Souza Dantas, Almoço e Chocolate | Daniel Bushatsky | Digestivo Cultural

busca | avançada
58736 visitas/dia
1,9 milhão/mês
Mais Recentes
>>> MAR | Luiz Martins || Galeria BASE
>>> MEMÓRIAS MUSICAIS COM NELSON AYRES
>>> OFICINA DE BONECAS ABAYOMI
>>> Órbita de Hélio
>>> Dentre Nós Cia de Dança estreia “Sagrado Seja o Caos”
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
Últimos Posts
>>> Iguais sempre
>>> Entre outros
>>> Corpo e alma
>>> O tempo é imbatível
>>> Consciência
>>> A cor da tarja é de livre escolha
>>> Desigualdades
>>> Novembro está no fim...
>>> Indizível
>>> Programador - Trabalho Remoto que Paga Bem
Blogueiros
Mais Recentes
>>> 1 de Maio #digestivo10anos
>>> Chopin Andante Spianato
>>> Ideologia retrô
>>> 31 de Agosto #digestivo10anos
>>> 22 de Março #digestivo10anos
>>> A Sua Melhor Versão Te Leva Além
>>> Jornal e salsicha
>>> Um conto de duas cidades
>>> 19 de Maio #digestivo10anos
>>> Rejeição
Mais Recentes
>>> Norma de Vincenzo Bellini pela Editorial Notícias
>>> Que sais-je ? Esthetique du Cinema de Henri Agel pela Presses Universitaires de France (1971)
>>> Aprenda Aprenda Como Fazer: Laudo Técnico, Perfil Profissiográfico como fazer de Jaques Sherique pela Ltr (2001)
>>> Xamã de Noah Gordon pela Rocco (1993)
>>> Excel 2003 de Rogério Massaro Suriani pela Senac (2003)
>>> Maria da Paz de Arnaldo Niskier pela Mondrian (2001)
>>> O Lapidador de Diamantes de Gueshe Michael Roachv pela Gaia (2007)
>>> Melhoramentos Dicionário Língua Portuguesa de Melbooks pela Melbooks (2005)
>>> Le film en Republique Fédérale D'Allemagne - un vade-mecum de Hns Günther Pflaum - Hans Helmut Prinzler pela Inter Nationes Bonn (1983)
>>> A Mulher Lagarto e Outras Histórias de Fernando Luiz Cipriano pela Annablume (2011)
>>> Seja Próspero com Qualquer Rendimento de Rennie Gabriel pela Celebris (2005)
>>> Dom Quixote O Cavaleiro da Triste Figura de Miguel de Cervantes pela Scipione (2010)
>>> Noções Básicas de Psicanálise de Charles Brenner pela Imago (1987)
>>> Resumos, Textos, Comentários - Iracema, o Primo Basílio, Memórias Póst de Célia A. N. Passoni pela Crítica Literária (1990)
>>> Comentário Biblico de Abingdon - Tomo 1 - A. T. - 2ª Edición de Federico C. Elseven; Edwin Lewis; David G. Downey pela Policarpo (1949)
>>> John Huston de Carlos F. Heredero pela Ediciones JC
>>> O Retrato de Dorian Grey de Oscar Wilde pela Penguin Companhia (2012)
>>> Fronteiras do Cinema de Walter da Silveira pela Tempo Brasileiro (1966)
>>> O significado da arte de Herbert Read pela Pelicano
>>> Introduçao a Sociologia de Sebastiao Vila Nova pela Atlas (2000)
>>> O Sonho Intacto Nas Palavras de Ugo Giorgetti de Rosane Pavam pela Imprensa Oficial SP (2004)
>>> Tempo de Convergir de Varios Autores pela Gente (2021)
>>> Tempo de Convergir de Varios Autores pela Gente (2021)
>>> Estudo perspicaz das Escrituras de Vários pela Soc torre de vigia (1990)
>>> Raciocínio à base das Escrituras + brinde de Vários pela Torre de Vigía (1997)
COLUNAS

Segunda-feira, 4/7/2011
Souza Dantas, Almoço e Chocolate
Daniel Bushatsky

+ de 4000 Acessos

Como toda segunda-feira, o neto chegou um pouco atrasado para o pontual almoço das 12:30hs. O almoço, caprichado, contava com bife, feijão e arroz, salada e, claro, batata frita, a comida favorita do neto, feita com muito carinho por sua segunda mãe, que trabalha com sua avó há mais de 30 anos. Os avós, mesmo proibidos pela dieta rigorosa, comiam a batata frita, com menos sal, se possível - afinal era somente uma vez na semana.

Naquela segunda-feira, o avô se mostrava ansioso. Queria mostrar algo no You Tube. Ligado a novas tecnologias e sempre à frente de seu tempo, aquela súbita vontade de lhe mostrar algo na rede de computadores não surpreendeu o neto.

O que surpreendeu foi que o pontual almoço poderia sofrer pequeno atraso para assistirem ao vídeo. Como era uma filmagem de mais de 15 minutos, demoraria a carregar, o que daria tempo, mais do que suficiente, para almoçarem e depois assistirem.

No almoço, as novidades da semana, mas nenhum comentário sobre a próxima atividade. Uma única vez, a avó quis comentar algo sobre o "computador", mas o avô não permitiu que a novidade fosse contada antes do tempo. Olho no relógio, porque o neto tinha reunião e o primo um prova na faculdade, o almoço transcorreu como deveria: rápido, mas tranquilo, gostoso e divertido.

Antes de terminar, a tradição: café com leite e chocolates, estes guardados a sete chaves, pois a avó tem diabetes, mas como na batata frita, não resistiu e pegou alguns tabletinhos.

Foi então que, sem tempo para comer o final do tablete e engolir o último gole de café com leite, o avô perguntou se o download já teria terminado. O neto respondeu que provavelmente. Levantaram e ambos foram à sala do computador, antiga sala de música e quarto de dormir dos netos, para assistirem, finalmente, o vídeo.

Este já estava carregado. Sentaram-se, um ao lado do outro, com a avó, recém chegada, em pé atrás das cadeiras.

O filme era uma prévia de um documentário que seria feito sobre Luiz Martins de Souza Dantas, embaixador do Brasil na França por mais de 20 anos. Dava especial enfoque na sua atuação durante a segunda guerra mundial, em especial na concessão de vistos irregulares a centenas de judeus, perseguidos pelo regime nazista.

O neto assistiu ao vídeo concentrado e impressionado com o silêncio dos avós, principalmente da avó, que gosta de um comentário, sempre que pode.

É verdade que qualquer assunto relacionado à segunda guerra deixa-os interessados. Eles tiveram que deixar sua família, casa e rotina, pois estavam sendo perseguidos por um louco, avalizado por sua nação.

O neto às vezes apertava a mão do avô. Outras horas, dava-lhe um abraço, mas ele não se movia. A concentração era tamanha que nem o primo saindo no meio do filme os fez parar.

No final, o filme mostra uma lista em ordem alfabética de sobrenomes. O avô paralisa o vídeo em cima de um nome e fala: minha tia. Passados mais alguns nomes, ele paralisa novamente. Neste não era necessária explicação alguma.

Seus olhos estavam embargados. O neto nunca o tinha visto assim. Ele contou que sua tia pediu o visto para o embaixador, narrando-lhe: "eles nos caçam como os cachorros". Souza Dantas, sensibilizado, concedeu o visto para ela, sua família e a família do avô. O detalhe era que o visto para a família desta tia seria concedido pelo Brasil mesmo sem a "irregularidade" de Souza Dantas, pois ela era esposa de um famoso químico e, com voz embargada novamente, conta que a Tia lutou por ele, pois o considerava como um filho.

Passamos à sala, onde ele mostra o livro de Fábio Koifman, intitulado "Quixote nas Trevas - o embaixador Souza Dantas e os refugiados do nazismo", no qual o avô concedeu entrevista.

O livro, baseado na tese de mestrado em história de Koifman, traça o perfil daquele embaixador que, mesmo contra as ordens de Getúlio Vargas, concedeu centenas de vistos irregulares para imigrantes judeus entrarem no Brasil.

Com vasta pesquisa (mais de 7.500 documentos) e inúmeras entrevistas (mais de 30 horas) o historiador demonstra que, não obstante a perseguição cruel na Europa contra judeus, a política imigratória brasileira era anti-semita, inclusive com lei tipificando a necessidade de consulta prévia ao Rio de Janeiro, quando se tratasse de algumas categorias. Uma delas era a de judeus (alínea "f", do parágrafo único do artigo 7º, do Decreto-lei nº 3.175 de 7 de abril de 1941)! Note-se que a concessão de visto não dependia de questões sócio-econômicas, como deveria ser, ou ao perigo iminente de ser judeu e estar na Europa, mas sim se o ser humano era semita ou não. Paradoxalmente, judeus ricos ou famosos poderiam ter visto, sem problemas, como o caso do marido da Tia do avô.

O comentado, ainda na sala e antes da reunião do neto, é o esquecimento do embaixador.

Pelo lado judeu, o Estado Novo, para dizer o mínimo, não era muito simpático a eles: a dificuldade em se falar do assunto somado ao medo da perseguição, podem ter sido o motivo de judeus terem demorado quase 70 anos para homenagear o embaixador, que foi reconhecido como "justo entre as nações" pelo museu do holocausto em Israel ("Yad Vashem").

Pelo lado brasileiro, é o esquecimento deste herói de guerra, pela sua atitude contrária à política externa brasileira (mais uma vez Getúlio Vargas e sua turma), que se alinhava com o racismo até ser subornada pelo EUA e a Companhia Siderúrgica Nacional.

É, aquele almoço foi muito emotivo para o neto, que aprendeu que, infelizmente, dinheiro compra vidas, salvo no caso de "traidores da pátria", que não merecem nem nome de rua.

O avô tem razão: tudo isto é para chorar. Enquanto o Brasil não reconhece um herói de guerra, exemplo de humanidade, como poderemos pregar que as próximas gerações o façam?

A avó, então, levantou-se e perguntou: mais um chocolate?


Daniel Bushatsky
São Paulo, 4/7/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Vanguarda e Ditadura Militar de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Daniel Bushatsky
Mais Acessadas de Daniel Bushatsky em 2011
01. Plágio - 4/4/2011
02. Felicidade - 14/2/2011
03. Souza Dantas, Almoço e Chocolate - 4/7/2011
04. O que queremos do Natal? - 21/11/2011
05. Preconceitos - 14/3/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Orçamento na Constituição
Ricardo Lobo Torres
Renovar
(1995)



Comunidade e Contra-hegemonia
Raquel Paiva, Cristiano Henrique dos Santos
Mauad
(2008)



Noçoes De Criminologia
Jason Albergaria
Mandamentos
(1999)



O Tesouro de Tarzan
Edgar Rice Burroughs
Terramarear
(1959)



O Julgamento Final
Richard North Patterson
Record
(1999)



A História dos Africanos no Brasil
Antonio Jonas Dias Filho
Ciranda Cultural
(2010)



Tratado de Direito Privado Tomo Xxvii
Pontes de Miranda
Bookseller
(2003)



À Primeira Luz da Manhã (lacrado)
Virginia Baily
Bertrand Brasil
(2017)



As Ilusões Perdidas
Balzac
Abril Cultural
(1978)



Marketing de Guerra- 31º Edição
Al Ries Jack Trout
Mc Graw-hill





busca | avançada
58736 visitas/dia
1,9 milhão/mês