Quase uma despedida | Eduardo Carvalho | Digestivo Cultural

busca | avançada
29517 visitas/dia
891 mil/mês
Mais Recentes
>>> CRIANÇAS DE HELIÓPOLIS REALIZAM CONCERTO DE GENTE GRANDE
>>> Winter Fest agita Jurerê Internacional a partir deste final de semana
>>> Coletivo Roda Gigante inicia temporada no Jazz B a partir de 14 de julho
>>> Plataforma Shop Sui dança dois trabalhos no Centro de Referência da Dança
>>> Seminário 'Dança contemporânea, olhares plurais'
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
>>> O espelho quebrado da aurora, poemas de Tito Leite
>>> Carta ao(à) escritor(a) em sua primeira edição
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 3
>>> Juntos e Shallow Now
>>> Dicionário de Imprecisões
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
Últimos Posts
>>> Pelagem de flor IV: AZUL
>>> Pelagem de flor IV: AZUL
>>> Pelagem de flor IV: AZUL
>>> É cena que segue...
>>> Imagens & Efeitos
>>> Segredos da alma
>>> O Mundo Nunca Foi Tão Intenso Nem Tão Frágil
>>> João Gilberto
>>> Retalhos ao pôr do sol
>>> Pelagem de flor III: AMARELO
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Palavras, muitas palavras
>>> Lula: sem condições nenhuma*
>>> Novos Melhores Blogs
>>> O primeiro Show do Milhão a gente nunca esquece
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> As pedras de Estevão Azevedo
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Historia de Hotmail
>>> Maria Rita: música em estado febril
>>> Ser mãe
Mais Recentes
>>> A casa dos Bronzes de Ellery Queen pela Nova Fronteira
>>> Livro Coleção Fono na Escola de Márica Honora pela Ciranda Cultural (2009)
>>> Livro Irmãs vampiras - uma missão bem dentuça de Franziska Gehm pela V e R (2019)
>>> Infância dos Mortos de José Louzeiro pela Record (1981)
>>> Livro Dificuldades de Aprendizagem de Ana Maria Salgado Gómez pela Grupo Cultural (2018)
>>> O Misterioso Sr. Quin de Agatha Christie pela L&PM Pocket (2017)
>>> Rimbaud da América e Outras Iluminações de Maurício Salles Vasconcelos(Autografado) pela Estação da Liberdade (2000)
>>> Rimbaud da América e Outras Iluminações de Maurício Salles Vasconcelos(Autografado) pela Estação da Liberdade (2000)
>>> O Siciliano de Mario Puzo pela Circulo do Livro (1984)
>>> Cid-10 - Vol. 1: Classificação Estatistica Internacional de Doenças de Oms pela Edusp (2010)
>>> O Espírito de Liberdade de Erich Fromm pela Zahar (1981)
>>> Conversa na Catedral de Mario Vargas Llosa pela Circulo do Livro (1969)
>>> Livro Nada a perder 2 de Edir Macedo pela Planeta (2013)
>>> Livro Mundo Afora de Mel Lisboa pela Globo (2007)
>>> A Nova Ordem Mundial e os Conflitos Armados - Bilingue/ Capa Dura de Daniel Amin Ferraz/ Denise Hauser Coord. pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2002)
>>> Livro Maternidade Tardia. Mulheres Profissionais em Busca da Realização Plena de Sylvia Ann Hewlett pela Novo Século (2008)
>>> El Domador de Monstruos de Ana Maria Machado pela Sm (2007)
>>> Desafios do Trabalho de Ladislau Dowbor , Odair Furtado , leonardo Trevisan ,Hélio Silva pela Vozes (2004)
>>> Livro Bênção Diária 2 de Max Lucado pela Thomas Nelson (2014)
>>> Livro O grande livro das parlendas de Paulo F Netho pela Ciranda Cultural (2015)
>>> Sucessões - Teoria, Prática e Jurisprudência...Na Vigência do Código Civil 1916... de Wilson de Oliveira pela Del Rey/ Belo Horizonte (2004)
>>> A contagem dos sacis de Monteiro Lobato pela Globinho (2013)
>>> Os Crimes do Mosaico de Giulio Leoni pela Planeta (2006)
>>> Guadalupe e as Bruxas - Guia de Magia Católica de Márcia Frazão pela Planeta (2005)
>>> Família Notadez: Direito de Família e Sucessões de Sérgio Couto: Organização pela Notadez (2007)
>>> A ópera de Zito Baptista Filho pela Nova fronteira (2019)
>>> Damo Moral: Dano Moral Puro.- Protesto Indevido de Título... de João Roberto Parizatto/ Autografado pela Edipa: Ed. Parizatto (2001)
>>> Sem medo de viver de Zibia Gasparetto pela Vida e Consciência (1996)
>>> Quando A Vida Escolhe de Zibia Gasparetto pela Vida & Consciência (1992)
>>> Antropologia Cultural-Man and His Works/ Tomo II (2ª Parte) de Melville J. Herskovits pela Mestre Jou (1969)
>>> Antropologia Cultural-Man and His Works/ Tomo II (1ª Parte) de Melville J. Herskovits pela Mestre Jou (1969)
>>> Quando é Preciso Voltar de Zibia Gasparetto pela Vida e Consciência (2001)
>>> Antropologia Cultural-Man and His Works/ Tomo II (2ª Parte) de Melville J. Herskovits pela Mestre Jou (1973)
>>> Antropologia Cultural-Man and His Works/ Tomo II (1ª Parte) de Melville J. Herskovits pela Mestre Jou (1973)
>>> Destino Selado de Sandra Brown pela Atica (1998)
>>> Direitos Fundamentais P/ Concursos: Teoria Geral dos direitos...Art. 5 de Samuel sales Fonteles pela Jus Podivm/ Bahia (2014)
>>> O Jogo do Anjo de Carlos Ruiz Zafón pela Objetiva (2008)
>>> Procura-Se Lobo de Ana Maria Machado pela Editora Ática
>>> Monster High - V. 02 - O Monstro Mora Ao Lado de Lisi Harrison pela Id
>>> Monster High de Lisi Harrison pela Id
>>> Esmeralda de Zibia Gasparetto pela Editora EVD
>>> The adventures of Huckleberry Finn - Com CD de Mark Twain pela Pearson
>>> Antes que o mundo acabe de Marcelo Carneiro da Cunha pela Projeto
>>> Berenice Detetive de João Carlos Marinho pela Global
>>> Easystart: Marcel and the White Star - Com CD de Stephen Rabley pela Pearson
>>> Pearson English Readers Easystart: Lucky Break: Easystarts - Com CD de Jhon Escott pela Pearson Longman
>>> Level 2: The Prince and the Pauper (2nd Edition) - Com CD de Mark Twain pela Pearson Longman
>>> Ultima Busca De Gilgamesh, A - V. 03 de Ludmilla Zeman pela Editora Projeto
>>> Dom Casmurro de Machado de Assis pela Ática
>>> Oníria: O reino dos sonhos (Vol. 1) de Bénédicte F. Parry pela Verus Editora
COLUNAS

Sexta-feira, 10/3/2006
Quase uma despedida
Eduardo Carvalho

+ de 10200 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Esta não é uma despedida definitiva. O fato de eu me afastar temporariamente desta coluna não significa que me desligo do Digestivo ou - muito menos - que vou parar de escrever. Ambas as possibilidades são impossíveis. Foi aqui que publiquei meus primeiros textos. Devo ao Digestivo este espaço para publicar regularmente, onde desenvolvi o hábito e o gosto de expressar com liberdade - na forma o no conteúdo - o que penso. Essa experiência foi fundamental na minha formação.

O trabalho do Julio, editor do site, como escritor e empreendedor, jornalista e empresário, é o exemplo que deveria vigorar hoje em dia. E foi, de certa forma, um exemplo para mim. O mundo anda cada vez mais complexo, interessante, mas vejo muita gente nova se simplificando muito para se encaixar nas personalidades e profissões mais acessíveis, mais compreensíveis. É um desperdício. O Julio ignora esses esquemas fechados. E combina características que muita gente acha que não funcionam juntas: disciplina e método com uma vocação autêntica para escritor, que é uma atividade que exige concentração, introspecção - e que é provavelmente incompatível com o perfil expansivo e executivo do empresário. O Digestivo é resultado, portanto, de uma combinação difícil, diferente - e a prova de que esta combinação pode dar certo.

Quando comecei a ler mais, aos 15, 16 anos, me convenci de que literatura era o meio mais eficiente para aprimorar minha sensibilidade e suprir minha curiosidade. Tive a sorte de ser bem orientado. Li o que queria ler: livros que ampliaram meus horizontes geográficos, explicaram sentimentos que estavam vagos dentro de mim, estimularam meu interesse por atividades que não conhecia e, portanto, me ensinaram a viver mais e melhor. Esse tipo de educação não é cobrada no vestibular, mas seu valor é, para o resto da vida, inestimável. Aos poucos, senti que precisava compartilhar algumas descobertas. Rabisquei contos, versos, artigos sobre tudo. Entrei na faculdade de administração - onde queria entrar - e continuei escrevendo. Pensei em estudar jornalismo paralelamente, aos 19 anos. Foi quando conheci o Julio por acaso, trocamos muitos e-mails, e - pensando melhor - preferi continuar com administração.

Mas nunca parei de escrever. Mantive por pouco tempo uma coluna no jornal da faculdade; ainda hoje tenho um diário; troquei e-mails longuíssimos, cartas mesmo, com amigos, jornalistas, professores. O pequeno contato que tive com o ambiente mais intelectual me incomodou profundamente. Sempre quis viver uma vida mais independente, diferente. O esquema de intelectuais me parecia muito limitado: fechado em poses e jargões, numa arrogância meio patética, vazia. A vida ia se mostrando fascinante - principalmente através da literatura. E este ponto, na verdade, sempre me foi difícil explicar para amigos ou mesmo em outras colunas: como posso gostar de ler e, ao mesmo tempo, não gostar de intelectuais? Acontece que meus escritores favoritos não tem praticamente nada a ver com o estereótipo do intelectual ranzinza, obscuro e comunista. Sempre gostei de ação e nunca me interessei muito por política. Li mais sobre barcos naufragando a caminho de Bangkok, aviões atravessando desertos, amores redescobertos em Fiji, do que tratados políticos incompreensíveis, maçantes.

Me lembro de Joaquim Nabuco, em Minha Formação, dizendo que o estilo de um escritor se cristaliza aos vinte anos, junto com a sua personalidade. Faz sentido: acho que o tamanho do nosso mundo se fecha com essa idade também. Até os vinte anos, tentamos entender o que está a nossa volta; quem são essas pessoas todas; onde começam e onde termina tudo; o que pode estar certo e o que pode estar errado - quase como um bebê aprendendo a andar. É importante pensar em coisas diferentes, imaginar mundos distantes. Se, até os vinte, a pessoa exercitou pouco a imaginação, dificilmente vai viver uma vida mais completa depois. Os vinte anos - dos 20 aos 25, digamos - é a seqüência dessa experiência inicial: são os primeiros passos, os primeiros ensaios. Eles podem negar ou comprovar o que previmos antes. Mas esses ensaios vão estar limitados ao ambiente que estava formado antes. Alguém que nunca se imaginou pescando em Zanzibar, fazendo cooper em Muscat ou morando em Manila dificilmente vai experimentar isso depois sem achar exótico demais.

Escrevi para o Digestivo dos 21 aos 25 anos: durante esta fase de ensaios, de testes, de experiências novas. Não poderia ter sido um período melhor para mim. Foi do começo da faculdade ao fim dela, e coincidiu com experiências - viagens, leituras, etc. - decisivas para a minha formação. Escrever sobre elas foi um exercício insubstituível para a minha educação. Escrever acho que é a forma mais civilizada de se expressar uma idéia ou um sentimento: provavelmente porque é ao mesmo tempo a mais difícil e a mais precisa. Aos vinte anos, esbarrando em novidades, escrever é um desafio particular. As idéias estão incompletas, os sentimentos são inéditos - não que isso mude muito depois... -, e explicar tudo claramente fica muito mais complicado. Mas essa prática apura o raciocínio e a sensibilidade e - se isso não melhora muito também... - a principal vantagem é que, no final das contas, quando você lê o que escreveu, percebe que está quase tudo ali: e descobre como estamos presentes no que escrevemos. Aquela história: o texto somos nós.

Escrever esta coluna foi acima de tudo um exercício de auto-conhecimento. Às vezes sentia alguma coisa sobre um assunto ou situação que não estava nítida; e, escrevendo sobre o tema, minha opinião ia se esclarecendo, se cristalizando. Tentei fazer isso da forma mais limpa e mais bonita que consegui.

Encontrei no Digestivo um espaço para escrever sobre meus assuntos preferidos da forma como eu quisesse. Nunca meus textos foram enxugados ou ajustados. E recebi incentivos e dicas do Julio, com a recomendação de que eu escrevesse sempre - normalmente acompanhada de elogios que não sei se sempre mereci. Fiz o que pude, quando pude. Recebi comentários de todos os tipos. Me correspondi muito com leitores constantes, famosos e desconhecidos. Ignorei os leitores estúpidos. Conheci quase todos os colunistas; alguns são hoje grandes amigos. Fico contente quando temos jantares do site, em que nos reunimos para conversar sobre tudo: cada um tem a sua rotina, o seu trabalho, os seus assuntos preferidos. E todos gostamos muito de escrever. Esse é um hábito que mistura pessoas interessantes interessadas em temas muito diferentes: política no Oriente Médio, jardinagem, cinema, Bach, futebol, quadrinhos, mitologia, oceanografia, etc. Dificilmente se reúnem pessoas assim em outros ambientes.

Em cinco anos, foram mais de 60 colunas. Agora, revendo os títulos, lembrando os assuntos, relendo trechos, fico com saudades. Escrevi sobre assuntos variados: uma justificativa por morar em São Paulo; algumas viagens de carro pelo Brasil, de São Luis a Cuiabá; de férias em Roma, Londres, Viena, Moscou, Nova York, Paris; Bernard Shaw, Raymond Radiguet, Montaigne, Paulo Francis; a liquidação de um sebo, minha formatura na faculdade, um teatro na Moóca; filme sobre músico caipira, exposições, revistas. Escrevi de lugares diferentes: na correria da sala de computadores da GV; na calma do escritório na fazenda; com vista para a praia, no litoral de São Paulo; viajando de ônibus no interior da Hungria; de madrugada num restaurante em Vancouver; cansado, depois de voltar da academia à noite e ler uns parágrafos de Proust para desacelerar; num domingo de manhã num internet café em Barcelona. Sinto, relendo tudo, que estou quase inteiro nas minhas colunas: minhas opiniões, preferências, impressões. O texto somos nós.


Eduardo Carvalho
São Paulo, 10/3/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Na hora do batismo de Marta Barcellos
02. A melhor Flip de Marta Barcellos
03. Wanda Louca Liberal de Marta Barcellos
04. O caso Luis Suárez de Humberto Pereira da Silva
05. Sobre os Finais de Franco Fanti


Mais Eduardo Carvalho
Mais Acessadas de Eduardo Carvalho
01. Com a calcinha aparecendo - 6/5/2002
02. Festa na floresta - 9/9/2002
03. Hoje a festa é nossa - 23/9/2002
04. Preconceito invertido - 4/7/2003
05. Por que eu moro em São Paulo - 8/7/2005


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
12/3/2006
11h27min
Darling, eu adoro as suas colunas e lamento vê-lo entrar em um período de silêncio. Pena. Agora, permita-me discordar apenas de uma passagem do seu texto: eu não acredito que ninguém esteja pronto e cristalizado aos vinte anos de idade. Somente quem aceita como verdade essa afirmação. É possível nos transformarmos a cada dia, sermos novas pessoas, novos universos e estarmos a vida toda nos transformando em algo diferente - melhor ou pior. Um brinde a sua coluna, sua falta será sentida.
[Leia outros Comentários de Daniela Castilho]
4/4/2006
23h34min
Sei que fomos avisados de sua quase despedida, mas não ver seu nome na coluna de 6ª feira lembrou-me nossa "fluidez" (palavra emprestada do último texto do Julio). Restarão muitas saudades dos seus textos e o Digestivo inteiro para ler, cada dia melhor. Realizações onde quer que vá.
[Leia outros Comentários de L.T. de A.]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A QUALIDADE DOS SENTIMENTOS
WILLY PASINI
ROCCO
(1995)
R$ 28,00



ENCONTROS COM 40 GRANDES AUTORES
BEN NAPARSTEK
LEYA CASA DA PALAVRA
(2010)
R$ 10,00



CULTURAL RELIGIOSA VOL II - TEMAS RELIGIOSOS ATUAIS
IRINEU WILGES E OLÍRIO PLÍNIO COLOMBO
VOZES
(1985)
R$ 10,00



MIMESIS E PHANTASIA NA POÉTICA DE ARISTÓTELES
THIAGO SEBBEN DE SOUZA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 391,00



MATEMÁTICA MODERNA APLICADA À EMPRESA
K WILLIAMS
FORUM
(1973)
R$ 5,00



ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS - REVISANDO UMA PRÁTICA DE ENFERMAGEM
NÉBIA MARIA ALMEIDA DE FIGUEIREDO
YENDIS
(2006)
R$ 44,10
+ frete grátis



O PROCEDIMENTO SUMARÍSSIMO NO PROCESSO DO TRABALHO
MANOEL ANTONIO TEIXEIRA FILHO
LTR
(2000)
R$ 28,40
+ frete grátis



QUALIDADE DO AR DE INTERIORES. ANÁLISE DE CO2 E FUNGOS
RENATA ALVES MONTEIRO CORREIA UND WAGNER GALVÃO DE MAGALHÃES
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00



OBJETOS GRAVADOS
LUCIANA ESTIVALET
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 349,00



ALMAS GÊMEAS: APRENDENDO A IDENTIFICAR O AMOR DA SUA VIDA
MONICA BUONFIGLIO
OFICINA CUTURAL MONICA BUONFIGLIO
(1996)
R$ 8,00





busca | avançada
29517 visitas/dia
891 mil/mês