um livrinho, um poetinha | Rosa Nina

busca | avançada
87108 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Contos do Índio e da Floresta estreia dias 03 e 04 de outubro na Sympla Streaming
>>> “Conversa de Criança – Coronavírus” discute o acolhimento das emoções das crianças durante pandemia
>>> São Paulo ganha grafitti gigante que propõe reflexão sobre igualdade racial
>>> Buena Onda Reggae Club faz maratona de shows online a partir de 1ª de outubro
>>> Filó Machado e Felipe Machado dividem o palco em show online pelo CulturaEmCasa
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Minhas Férias (reloaded)
>>> Poema em Linha Reta - Pessoa
>>> Perturbador e cosmogônico
>>> O Fino da Fina
>>> Poesia, no tapa
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Um safra de documentários de poesia e poetas
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Leitura, curadoria e imbecilização
>>> Robinson Shiba do China in Box
Mais Recentes
>>> Contos de Machado de Assis pela Agir (1963)
>>> Contos de Machado de Assis pela L&PM Pocket (1999)
>>> O Alienista de Machado de Assis pela L&PM Pocket (1998)
>>> Helena de Machado de Assis pela Tecno Print (1967)
>>> Uma mulher na escuridão de Charlie Donlea pela Faro Editorial (2017)
>>> Morte Súbita de J.K. Rowling pela Casa dos Livros (2012)
>>> Ressurreição de Machado de Assis pela Sociedade (1962)
>>> Levando a Vida Numa Boa de Ernie J. Zelinski pela Sextante (2003)
>>> Corpos Inversos de Rodrigo Noval pela LP-Books (2017)
>>> Parábolas Eternas - Reflexões para enriquecer a vida com sabedoria, alegria e emoção de Legrand pela Soler (2004)
>>> Memórias Póstumas de Brás Cubas de Machado de Assis pela Ciranda Cultural / W. Bucb (2007)
>>> Dom Casmurro de Machado de Assis pela Abril Cultural (1981)
>>> Dom Casmurro de Machado de Assis pela Ática (1976)
>>> Fundamentos em Ecologia de Colin R. Townsend, Michael Begon e JohnL. Harper pela Artmed (2006)
>>> Dom Casmurro de Machado de Assis pela Zero Hora / Click (1997)
>>> Folhas do Jardim de Morya Livro 2 de Mestre Morya pela Agna Yoga (1973)
>>> O banquete dos sentidos de Lúcia faria Nascimento e Edir Nascimento e Silva pela Bei (1998)
>>> Revista da Faculdade de Direito da FMP nº 06 de Fundação Escola Superior do Ministério Público (org) pela Fmp (2011)
>>> Repartição da renda - pobres e ricos sob o regime militar de Paulo Singer pela Zahar (1986)
>>> O código Da Vinci de Dan Brown pela Sextante (2004)
>>> O Grande Conflito de Ellen G. White pela Casa (2004)
>>> Tropical Sol da Liberdade de Ana Maria Machado pela Nova Fronteira (1988)
>>> Manuscritos do Mar Morto de Adam Blake pela Novo Conceito (2013)
>>> Estudios del Trabajo - nº 37/38 de Asociación Argentina de Especisalistas en Estudios del Trabajo (org) pela Aset (2009)
>>> Contos de amor rasgados de Marina Colasanti pela Rocco (1986)
>>> Quincas Borga de Machado de Assis pela Tecno Print
>>> Ciranda de pedra de Lygia Fagundes Telles pela José Olympio (1981)
>>> Amplitude 1- Você onde se põe -só para quem quer a verdade de Gasparetto pela Vida E Consciencia (1997)
>>> O que é psicologia de Richard H. Henneman pela José Olympio (1982)
>>> Amar, verbo intransitivo de Mário de Andrade pela Ime (1980)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (2010)
>>> Quincas Borba de Machado de Assis pela Globo (1997)
>>> Estudios del Trabajo - nº 34 de Asociación Argentina de Especisalistas en Estudios del Trabajo (org) pela Aset (2007)
>>> Magno de Maria Luiza de Queiroz pela José Olympio (2007)
>>> Filhotes de Cube Book pela Sextante (2010)
>>> A extinção do crédito tributário por decurso de prazo de José Hable pela Brasília Jurídica (2004)
>>> Procedimentos Básicos em Microbiologia Clínica de Vários pela Sarvier (2000)
>>> Canine - Feline Nutricion de Vários pela Mosby (2010)
>>> Você é Insubstituível - este livro revela a sua biografia de Augusto Cury pela Sextante (2002)
>>> Da ação cautelar fiscal de Carlos Henrique Abrão pela Universitária de direito (1992)
>>> Adão e Eva Voavam em Atlântida de José Francisco pela Futurama (2013)
>>> O mundo mudou ... bem na minha vez! de Dado Schneider pela Integrare (2013)
>>> Coreção monetária: concordata e créditos fiscais de Eros roberto Grau pela Revista dos Tribunais (1984)
>>> O Lugar dos Inocentes - A Trilha levava até a entrada dessa clareira de Núbia Moura Ribeiro pela Pensamento (1999)
>>> Memorial de Aires / Ressurreição de Machado de Assis pela Iracema (1975)
>>> Quincas Borba de Machado de Assis pela Iracema (1975)
>>> Iaiá Garcia / Helena de Machado de Assis pela Iracema (1975)
>>> Esaú e Jacó de Machado de Assis pela Iracema (1975)
>>> A aventura de Miguel Littin clandestino no Chile de Gabriel García Márquez pela Record (1986)
>>> A chave do tamanho de Monteiro Lobato pela Brasiliense (1950)
COMENTÁRIOS

Quarta-feira, 9/3/2005
Comentários
Leitores


um livrinho, um poetinha
Grande Vinícius! Já pensou o que é escrever, fazer falarem, por si só, palavras tão simples! Transformar banalidades em "espetacularidades"? Quem dera ser assim. Ao menos posso apreciá-lo!

[Sobre "Um livrinho, um poetinha"]

por Rosa Nina
9/3/2005 às
18h41 201.8.189.48
(+) Rosa Nina no Digestivo...
 
quantas são as leituras?
Jardel, leio bastante. Não consigo ficar distante de um livro. "Crime e Castigo" já o li. Poderia citar outros, mas me chamou a atenção em seu texto o desejo de passar aos leitores o prazer da leitura. Pois bem, recorro a Gadamer em "Verdade e Método" que diz: "quando compreendemos um texto nos vemos tão atraídos por sua plenitude de sentido como pelo belo". Entretanto, afirma Gadamer que "... não existe compreensão que seja livre de todo preconceito, por mais que que a vontade do nosso conhecimento tenha de estar sempre dirigida, no sentido de escapar ao conjunto dos nossos preconceitos." Em resumo, penso que o texto de um livro, quer seja prosa ou verso não pertence ao seu autor. Coloco-lhe a seguinte questão: penso que a minha leitura de "Crime e Castigo" não seja a sua leitura. A sua leitura de "Crime e Castigo" de fevereiro de 2005 não será talvez a mesma leitura em 2006, por quê? Acredito que se levássemos a Joyce todas as leituras que fizeram do seu "Ulisses" talvez ele desconhecesse a própria obra. Isto porque não há uma concordância lógica e natural entre leitor e texto. Gadamer diz que "à dialética da interpretação sempre precedeu a dialética de pergunta e resposta. É esta que determina a compreensão como um acontecer." E arrisco-me a dividir com você um resposta à colocação que lhe fiz: não há um único "Crime e Castigo", mas vários e aí reside o belo do texto. Bem, coloquei a questão.

[Sobre "O crime e o castigo de um clássico"]

por luiz fernando
9/3/2005 às
17h56 200.252.60.253
(+) luiz fernando no Digestivo...
 
Elis e a Fênix
O mercado se tornou uma entidade abstrata, quase metafísica de tão impalpável, mas não devemos esquecer que quem sustenta o mercado somos nós, criaruras autômatas que assistem televisão e por consequência "compram" marias-ritas, enlatadas, pasteurizadas e até mastigadas... Elis Regina é insuperável para a MPB assim como Louis para o jazz, por serem únicos. Completo é um termo apropriado para quem acredita que a MPB vai ressurgir das cinzas e a que a Rede Record vai voltar a transmitir os grandes festivais de antigamente... Existe música boa acontecendo, bem como ótimas cantoras... e essas certamentes não estão sentadas ao lado das filhas dos sertanejos nos programas de variedades da TV.

[Sobre "Digestivo nº 216"]

por Ana
9/3/2005 às
15h14 200.207.150.114
(+) Ana no Digestivo...
 
limites do entretenimento
Eu discutiria a colocação "limites medíocres do entretenimento" - porque, como leitora ávida, constante, há mais de 25 anos, sei por experiência que "entreter" não significa, obrigatoriamente, qualidade literária inferior (e por que seria algo "menor" se divertir, ora?), mas o artigo ainda assim está bom. Trabalho em biblioteca escolar e observo de perto algumas denúncias feitas nele.

[Sobre "Livro pra quem precisa"]

por Carla
9/3/2005 às
05h49 200.217.22.25
(+) Carla no Digestivo...
 
só me resta a hipocrisia
Senhores, perdoem-me. Mas a mim só me resta uma dúvida: ser ingênuo ou hipócrita? Se há indignação é porque se acredita numa solução e não há solução. Cito o saudoso geografo Milton Santos: "de modo geral, e como resultado da globalização da economia, o espaço nacional é organizado para servir às grandes empresas hegemônicas e paga por isso um preço, tornado-se fragmentado, incoerente, anárquico para todos os demais atores." Pergunto: qual a classificação que poderemos dar ao livro? Já que se pretende que não seja uma mercadoria? Infelizmente vivemos a égide do "pensamento único" que, voltando ao Milton Santos, "...confunde a lógica do chamado mercado global com a lógica individual das empresas candidatas a permanecer ou a se instalar num dado país, o que exige a adoção de um conjunto de medidas que acabam assumindo um papel de condução geral da política econômica e social." Hoje os estados vêem comprometido o seu papel de reguladores. Sou um leitor que sofre, porque com baixo poder aquisitivo vejo-me privado de: comprar livros, frequentar salas de cinema e teatro. O texto trouxe-me à lembrança lúmpens diante de câmeras a clamarem por justiça. E cidadões da classe média, vestidos de branco,em passeatas, a clamarem a paz aos céus. Artaud num texto sobre o suicídio afirmou que ele é possível, mas inviável, pois o sujeito que se mata não é o mesmo que morre. Portanto, a mim só resta a hipocrisia. Fica a sugestão para quem sabe um administrador da hora lançar: o cinema a R$ 1,00 ou o teatro a R$ 1,00 ou, quem sabe, o livro a R$ 1,00? Sou um descrente, perdoem-me. Sigam em frente.

[Sobre "Livro pra quem precisa"]

por luiz fernando
8/3/2005 às
16h58 200.252.60.232
(+) luiz fernando no Digestivo...
 
Perfeito!
Deveríamos todos fazer uma frente contra o monopólio privado da cultura. Contra as redes, contra os grandes grupos que fazem do livro uma mercadoria como outra qualquer! regina helena oliveira, professora

[Sobre "Livro pra quem precisa"]

por regina oliveira
7/3/2005 às
09h48 201.1.58.17
(+) regina oliveira no Digestivo...
 
façam suas colocações
Julio. Após o envio da primeira mensagem, continuei com a pensar na questão colocada por você. Você cita "sociedade do espetáculo", acredito que tenha lido o livro do Debord. Mas, por outro lado, há a questão tão bem colocada pelo Enrique Vila-Matas, dos "Bartleby...", que por preferir não fazer, como eu, abrimos espaços para os aventureiros. Ou ainda a questão colocada pelo Richard Senneth em "O Declínio do Homem Público", por que há tantos poetas e menos leitores de poesia? Ou será que "é preciso inventar novas técnicas impossíveis de reconhecer que não se pareçam com nenhuma técnica precedente... para evitar a puerilidade do ridículo... para construir um mundo próprio... sem confrontação possível... para que não existam precedentes de julgamento... que devem ser novos como técnica..."? (Citado por Pasolini, em Teorema.) Evidentemente, que não tenho a resposta, mas coloco a seguinte questão: não seria o caso de pensarmos mais sobre o tema? Fica aqui a sugestão para aqueles que se interessarem façam as suas colocações...

[Sobre "Apocalípticos, disléxicos e desarticulados"]

por luiz fernando
7/3/2005 às
08h18 200.252.60.232
(+) luiz fernando no Digestivo...
 
Turma danada de boa...
Legal, gostoso mesmo de ver como as figuras sao participativas aqui, tambem pudera com esses titulos e abordagens... tao logo mude de casa darei, sim, meus pitacos... bom trabalho e ate mais ver.

[Sobre "Eu sei o que é melhor pra você"]

por Gisele Lemper
5/3/2005 às
18h46 200.181.20.120
(+) Gisele Lemper no Digestivo...
 
escrever ou não escrever?
Julio, admiro a coragem daqueles que com banquinhos, "blogs", livros ou filmes colocam seus "blocos" na rua. Escrevo, como Artaud, para aplacar um vulgão em erupção na minha cabeça. São cadernos do meu cárcere neste mundo. Portanto, não saberia classificá-los: contos, crônicas, aforismos, cartas, bilhetes, prosa. Acompanha-me um leitor/crítico, que trago em mim, que espreita meus textos e faz com que eu os conserve nas páginas desses cadernos enfileirados numa prateleira qualquer. Por ler muito, não me sinto em condições de produzir textos como os de Celine, Cioran, Thomas Bernhard, Schopenhauer, Nietzsche, o mesmo Artaud, Bowles, Proust, Machado de Assis, Lima Barreto, Raduan. Cheguei a um número de anos que me dão uma única certeza: não os poderei vivê-los em igual número. Entretanto, questiono-me, como Silvano Santiago e Lars Von Trier e tantos outros, se ao escrever ou produzir uma peça teatral ou um filme devemos fazê-los para o autor ou para o povo, a massa? Recorro a Gadamer em "Verdade e Método" que afirma ser mais difícil questionar do que responder. Por isto quedo-me na dúvida. Acabei enredando-me... Tudo isso para concluir que há duas maneiras de interpretarmos o holocauto: uma na visão do Primo Levy e outra na do Imre Kertész.

[Sobre "Apocalípticos, disléxicos e desarticulados"]

por luiz fernando c.
4/3/2005 às
17h12 200.252.60.234
(+) luiz fernando c. no Digestivo...
 
Construção
Olá, Marcelo! Eu poderia falar muitas coisas intelectualmente interessantes, mas só vou dizer que ficou muito bacana sua construção. Um abraço!!!

[Sobre "Clássicos? Serve Fla x Flu?"]

por Alessandro de Paula
4/3/2005 às
13h18 200.204.153.101
(+) Alessandro de Paula no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A FAMÍLIA MODERNA E A SOLUÇÃO DOS SEUS PROBLEMAS
SÉRGIO COLLINS
BRASILIENSE
(1968)
R$ 7,50



INSPEÇÃO AMBIENTAL IMOBILIÁRIA
FERNANDO COELHO DE CASTRO E ELOIZA LUTERO ALVES
LEUD
(2004)
R$ 30,00



PERIGO ENTRE ESPIÕES, OS MESTRES DA LITERATURA POLICIAL
PETER CHEYNEY
LIVROS DO BRASIL
(1999)
R$ 18,98



AMOR DE PERDIÇÃO
CAMILO CASTELO BRANCO
CIRANDA CULTURAL
(2017)
R$ 9,00



CLÁSSIICOS DA LITERATURA JUVENIL - O CAPITÃO TORMENTA
EMÍLIO SALGARI
ABRIL
(1972)
R$ 7,90



RUI BARBOSA E JOSÉ MARCELINO
MARIA MERCEDES LOPES DE SOUZA
CASA DE RUI BARBOSA
(1950)
R$ 70,00



A REVOLUÇÃO DA DIALETICA
SAMAEL AUN WEOR
AEF
(2015)
R$ 28,00



MACHADO DE ASSIS, MAS ESTE CAPÍTULO NÃO É SÉRIO
FOLHETO
NÃO INFORMADA
R$ 10,00



JULIA ESTRANHA FASCINAÇÃO
LAURA MARTIN
NOVA CULTURAL
R$ 9,00



A VIUVINHA ENCARNAÇAO
JOSE DE ALENCAR
MARTIN CLARET
(2001)
R$ 5,00





busca | avançada
87108 visitas/dia
2,2 milhões/mês