O Nobel de Tranströmer | Luiz Rebinski Junior | Digestivo Cultural

busca | avançada
43268 visitas/dia
891 mil/mês
Mais Recentes
>>> CRIANÇAS DE HELIÓPOLIS REALIZAM CONCERTO DE GENTE GRANDE
>>> Winter Fest agita Jurerê Internacional a partir deste final de semana
>>> Coletivo Roda Gigante inicia temporada no Jazz B a partir de 14 de julho
>>> Plataforma Shop Sui dança dois trabalhos no Centro de Referência da Dança
>>> Seminário 'Dança contemporânea, olhares plurais'
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
>>> O espelho quebrado da aurora, poemas de Tito Leite
>>> Carta ao(à) escritor(a) em sua primeira edição
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 3
>>> Juntos e Shallow Now
>>> Dicionário de Imprecisões
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
Últimos Posts
>>> Saudades não envelhecem
>>> Pelagem de flor IV: AZUL
>>> Pelagem de flor IV: AZUL
>>> Pelagem de flor IV: AZUL
>>> É cena que segue...
>>> Imagens & Efeitos
>>> Segredos da alma
>>> O Mundo Nunca Foi Tão Intenso Nem Tão Frágil
>>> João Gilberto
>>> Retalhos ao pôr do sol
Blogueiros
Mais Recentes
>>> I Fink U Freeky
>>> Além do Mais em 2009
>>> Beirute: o renascimento da Paris do Oriente
>>> A nova queda da Bastilha
>>> No tempo da ficha telefônica
>>> O bom humor do mal-humorado Jamelão
>>> Meu amigo Paulo Francis
>>> O segredo de seus olhos, de Juan José Campanella, com Ricardo Darín
>>> Monk e Gillespie em 1971
>>> Deu tudo errado
Mais Recentes
>>> Acupuntura Coreana da Mão - Atlas de Bolso de Choo H. Kim pela Ícone (2019)
>>> Competência: Repertório de Jurisprudência e Doutrina de Arruda Alvim/ Teresa Arruda Alvim Pinto/ Ubiratan do Couto Mauricio pela Revista dos Tribunais/ SP. (1986)
>>> Manifesto Judeu Messiânico de David H. Stern pela Louva-a-Deus (2006)
>>> Responsabilidade Tributária dos Sócios no Mercosul de João Luis Nogueira Maria pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2001)
>>> O conquistador de Almas de C. H. Spurgeon pela Pes (2014)
>>> Helena - Clássicos da literatura - Texto Integral de Machado de Assis pela Ciranda Cultural (2017)
>>> 100 Anos de Comunicação Espírita em São Paulo - 1881 a 1981 de Eduardo Carvalho Monteiro pela Madras (2014)
>>> Herança- Orientações Práticas de Celso Laet de Toledo Cesar (desembargador/ Tj/ Sp) pela Oliveira Mendes/ Del Rey (1997)
>>> Herança- Orientações Práticas de Celso Laet de Toledo Cesar (desembargador/ Tj/ Sp) pela Oliveira Mendes/ Del Rey (1997)
>>> Sermões de spurgeon sobre as grandes orações da biblia de Charles Haddon Spurgeon pela RBC Publicações (2018)
>>> The Virtues of Aristotle de D. S. Hutchinson pela Routledge (1986)
>>> Dia a dia com Tozer de A. W. Tozer pela Publicações pao diário (2017)
>>> Mundo Animal Caldas Fofinhas de Não Informado pela TodoLivro
>>> Mundo Animal Caldas Fofinhas de Não Informado pela TodoLivro
>>> Meu Livrinho de Pano Animais de Não Informado pela TodoLivro
>>> Canções Classicas Toque e Sinta Seu Lobato Tinha um Sítio de Ruth Marschalek pela TodoLivro
>>> Canções Classicas Toque e Sinta Seu Lobato Tinha um Sítio de Ruth Marschalek pela TodoLivro
>>> Canções Classicas Toque e Sinta Seu Lobato Tinha um Sítio de Ruth Marschalek pela TodoLivro
>>> Canções Classicas Toque e Sinta Seu Lobato Tinha um Sítio de Ruth Marschalek pela TodoLivro
>>> Banho Divertido Os Três Porquinhos de Não Informado pela TodoLivro
>>> Banho Divertido Os Três Porquinhos de Não Informado pela TodoLivro
>>> Banho Divertido Pinóquio de Não Informado pela TodoLivro
>>> Banho Divertido Pinóquio de Não Informado pela TodoLivro
>>> Banho Divertido Chapeuzinho Vermelho de Não Informado pela TodoLivro
>>> Banho Divertido Chapeuzinho Vermelho de Não Informado pela TodoLivro
>>> Contos com Abas Chapeuzinho Vermelho de Ruth Marschalek pela TodoLivro
>>> Contos com Abas Chapeuzinho Vermelho de Ruth Marschalek pela TodoLivro
>>> Contos com Abas Três Porquinhos de Ruth Marschalek pela TodoLivro
>>> Contos com Abas Três Porquinhos de Ruth Marschalek pela TodoLivro
>>> Primeiras Palavras no Banho - Formas Primeiro Livro do Bebê de Não Informado pela TodoLivro
>>> Primeiras Palavras no Banho - Formas Primeiro Livro do Bebê de Não Informado pela TodoLivro
>>> Primeiras Palavras no Banho - Formas Primeiro Livro do Bebê de Não Informado pela TodoLivro
>>> Primeiras Palavras no Banho - Formas Primeiro Livro do Bebê de Não Informado pela TodoLivro
>>> Aprendendo a Desenhar de Não Informado pela TodoLivro
>>> Aprendendo a Desenhar de Não Informado pela TodoLivro
>>> Como eu Me Sinto... Quando Estou Triste de Cornelia Maus Spelman pela TodoLivro
>>> Como eu Me Sinto... Quando Estou Triste de Cornelia Maus Spelman pela TodoLivro
>>> O Pequeno Príncipe para Colorir de Tamara Beims pela TodoLivro
>>> O Pequeno Príncipe para Colorir de Tamara Beims pela TodoLivro
>>> Chapeuzinho Vermelho Meu Álbum Classicos para Colorir de Cristina Marques pela TodoLivro
>>> Chapeuzinho Vermelho Meu Álbum Classicos para Colorir de Cristina Marques pela TodoLivro
>>> Chapeuzinho Vermelho Meu Álbum Classicos para Colorir de Cristina Marques pela TodoLivro
>>> Hora de Colorir com Adesivos Zumbis de Little Pearl Books pela TodoLivro
>>> Hora de Colorir com Adesivos Zumbis de Little Pearl Books pela TodoLivro
>>> Hora de Colorir com Adesivos Zumbis de Little Pearl Books pela TodoLivro
>>> Hora de Colorir com Adesivos Unicórnios de Little Pearl Books pela TodoLivro
>>> Hora de Colorir com Adesivos Unicórnios de Little Pearl Books pela TodoLivro
>>> Hora de Colorir com Adesivos Unicórnios de Little Pearl Books pela TodoLivro
>>> Hora de Colorir com Adesivos Monstros de Little Pearl Books pela TodoLivro
>>> Hora de Colorir com Adesivos Monstros de Little Pearl Books pela TodoLivro
COLUNAS

Quarta-feira, 9/11/2011
O Nobel de Tranströmer
Luiz Rebinski Junior

+ de 2100 Acessos

Um modo bastante eficiente de camuflar a ignorância é desqualificar àquilo que se desconhece. É mais ou menos assim que a imprensa brasileira agiu quando o sueco Tomas Tranströmer, um grande azarão segundo nossos especialistas, mas uma barbada nas casas de apostas europeias, ganhou o Prêmio Nobel de Literatura de 2011. Claro, é muito mais fácil falar daquilo que se conhece, por isso dá-lhe Philip Roth, que, ao que parece, vai sair dessa vida sem a condecoração e o chequinho em euros que a acompanha. Não porque não mereça, claro, pois o homem é um dos grandes de nosso tempo, mas porque seu país não é visto com bons olhos pelos chefões do Nobel, que sempre recorrem ao hermetismo editorial dos EUA para varrer pra debaixo do tapete a brilhante trajetória do criador de Nathan Zuckerman. Mas claro que isso não tem nada a ver com literatura, é apenas política. São especulações divertidas, como aquelas discussões pré-clássico, em que todos fazem suas apostas no time do coração.

Foi divertido ler alguns textos pré-certame, explicando por que certos autores não ganhariam o Nobel. Thomas Pynchon nunca levará, diziam alguns de seus fãs, porque o homem não apareceria para buscar seu checão, mandando certamente a mulher pegar a grana, que com certeza faria uma boa diferença no orçamento da família. Então, deixando o senhor Pynchon relegado às participações esporádicas nos Simpsons, a Academia não correria o risco de levar outro balão, como em 1964, quando foi humilhada pelo zarolho Sartre, que não apareceu para receber a homenagem. Outra vez a política ideológica varrendo a literatura para os cantos.

Pois bem, no tabuleiro literário da Academia, o nosso nobre continente, tão fértil em grandes escribas, também ficaria para depois. Com o prêmio de Vargas Llosa em 2010, vamos ter que esperar mais algumas décadas, ou até alguém escrever o novo Cem anos de solidão, para levar a honraria. Assim como qualquer prêmio literário, o Nobel também não tem muita lógica, então não dá para tomar a sua lista de ganhadores como uma bíblia da boa literatura mundial. Mas era possível perceber nas entrelinhas, o riso de escárnio de nossos literatos ao citar a nota da Academia para explicar a escolha por Tranströmer, que com "suas condensadas e translúcidas imagens, nos dá um novo acesso à realidade". Tá certo que a frase aí poderia estar em algum tratado surrealista, saído da pena do senhor Breton ou dito em uma mesa de algum bar catalão pelo bigodinho Dali, mas a maneira como foi citada pelos jornais foi sintomática de nossa arrogância.

"Quem é esse tal de Tranströmer?", era a pergunta que ecoava até mesmo nos textos que tentavam dizer quem era o velhinho "que surgiu do nada". Bem, do nada partimos nós, não os cinquenta países por onde a poesia do bardo sueco já andou. Que culpa tem o homem se apenas um de seus poemas chegou aqui, escondido em uma coletânea de versos que poucos leram? O castigo é nosso, que passamos longos anos sem ter conhecimento de um poeta que, se acreditarmos no bom gosto da Academia sueca, deve ser muito bom. Assim como não conhecíamos a senhora Wisława Szymborska, Nobel de 1996, que só agora tem um livrinho publicado entre nós. Foi preciso que uma professora da Universidade Federal do Paraná passasse uma temporada na Polônia para nos trazer a poesia da dona Szymborska, que não perde tempo e ri da própria falta de populariadade em um dos poemas do livro publicado recentemente pela Companhia das Letras: "Alguns -/ ou seja nem todos./ Nem mesmo a maioria de todos, mas a minoria./ Sem contar a escola onde é obrigatório/ e os próprios poetas/ seriam talvez uns dois em mil." Regina Przybycien, a tradutora responsável pela boa ação, fez de uma questão pessoal - o aprendizado da língua dos antepassados - o mote para reparar uma lacuna de nosso mercado editorial - e com isso diminuiu a nossa vergonha, descendentes de polacos que sequer sabíamos da existência da conterrânea ilustre. E é assim que muitas vezes as coisas se resolvem no inesgotável mar literário. Nem o mais dedicado dos críticos, o mais atento e poliglota, poderá conhecer todos os poetas, contistas ou romancistas do mundo. Então, a melhor saída é sempre a humildade em reconhecer que somos pequenos diante da grandiosidade da literatura.

Se não conhecemos os grandes escritores da África ou Ásia, pior para nós. Assim como devemos agradecer - e não lamentar - que apenas nós conhecemos a fundo escritores como Dalton Trevisan e João Guimarães Rosa. Pior para quem não conhece, para quem nunca vai saber da existência de Lima Barreto, João Antonio, Marçal Aquino e Sergio Sant'Anna. Só nos sobra a compaixão pelo editor do New York Review of Books, que não vai ler nossos escritores e, por consequência, seus leitores não vão conhecer a obra dessas figuras sensacionais de nossa literatura. Esses leitores vão continuar lendo o que os escritores da América têm a falar sobre a América, alimentando a ideia de que ilhota de Manhattan é o umbigo do mundo. Então, o Nobel para o senhor Tranströmer foi uma boa oportunidade para nos lembrarmos de que há vida literária para além da língua inglesa, cuja predominância em nossas estantes é inegável.


Luiz Rebinski Junior
Curitiba, 9/11/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Essas moças de mil bocas de Elisa Andrade Buzzo
02. Gerald Thomas: uma autobiografia de Jardel Dias Cavalcanti
03. Lembrança de Plínio Zalewski de Celso A. Uequed Pitol
04. Aqui sempre alguém morou de Elisa Andrade Buzzo
05. Afinidade, maestria e demanda de Fabio Gomes


Mais Luiz Rebinski Junior
Mais Acessadas de Luiz Rebinski Junior em 2011
01. O beatle George - 23/2/2011
02. Dostoiévski era um observador da alma humana - 7/12/2011
03. Os contistas puros-sangues estão em extinção - 4/5/2011
04. O mistério em Thomas Pynchon - 22/6/2011
05. O negócio (ainda) é rocão antigo - 20/4/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PERDAS E DANOS
JOSEPHINE HART
EDIÇÕES BESTBOLSO
(2007)
R$ 10,00



GRAVITOMAGNETISMO NO CONTEXTO DA TEORIA GRAVITACIONAL DE BRANS DICK
JOÃO SILVA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00



MEMORIAS DE UM SARGENTO DE MILICIAS
MANUEL ANTONIO DE ALMEIDA
OBJETIVO
R$ 5,00



ENCHIRIDION VATICANUM
REDAZIONE ERMINIO LORA
DEHONIANE BOLOGNA
(1977)
R$ 200,00



CHE GUEVARA POR ELE MESMO
MANVILLE AVALON - ORG
MARTIN CLARET
(2005)
R$ 26,91
+ frete grátis



HISTÓRIA
HERÔDOTOS
UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA
(1988)
R$ 89,00



BIO - VOLUME 1
SONIA LOPES; SERGIO ROSSO
SARAIVA
(2010)
R$ 9,80



PROBLEMÁTICA DOS RESÍDUOS SÓLIDOS
ROSIENE DE SALES FERREIRA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00



EU, VOCE E A GAROTA QUE VAI MORRER
JESSE ANDREWS
FÁBRICA231
(2015)
R$ 11,50



MÁGICA PELA METADE
EDWARD EAGER
CIA DAS LETRAS
(2002)
R$ 6,00





busca | avançada
43268 visitas/dia
891 mil/mês