obrigatório | Julio Cesar Corrêa

busca | avançada
51542 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Cia Triptal celebra a obra de Jorge Andrade no centenário do autor
>>> Sesc Santana apresenta SCinestesia com a Companhia de Danças de Diadema
>>> “É Hora de Arte” realiza oficinas gratuitas de circo, grafite, teatro e dança
>>> MOSTRA DO MAB FAAP GANHA NOVAS OBRAS A PARTIR DE JUNHO
>>> Ibevar e Fia-Labfin.Provar realizam uma live sobre Oportunidades de Carreira no Mercado de Capitais
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
Últimos Posts
>>> Parei de fumar
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Mais espetáculo que arte
>>> teu filho, teu brilho
>>> O Medium e o retorno do conteúdo
>>> A Poli... - 10 anos (e algumas reflexões) depois
>>> Web-based Finance Application
>>> Pensando sozinho
>>> Aventuras pelo discurso de Foucault
>>> Chega de Escola
>>> Hipermediocridade
>>> A luta mais vã
Mais Recentes
>>> Livro Que Ninguém Vai Ler de Sylvia Orthof pela Ediouro (1998)
>>> Adega Imaginária - Formato Convencional de Armindo Trevisan pela L&pm (2013)
>>> Objeçoes de um Rottweiler Amoroso de Reinaldo Azevedo pela Tres Estrelas (2014)
>>> Awakening, The de Margo Culley pela Ww Norton (1994)
>>> El 8° Hábito de La Efectividad a La a Grandeza de Stephen R. Covey pela Paidós
>>> O Primo Basílio de Eça de Queirós pela Scipione (2013)
>>> Manifestação dp Partido Comunista - Sebo Tradição de Max Engels pela Martin Claret (2001)
>>> O Machista de Gilberto Moog pela Jose Olympio
>>> Eurico o Presbítero de Alexandre Herculano pela Mérito
>>> Direito do Trabalho (9ª Edição - Atualizada Com a Ec Nº 45/04) de Pedro Paulo Teixeira Manus pela Atlas Juridico (2005)
>>> Revista Brasileira de História - Espaços da Política de Vários Autores pela Geral
>>> O Leitor de Bernhard Schlink; Pedro Sussekind pela Record (2009)
>>> Servidores de Redes Com Linux de Craig Hunt pela Market Books (2000)
>>> Executivo Sincero de Adriano Silva pela Rocco (2014)
>>> Encyclopedie Extraits de Denis Diderot pela Bordas (1993)
>>> O Primo Basílio - Coleção Reencontro de Eça de Queirós pela Scipione (2015)
>>> O Portal do Escorpião de Richard A. Clarke pela Record (2007)
>>> Memoral de Aires de Machado de Assis pela Atica (2002)
>>> O Meu Primeiro Livro de Raquel Pinheiro; Pedro Reisinho pela Leya Didáticos (2012)
>>> Histórias de Sucesso de Fabiana Monteiro pela Global
>>> Sexo na Cabeça de Luis Fernando Verissimo pela Objetiva (2002)
>>> A Senhora das Vela de Walcyr Carrasco pela Arx (2007)
>>> Saúde e Prosperidade de Masaharu Taniguchi pela Seicho-no-ie (2004)
>>> Efeitos da Reprodução Humana Assistida de Ivelise Fonseca da Cruz pela Srs (2008)
>>> The Elder Scrolls, Vol. 2: o Senhor das Almas de Greg Keyes pela Benvirá (2017)
COMENTÁRIOS

Domingo, 18/12/2005
Comentários
Leitores


obrigatório
Ótimo artigo. Deveria obrigatório para todos que visitam blogs.

[Sobre "Guide to weblog comments"]

por Julio Cesar Corrêa
18/12/2005 às
15h57 200.179.221.111
(+) Julio Cesar Corrêa no Digestivo...
 
Loas ao DC
Faço parte dos primórdios do DC. Quer dizer, do fundão dos primórdios do DC, como disse o Jacques. Curioso como o discurso do Julio soa como se saído das minhas próprias entranhas, visto que me vejo como co-fundador do DC, pois sou leitor das primeiras linhas digestivas. E não se preocupe se você não me ver por algum evento do DC. Eu não também não me preocuparei se acaso não o ver no lançamento de minhas entranhas líricas nalgum momento entre o pôr do sol e o ofuscar dos tempos imemoriais. A única forma de me fazer presente é nos comentários. Mas sou real. E isso me basta, assim como basta ao DC ser o que ele é: real, não necessariamente polêmico, mas essencial.

[Sobre "Aos assessores, divulgadores, amigos até, e afins"]

por Pepê Mattos
18/12/2005 às
13h07 200.252.140.6
(+) Pepê Mattos no Digestivo...
 
A mudança me libertou
Identifico-me com o perfil traçado, no artigo acima, pelo Marcelo. Mudei de profissão, alguns anos atrás, e sou muito mais feliz, desde então. Eu era professora e educadora musical. A convite de uma amiga, enveredei pelo lado terapêutico da música e, depois dos 50 anos, me tornei musicoterapeuta... Percebo hoje que ali encontrei a verdadeira realização profissional e pessoal. Através de meu trabalho musical com deprimidos, com autistas e outras síndromes de isolamento, vejo constantemente aflorar nessas pessoas a interação prazerosa com o mundo externo – que lhes faltava – e sua integração à vida social e familiar com rapidez espantosa... Esses casos não resistem às sonoridades e aos ritmos... Pelo seu ineditismo e pela ausência de rotina, acho o meu atual dia-a-dia profissional um barato! Amo o meu trabalho. Sinto-o como o fecho feliz para minha vida de musicista! Nem penso em parar!

[Sobre "A ousadia de mudar de profissão"]

por Elizabeth Silveira C
18/12/2005 à
00h21 201.29.250.199
(+) Elizabeth Silveira C no Digestivo...
 
Ao lado de Clarice...
Rubem Fonseca é um dos nossos grandes contistas e desde a década de 70 que, ainda pouco conhecido, eu me delicio com suas estórias e seu estilo bastante pessoal de contá-las. Ele é um patrimônio cultural inegável e é bem lembrado que continua a produzir como nunca e de maneira enérgica. Nós merecemos, já que a grande Clarice já se foi e que, a meu ver, faz par com Rubem quando se fala de contos. Julio, fica aqui os meus parabéns pela sua matéria.

[Sobre "Digestivo nº 257"]

por isa fonseca
17/12/2005 às
16h03 200.234.87.88
(+) isa fonseca no Digestivo...
 
felic/imbecil/idade
não quer dizer bom dia ao sol, boa noite à lua e agradecer ao papaizinho do céu por mais um dia de vida? talvez, ah, molhar o pé na poça dágua, abraçar o mendigo que passa, dar pulinhos no ar comentando, ah, que que tem, a novela de ontem, vamos dançar o tigrão? sim, sim, vamos ver filmes alegres, curtir cada momento, dançar pagode, qual o problema? ser feliz é o que importa, deixem os rabugentos para lá, ei, seu maroto, o universo responde positivamente àquilo de bom que você faz, vamos dançar amarelinha? ah, que felicidade, obrigado menininho jesus por toda essa alegria que é a vida! é a vida, é bonita e é bonita! e se o horóscopo do jornal me for favorável, uh, talvez eu nem precise de sexo que, pensando bem, nem é tão importante assim, posso ficar limpinho, ah, que alegria, que felicidade! o melhor pra ti, amiguinho! viva a felicidade! esses bobões que não sabem viver! pobres coitados, que idiotas, se soubessem que a vida é simples, é tão simples de ser vivida, ah, seu bobinhãumn!

[Sobre "Em defesa da normalidade"]

por carl
16/12/2005 às
17h41 200.182.146.142
(+) carl no Digestivo...
 
Nós, daqui do fundão....
Sabe quando vai-se a um espetáculo de dança acha-se tudo uma maravilha e, após, na ida aos camarins encontra-se a bailarina principal aos prantos pois errou vergonhosamente aquele apoio do pé em que não podia ter usado o dedo mindinho? Sabe aquele guitarrista de jazz que se acha um lixo porque tocou meia nota fora da escala e a galera nem notou, e ovacionou alucinada?! Pois é, é uma preocupação artística quase intolerável com sua obra e sua performance. Pois é, eu sou da galera, e o Digestivo continua "ducaraio". Falô?!

[Sobre "Aos assessores, divulgadores, amigos até, e afins"]

por Jacques Salvador
16/12/2005 às
17h10 200.169.16.19
(+) Jacques Salvador no Digestivo...
 
Captei a vossa mensagem!
Julio, quando li este comentário pela primeira vez, não entendi o que vc quis dizer, deixei quieto. Mas agora, depois do nosso papo via email, captei. Não se preocupe: já passei da fase proselitista. Embora eu ainda seja mais a minha loucura, cada qual que se paute por seus próprios ideais, vazios, ilusões ou certezas passageiras. A tolerância é tudo. E um dia fatalmente descobriremos quem é que estava com a razão. ;) Abração, Y.

[Sobre "Se vc me matasse, eu morria ué"]

por yuri v. santos
16/12/2005 às
15h59 201.10.172.102
(+) yuri v. santos no Digestivo...
 
Continuação...
Entenda, Carlos: eu fui prejudicada de fato, até poderia te contar o que houve, mas não vale a pena. Por favor, antes de falar em anti-propaganda ou coisa do tipo, me diga onde eu induzo alguém a deletar sua conta ou digo que o orkut é um cancro para a sadia e bela internet?! Nunca fiz isso, nem mesmo em conversas informais, quanto mais nesse texto. Quem quiser, que continue lá, eu saí, cansei, encerrei um ciclo. Eu falo num mal que ASSOLA o site, que é a falta de privacidade e ela é gerada pelos membros e não pela empresa, ou seja, eu reclamo da inabilidade dos usuários, inclusive da minha. Vamos por analogia, se eu digo que "o mal que assola o planeta terra é a poluição", estou afirmando que o Planeta Terra é um mal ou que a Poluição é o mal?!. Foi isso, só isso! Enfim, obrigada por ter lido e comentado, que é o que realmente vale nisso tudo!

[Sobre "Adeus, Orkut"]

por Ana Eliza Nardi
16/12/2005 às
14h14 201.44.220.72
(+) Ana Eliza Nardi no Digestivo...
 
Resposta ao Carlos
Em momento algum eu fiz "propaganda" contra o Orkut, apenas relatei as minhas experiências pessoais no site e o motivo da minha saída. A proposito, você Carlos, é o advogado do Google no Brasil?! Se for, dê uma busca pelos blogs e publicações de internet sobre o tema privacidade no orkut que verá que o que eu relatei no texto é bem recorrente. No inicio do teu comentário, você diz que como tudo na vida o orkut tem um lado bom e um lado ruim e é exatamente esse o tom do meu texto. Interpretação textual e lógica, deveriam ser pré-requisitos para todo advogado :) Agradeço pelo diagnóstico de TOC ou paranóia, quem sabe esquizofrenia, mas serei obrigada a recusa'-lo e procurar outra opinião profissional, de um médico psiquiatra, já que como eu disse no texto: "Antes que pensem que sou neurótica, só fiz tudo isso porque realmente a invasão de privacidade foi absurda, encontrei com um desses psicóticos soltos pela Web e quase enlouqueci com isso".

[Sobre "Adeus, Orkut"]

por Ana Eliza Nardi
16/12/2005 às
14h13 201.44.220.72
(+) Ana Eliza Nardi no Digestivo...
 
Exagero mesmo
Tudo na vida deve ter um equilibrio. Pelo que notei a Ana ultrapassou seu limite, mas tudo isso que revelou sobre o orkut foi válido e irá ajudar, orientar e alertar muita gente. No entanto, concordo 100% com a opinião do Carlos quando diz ser EXAGERO. Exagero mesmo: para pessoas como nós, que sabem equilibrar e avaliar o que pode ou não nos prejudicar. Bem... parabéns mesmo assim e muito cuidado ao se adentrar em "outros lugares".

[Sobre "Adeus, Orkut"]

por Célia
16/12/2005 às
13h50 201.22.154.16
(+) Célia no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Moça Com Brinco de Pérola - 7ª Edição
Tracy Chevalier
Bertrand Brasil
(2004)



Cura
Francisco Candido Xavier
Geem



Equilibrio Em Pauta Manual do Professor - Capa Dura
Ana Cecilia Falcato Baldochi e Outros
Atualidades Pedagógicas



Internacionalização Das Empresas Brasileiras
Forum de Lideres
Cobreet
(2007)



Coleção Grandes Museus do Mundo 2 - National Gallery Londres
Daniela Tarabra
Mediafashion
(2009)



O Alquimista
Paulo Coelho
Sextante
(2015)



Gêmeas Não Se Separa o Que a Vida Juntou
Mônica de Castro
Vida & Consciência
(2009)



Os Saltimbancos da Porciúncula
Antonio Carlos Villaça
Record
(1996)



O Verdadeiro Segredo
Omair Cordeiro
Wca



O Par Perfeito / Teia de Amor - Especial Inverno
Charlotte Moore
Nova Cultural





busca | avançada
51542 visitas/dia
1,8 milhão/mês