A Nova Hora, A Hora da Estrela! | Rennata Airoldi | Digestivo Cultural

busca | avançada
54703 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Rosas Periféricas apresenta espetáculos sobre memórias e histórias do Parque São Rafael
>>> Música: Fabiana Cozza se apresenta no Sesc Santo André com repertório que homenageia Dona Ivone Lara
>>> Nos 30 anos, Taanteatro faz reflexão com solos teatro-coreográficos
>>> ‘Salão Paulista de Arte Naïf’ será aberto neste sábado, dia 27, no Museu de Socorro
>>> Festival +DH: Debates, cinema e música para abordar os Direitos Humanos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
Últimos Posts
>>> Desigualdades
>>> Novembro está no fim...
>>> Indizível
>>> Programador - Trabalho Remoto que Paga Bem
>>> Oficinas Culturais no Fly Maria, em Campinas
>>> A Lei de Murici
>>> Três apitos
>>> World Drag Show estará em Bragança Paulista
>>> Na dúvida com as palavras
>>> Fly Maria: espaço multicultural em Campinas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O primeiro livro que li
>>> Uma Obra-Prima Sertaneja
>>> O Chileno
>>> 17 de Julho #digestivo10anos
>>> Os Rolling Stones deveriam ser tombados
>>> Chuck Berry
>>> Autor não é narrador, poeta não é eu lírico
>>> E se tivesse dado certo?
>>> Entrevista com Milton Hatoum
>>> Um gourmet apaixonado por Paris
Mais Recentes
>>> As Crônicas do Rei Gormath de Nonato Peixoto nogueira pela Chiado Books (2021)
>>> Kaluana Kami de Nonato Peixoto nogueira pela Arte (2016)
>>> Arlindo de Ilustralu pela Seguinte (2021)
>>> Ver Bem Sem Óculos de Dr. Vander pela Mestre Jou (1967)
>>> Soma Uma Terapia Anarquista vol 2 -A Arma é o corpo de Roberto Freire pela Guanabara Koogan (1991)
>>> Dicionário Jurídico Italiano - Portoghese /Português-Italiano de Romolo Traiano pela Centro Studi Ca'Romana (1997)
>>> História da Umbanda: Uma Religião Brasileira de Alexandre Cumino pela Madras (2019)
>>> Cromoterapia Técnica de René Nunes pela Linha Gráfica (1987)
>>> Confissões de Santo Agostinho pela Principis (2019)
>>> A Vida Secreta das Árvores de Peter Wohlleben pela Sextante (2017)
>>> Macaco Preso para Interrogatório de João Aveline pela Age (1999)
>>> O Mal Não Vem de Fora de Lourdes Carolina Gagete pela Panorama (2004)
>>> Croma - O Oráculo de Atlon (Ficção Científica)li de Leandro Garcia Estevam pela Do Autor (2003)
>>> Cruzadox turbante Livro 15- Nível Médio de Coquetel pela Coquetel (2021)
>>> Palavras cruzadas Livro 52- Nível fÁCIL de Coquetel pela Coquetel (2020)
>>> Caça Palavras ouro euro nº 21- Nível Médio de Coquetel pela Ouro (2020)
>>> Sob o vulcão de Malcolm Lowry pela Artenova (1975)
>>> Caça Palavras ouro dólar nº 16 de Coquetel pela Ouro (2020)
>>> História da dança no ocidente de Paul Bourcier pela Martins Fontes (1987)
>>> Caça Palavras ouro dólar nº 11- Nível Médio de Coquetel pela Ouro (2020)
>>> Cidades da noite escarlate de William Burroughs pela Siciliano (1995)
>>> Caça Palavras ouro euro nº 15- Nível Médio de Coquetel pela Ouro (2020)
>>> Zenzele - Uma carta para minha filha de J. Nozipo Maraire pela Mandarim (1996)
>>> Caça Palavras ouro dólar nº 10- Nível Médio de Coquetel pela Ouro (2020)
>>> Lasar Segall e o modernismo paulista de Vera D'Horta Beccari pela Brasiliense (1984)
COLUNAS

Quarta-feira, 6/3/2002
A Nova Hora, A Hora da Estrela!
Rennata Airoldi

+ de 5700 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Antes de começar a me pronunciar a respeito da montagem do texto: “A Hora da Estrela”, é preciso fazer alguns adendos. Primeiro devo dizer que o Teatro e a classe artística agradecem a iniciativa de uma grande produtora chamada Cintia Abravanel. A superintendente do Teatro Imprensa, podendo ser uma simples administradora, optou pelo caminho mais difícil o de produzir Arte neste País.

Há dez anos iniciou sua jornada, produzindo grandes espetáculos e chegando hoje a concretizar um grande sonho: criar um Centro Cultural. Fornecer Arte à sociedade. Transformar um "privilégio" (de poucos) acessível a muitos. Para isso, a ousada atitude de selecionar grandes textos brasileiros, grandes adaptadores, atores, equipe técnica, enfim, uma estrutura ideal. A questão não é só produzir um texto educativo e fazer do palco uma sala de aula. Foi necessário ir mais fundo, ainda bem! O desafio é produzir uma obra-de-arte de altíssima qualidade que, ao mesmo tempo, comunica, ensina, emociona. Unir o útil ao agradável.

“A Hora da Estrela”, texto da genial autora Clarice Lispector, foi adaptado e dirigido de maneira primorosa por Naum Alves de Souza. Sem dúvida, um grande desafio para qualquer diretor transformar a poesia e o lirismo de Clarice em palavras e ações cênicas. Devo dizer que Naum conseguiu isso não só na adaptação (que é bem próxima do original e, ao mesmo tempo, de linguagem simples), mas também por causa de sua direção sutil e minuciosa. Ações milimétricas, detalhes que chegam a passar quase desapercebidos como a própria personagem central, Macabéa. Moça que de tão insignificante, é carregada de grandes lições e significados. Como a metáfora da lagarta que se transforma em uma bela borboleta.

Poesia em cena! Até o mundo aparentemente indiferente e monótono desta retirante nordestina nos toca, nos comove e nos remete a todas as moças que, como Macabéa, têm um único objetivo de vida: viver. Inspirar e expirar, até que o movimento cesse. Dentro de toda a sua ignorância, cabe todo o lirismo e todas as questões que tiram o sono de qualquer intelectual letrado: quem sou, para onde vou, o que sou... Pode parecer ingênuo e até ridículo, se dito por “Maca”, mas Clarice já sabia que essas questões podiam despertar algo muito além do imediatismo-nosso-de-cada-dia.

Voltando à peça em questão, nos deparamos com um elenco afinadíssimo e muito talentoso. Todos, “sem tirar nem pôr”, têm grandes momentos em cena. Temos Célia Borges (Macabéa), Alexandra Corrêa (Dna. Leonor), Ana Andreatta (Delfina), Ester Lavacava (Glória), Fábio Espósito (Sr. Raimundo), Jonathan Faria (Olímpico) e Edgar Jordão(Basílio). O que devo ressaltar é que, com exceção da atriz que interpreta a protagonista, os atores dobram personagens sem qualquer tipo de estranhamento por parte do público - algo que reafirma a grandiosidade dos profissionais que realizam o espetáculo e principalmente da direção.

Devo ressaltar agora o que há de mais avassalador na peça. Sem dúvida, o ator Fábio Espósito, que é o grande “show man” deste espetáculo. (Show man no melhor sentido!) Ele é capaz de transitar entre um personagem e outro, entre uma emoção a outra, nos convencendo de uma maneira surpreendente! Da comédia ao drama, num piscar de olhos e sem deixar vestígios! Indubitavelmente um grande trabalho, uma grande aula de interpretação. Para quem circula pelos teatros de São Paulo, com certeza deve tê-lo visto em cena. Eu mesma já conheço seu trabalho há algum tempo mas o que ele faz neste espetáculo é de “tirar o chapéu!” Ele têm um grande personagem em suas mãos, não há dúvida. Mas, de nada adiantaria se não fosse um brilhante ator.

De qualquer forma, é só o começo de uma longa jornada, uma vez que se pretende manter esse espetáculo em cartaz por pelo menos dois anos. Assim, não há desculpa para não ver! Mas não deixe para amanhã o que você pode fazer, afinal, nunca saberemos o que nos acontecerá. Como diz Macabéa: “Futuro é Luxo!”

Para encerrar e fechar as cortinas, devo dizer que as boas idéias têm e devem ser copiadas. Quem dera surgissem dez mil “Cintias” com a mesma intenção e intensidade. Pessoas que, como ela, dessem espaço a tantos atores (desconhecidos do grande público) demostrarem seu talento e, acima de tudo, ganharem a vida dignamente, com a profissão que escolheram. Terem o privilégio de, a cada sessão, poderem transformar e serem transformados. Precisamos de pessoas que lutem por ideais e que ajudem a construir um mundo melhor, uma sociedade mais culta e esclarecida, levando o teatro a quem não pode pagar por ele.

Tudo isso não tem preço, é tão somente um grande ato de coragem! Portanto, a todos que fazem parte desta iniciativa, boa sorte... e muita “merda” (como dizem os artistas). Que tudo isso seja apenas um pequeno passo de um longo caminho a ser percorrido. Aos leitores: prestigiem e fiquem vocês também “Grávidos de Macabéa”!


Rennata Airoldi
São Paulo, 6/3/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O suicídio na literatura de Cassionei Niches Petry
02. O Teatro gaúcho pede passagem de Marcelo Spalding


Mais Rennata Airoldi
Mais Acessadas de Rennata Airoldi em 2002
01. Cartas que mudaram a História! - 10/4/2002
02. Saudosismo - 10/7/2002
03. Do primeiro dia ao dia D - 13/3/2002
04. Enfim: Mário Bortolotto! - 25/9/2002
05. A Nova Hora, A Hora da Estrela! - 6/3/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
5/6/2002
18h44min
Oi bom dia ou noite. Eu adoro a Clarice e gostaria de ver essa peça, você não poderia indicar alguem lá do teatro Imprensa que pudesse me ceder um convite. Infelizmente estou desempregado e sem grana. Se puder me ajudar te agradeço. Um abraço
[Leia outros Comentários de Antonio Boscovich]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Acorda Brasil
Gilberto Vieira Cotrim
Saraiva
(1989)



Turismo Ecológico Bahia Brasil
Editora Isto é
Isto é
(2004)



Procurando Firme
Ruth Rocha
Ática
(1996)



Abra e descubra! como funciona o computador?
Alex Frith e Rosie Dickins
Usborne
(2016)



Maria breve introdução à mariologia
José Lélio Mendes Ferreira
Santuário
(2000)



Bio Volume Único Teste de Vestibulares e Enem
Sonia Lopes
Saraiva



A Pequena Sereia
Disney
Edelbra



Dedinhos Agitados A Menor das Raposas Um Livro Fantoche
The Clever Factory
TodoLivro



Tank Too
Masoud Golsorkhi
Thames & Hudson
(2006)



Os Ásperos Tempos Vol Xiii
Jorge Amado
Martins
(1971)





busca | avançada
54703 visitas/dia
2,2 milhões/mês