Teoria dos jogos | Gian Danton | Digestivo Cultural

busca | avançada
31843 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
Colunistas
Últimos Posts
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O escritor pode
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> Os 60
>>> Tico-Tico de Lucía
>>> Abdominal terceirizado - a fronteira
>>> Cinema é filosofia
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Mulher no comando do país! E agora?
>>> YouTube, lá vou eu
>>> YouTube, lá vou eu
Mais Recentes
>>> A Alma do Poeta (Vinicius de Moraes) de Revista Bravo - Janeiro 2009- Ano 11 - nº 137 pela Abril Cultural (2009)
>>> Jardim Botânico de São Paulo de Juan Esteves & Maria Guimarães pela Terceiro Nome (2012)
>>> Música Faz - vol. 1 - A arte musical na prática escolar - Ensino médio de Yara Alves- Larissa Vitorino pela Htc (2011)
>>> Teimosia da imaginação. Dez artistas brasileiros de Maria Lúcia Montes pela Martins Fontes (2012)
>>> Panoramas. A paisagem brasileira no acervo do Instituto Moreira Salles de Carlos Martins pela Ims (2012)
>>> Andanças de Um Cavaleiro e Outras Novelas de Tennesse Williams pela Espressão e Cultura (1970)
>>> Tributação de Bens Digitais: a Disputa Tributária ... de Tathiane Piscitelli/Fernando Rezende pela FGV Direito (2018)
>>> Caiapó Metutire. Os guerreiros pintados de negro. de Paulo Pinagé & Vito D'Alessio pela Dialeto (2004)
>>> Inglês Sem Mistério Para Concursos de Robson Machado pela Fortium (2005)
>>> Carnaval Brasileiro - O Vivido e o Mito de Maria Isaura Pereira de Queiroz pela Brasiliense/ SP (1992)
>>> Treinamento da Argumentação: Persuadir Em Vez de Contrariar... de Tom Werneck e Reinhard Grasse pela Ediouro/ RJ. (1982)
>>> O encanto das aves. The magic of birds de Ricardo Martins pela Fm (2009)
>>> Portoghese Dizionario essenzaiale Portoghese-Italiano - Italiano-Portoghese de Zanichelli pela Zanichelli (1997)
>>> Princípios de Organização Japoneses: Melhor Produtividade ... de Peter Engel pela Ediouro/ RJ. (1982)
>>> O Dom de Voar de Richard Bach pela Record/ RJ.
>>> O Dom de Voar de Richard Bach pela Record/ RJ.
>>> O Dom de Voar de Richard Bach pela Record/ RJ.
>>> Licença de Marca - Aspectos Jurídicos e Econômicos de Um Contrato ... de Thiago Jabur Carneiro pela Juruá (2012)
>>> O Aleijadinho Arquiteto e Outros Ensaios Sobre o Tema/ Inclui CD de André Guilherme Dornelles Dangelo (e outro) pela Ed. da Escola de Arquit. da UFMG./ Belo Hte. (2008)
>>> Concerto Carioca de Antonio Callado pela Nova Fronteira (1985)
>>> Imperialismo / Discutindo a História de Héctor H. Bruit pela Atual/ Sp. (2001)
>>> Imperialismo / Discutindo a História de Héctor H. Bruit pela Atual/ Sp. (1995)
>>> Imperialismo / Discutindo a História de Héctor H. Bruit pela Atual/ Sp. (1995)
>>> Prêmio FCW 2004 de Fotografia Publicitária Fundação Conrado Wessel de Diversos Autores pela Fcw (2005)
>>> A Questão dos Livros - Passado Presente e Futuro de Robert Darton pela Companhia das Letras (2010)
>>> Mar de homens de Roberto Linsker pela Terra Virgem (2005)
>>> Arte de Perto - Volume Único de Maurílio Andrade Rocha e outros pela Leya (2016)
>>> Palco Paulistano. São Paulo Stage de Vânia Toledo pela Imprensa Oficial (2009)
>>> Todo Paciente Tem Uma Historia Para Contar - Mistérios médicos e a arte do diagnóstico de Dra. Lisa Sanders pela Zahar (2010)
>>> Da Ação direta de declaração de Inconstitucionalidade no Direito Brasileiro de Alfredo Buzaid pela Saraiva (1958)
>>> Ações Cominatórias no Direito Brasileiro de Moacyr Amarral Santos pela Max Limonad (1962)
>>> Do Mandado de Segurança e de Outros meios de Defesa Contra atos do poder público de Castro Nunes pela José Aguiar Dias (1967)
>>> Estudos e pareceres de direito processual Civil de Alfredo Buzaid pela Revista dos Tribunais (2002)
>>> Corinthians é preto no branco de Washington Olivetto e Nirlando Beirão pela Dba (2002)
>>> Do Mandado de Segurança Volume 1 de Alfredo Buzaid pela Saraiva (1989)
>>> Estudos de Direito de Alfredo Buzaid pela Saraiva (1972)
>>> Da Ação Renovatória de Alfredo Buzaid pela Saraiva (1981)
>>> Projeção do Corpo Astral de Sylvan J. Muldoon e Hereward Carrington pela Pensamento
>>> Atribuições dos juízes municipaes de Orphãos e Ausentes na Republica de José Tavares Bastos pela Livraria Garnier (1914)
>>> Novo Dicionário de Processo Civil de Eliézer Rosa pela Livraria Freitas Bastos S.A (1986)
>>> O Novo processo Civil Brasileiro de José Carlos Barbosa Moreira pela Forense (2005)
>>> Manual do Advogado de Valdemar P. da Luz pela Sagra (1999)
>>> Teoria e prática do Despacho Saneador de Jônatas Milhomens pela Forense (1952)
>>> Código de processo Civil Anotado de Sálvio de Figueiredo Teixeira pela Saraiva (1993)
>>> Novo processo Civil Brasileiro de José Carlos Barbosa Moreira pela Forense (1998)
>>> A Prova Civil de José Mendonça pela Livraria Jacintho (1940)
>>> A Morte de Rimbaud de Leandro Konder pela Companhia das Letras/SP. (2000)
>>> Prova Civil Legislação Doutrina Jurisprudência de Raphael Cirigliano pela Forense (1939)
>>> Código do Processo Civil e Commercial para Districto Federal de J. Miranda Valverde pela Impresa Nacional (1927)
>>> De Pessoa a Pessoa - Psicoterapia Dialógica de Richard Hycner pela Summus (1995)
COLUNAS

Segunda-feira, 1/2/2010
Teoria dos jogos
Gian Danton

+ de 4500 Acessos

Criada no rastro da revolução científica que foi o surgimento da cibernética, a Teoria dos Jogos é um interessante recurso científico para a solução de conflitos. Criada por John von Neumann e depois desenvolvida pelo Prêmio Nobel John Nash (cuja vida foi retratada no filme Uma mente brilhante), essa teoria parte do princípio de que estamos, constantemente, jogando, seja na empresa, no casamento, ou na relação com os amigos.

Existem dois tipos de jogos: os de soma zero e os de soma dois. Nos jogos de soma zero, se uma parte ganha, a outra, obrigatoriamente, perde (-1+1= 0). Nos jogos de soma 2, os ganhos de uma parte revertem em ganhos também para a outra parte envolvida na contenda (1+1=2).

Aparentemente, todos os jogos são do tipo soma zero. Em um jogo de xadrez, todo mundo joga para ganhar, o que significará a derrota de seu adversário. Em uma guerra, os países lutam para ganhar e, portanto, derrotar seus adversários. Assim, para a maioria dos pensadores antigos, a melhor estratégia em um jogo é procurar ter o maior ganho individual.

As situações de jogo ganharam uma metáfora do famoso paradoxo do prisioneiro. Nesse dilema, dois bandidos são presos e colocados em celas separadas. Os policiais, então, fazem a mesma proposta para cada um deles:

1 ― Se os dois ficarem quietos e não denunciarem seu companheiro, os dois serão libertados (nessa situação, os dois cooperam entre si).

2 ― Se um deles denunciar o outro, mas o outro não o denunciar, o que denunciou ficará livre, enquanto o outro pegará um ano de detenção.

3 ― Se os dois denunciarem um ao outro, ambos ficarão presos, juntos, por seis meses.

Na primeira situação, os dois cooperam entre si. Na segunda situação, um coopera e o outro não. Finalmente, na terceira situação, nenhum dos dois coopera. Detalhe: os bandidos estão em celas diferentes e um não sabe o que o outro fez.

O que você faria em uma situação como essa?

De todas as possibilidades, a segunda é sem dúvida a pior. Se eu coopero e o outro não, eu fico com todo o prejuízo e ele com todo o lucro.

A terceira opção também não é das melhores. Nesse caso, os dois não cooperam e dividem o prejuízo. Além do que, os dois na mesma cela, sabendo que um traiu o outro, pode levar a algumas noites de sono.

A melhor opção seria, claro, os dois cooperarem. Mas é um jogo arriscado, pois se eu cooperar, o outro pode não cooperar e, como já vimos, essa é a pior solução.

A lógica nos diz que a melhor resposta seria não cooperar, ou seja, trair. Mas John Nash demonstrou que isso é válido apenas para jogos com uma única partida. Nos jogos com várias partidas, a melhor estratégia é começar cooperando e fazer depois o que o outro fez na partida anterior. Se ele cooperou, continuamos cooperando. Se ele traiu, nós o punimos traindo também. As estatísticas demonstram que essa é a estratégia que garante melhores resultados.

Na vida cotidiana, a maioria dos jogos é de várias partidas. As relações entre patrões e empregados, marido e mulher, colegas de classe, amigos, são sempre jogos de várias partidas. O que a teoria dos jogos diz é se deve começar cooperando. Deve-se iniciar com boa vontade, confiando na outra parte. Mas se a outra parte não cooperar, deve-se puni-la, não cooperando na partida seguinte e dando uma mensagem clara: traições serão sempre punidas.

Uma relação profissional, por exemplo, nunca dará certo se as partes desconfiarem uma da outra. Se o patrão parte do princípio de que o funcionário irá sempre traí-lo e o funcionário pensa o mesmo do patrão, estabelece-se um clima organizacional dos mais temerários.

Ao contratar uma pessoa, a empresa normalmente estabelece com o funcionário uma relação de confiança. Mas as traições são, ou pelo menos deveriam ser, punidas. O patrão pede ao funcionário que fique dez minutos a mais para terminar um trabalho e o funcionário fica porque sabe que, no dia em que chegar 10 minutos atrasados, contará com a compreensão do empresário.

Quando a relação de cooperação mútua é quebrada sem punição, uma das partes acaba arcando com todo o prejuízo. O funcionário que fica dez minutos depois do horário sem cobrar hora extra, mas se aceita ser descontado ao atrasar 10 minutos acaba se tornando capacho da empresa. Da mesma forma, a empresa que vê o funcionário chegar atrasado todo dia, sem que isso seja descontado, terá um funcionário eternamente traidor.

Descobri isso na prática ao trabalhar para uma faculdade para a qual implantei três cursos de comunicação (Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Relações Públicas). Na época, eu era apenas professor horista de cursos sequenciais, mas fiz os projetos dos três cursos e recebi as comissões.

Escrever projetos de curso e receber comissões é o tipo de trabalho que costuma ser muito bem remunerado por consultores profissionais, pois envolve uma complexidade de ações e muitas responsabilidades, mas eu o fiz de graça, pois contava que a empresa colaboraria, numa relação de mútuo lucro.

Quando os cursos foram finalmente implantados, assumi as coordenações, mas com um salário muito abaixo do esperado. Na verdade, menor que da maioria dos meus colegas professores horistas, alguns apenas graduados. Primeira traição.

Na mesma época da elaboração dos projetos eu comecei a sugerir mudanças no marketing da instituição, que na época era totalmente amador. Logo, eu estava fazendo material de publicidade e assessoria de imprensa sem que isso incidisse sobre meu salário. Comecei a receber, inclusive, reprimendas quando havia problemas nessa área.

Quando surgiu uma oportunidade de fazer doutorado, pedi apoio à instituição e recebi um sonoro não. O argumento é de que a instituição era ainda muito nova e não poderia arcar com ajuda financeira a professores.

Já entrávamos no segundo ano e as reuniões, para elaboração de calendários e outros trâmites acadêmicos, entravam pela noite, até nos feriados e domingos, sem que se falasse em hora extra. Nessa época precisei faltar em um sábado de manhã e descobri, surpreso, que a falta tinha sido descontada de meu contracheque.

A gota d'água aconteceu quando meu telefone tocou uma hora da manhã e era uma das diretoras me informando que uma comissão do MEC de Turismo (um curso no qual eu não lecionava) iria chegar aquela madrugada e que eu deveria pegá-los no aeroporto.

Cada traição não punida dava aos donos da faculdade uma mensagem clara: eu sempre iria colaborar unilateralmente. Como o prisioneiro ingênuo do dilema, eu arcava sozinho com todo o prejuízo, enquanto a outra parte ficava com todo o lucro. Uma vez estabelecido esse esquema, é praticamente impossível reverter a situação.

Acabei saindo da faculdade e para o meu lugar foram contratados três coordenadores, cada um recebendo o dobro do que eu ganhava.


Gian Danton
Macapá, 1/2/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. estar onde eu não estou de Luís Fernando Amâncio
02. Estevão Azevedo e os homens em seus limites de Guilherme Carvalhal
03. Literatura, quatro de julho e pertencimento de Guilherme Carvalhal
04. Oswald de Andrade e o homem cordial de Celso A. Uequed Pitol
05. 'A Imaginação Liberal', de Lionel Trilling de Celso A. Uequed Pitol


Mais Gian Danton
Mais Acessadas de Gian Danton em 2010
01. Os dilemas da globalização - 8/11/2010
02. Glauco: culpado ou inocente? - 29/3/2010
03. 2009: intolerância e arte - 4/1/2010
04. Maria Erótica e o clamor do sexo - 25/10/2010
05. As fronteiras da ficção científica - 3/5/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




TRÁGICA PAIXÃO
ASSIS BRASIL
ABERTO
R$ 10,00



PORTUGUÊS: DIALOGANDO COM TEXTOS 6º ANO 5ª SÉRIE
BEATRIZ MARCONDES/PAULA PARISI E LENIRA BUSCATO
POSITIVO
(2007)
R$ 30,00



TIPOS PSICOLÓGICOS DE JUNG E MYERS-BRIGGS (MBTI): UM ENFOQUE GERENCIAL
DERLI LUÍS ANGNES
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00



PERGUNTE AO MAX
MAX GEHRINGER
GLOBO
(2007)
R$ 4,00



VAMOS CONSTRUIR LARES FELIZES
PE. F. J. HEGGEN/PROF J. C. MARLET
PAULINAS
(1984)
R$ 6,00



A CHAVE DO PODER MÁGICO
J R R ABRAHÃO
PACIFIC POST
(1995)
R$ 20,00
+ frete grátis



O BAIRRO GETÚLIO VARGAS E A GRANDE FAXINA DOS ANOS 70
DIEGO CIPRIANO
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00



HENRI WALLON
MARIA JOSÉ GARCIA WEREB ET ALII
ÁTICA
(1986)
R$ 45,00



CÂMERA NA MÃO, O GUARANI NO CORAÇÃO
MOACYR SCILIAR
ÁTICA
(2002)
R$ 13,00



ANÁLISE AMBIENTAL DA ÁGUA DA LAGUNA DE IGUAPE, MUNICÍPIO DE AQUIRAZ CE
SANDRO SILVEIRA, LORECI GISLAINE UND CARLA MARIA SALGADO
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 391,00





busca | avançada
31843 visitas/dia
1,0 milhão/mês