A Nova Hora, A Hora da Estrela! | Rennata Airoldi | Digestivo Cultural

busca | avançada
73958 visitas/dia
2,5 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Projeto Camerata Filarmônica Brasileira apresenta concerto comemorativo no dia 15 de maio em Indaiat
>>> Ação Urgente Contra a Fome - SescSP
>>> 3ª Mostra de Teatro de Heliópolis recebe inscrições até 31 de maio
>>> Minute Media anuncia lançamento da plataforma The Players’ Tribune no Brasil
>>> Leonardo Brant ministra curso gratuito de documentários
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
>>> PoloAC retoma temporada de Os Doidivanas
>>> Em um tempo, sem tempo
>>> Eu, tu e eles
>>> Mãos que colhem
>>> Cia. ODU conclui apresentações de Geração#
>>> Geração#: reapresentação será neste sábado, 24
>>> Geração# terá estreia no feriado de 21 de abril
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Irredentismo
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> O assassinato de Herzog na arte
>>> Hitler, de Ian Kershaw, pela Companhia das Letras
>>> Livrarias em tempos modernos
>>> O que é a memética?
>>> O dinossauro de Augusto Monterroso
>>> Sobre o Jabá
>>> Você viveria sua vida de novo?
>>> Suicídio, parte 2
Mais Recentes
>>> Viagens de Gulliver de Jonathan Swift e Cláudia Lopes pela Scipione (1970)
>>> Líderes e Lealdade - as Leis da Lealdade de Dag Heward-mills pela Central Gospel (2011)
>>> Revista Manchete , Nº 1 , 907 - Novembro de 1988 de Varios pela Bloch (1988)
>>> A Droga da Obediência de Pedro Bandeira pela Moderna (1984)
>>> Álbum de família de Mercedes Teixeira João pela Gente (1993)
>>> O Amor Verídico de Tânia Leite Motta pela Própria (1999)
>>> Martelo: uma salada literária de Selma Horta pela Própria (1999)
>>> O Alquimista de Paulo Coelho pela Rocco (1990)
>>> Milagres e Aparições de Nossa Senhora de Bridget Curran pela Fundamento (2010)
>>> Bible Time Bible readong era de Sociedade Bíblica do Brasil pela Sociedade Bíblica do Brasil (2000)
>>> El puñal magico de Vários Autores pela Ediciones en lenguas extranjeras beijing (1980)
>>> Epitaph of a small winner de Machado de Assis pela Bard (1979)
>>> The Peter Principles de Dr. Laurene J. Peter e Raymond Hull pela William Morrow and Company (1969)
>>> Mistery behind the wall de Gertrude Chandler Warner pela Scholastic inc (1991)
>>> Trotz allem ein Stuck Himmel de Max Ronner pela Gotthelf Verlag (1979)
>>> There is a tide de Agatha Christie pela Dell (1970)
>>> Cantora Revelação de Roberto Belli pela BrasiLeitura (2015)
>>> He - A Chave do Entendimento da Psicologia masculina de Robert A, Johnson pela Mercuryo (1987)
>>> She - A Chave do Entendimento da Psicologia Feminina de Robert A. Johnson pela Mercuryo (1987)
>>> Samuel Hazzan e José Nicolau Pompeo de Matemática Financeira pela Saraiva (2007)
>>> Jogos para a Estimulação das Múltiplas Inteligências de Celso Antunes pela Vozes (1998)
>>> Ao ponto da tristeza de Aaron Appelfeld pela Kinnet, Zmora-Bitan, Dvir (2012)
>>> Conhecer & Aprender - Sabedoria dos Limites e Desafios de Pedro Demo pela Artmed (2021)
>>> Stiletto de Harold Robbins pela Record (1980)
>>> Tudo Pela Vida de Danielle Steel pela Record (2003)
COLUNAS

Quarta-feira, 6/3/2002
A Nova Hora, A Hora da Estrela!
Rennata Airoldi

+ de 5600 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Antes de começar a me pronunciar a respeito da montagem do texto: “A Hora da Estrela”, é preciso fazer alguns adendos. Primeiro devo dizer que o Teatro e a classe artística agradecem a iniciativa de uma grande produtora chamada Cintia Abravanel. A superintendente do Teatro Imprensa, podendo ser uma simples administradora, optou pelo caminho mais difícil o de produzir Arte neste País.

Há dez anos iniciou sua jornada, produzindo grandes espetáculos e chegando hoje a concretizar um grande sonho: criar um Centro Cultural. Fornecer Arte à sociedade. Transformar um "privilégio" (de poucos) acessível a muitos. Para isso, a ousada atitude de selecionar grandes textos brasileiros, grandes adaptadores, atores, equipe técnica, enfim, uma estrutura ideal. A questão não é só produzir um texto educativo e fazer do palco uma sala de aula. Foi necessário ir mais fundo, ainda bem! O desafio é produzir uma obra-de-arte de altíssima qualidade que, ao mesmo tempo, comunica, ensina, emociona. Unir o útil ao agradável.

“A Hora da Estrela”, texto da genial autora Clarice Lispector, foi adaptado e dirigido de maneira primorosa por Naum Alves de Souza. Sem dúvida, um grande desafio para qualquer diretor transformar a poesia e o lirismo de Clarice em palavras e ações cênicas. Devo dizer que Naum conseguiu isso não só na adaptação (que é bem próxima do original e, ao mesmo tempo, de linguagem simples), mas também por causa de sua direção sutil e minuciosa. Ações milimétricas, detalhes que chegam a passar quase desapercebidos como a própria personagem central, Macabéa. Moça que de tão insignificante, é carregada de grandes lições e significados. Como a metáfora da lagarta que se transforma em uma bela borboleta.

Poesia em cena! Até o mundo aparentemente indiferente e monótono desta retirante nordestina nos toca, nos comove e nos remete a todas as moças que, como Macabéa, têm um único objetivo de vida: viver. Inspirar e expirar, até que o movimento cesse. Dentro de toda a sua ignorância, cabe todo o lirismo e todas as questões que tiram o sono de qualquer intelectual letrado: quem sou, para onde vou, o que sou... Pode parecer ingênuo e até ridículo, se dito por “Maca”, mas Clarice já sabia que essas questões podiam despertar algo muito além do imediatismo-nosso-de-cada-dia.

Voltando à peça em questão, nos deparamos com um elenco afinadíssimo e muito talentoso. Todos, “sem tirar nem pôr”, têm grandes momentos em cena. Temos Célia Borges (Macabéa), Alexandra Corrêa (Dna. Leonor), Ana Andreatta (Delfina), Ester Lavacava (Glória), Fábio Espósito (Sr. Raimundo), Jonathan Faria (Olímpico) e Edgar Jordão(Basílio). O que devo ressaltar é que, com exceção da atriz que interpreta a protagonista, os atores dobram personagens sem qualquer tipo de estranhamento por parte do público - algo que reafirma a grandiosidade dos profissionais que realizam o espetáculo e principalmente da direção.

Devo ressaltar agora o que há de mais avassalador na peça. Sem dúvida, o ator Fábio Espósito, que é o grande “show man” deste espetáculo. (Show man no melhor sentido!) Ele é capaz de transitar entre um personagem e outro, entre uma emoção a outra, nos convencendo de uma maneira surpreendente! Da comédia ao drama, num piscar de olhos e sem deixar vestígios! Indubitavelmente um grande trabalho, uma grande aula de interpretação. Para quem circula pelos teatros de São Paulo, com certeza deve tê-lo visto em cena. Eu mesma já conheço seu trabalho há algum tempo mas o que ele faz neste espetáculo é de “tirar o chapéu!” Ele têm um grande personagem em suas mãos, não há dúvida. Mas, de nada adiantaria se não fosse um brilhante ator.

De qualquer forma, é só o começo de uma longa jornada, uma vez que se pretende manter esse espetáculo em cartaz por pelo menos dois anos. Assim, não há desculpa para não ver! Mas não deixe para amanhã o que você pode fazer, afinal, nunca saberemos o que nos acontecerá. Como diz Macabéa: “Futuro é Luxo!”

Para encerrar e fechar as cortinas, devo dizer que as boas idéias têm e devem ser copiadas. Quem dera surgissem dez mil “Cintias” com a mesma intenção e intensidade. Pessoas que, como ela, dessem espaço a tantos atores (desconhecidos do grande público) demostrarem seu talento e, acima de tudo, ganharem a vida dignamente, com a profissão que escolheram. Terem o privilégio de, a cada sessão, poderem transformar e serem transformados. Precisamos de pessoas que lutem por ideais e que ajudem a construir um mundo melhor, uma sociedade mais culta e esclarecida, levando o teatro a quem não pode pagar por ele.

Tudo isso não tem preço, é tão somente um grande ato de coragem! Portanto, a todos que fazem parte desta iniciativa, boa sorte... e muita “merda” (como dizem os artistas). Que tudo isso seja apenas um pequeno passo de um longo caminho a ser percorrido. Aos leitores: prestigiem e fiquem vocês também “Grávidos de Macabéa”!


Rennata Airoldi
São Paulo, 6/3/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori de Jardel Dias Cavalcanti
02. A cidade do improvável de Elisa Andrade Buzzo
03. Claraboia, o jovem Saramago de Marcelo Spalding
04. Liberdade, de Franzen de Luiz Rebinski Junior
05. Memórias de ex-professoras de Carla Ceres


Mais Rennata Airoldi
Mais Acessadas de Rennata Airoldi em 2002
01. Cartas que mudaram a História! - 10/4/2002
02. Saudosismo - 10/7/2002
03. Do primeiro dia ao dia D - 13/3/2002
04. Enfim: Mário Bortolotto! - 25/9/2002
05. A Nova Hora, A Hora da Estrela! - 6/3/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
5/6/2002
18h44min
Oi bom dia ou noite. Eu adoro a Clarice e gostaria de ver essa peça, você não poderia indicar alguem lá do teatro Imprensa que pudesse me ceder um convite. Infelizmente estou desempregado e sem grana. Se puder me ajudar te agradeço. Um abraço
[Leia outros Comentários de Antonio Boscovich]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Estrutura do Tesão. Melissa
Claudia Riecken
Universidade Quantum
(2012)



Beleza para a Vida Inteira
Cristiana Arcangeli
Senac
(2002)



Comigos de Mim
Rachel Gutiérrez
Massao Ohno
(1995)



A Morte da Justiça do Trabalho
Sylvia Romano
Minelli
(2002)



Mistura de Palavras
Silvia Cristina de Oliveira
Do Autor
(1989)



O Benefício da Dilatação de Prazo para a Fazenda Pública
Revista de Processo, Nº 1 - Ano 1
Revista dos Tribunais
(1976)



Por uma Política de Ciência e Tecnologia Em Saúde no Brasil
Marília Bernardes Marques (org.)
Fund Oswaldo Cruz
(1998)



Direito Constitucional 2ª Edição
Gustavo Barchet
Impetus (niterói Rj)
(2004)



Gente Que Você Não Deveria Conhecer !!!!
Fátima Deitos
ícone
(2007)



Dune Guerre a Lautre: 1914-1945
J P Brunet e M. Launay
Hachete Universite
(1974)





busca | avançada
73958 visitas/dia
2,5 milhões/mês