A Nova Hora, A Hora da Estrela! | Rennata Airoldi | Digestivo Cultural

busca | avançada
41871 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Namíbia, Não! curtíssima temporada no Sesc Bom Retiro
>>> Ceumar no Sesc Bom Retiro
>>> Mestrinho no Sesc Bom Retiro
>>> Edições Sesc promove bate-papo com Willi Bolle sobre o livro Boca do Amazonas no Sesc Pinheiros
>>> SÁBADO É DIA DE AULÃO GRATUITO DE GINÁSTICA DA SMART FIT NO GRAND PLAZA
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Modernismo e além
>>> Pelé (1940-2022)
>>> Obra traz autores do século XIX como personagens
>>> As turbulentas memórias de Mark Lanegan
>>> Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros
>>> Guignard, retratos de Elias Layon
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> A moça do cachorro da casa ao lado
>>> A relação entre Barbie e Stanley Kubrick
>>> Um canhão? Ou é meu coração? Casablanca 80 anos
>>> Saudades, lembranças
>>> Promessa da terra
>>> Atos não necessários
>>> Alma nordestina, admirável gênio
>>> Estrada do tempo
>>> A culpa é dele
>>> Nosotros
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Freud segundo Zweig
>>> Informação, Redes Sociais e a Revolução
>>> Raul Gil e sua usina de cantores
>>> Os Rolling Stones deveriam ser tombados
>>> Manual prático do ódio
>>> Por que Faraco é a favor da mudança ortográfica
>>> Modernismo e Modernidade
>>> A favor do voto obrigatório
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
>>> Sobre o Ronaldo gordo
Mais Recentes
>>> Como Administrar Pequenas Empresas: Série Gestão Empresarial de Hélvio T. Cury Prazeres pela Centro de Produções Técnicas
>>> De Dores Somos: Para Todas as Mães que Perderam seus Filhos de Lauricy Belletti Rodrigues pela São José (2016)
>>> A História de Águida de Águida Duarte Perdigão pela Do Autor (2004)
>>> O Ouro e o Altar de Edir Macedo pela Unipro (2018)
>>> Nascido da Luz de Marcelo Drumond Furtado pela Código (2011)
>>> Degraus de Glória de Antônio E. S. Moreira pela Do Autor
>>> O Tempo Nosso de Cada Dia de Ruibran Januário dos Reis pela Tcs (2014)
>>> De Volta à Essência de José Moreira Guedes Filho pela Sinai (2009)
>>> Esquizofrenia: Dois Enfoques Complementares de Mário Rodrigues Louzã; Luiz Barros; Itiro Shirakawa pela Lemos (1999)
>>> Work in Progress de Michael Eisner; Tony Schwartz pela First Paperback (1999)
>>> 150 Maneiras de Enlouquecer um Homem na Cama de Jennifer Keller pela Ediouro (2005)
>>> Chi Prega Si Salva de Joseph Ratzinger pela 3Ogiorni (2005)
>>> Donum Vitae: Istruzione e Commenti: Congregazione per La Dotrina Della Fedde de Joseph Ratzinger pela Vaticana (1990)
>>> Il Calice di don Mario de Associazone Amici di Mario Gerlin pela Edizioni (2004)
>>> Per l Opera di un Altro: Vita de Don Virgilio Resi de Gianfranco Lauretano pela Raffaelli (2012)
>>> Cristo Speranza dell Umanità de Don Mario Pieracci pela Pro Sanctitate (2007)
>>> Che Cosa Cercate? de Comunione e Liberazione pela Tracce Quaderni (2008)
>>> Un Metro Lungo Cinque de Lorenzo Vecchio pela Editrice (2005)
>>> Il Tesoro Nascosto e La Perla Preziosa de Tarcisio Bertone pela Fassicomo (2004)
>>> Apertura Dell Anno Della Fede de Cappella Papale pela Vaticana (2012)
>>> La Giustizia è Uguale per Tutti, ma... de Franco Coppi pela 3Ogiorni (2004)
>>> Sono Stanco di Subire! Soltanto Io? de Tommaso Calculli pela Omaggio Dell Autore (2015)
>>> Riscoprire l Eucaristia de Laici Oggi: Pontificium Consilium Pro Laicis pela Vaticana (2004)
>>> Redescubrir la Eucaristia de Laicos Hoy: Pontificium Consilium Pro Laicis pela Vaticana (2005)
>>> Un Prete di Montagna: Gli Anni Bellunesi di Albino Luciani de Patrizia Luciani pela Messagero (2003)
COLUNAS

Quarta-feira, 6/3/2002
A Nova Hora, A Hora da Estrela!
Rennata Airoldi
+ de 6000 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Antes de começar a me pronunciar a respeito da montagem do texto: “A Hora da Estrela”, é preciso fazer alguns adendos. Primeiro devo dizer que o Teatro e a classe artística agradecem a iniciativa de uma grande produtora chamada Cintia Abravanel. A superintendente do Teatro Imprensa, podendo ser uma simples administradora, optou pelo caminho mais difícil o de produzir Arte neste País.

Há dez anos iniciou sua jornada, produzindo grandes espetáculos e chegando hoje a concretizar um grande sonho: criar um Centro Cultural. Fornecer Arte à sociedade. Transformar um "privilégio" (de poucos) acessível a muitos. Para isso, a ousada atitude de selecionar grandes textos brasileiros, grandes adaptadores, atores, equipe técnica, enfim, uma estrutura ideal. A questão não é só produzir um texto educativo e fazer do palco uma sala de aula. Foi necessário ir mais fundo, ainda bem! O desafio é produzir uma obra-de-arte de altíssima qualidade que, ao mesmo tempo, comunica, ensina, emociona. Unir o útil ao agradável.

“A Hora da Estrela”, texto da genial autora Clarice Lispector, foi adaptado e dirigido de maneira primorosa por Naum Alves de Souza. Sem dúvida, um grande desafio para qualquer diretor transformar a poesia e o lirismo de Clarice em palavras e ações cênicas. Devo dizer que Naum conseguiu isso não só na adaptação (que é bem próxima do original e, ao mesmo tempo, de linguagem simples), mas também por causa de sua direção sutil e minuciosa. Ações milimétricas, detalhes que chegam a passar quase desapercebidos como a própria personagem central, Macabéa. Moça que de tão insignificante, é carregada de grandes lições e significados. Como a metáfora da lagarta que se transforma em uma bela borboleta.

Poesia em cena! Até o mundo aparentemente indiferente e monótono desta retirante nordestina nos toca, nos comove e nos remete a todas as moças que, como Macabéa, têm um único objetivo de vida: viver. Inspirar e expirar, até que o movimento cesse. Dentro de toda a sua ignorância, cabe todo o lirismo e todas as questões que tiram o sono de qualquer intelectual letrado: quem sou, para onde vou, o que sou... Pode parecer ingênuo e até ridículo, se dito por “Maca”, mas Clarice já sabia que essas questões podiam despertar algo muito além do imediatismo-nosso-de-cada-dia.

Voltando à peça em questão, nos deparamos com um elenco afinadíssimo e muito talentoso. Todos, “sem tirar nem pôr”, têm grandes momentos em cena. Temos Célia Borges (Macabéa), Alexandra Corrêa (Dna. Leonor), Ana Andreatta (Delfina), Ester Lavacava (Glória), Fábio Espósito (Sr. Raimundo), Jonathan Faria (Olímpico) e Edgar Jordão(Basílio). O que devo ressaltar é que, com exceção da atriz que interpreta a protagonista, os atores dobram personagens sem qualquer tipo de estranhamento por parte do público - algo que reafirma a grandiosidade dos profissionais que realizam o espetáculo e principalmente da direção.

Devo ressaltar agora o que há de mais avassalador na peça. Sem dúvida, o ator Fábio Espósito, que é o grande “show man” deste espetáculo. (Show man no melhor sentido!) Ele é capaz de transitar entre um personagem e outro, entre uma emoção a outra, nos convencendo de uma maneira surpreendente! Da comédia ao drama, num piscar de olhos e sem deixar vestígios! Indubitavelmente um grande trabalho, uma grande aula de interpretação. Para quem circula pelos teatros de São Paulo, com certeza deve tê-lo visto em cena. Eu mesma já conheço seu trabalho há algum tempo mas o que ele faz neste espetáculo é de “tirar o chapéu!” Ele têm um grande personagem em suas mãos, não há dúvida. Mas, de nada adiantaria se não fosse um brilhante ator.

De qualquer forma, é só o começo de uma longa jornada, uma vez que se pretende manter esse espetáculo em cartaz por pelo menos dois anos. Assim, não há desculpa para não ver! Mas não deixe para amanhã o que você pode fazer, afinal, nunca saberemos o que nos acontecerá. Como diz Macabéa: “Futuro é Luxo!”

Para encerrar e fechar as cortinas, devo dizer que as boas idéias têm e devem ser copiadas. Quem dera surgissem dez mil “Cintias” com a mesma intenção e intensidade. Pessoas que, como ela, dessem espaço a tantos atores (desconhecidos do grande público) demostrarem seu talento e, acima de tudo, ganharem a vida dignamente, com a profissão que escolheram. Terem o privilégio de, a cada sessão, poderem transformar e serem transformados. Precisamos de pessoas que lutem por ideais e que ajudem a construir um mundo melhor, uma sociedade mais culta e esclarecida, levando o teatro a quem não pode pagar por ele.

Tudo isso não tem preço, é tão somente um grande ato de coragem! Portanto, a todos que fazem parte desta iniciativa, boa sorte... e muita “merda” (como dizem os artistas). Que tudo isso seja apenas um pequeno passo de um longo caminho a ser percorrido. Aos leitores: prestigiem e fiquem vocês também “Grávidos de Macabéa”!


Rennata Airoldi
São Paulo, 6/3/2002

Mais Rennata Airoldi
Mais Acessadas de Rennata Airoldi em 2002
01. Saudosismo - 10/7/2002
02. Cartas que mudaram a História! - 10/4/2002
03. Do primeiro dia ao dia D - 13/3/2002
04. Enfim: Mário Bortolotto! - 25/9/2002
05. A Nova Hora, A Hora da Estrela! - 6/3/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
5/6/2002
18h44min
Oi bom dia ou noite. Eu adoro a Clarice e gostaria de ver essa peça, você não poderia indicar alguem lá do teatro Imprensa que pudesse me ceder um convite. Infelizmente estou desempregado e sem grana. Se puder me ajudar te agradeço. Um abraço
[Leia outros Comentários de Antonio Boscovich]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Em Minas
Carlos de Laet
Globo
(1993)



Povos do Passado - Aventuras do Conhecimento
Nicola Baxter
Stampley
(1997)



Poderosa - Volume 2
Sergio Klein
Fundamento
(2006)



Tomie: Cerejeiras na Noite
Ana Miranda
Companhia das Letrinhas
(2011)



A última Musica
Nicholas Sparks
Novo Conceito
(2010)



Glossolalia - Voz e Poesia
Vários Autores
Vide)
(1993)



Anais do I Congresso Brasileiro de Mecânica dos Solos Volume Iii
Associação Brasileira de Mecânica dos Solos
Associação Brasileira de Mecân
(1954)



O Voo da Gaivota
Vera Lucia Marinzeck de Carvalho
Petit
(1996)



Give Me Five! 2: Activaty Book
Joanne Ramsden e Donna Sha
Macmillan Education
(2018)



Crianças Índigo: uma Geração de Ponte Com Outras Dimensões... No
Tereza Guerra
Madras
(2007)





busca | avançada
41871 visitas/dia
1,4 milhão/mês