela Círculo do Livro (1980)
>>> Um Mês Só de Domingos Encadernado de John Updike pela Círculo do Livro (1980)
>>> Caravanas de James Michener pela Record (1976)
>>> A Terra Ainda é Jovem de J.M. Simmel pela Nova Fronteira (1981)
>>> A Terra Ainda é Jovem de J. M. Simmel pela Nova Fronteira (1981)
>>> Deus Protege os Que Amam de J.M. Simmel pela Nova Fronteira (1977)
>>> Um Ônibus do Tamanho do Mundo de J. M. Simmel pela Nova Fronteira (1976)
>>> Um Ônibus do Tamanho do Mundo de J. M. Simmel pela Nova Fronteira (1976)
>>> O Quarto das Senhoras de Jeanne Bourin pela Difel (1980)
>>> Beco sem Saída de John Wainwright pela José Olympio (1984)
>>> Casais Trocados de John Updike pela Abril (1982)
>>> O Hotel New Hampshire Encadernado de John Irving pela Círculo do Livro (1981)
>>> As Moças de Azul de Janet Dailey pela Record (1985)
>>> Amante Indócil Encadernado de Janet Dailey pela Círculo do Livro (1987)
>>> A Rebelde Apaixonada de Frank G. Slaughter pela Nova Cultural (1986)
>>> Escândalo de Médicos de Charles Knickerbocker pela Record (1970)
>>> A Turma do Meet de Annie Piagetti Muller pela Target Preview (2005)
>>> O Roteiro da Morte de Marc Avril pela Abril (1973)
>>> Luz de Esperança de Lloyd Douglas pela José Olympio (1956)
>>> Confissões de Duas Garotas de Aluguel de Linda Tracey e Julie Nelson pela Golfinho (1973)
>>> Propósitos do Acaso de Ronaldo Wrobel pela Nova Fronteira (1998)
>>> Olho Vermelho de Richard Aellen pela Record (1988)
>>> A Comédia da Paixão de Jerzy Kosinski pela Nova Fronteira (1983)
>>> Casa sem Dono Encadernado de Heinrich Böll pela Círculo do Livro (1976)
>>> Ventos sem Rumo de Belva Plain pela Record (1981)
>>> Ventos sem Rumo de Belva Plain pela Record (1981)
>>> O Caminho das Estrêlas de Christian Signol pela Círculo do Livro (1987)
>>> Longo Amanhecer de Joe Gores pela Best-seller (1988)
>>> As Damas do Crime de B. M. Gill pela Círculo do Livro (1986)
>>> Os Melhores Contos de Alexandre Herculano de Alexandre Herculano pela Círculo do Livro (1982)
COLUNAS

Quarta-feira, 13/11/2002
Marionetes
Rennata Airoldi

+ de 2200 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Um caminho a ser trilhado. Uma escolha a ser feita. Será? Um percurso previamente determinado que vai se desvendando aos poucos, que vai se tornando claro e presente diante de cada olhar: o destino. Alguma vez você já teve a nítida sensação de estar sendo observado? E já pensou sobre a possibilidade de não ter o menor controle sobre seu próprio destino? Lucidez ou embriaguez... Verdades absolutas e questionamentos, sem respostas objetivas. Frases que nunca serão contestadas e que jamais serão entendidas.

Tudo isso é muito vago. Apesar de resultar num pensamento particular, que cada um tem diante de sua própria vida. Momentos de reflexão são a busca de algo que nem sempre podemos resumir em poucas palavras. A Arte é assim. E hoje, pior ou melhor, sem fazer qualquer julgamento, já não há muito o que dizer. Talvez ainda haja... Coincidências trazem à tona, em todo o mundo, as mesmas questões e o mesmo estilo de produção artística. A globalização proporciona a informação e a troca de experiências, de maneira mais que instantânea.

O Artista quer dizer... mas não sabe mais o quê. É preciso voltar ao princípio, é preciso buscar a simplicidade, é preciso ter novamente a paciência necessária para ouvir o silêncio. Por outro lado, enquanto nós, artistas, temos mil dúvidas e ressalvas em relação à nossa própria arte, mais e mais jovens se descobrem a partir desse novo olhar. O olhar daquele que passa a percorrer a vida por um novo caminho. Positivo ou negativo, qual o incentivo para aquele que quer ingressar numa carreira artística? Qual a real possibilidade num mercado saturado e tendencioso? Ilusão ou devoção. Isso pode ser decisivo para a escolha nesse meio profissional.

A Arte é no mínimo, um meio de ascenssão cultural e portanto, de certa forma, uma maneira de se inserir na sociedade. Muitos de nossos artistas nasceram em famílias muito pobres e em lugares miseráveis. Mas seu olhar perante o mundo determinaram um dom nato, um talento para uma nova perspectiva perante a vida. No momento, temos um verdadeiro "boom" de jovens atores, que exemplifica esse movimento em nosso país.

Depois do sucesso do filme "Cidade De Deus", meninos simples, de muito talento, têm a chance de conhecer um novo caminho. Projeção social, televisão e deslumbramento. Tomara, porém, essa nova leva de pobres meninos descobertos através da arte seja suficientemente feliz no desenvolvimento de sua carreira. Muito me assusta a fama instantânea que projeta pessoas para um mundo de sonho, sem a estrutura necessária para enfrentar a "jaula dos leões", que depois de satisfeitos com sua refeição, cospem os ossos fora. Bem, acho que todos se lembram bem da triste história do menino "Pixote".

Talvez essa nova história possa ser diferente. Muito me agradaria a existência de comunidades e grupos para abrigar esses e outros meninos, proporcionando o conhecimento e o aprendizado constante da arte. Além claro, de proporcionar esclarecimento e suporte necessários. Todos precisam de um porto seguro! É assim nos grupos "Nós do Morro" e "Nós do Cinema", que têm sede na favela do Vidigal, no Rio de Janeiro. Enquanto esta estética da pobreza for o alvo das questões artísticas em nosso país, muito trabalho será realizado por eles. O que é muito bom. Mas é preciso que esses meninos carentes, como tantos outros de tantos grupos, sejam esclarecidos sobre o real papel da arte e do artista na sociedade. Para que eles não sejam cobaias ou vítimas de seu próprio meio. Restringindo seu potencial artístico para um único foco: sua própria vida.

Infelizmente ou felizmente, a arte é uma maneira de trazer lucidez ao homem. E, às vezes, é muito dolorido ser lúcido num mundo como o nosso. Com tantas desigualdades e indiferenças. Desde os primórdios o homem usa a arte como forma de esclarecimento e reflexão. Até hoje, isso persiste e muitas resposta não foram, nem nunca serão, encontradas. Mas, acima de tudo, é preciso que o artista entenda que há o momento de expandir e o de recolher. E, muitas vezes, não é ele quem determina este movimento.

Tenho receio quando vejo uma criança prodígio no meio artístico. Sinto desespero quando vejo uma mãe colocando uma criança na "mídia" para satisfazer sua própria vaidade. Nem sempre o "sucesso" dura o tempo suficiente. Será que estas crianças desamparadas sabem realmente lidar com a rejeição? Por isso, a importância da devoção profissional. Amar o seu ofício acima de qualquer vaidade ou vantagem que ele possa te trazer. Independente do tamanho de sua projeção profissional, o ator é necessário tanto no cinema quanto na escola, ensinando, dando educação a jovens carentes.

Desta forma, o artista deve buscar à partir de seu próprio discernimento, os seus caminhos e as suas necessidades. Não se deixar seduzir por momentos de euforia e assim, como qualquer homem em qualquer profissão, não se deixar transformar numa Marionete. Onde cada movimento é determinado por outras mãos, cada pensamento comandado por outra mente e cada sentimento premeditado por um outro coração!


Rennata Airoldi
São Paulo, 13/11/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Um parque de diversões na cabeça de Renato Alessandro dos Santos
02. Meu querido aeroporto #sqn de Ana Elisa Ribeiro
03. Nuvem Negra* de Marilia Mota Silva
04. Sobre mais duas novelas de Lúcio Cardoso de Cassionei Niches Petry
05. Afinidade, maestria e demanda de Fabio Gomes


Mais Rennata Airoldi
Mais Acessadas de Rennata Airoldi em 2002
01. Cartas que mudaram a História! - 10/4/2002
02. Do primeiro dia ao dia D - 13/3/2002
03. Enfim: Mário Bortolotto! - 25/9/2002
04. A Nova Hora, A Hora da Estrela! - 6/3/2002
05. Uma conversa com Reinaldo Moraes - 18/9/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
18/11/2002
08h54min
A insatisfação é geral, em decorrência do apelo do Mundo Material. A indústria, porque é indústria, é poluente e degenera. Vaidade das vaidades, tudo é vaidade, e a verdade última transcede, pois: you can't win...
[Leia outros Comentários de Alper Tadeu ]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ZAC POWER - MISSÃO TREINAMENTO RADICAL
H. I. LARRY
FUNDAMENTO
(2010)
R$ 9,90



A PROSA FRATURADA
DONALDO SCHULER
UNIVERSIDADE FEDERAL RS
(1983)
R$ 26,82



A REVOLUÇÃO DAS MÍDIAS SOCIAIS
ANDRÉ TELLES
M.BOOKS
(2010)
R$ 15,00



SALAMBÔ
G. FLAUBERT
EDIBOLSO
(1969)
R$ 10,00



QUEM É GETÚLIO VARGAS
PEDRO LUÍS
NOVA JURISPRUDÊNCIA
R$ 50,00



INFRAESTRUTURA: OPÇÃO DE INVESTIMENTO AOS FUNDOS DE PENSÃO NO BRASIL
GUILHERME NOGUEIRA LOPES
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 391,00



JEAN PIAGET O HOMEM E SUAS IDÉIAS
RICHARD I. EVANS
FORENSE
(1980)
R$ 19,83



HISTÓRIA DA LITERATURA BRASILEIRA VOL 1
SILVIO CASTRO
ALFA
(1999)
R$ 26,40



HISTÓRIA DE CANÇÕES CHICO BUARQUE
WAGNER HOMEM
LEYA
(2009)
R$ 20,00



30 ANNOS DE THEATRO - HUMORISMO
REGO BARROS
TYPOGRAPHIA COELHO
(1932)
R$ 45,00





busca | avançada
29791 visitas/dia
1,1 milhão/mês