Um aborrecimento e uma surpresa | Rafael Rodrigues | Digestivo Cultural

busca | avançada
64744 visitas/dia
1,7 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Evento de reinauguração da Praça do Centro de Convenções da Unicamp
>>> Oficina Som Entre Fronteiras está com inscrições abertas
>>> Projeto “Curtas de Animação” com estudantes da zona rural de Valinhos/SP
>>> Novos projetos do Festival de Dança de Joinville promovem atividades culturais para 120 alunos
>>> Toca do Morcego anuncia agenda primavera/verão 2022/2023
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
>>> Casos de vestidos
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
Colunistas
Últimos Posts
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
Últimos Posts
>>> Baby, a chuva deve cair. Blade Runner, 40 anos
>>> Conforme o combinado
>>> Primavera, teremos flores
>>> Além dos olhos
>>> Marocas e Hermengardas
>>> Que porcaria
>>> Singela flor
>>> O cerne sob a casca
>>> Assim é a vida
>>> Criança, minha melhor idade
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Nuvem Negra*
>>> Discurso de William Faulkner
>>> Os Incríveis
>>> Erik Satie
>>> Ronnie James Dio em 1983
>>> O Leão e o Unicórnio
>>> O outro Carpeaux
>>> Something that grows
>>> Façam suas apostas
>>> Tempo de aspargos
Mais Recentes
>>> Dicionário de Psicologia de Roland Doron & Françoise Parot pela Ática (2001)
>>> Teologia da Criação de Sinivaldo S. Tavares pela Vozes (2010)
>>> Sou Péssima Em Matemática! de Béatrice Rouer pela Scipione (1992)
>>> Morte de um Inglês de Magdalen Nabb pela Bonobo (2009)
>>> English Grammar in Use: a Self-study Reference and Practice Book For.. de Raymond Murphy pela Cambridge (1999)
>>> Atlas Visual Compacto do Corpo Humano de Rúbia Yuri Tomita pela Rideel (1999)
>>> A Grande Batalha de Pietro Ubaldi pela Fundapu (1984)
>>> Curso Prático de Dança do Ventre de Fairuza e Yasmin pela Madras
>>> Ricardo Amaral Apresenta: Vaudeville - Memórias de Ricardo Amaral pela Leya (2010)
>>> Deltora: a Cidade dos Ratos - 3 de Emily Rodda pela Fundamento (2006)
>>> Wordstar 5 Guia do Usuário de José A. A. Ramalho pela Mcgraw-hil (1990)
>>> O Rei Leão e a Memória do Mundo de Salma Ferraz pela Furb (1998)
>>> Catálogo de Selos Brasil 81 de Diversos Autores pela Ave Maria
>>> Alice no País das Maravilhas de Lewis Carroll (adp:) Ana Maria Machado pela Atica (2010)
>>> Alter Jornal de Estudos Psicodinâmicos Vol XVIII N1 de Caiuby de Azevedo Marques pela Regina Lúcia Braga (1999)
>>> Fireworks Mx 2004 de Centro de Desenvolvimento Pessoal pela Do Autor (2003)
>>> Globalização do Turismo de Mário Carlos Beni pela Aleph (2003)
>>> É Proibido Chorar de J. M. Simmel pela Nova Fronteira (1977)
>>> Judas Iscariotes e Outras Historias de Leonid Andreiév pela Claridade (2004)
>>> Pastoreio e Compaixão - uma Contribuição à Pastoral Urbana a Partir... de Alonso Gonçalves e Natanael Gabriel da Silva pela Fonte (2013)
>>> Cinza de Fênix de Alcides Buss pela Insular (1999)
>>> As Soluções Finais de Adolfo Zigelli pela Lunardelli (1975)
>>> Lucíola de José de Alencar pela Ática (2001)
>>> O Que é Psicologia de Maria Luiza S. Teles pela Brasiliense (2003)
>>> Casais Em Reflexão de Antonio M Fernandes pela Paulinas (1982)
COLUNAS

Sexta-feira, 19/10/2007
Um aborrecimento e uma surpresa
Rafael Rodrigues

+ de 4100 Acessos

Um livro pode muito bem ser uma obra excepcional para um leitor, mas ser um grande aborrecimento para outro. Talvez seja esse o caso de Correio Litorâneo (Record, 2007, 80 págs.), de Nereu Afonso da Silva. Vencedor do Prêmio Sesc de Literatura 2006 na categoria Contos, a obra teve um bom número de críticas favoráveis (além de ter passado pelo crivo da comissão julgadora do Prêmio). Com um histórico desses, pensei, o livro só pode ser bom. Mas não é.

Correio Litorâneo não tem boas histórias, nem é um livro divertido de ser lido. É, não se pode negar, um livro bem escrito, mas nada mais do que isso. O fato de ter um texto enxuto e fluido não garante a qualidade de uma obra. Além de forma, há de se ter conteúdo, justamente o que menos se vê nos contos de Nereu Afonso da Silva.

Afinal, o que há de reflexivo ou, sem querer cobrar tanto, divertido, em um conto como "Úngaro dos Passos", que narra a história de um garoto que, por pura peraltice, rouba um peixe na feira e, depois de apanhar do pai por isso, foge de casa, torna-se um ladrão e é enterrado como um santo? Mesmo caso é o do conto "Amarelinho, amarelinho", história de um vigarista que engana toda uma cidade dizendo ser rico, mas no momento não tem dinheiro algum, pois aguardava uma grande quantia ser transferida para sua conta bancária. Uma espécie de Zé Carioca, mas ao menos o Zé era engraçado. O vigarista do conto, nem isso. Nereu Afonso simplesmente narrou uma história batida, por demais conhecida (lendas assim existem aos montes). Não arriscou nem na forma do conto.

Outro conto que poderia ter um efeito bem melhor do que o alcançado(?) é "Um buraco na tarde". Bastava mudar o morto da história e retirar as onomatopéias (presentes em outros contos do livro), totalmente desnecessárias.

Há ainda o agravante de as histórias narradas nos contos terem dado origem a reportagens de um jornal chamado Correio Litorâneo. Um gancho que poderia ter sido melhor aproveitado - ou dispensado, já que não acrescenta nada ao livro, do jeito que foi utilizado.

* * *

Pouco praticada no Brasil, a prosa poética (ou poesia em prosa, como preferir) pode causar estranhamento ao leitor acostumado à prosa tradicional. O texto é escrito em forma de prosa, mas sua construção é um pouco mais complexa, mais cuidadosa. A escolha das palavras é feita como nos poemas, com um rigor um pouco maior que o da prosa pura. Definir a prosa poética não é a intenção deste texto, mas é necessário um breve divagar: na prosa tradicional, há espaço para imagens poéticas, é claro. Mas nenhum prosador, por melhor que seja, escreve um texto inteiramente ritmado, cadenciado. Do mesmo jeito que um poema não pode ser totalmente livre, por mais livre que ele seja. Um verso não pode ter três, quatro linhas. Se tiver, já não é poema, é poesia em prosa (ou prosa poética).

E, se já não é fácil escrever boa prosa, fazer poesia de qualidade parece ser ainda mais difícil. O que dizer, então, de um autor que escreve um romance em prosa poética (ou poesia em prosa)? No mínimo, que ele é ousado. Os mais conservadores o chamariam de louco. Casa entre vértebras (Record, 2007, 224 págs.), vencedor do Prêmio Sesc de Literatura 2006 na categoria Romance é o livro, e Wesley Peres é o seu autor.

O louco, na verdade, pode ser o protagonista do livro, um homem solitário, que passa os dias escrevendo e fazendo anotações para si mesmo e redigindo rascunhos de cartas para uma mulher sem nome, que em determinado momento resolve chamar de Ana.

As cartas, ou rascunhos, falam sobre a solidão vivida pelo protagonista, sobre sua infância, sobre seus medos, sobre o amor e sobre o ato da escrita. O homem que escreve parece viver num constante estado de melancolia e aflição (ou frustração?), por causa de sua solidão. Não se sabe se essa solidão é eventual, resultante de escolhas (se certas ou erradas, não importa, nem há espaço para tal questionamento, no livro) do protagonista ou se de algum problema psicológico (em algumas passagens o personagem parece ter perdido a razão). O que se sabe é que é um homem complexo, tentando conviver com seus demônios e manter-se vivo (talvez seja esse o motivo que o leva a escrever).

Muito do que um autor pode realizar com um livro depende do personagem que ele escolhe para protagonizá-lo. E o protagonista de Casa entre vértebras dá a Wesley Peres toda a liberdade necessária para criar o que bem entender, desde aliterações a neologismos, mas sem cair no exagero de "inventar uma nova linguagem". É muito mais um "brincar com as palavras". Wesley Peres caminha bem distante dos imitadores de Guimarães Rosa e James Joyce. Fica mais próximo dos seguidores (no bom sentido) de Fernando Pessoa e Franz Kafka.

Casa entre vértebras é uma obra intrigante, porque não se tem absoluta certeza do que se passa com o protagonista, e instigante, porque "cada uma das palavras escritas se endereça a uma outra palavra da mesma carta" e, como uma carta leva a outra, todas têm uma ligação e cada uma delas revela um pouco do personagem.

É um livro ambicioso, sem ser pretensioso. Uma obra que merece ser lida e relida com a atenção e, paradoxalmente, com o descompromisso que só os bons livros merecem e sabem ter.

Para ir além









Rafael Rodrigues
Feira de Santana, 19/10/2007


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O palhaço no poder de Luís Fernando Amâncio
02. Um Furto de Ricardo de Mattos
03. O que não fazer em época de crise de Fabio Gomes
04. A natureza selvagem da terra de Elisa Andrade Buzzo
05. Solidão Moderna de Mentor Muniz Neto


Mais Rafael Rodrigues
Mais Acessadas de Rafael Rodrigues em 2007
01. O óbvio ululante, de Nelson Rodrigues - 2/11/2007
02. O nome da morte - 16/2/2007
03. História dos Estados Unidos - 29/6/2007
04. Os dois lados da cerca - 7/12/2007
05. O homem que não gostava de beijos - 9/3/2007


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Eu Chovo, Tu Choves, Ele Chove...
Sylvia Orthof
Objectiva
(2001)



Casamento , Término & Reconstrução - 8ª Ed - Revista e Atualizada
Maria Tereza Maldonado
Integrare
(2009)



Teresa - A Santa apaixonada
Rosa Amanda Strausz
objetiva
(2005)



Raízes do Sucesso Empresarial a Experiência de Três Empresas
Haroldo Vinagre Brasil
Atlas
(1995)



Orçamento e Controle - Economia e Finanças
Fabiano Simoes Coelho, Ronaldo Miranda Pontes
Fgv
(2018)



Para Onde Vai a Cultura Brasileira?: Desafios Pastorais
Estudos Cnbb
Edicoes Paulinas
(1990)



Ideologia e Cidadania
J. B. Libanio
Moderna
(2004)



Il Drappo Scomparso
Slawka G. Scarso
Casa Delle Lingue
(2014)



Factoring Passo a Passo - as Quatro Operações - Confira!
Antonio Carlos Donini
Klarear
(2003)



Segredos do Toque Amoroso
Franz Benedikter
pallas
(2002)





busca | avançada
64744 visitas/dia
1,7 milhão/mês