Os livros que eu ganhei | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
35192 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quarta-feira, 22/11/2006
Os livros que eu ganhei
Ana Elisa Ribeiro

+ de 4700 Acessos
+ 7 Comentário(s)

Coisa mais gostosa é ganhar livros. De preferência, sem mais nem menos, de presente gratuito, sem obrigação, sem pressão. Livro grosso, livro fino, livro de capa dura, até livro comprado em banca de jornal. Eu ganhei tantos livros na vida que nem sei se poderei me lembrar de todos. Provavelmente precisaria de um longo passeio pelo bosque das minhas estantes para abrir capas, sondar páginas de rosto, espiar as dedicatórias.

Quem gosta de livro sabe: não é fácil ganhar livros de presente. Muito difícil agradar alguém que conhece essa seara e vai além das listas de best-sellers. Dar livros de lista dos mais vendidos é fácil, pode-se encontrá-los em lojas de souvenirs. Mas dar bons livros para quem gosta de livro é tarefa dura. Pior ainda é dar livros para quem tem muitos livros. A chance de repetir a prenda é grande como um incunábulo. É preciso pesquisar, sondar, perguntar; às vezes, é melhor dar um vale-presente da livraria.

Ganhei muitos livros quando era criança. E guardei todos. Alguns vinham com disquinhos coloridos. Ouvi tudo até matar minha mãe de enjôo. Criança, vocês sabem, não se comove com a repetição. Coisa gostosa é para viver de novo, de novo, de novo. Criança não se cansa quando o negócio é prazer. E eu ouvi aquelas histórias até crescer e aprender a viver com pressa.

Lembro de quando ganhei alguns volumes da coleção Vagalume, da editora Ática. Talvez tenha sido essa a coleção que formou os leitores da minha geração. Duvido que alguém aí tenha esquecido do Rapto do garoto de ouro ou do Mistério do cinco estrelas. Um clássico: O escaravelho do diabo. E Xisto e suas aventuras em série. Livrinhos encomendados, batidos, repetitivos, mas que fizeram a festa da meninada que gostava de mistério e suspense.

Mais tarde ganhei um O restaurante do fim do universo, de autoria de Douglas Adams. Era um namorado que queria me incentivar a ler umas coisas engraçadas. Mandei brasa. Fiz a coleção, numa época em que era difícil achá-los e eles saíam pela Brasiliense. Estão no alto da estante. Hoje, não tenho apreço pelas histórias, mas ainda me lembro dos risos que dei quando daquela leitura entretida. O namorado se foi, mas a dedicatória carinhosa está lá. A lápis.

No aniversário de 26 anos um amigo, muito tímido, veio me dar um embrulho. Cabisbaixo, ele disse que não sabia se eu já tinha, que poderia trocar e que não sabia se era adequado. Abri com fúria. Era um Luis Fernando Verissimo, Sexo na cabeça. Dei no meu amigo um abraço de afeto e agradeci o presente. Ainda não li, e já fiz 31, mas é que tanta coisa aconteceu de lá para cá que o sexo não pôde ficar na cabeça.

Julio Daio Borges, o editor deste site, vive me enviando caixas de livros. Caixas, sem exagero. Vez em quando me chega um daqueles avisos de entrega. O Centro de Distribuição dos Correios é bem perto da minha casa. Fico ansiosa para ver o que vem. E abro a caixa com afobação. Tanta coisa. Tanto trajeto de leitura. Desta vez, um livro sobre o Stradivarius aguçou minha curiosidade.

Valério de Oliveira, o poeta, é outro que vive me mandando livros em envelopes. São poemas e mais poemas que leio rápido e vão para minha estante ser estrelas. Junto com ele Nelson de Oliveira, Ivana Arruda Leite e Índigo, que envia livros até pro Eduardo, meu filho que ainda não sabe ler.

Joca Reiners Terron me deu dois ou três livros de presente. Uns, dele mesmo; outros, da Adília Lopes. O tesouro maior da minha estante é um que leva o seguinte nome: Quem quer casar com a poetisa?, coisa belíssima, que ele achou importado em algum site. Melhor achado da vida. Depois que ganhei esse, comprei mais uns, já que tendia ao movimento.

Jovino Machado também me deu livros dele. Mas não apenas. Me deu uns livros que pensava se encaixarem no meu jeito. Inclusive uma biografia do Torquato Neto. As dedicatórias de Jovino muita vez emocionavam mais que o livro. Coisa boa de conhecer escritores.

Ebberth, amigo efêmero, me deu, no entanto, um livro pelo qual procurei por anos a fio, A galáxia de Gutenberg, do Marshall McLuhan. É um clássico que eu queria conhecer de perto. Ganhei num embrulho bonito, vindo de um sebo em São Paulo. Os sebos de BH não o tinham. Estavam, de certo, guardados nas estantes das pessoas.

Os livros são os presentes mais imortais que a gente ganha. São assim como se ganhássemos uns dias a mais de vida. Quando alguém nos enterrar, os livros vão dar trabalho. São pesados, são empoeirados, são, no entanto, a materialização do nosso gosto. São o histórico dos nossos trajetos intelectuais. São testemunhos dos caminhos pelos quais passaram nossos olhos. Passamos tanto tempo calados olhando para os livros, tempo que não dispensamos a mais nada nesta vida. Jamais olhamos tanto outra coisa ou alguém. Os livros vão ficar no inventário. Alguma biblioteca (que seja pública, ao menos) há de querê-los, mas isso só no caso de não termos conseguido fazer vingar nos filhos o apreço que temos pelos cadernos encapados.


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 22/11/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Goeldi, o Brasil sombrio de Jardel Dias Cavalcanti
02. Por que o mundo existe?, de Jim Holt de Ricardo de Mattos
03. Juan José Morosoli - a solidão, a pureza, a viagem de Eduardo Maretti
04. O humor no divã de Freud de Carina Destempero
05. Cinquenta tons de cinza no mundo real de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2006
01. Digite seu nome no Google - 8/3/2006
02. Eu não uso brincos - 27/9/2006
03. Não quero encontrar você no Orkut - 8/2/2006
04. Poesia para os ouvidos e futebol de perebas - 7/6/2006
05. Ex-míope ou ficção científica? - 20/12/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
23/11/2006
17h14min
Os livros, pra mim, são como as poesias: imortais, imortalidades de nós. E concordo plenamente: acho que já olhei mais pra minha estante de livros nessa vida do que pros olhos de qq humano... rs... Agora, gostaria tanto que eles fossem enterrados comigo, não por egoismo de que alguém os tenha - precioso tesouro - mas pra que eles pudessem estar ali, ao alcance da minha alma que assim, teria motivo pra se levantar dali e ler, ler, ler... Adorei o texto. Um abraço, Simone
[Leia outros Comentários de Simone]
24/11/2006
01h42min
Quem tem alma de estante? Aquela onde cabem todos os bons livros? Em um livro cabe um universo e, numa estante, uma galáxia a explorar. Pois vamos passar desta e os livros vão ficar, ainda por muito tempo, a despeito de todo contexto digital. Por isso sou um eterno apaixonado pelo livro, a leitura do conteúdo, que constrói nosso cenário mental particular, inigualável em criatividade; tocar o papel, admirar a capa, contemplá-lo, voltar a lê-lo... Singela crônica. Saudação ex-libris...
[Leia outros Comentários de Adalberto Camargo]
25/11/2006
22h43min
Ana, esse seu texto ficaria ótimo no livro "Paixão pelos livros". Ah! um dia quero conhecer sua biblioteca e olhar, um pouquinho que seja, para seus livros. Pode? Saudade e um abraço. Áurea
[Leia outros Comentários de Áurea]
26/11/2006
19h08min
Sou apaixonada pelos livros... Em geral, são os meus melhores amigos. Parodiando Vinicius de Morais, os livros são os melhores amigos do homem, ou seja, são cachorros "encapados".
[Leia outros Comentários de Cinthia]
2/12/2006
10h17min
Salve, salve Ana Elisa! Apropriando um pouco do seu pensamento cito Monteiro Lobato "um país é feito de homens e livros". Santo Deus! Não consigo conceber que este país seja o do futuro se as pessoas não se aproximam do hábito de leitura como na Europa. Se soubessémos o quanto é vital a leitura, ficaríamos lendo pelo menos 1/3 de nossas vidas; somente desta forma iríamos nos transformar em melhores seres humanos em muitos sentidos.
[Leia outros Comentários de Elvis Mutti]
5/12/2006
19h13min
O hábito da leitura é realmente um prazer gastronômico, Ana Elisa. Textos como o seu também nos incitam a presentear os amigos. Acredito que o prazer da oferta se iguala ao de quem os recebe. Parabéns à família do Digestivo Cultural.
[Leia outros Comentários de Rosa Nina Serra]
24/4/2007
17h23min
Oi Ana: só agora descobri o Digestivo Cultural. Estou encantada com ele e com seus textos. Perfeitos. Este, então,tudo o que eu escreveria sobre livros. "Um conforto".
[Leia outros Comentários de Anna]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




THE CRIME IRAQS INVASION OF KUWAIT
BADR JASSEM AL YAKOUB
THE KUWAIT INFORMATION CENTRE
(1991)
R$ 12,82



TREM DE ISTAMBUL
GRAHAM GREENE
CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
(1961)
R$ 10,00



COMO FAZER QUASE TUDO
VÁRIOS AUTORES
READERS DIGEST
(1997)
R$ 30,00



ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR - INTRODUÇÃO CRÍTICA - 17ª EDIÇÃO - REV./AMPLI.
VITOR HENRIQUE PARO
CORTEZ
(2012)
R$ 46,95



MINHA PRIMEIRA PAIXÃO
ELENICE MACHADO DE ALMEIDA E PEDRO BANDEIRA
FTD
(1992)
R$ 10,00



MANUAL PRÁTICO DA ENERGIA PSÍQUICA
R. MICHAEL MILLER; JOSEPHINE M. HARPER
SICILIANO
(1989)
R$ 25,00



ANTONIO DIAS
SÉRGIO B. MARTINS
PINAKOTHEKE
(2016)
R$ 45,00



TEMPO SOCIAL - REVISTA DE SOCIOLOGIA DA USP - VOLUME 13
NÃO DEFINIDO
USP
(2001)
R$ 10,00



LIÇÕES DE GEOMETRIA DESCRITIVA
JOÃO LUCAS MAONI ANDRADE
NÃO INFORMADA
(1966)
R$ 25,00



O ESPIRITO DO AIKIDO
KISSHOMARU UESHIBA
CULTRIX
(2005)
R$ 90,00





busca | avançada
35192 visitas/dia
1,3 milhão/mês