Trem na Espanha | Eduardo Mineo | Digestivo Cultural

busca | avançada
41731 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
>>> Steve Jobs em 1997
>>> Jeff Bezos em 2003
>>> Jack Ma e Elon Musk
>>> Marco Lisboa na Globonews
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Marco Lisboa na Globonews
>>> Bibliotecas públicas, escolares e particulares
>>> O Vendedor de Passados
>>> Entre a crise e o espectro do humor a favor
>>> Dicas para a criação de personagens na ficção
>>> Tiros, Pedras e Ocupação na USP
>>> Oficina de conto na AIC
>>> Crônica em sustenido
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> O julgamento do mensalão à sombra do caso Dreyfus
Mais Recentes
>>> O Papa e o Concílio de Janus pela Elos
>>> Cristianismo Rosacruz ( Em 02 volumes) de Max Heindel pela Kier (1913)
>>> A Grande pirâmide revela seu segredo de Roselis Von Sass pela Ordem do Graal na Terra (1972)
>>> Obras Interpretação Sintética do Apocalipse de Cairbar Schutel pela O Clarim (1943)
>>> Poesias Completas de Mário de Andrade pela Martins (1974)
>>> As Cruzadas - Livro 1 - a Caminho de Jerusalém de Jan Guillou pela Berttrand Brasil (2006)
>>> O Romance da Astrologia ( Em 03 volumes) de Omar Cardoso pela Iracema
>>> A Grande Caçada de Robert Jordan pela Intrinseca (2014)
>>> Livro Vermelho dos Pensamentos de Millôr de Millôr Fernandes pela Nordica (1974)
>>> Outra Você de Newton Tornaghi pela Rio de Janeiro (1977)
>>> Emagreça Comendo de Dr. Lair Ribeiro pela Objetiva (1993)
>>> Rosa e Lotus Invocações Espirituais de Molinero Yogakrisnanda pela Mandala
>>> Fim dos Tempos de Omar Cardoso pela Artenova (1975)
>>> magia y Sacrificio en la historia de las Religiones de H. Hubert y M. Mauss pela Lautaro (1946)
>>> Apenas uma Sombra de Mulher de Fernando do Ó pela Federação Espírita Brasileira (1950)
>>> Quando tudo falha de Rodolpho Belz pela Casa Publicadora Brasileira (1984)
>>> O Capataz de Salema / Antônio Conselheiro / Marechal, Boi de Carro de Joaquim Cardozo pela Agir/MEC (1975)
>>> La Isla Magia de W.B. Seabrook pela Cenit S.A. (1930)
>>> Un Nuevo Modelo Del Universo de Pedro Ouspensky pela Sol (1950)
>>> La Puerta ( Egipto) de Vários pela Obelisco (1990)
>>> Arpas Eternas (Em 03 volumes) de Hilarion de Monte Nebo pela Fraternidad Cristiana (1952)
>>> Muitas vidas muitos Mestres de Brian L. Weiss M.D. pela Salamandra (1991)
>>> O Sentido da Vida de Valfredo Tepe pela Mensageiro da Fé Ltda (1971)
>>> A aurora cósmica de Eric Chaisson pela Francisco Alves (1984)
>>> Deus Fala a seus Filhos de Elenore Beck pela Verbo Divino (1993)
>>> Encontro com a Alma Gêmea de Paulo Kronemberger pela Novo Milênio (1993)
>>> The Reincarnation Workbook de J.H. Brennan pela The Aquarian Press (1989)
>>> A Granja do Silêncio de Paul Bodier pela Federação Espírita Brasileira
>>> Os Astros Governam nossa Vida de Perpétuo Horário pela Pensamento
>>> La vida de Buda de A. Ferdinand Herold pela Lautaro (1944)
>>> Viagem no Tempo Expansão da Consciência Temporal de Colin Bennett pela Ediouro (1987)
>>> Fraternidade Rosacruz ( O enigma da vida e da morte) de Max Heindel pela Edição do Autor
>>> A L'Ombre des Monastères Thibétains de Jean M. Riviére pela Victor Attinger (1956)
>>> O Espirito Consolador de Padre V. Marchal pela Pensamento (1930)
>>> Los Misterios Rosacruces de Max Heindel pela Kier (1955)
>>> Rosa Cruz de Krumm Heller pela Kier (1944)
>>> Los Raja y Hatha Yogas de Ernesto Wood pela Schapire (1949)
>>> Autodefensa Psiquica de Dion Fortune pela Luiz Cárcamo (1979)
>>> Filosofia Elementar da Rosacruz Moderna de J. Van Rijckenborgh pela Lectorium Rosicrucianum (1975)
>>> Jesus (La Mision de Cristo) de Eduardo Schuré pela Victor Hugo (1944)
>>> Amor e Sabedoria de Emmanuel de Clovis Tavares pela Calvário (1970)
>>> Rosa Esoterica de Krumm Heller pela Kier (1938)
>>> Manual Informativo do Membro da Sociedade Teosófica de Armando Sales pela Sociedade Teosófica (1951)
>>> Cartas da prisão de Frei Betto pela Civilização Brasileira (1977)
>>> Los Antiguos Simbolos Sagrados de Ralph M. Lewis F.R.C. pela Suprema Gran Logica de Amorc (1950)
>>> El Hijo de Zanoni de Sévaka pela Mexicana (1975)
>>> Em Busca da Verdade de Ruth Montgomery pela Record (1967)
>>> Recolecciones de un Místico ( La Fraternidad Rosacruz) de Max Heindel pela Kier (1944)
>>> Enseñanzas de un Iniciado de Max Heindel pela Kier (1955)
>>> Principios Rosacruces de H. Hogar y los Negocios pela Gran Logica Suprema de Amorc (1929)
COLUNAS

Segunda-feira, 16/8/2010
Trem na Espanha
Eduardo Mineo

+ de 5900 Acessos

Estou viciado em Jeffrey Bernard, embora ele represente muito daquilo que eu desprezo, ou seja, o tipo canastrão, de valores flexíveis demais. Quer dizer, não tão flexíveis porque a gente se encontra em quase tudo o que ele escreve, mas as coisas ficam estranhas na medida em que o assunto caminha para mulheres, casamentos etc. Minha vida é terra firme e a dele flutua. De qualquer forma, ele me acompanhou durante toda a minha viagem pela Itália com seus Low Life e More Low Life, que reúnem as colunas que escreveu para a Spectator. E "Train in Spain" foi a coluna que mais me interessou, pois conta aquilo que eu estava vivendo no momento, mais ou menos da maneira como eu enxerguei também, embora no final das contas eu tenha gostado muito da minha viagem e também tive mais cuidado ao escrever sobre os imigrantes do que ele teve com os árabes. Cheguei até mesmo a tirar da minha tradução as partes mais ofensivas, e depois tentei suavizar o tom, mas o discurso ficou tão deficiente que preferi mantê-las e acreditar que os leitores terão senso de humor suficiente para rir delas como eu ri.

Trem na Espanha
por Jeffrey Bernard

É amplamente alegado que as palavras imortais "nunca dê uma chance a um otário" foi de W.C. Fields, mas não foi dele. Foi Deus quem as murmurou durante um cochilo na tarde do sétimo dia. Alguns milhões de anos depois, os árabes cunharam o provérbio "num minuto a vida está em suas mãos, no minuto seguinte, na sua bunda". E três semanas atrás, passei a noite toda acordado por dois rouxinóis que estavam cantando numa laranjeira no lado de fora da janela do meu quarto, na Espanha. Bom, o quarto não era exatamente meu, mas eu esperava que eles pelo menos tirassem os rouxinóis antes de me alugar um quarto nos Jardins da Espanha. Keats, Granados, de Falla? Não me faça rir.

Mas para começar do começo, me disseram "não vá de avião, veja a Espanha, pegue o trem em Madrid e conheça o interior". O que eles não me disseram foi que "se você for de trem, a viagem vai durar treze horas e você ficará cercado por camponeses marroquinos cagando no chão". Eu sei que esta última parte pode soar tão mal quanto um bêbado de dentadura tentando assoviar, mas é bem verdade. É realmente impressionante, essa gente. Me processe por racismo se quiser, mas estou aqui para te dizer que os árabes são bem medonhos. Não me importo se eles furtam a Marks and Spencer com £5.000 no bolso ― o dinheiro deve ser para autoindulgências ―, e não me importo se eles ficam de cócoras na frente da minha cabine devorando melões, mas depois de cuidar de seus rebanhos e vendê-los, eu queria que eles não embarcassem no meu trem. Enfim, eu levei meu pulmão direito à Espanha para pegar um ar, mas esta viagem tirou outro ano da vida dele.

Me recuperei após dois dias numa piscina só minha, debaixo de um Sol que iluminava a floresta de carvalho que ia até o mar cintilante, onde eu admirava do outro lado as montanhas azuis da África cheias de, sem dúvida, camponeses cagando perto de seus rebanhos. Era um sinal divino, mas Deus, onipresente e não querendo deixar por menos, colocou ainda alguns urubus sobrevoando aquele céu só por minha causa. Se não eram rouxinóis, eram urubus. Por que fui escolhido assim era a minha maior preocupação naqueles dias, enquanto eu vagava pelos bares de Tarifa. Também me ocorreu que, se Norman colocasse uns pedaços de polvo, chouriço e saladas no bar do Coach & Horses e se ele também servisse vodkas quádruplas por 45 centavos, tudo acompanhado pelo dedilhar de violões e batidas de castanholas, então talvez ele não fosse um cara tão infeliz.

Foi perto da piscina ― posta por Ele, já que eu não posso nadar ― numa tarde que conheci Helen, a viúva inglesa que morava ali. Uma encantadora e amigável senhora. Ela tinha apenas duas falhas que eu podia ver e ouvir: ela dizia "bom, é isso aí" em resposta a tudo que eu dizia, e ela estava sempre acompanhada por um cachorro chamado Roy. Como Alan Rawsthorne me disse uma vez, "nunca confie num cachorro de nome esquisito". E ele estava certo. Roy ficava na mesma rua de Keats, Granados e de Falla latindo para os rouxinóis na virada da noite. Mas Helen era excêntrica com cachorros e tinha um vira-lata por ali que ela alimentava todo dia. Toda manhã ela estacionava o carro precisamente na estrada da montanha, saía, assoviava e dava pedaços de presunto parma para esta coisa que vinha cambaleando de trás das pedras. Quero dizer, simplesmente não se dá presunto parma para cachorros! É como oferecer sanduíche a um gato. De qualquer modo, esta era a rotina toda manhã. Logo depois, ela ainda nos levava até o mercado de Tarifa, ou através da costa até um hotel que pertencia a nazistas criminosos de guerra, onde eu bebi coquetéis enquanto ela levava Roy para caminhar na praia e latir para turistas com peitos de fora. Pensando bem, eu acho que as pessoas não gostavam muito do Roy.

Então lá estava eu, pegando um bronzeado saudável no meio de um cinematográfico idílio alcoólico e culinário quando Aquele Que Deve Ser Amado jogou sua última carta das férias. Eu estava sentado perto da piscina numa tarde pensando se alguma das laranjas locais acabaria na barraquinha do Charlie na Berwick Street quando de repente eu tive esta terrível dor no peito. Eu supus que deve custar umas 500 libras por semana para ficar doente na Espanha e eu quero ser cremado na Inglaterra e não servir de alimento para os urubus ou para o Roy. A única forma de voltar para Londres era via Málaga e a única forma de chegar em Málaga era de táxi. Consegue imaginar 160 quilômetros num táxi? Minha carteira evaporou. Sem contar a passagem de avião para Madrid. Ainda assim, melhor que o cheiro dos camponeses marroquinos. Quando voltei, me senti melhor. Foi tudo uma zona, mas esta é a vida, ou, como diria Helen, é isso aí.


Eduardo Mineo
São Paulo, 16/8/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Casa Arrumada de Ricardo de Mattos
02. Livrarias de Ricardo de Mattos
03. Ação Social de Ricardo de Mattos
04. Carmela morreu. de Ricardo de Mattos
05. Palavra de Honra de Daniel Bushatsky


Mais Eduardo Mineo
Mais Acessadas de Eduardo Mineo
01. O físico que era médico - 23/4/2007
02. Projeto Itália ― Parte I - 1/6/2010
03. A comédia de um solteiro - 3/12/2007
04. Projeto Itália ― Parte II - 14/6/2010
05. A propósito de Chapolin e Chaves - 24/9/2007


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




NUEVO LISTO - VOLUME ÚNICO - COM CADERNO DE EXAMES
ROBERTA AMENDOLA
SANTILLANA
(2012)
R$ 64,90



ASTROLOGIA: CIÊNCIA OU SUPERSTIÇÃO?
LINNEU HOFFMANN
MUSEU DA ASTRONOMIA
(1994)
R$ 31,28



SOMOS DA QUARTA COLÔNIA
RAFAELA VENDRUSCOLO
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 419,00



QUAL É A TUA OBRA?
MARIO SERGIO CORTELLA
VOZES
(2007)
R$ 20,00



VIVER É CRISTO
R. W. GLEASON
VOZES
(1967)
R$ 10,00



PREVISÃO E CONTROLE DAS FUNDAÇÕES
URBANO RODRIGUEZ ALONSO
EDGARD BLUCHER
(1991)
R$ 43,00



JUCA JABUTI, DONA LEÔNCIA E A SUPERONÇA
ORIGENES LESSA
MODERNA
(1982)
R$ 8,00



A ÉTICA
ANGÈLE KREMER-MARIETTI
PAPIRUS
(1989)
R$ 18,00



BÓRGIA 2 VOLUMES
MICHEL ZEVACO
MINERVA
R$ 20,00



POLIEDRO ROMA 1965/66
MURILO MENDES
JOSÉ OLYMPIO
(1972)
R$ 50,00





busca | avançada
41731 visitas/dia
1,1 milhão/mês