O Valor da Ideia | Daniel Bushatsky | Digestivo Cultural

busca | avançada
86234 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> ZapMusic, primeiro streaming de músicos brasileiros, abre inscrições para violonistas
>>> Espetáculo de dança em homenagem à Villa-Lobos estreia nesta sexta
>>> Filó Machado comemora 70 anos de vida e 60 de carreira em show inédito com sexteto
>>> Série 8X HILDA tem sessões com leitura das peças As Aves da Noite e O Novo Sistema
>>> Festival Digital Curta Campos do Jordão chega a todo o território nacional com 564 filmes inscritos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgĺrd
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> A TETRALOGIA BUARQUEANA
>>> Bom de bico
>>> Diário oxigenado
>>> Canção corações separados
>>> Relógio de pulso
>>> Centopéia perambulante
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
>>> A vida é
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A casa da Poesia
>>> De Auschwitz a ClubMed
>>> À propos de Nice (1930)
>>> Sonhos olímpicos nos Lençóis Maranhenses
>>> Lifestyle Media
>>> A voz de Svetlana em Paraty
>>> São João del-Rei
>>> Convite para as coisas que não aconteceram
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Where I End and You Begin
Mais Recentes
>>> São paulo , políticas públicas e habitação popular de Celine sachs pela Edusp (1999)
>>> Cidade de muros de Teresa pires do rio caldeira pela Edusp (2000)
>>> Por que democracia? de Francisco c weffort pela Brasiliense (1985)
>>> Por que democracia? de Francisco c weffort pela Brasiliense (1985)
>>> Da totalidade do lugar de Milton santos pela Edusp (2012)
>>> Região : espaço ,linguagem e poder de Jean rodrigues sales pela Alameda (2010)
>>> Economia política da urbanização de Paul singer pela Contexto (1998)
>>> Pequena história da agricultura brasileira de Tamás szmrecsányi pela Contexto (1998)
>>> Amêndoa de Nedjma pela Objetiva (2004)
>>> Tatu - Balão de Sônia Barros pela Alegria (2014)
>>> Papai! (Livro infantil) de Philippe Corentin pela Cosac Naify (2014)
>>> Documentos historicos municipais de Valeria agra pela C E H m (2011)
>>> Jurisdição Comunitária de Marcelino Meleu pela Lumen Juris (2014)
>>> O Estado e a Revolução de Lenin pela Expressão Popular (2007)
>>> Pedagogia e estética do teatro do oprimido: Marcas da arte teatral na gestão pública de Dodi Leal pela Hucitec (2015)
>>> Constitucionalismo Latino-Americano: Tendências Contemporâneas de Antonio Carlos Wolkmer , Milena Petters Melo pela Juruá (2013)
>>> Qu'est-ce que la démocratie? de Alain Touraine pela Le Livre de Poche (1997)
>>> Sobre a questão judaica de Karl Marx pela Boitempo (2010)
>>> O direito dos oprimidos de Boaventura de Sousa Santos pela Cortez (2015)
>>> La domination masculine de Pierre Bourdieu pela Éditions du Seuil (2002)
>>> Le citoyen de Marie Gaille (Apres.) pela Flammarion (1998)
>>> Le langage silencieux de Edward T. Hall pela Éditions du Seuil (2000)
>>> O 18 Brumário de Luis Bonaparte de Karl Marx pela Escriba (1968)
>>> Citoyenneté et politiques sociales de Annick Madec; Numa Murard pela Flammarion (1995)
>>> Sociologie de la vie politique française de Michel Offerlé pela La Découverte (2004)
COLUNAS >>> Especial Eleições 2010

Segunda-feira, 4/10/2010
O Valor da Ideia
Daniel Bushatsky

+ de 3600 Acessos
+ 2 Comentário(s)


LIANA TIMM© (http://timm.art.br/)

Como mudar uma ideia? O filme A Origem, com Leonardo DiCaprio, discute não só isto, mas também qual é o valor de uma ideia. No thriller, que tem direção e roteiro de Christppher Nolan, o personagem de DiCaprio precisa entrar no sonho do herdeiro de uma grande empresa para que este dê outro destino para os negócios do pai, em vez do que está pré-definido no testamento, que é a continuidade da empresa. É uma espionagem industrial de última instância. Não é somente roubar a "novidade", mas sim alterá-la.

Isto só seria possível caso eles conseguissem entrar em uma terceira dimensão do sonho, ou seja, o sonho dentro do sonho dentro de outro sonho. A ideia central é que só atingindo o subconsciente você consegue alterar a raiz de um pensamento primário, como, no caso do filme, manter/alterar o império construído pelo pai.

Alterar pensamentos das pessoas é dificílimo. Imagino que dê no mesmo se a pessoa é estudada ou não. A primeira terá vários meios de barrar a invasão do sonho, questionando as novas verdades plantadas. Já a segunda, pela potencial simplicidade, terá verdades pré-estabelecidas, verdadeiros dogmas a serem transpostos.

Os candidatos desta eleição deveriam ver o filme. Pois das duas, uma: ou seria de grande valia para as campanhas pararem de achar que somos muito ingênuos e que ouvir os filhos da Marta Suplicy dizerem que a mãe é legal ajuda a conquistar eleitores e que o pagode de Netinho pode convencer uma pessoa a votar nele, ou realmente está muito fácil convencer a sociedade a votar.

Na verdade, acho que a segunda opção é mais real. Poucos dão valor às ideias. Votamos pela aparência, carisma ou poder do candidato, sem nos questionar se suas propostas são válidas ou factíveis.

A pensadora política Hannah Arendt, no seu livro Entre o Passado e o Futuro discute com maestria que valor é um bem social e depende da época: "Valores são bens sociais que não têm significado autônomo, mas, como mercadorias, existem somente na sempre fluída relatividade das relações sociais e do comércio. Através desta relatividade, tanto as coisas que o homem produz para seu uso como os padrões conforme os quais ele vive sofrem mudança decisiva: tornam-se entidades de troca e o portador de seu valor é a sociedade e não o homem que o produz, usa e julga".

Interessante pensar que, se o valor da ideia muda dependendo dos costumes da sociedade, os candidatos poderiam ter um leque maior de propostas criativas em diferentes momentos. Será que isto realmente acontece?

Acho que sim. Aristóteles pregava que a democracia da pólis servia para dar "uma boa vida aos cidadãos", mas não ligava de subjugar mulheres e de ter escravos. Ao contrário, eram necessários para que houvesse a possibilidade do exercício da democracia.

Hoje isso seria impossível. Escravos, em tese, não existem. E as mulheres, também em tese, não são subjugadas. Mudou-se a época e os valores.

Mas se os valores são bens sociais e estamos elegendo candidatos que em nada nos representam, o que está acontecendo? A verdade é que o preço da ideia está custando "zero real".

Vivemos em uma sociedade massificada e alienada. O importante é consumir e, não, pensar. O comportamento deve ser uniforme, automatizado, o que deixa fácil para os publicitários a campanha política. Eles não precisam entrar nem na primeira camada de sonho para convencer a maior parte da população. Basta fazer afirmações vazias e uma boa maquiagem. É a ideia sem valor!

Para isto mudar, uma verdadeira revolução deveria acontecer. Uma tomada de consciência. Teríamos que ter vontade de mudar, pensar em soluções e propostas recebidas ou por nós ofertadas e, por fim, julgá-las. Utópico, não?

O preço da sua ideia somente subirá quando ele for um bem difícil de conseguir. Um luxo! Hoje, ela seria vendida nas lojinhas de 1 real.

Para as eleições ou qualquer outra tomada de decisão precisamos seguir o caminho da verdade; seria o apego à verdade (satyagraha) pregado por Gandhi para conseguir a independência da Índia. O bonito da história é que a independência veio não pelo uso da violência, mas sim pelo uso da razão.

Ou seja, está longe de o preço de uma boa ideia subir. Enquanto isso não acontece, vou sonhando, profundamente, com o valor desta ideia!


Daniel Bushatsky
São Paulo, 4/10/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Uma Receita de Bolo de Mel de Heloisa Pait
02. Literatura engajada de Marta Barcellos
03. Manual para o leitor de transporte público de Duanne Ribeiro
04. Ferreira Gullar ou João Goulart? de Wellington Machado
05. [email protected] de Ana Elisa Ribeiro


Mais Daniel Bushatsky
Mais Acessadas de Daniel Bushatsky em 2010
01. Big Brother da Palmada - 9/8/2010
02. Simplicidade ou você quer dormir brigado? - 31/5/2010
03. Agonia - 18/10/2010
04. A interpretação dos chatos - 1/3/2010
05. Simplesmente tive sorte - 8/2/2010


Mais Especial Eleições 2010
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
11/10/2010
13h39min
O que precisamos ficar atentos, nos filmes de época, é nos costumes e na filosofia de mundo em que eles viviam. Não podemos ver um filme que fale do perídodo antigo colocando no contexto valores do mundo contemporâneo. Esse cuidado é preciso para entendermos a História.
[Leia outros Comentários de Manoel Messias Perei]
11/10/2010
15h19min
Os valores são "símbolos" sociais, acredito que estão enraizados em uma determinada história e mudam de acordo com as diversas novas cirunstâncias. Porém, o pensamento, a ação de "pensar" (e consequentemente de agir), não foi sempre tomado como um "valor"; outrora surgiu como aptidão inata do homem (o valor mais puro possível), outrora foi posto e "prostituído" em seu próprio ciclo dialético. A ideia surge como "valor" literalmente, capitalizada. Ao longo do tempo, os valores e os princípios não foram relegados, simplesmente passaram a viver em outros "registros" sociais. E se hoje o "valor de uma ideia" é um simples jogo de publicidade eleitoral (em jogo outros valores agregados, foram prostituídos igualmente) é culpa dos símbolos pregados em nossa vida cotidiana. É díficil apresentar um novo futuro para os "valores" sem pensar em um novo futuro para a sociedade, e consequentemente para as ideias, para o pensamento, e também para os sonhos.
[Leia outros Comentários de Juliano Kruger Lessa]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Você é Demais Quando...
Carla Oliveira; Alexandre Bocci
Fundamento
(2002)
R$ 12,00



Meia-Noite em Pequim
Paul French
Fundamento
(2017)
R$ 49,80



Crime e Castigo
Dostoiévski
Nova Cultural
(2005)
R$ 50,00



Lanternas Verdes: Renascimento - Edição 2 Maio 2017
Dc Comics
Panini
(2017)
R$ 14,00



Living English Structure: a Practice Book For Foreign Students
W. Stannard Allen
Longman
(1974)
R$ 37,00



Projetos de 100 a 200 M2
Casa Dois
Casa Dois
(2000)
R$ 25,28



Ambiente Componentes e Interações - Ciências Vol. 2
Paulo Mauricio Silva S R Fontinha
Nacional
R$ 5,00



Madame Ex
Hervé Bazin
Abril
(1983)
R$ 10,00



Comentarios a Consolidaçao das Leis do Trabalho
Valentin Carrion
Saraiva
(2008)
R$ 5,13



O Viés do Acaso
Regina Moraes
Nova Era
(2010)
R$ 11,00





busca | avançada
86234 visitas/dia
2,1 milhões/mês