O Guia Prático do Português Correto da L&PM | Marcelo Spalding | Digestivo Cultural

busca | avançada
63818 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> “Um pé de biblioteca” estimula imaginação e ajuda a criar novas bibliotecas pelo Brasil
>>> Diálogos na Web FAAP: Na pauta, festivais de cinema e crítica cinematográfica
>>> Pauta: E-books de Suspense Grátis na Pandemia!
>>> Hugo França integra a mostra norte-americana “At The Noyes House”
>>> Sesc 24 de Maio apresenta programação de mágica para toda família
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Morando sozinha II
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> A Piauí tergiversando sobre o fim dos jornais
>>> Mário Sérgio Cortella #EuMaior
>>> O Gabinete do Dr. Caligari
>>> Ser intelectual dói
>>> Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge
>>> É Julio mesmo, sem acento
Mais Recentes
>>> Curso Básico de Yoga de Gerson D'Addio da Silva pela Grecco e Mello (2007)
>>> O Outono do Patriarca de Gabriel García Márquez pela Record (1975)
>>> Filosofias da Índia de Heinrich Zimmer , compilado por Joseph Campbell pela Palas Athena (2008)
>>> Historias do Tio Marciano de Antonio Gregorio Goidanich pela Nova Prova (2001)
>>> O Caminho da Tranquilidade de Sua Santidade O Dalai-Lama pela Sextante (2000)
>>> A Senda Do Yoga de Maria Laura Garcia Packer pela Nova Letra (2011)
>>> Oráculo Manual e Arte da Prudência de Baltasar Gracian pela Ediouro (1979)
>>> A Solução: Viagra, a cura da impotência de Dr. Steven Lamm pela Record (1998)
>>> O primo Basílio de Eça de Queiros pela Globo (2000)
>>> Mojo 318 May 2020 de Foo Fighters pela Mojo (2020)
>>> The Penguin Business Dictionary de Michael Greener pela Penguin Books (1987)
>>> Mojo 317 April 2020 de Jimi Hendrix pela Mojo (2020)
>>> Dentro da Noite Veloz & Poema Sujo de Ferreira Gullar pela Círculo do Livro
>>> Mojo 316 March 2020 de Joy Division pela Mojo (2020)
>>> Longa Jornada Noite Adentro de Eugene O'Neill pela Abril (1977)
>>> Mojo 315 February 2020 de Johnny Cash pela Mojo (2020)
>>> Mojo 314 January 2020 de Leonard Cohen pela Mojo (2020)
>>> Prog Magazine 88 de Pink Floyd pela Future (2020)
>>> Conversa Franca Sobre Desânimo de Joyce Meyer pela Min. Joyce Meyer (2005)
>>> O Leitor de Bernhard Schlink pela Record (2009)
>>> Downbeat Magazine June 2020 de Norah Jones pela Db (2020)
>>> Yoga, Imortalidade e Liberdade de Mircea Eliade pela Palas Athena (2009)
>>> The Bell - Her wise, witty and compulsive novel de Iris Murdock pela Penguin Books (1962)
>>> Os robôs e o império de Isaac Asimov pela Record (1985)
>>> Wallpaper Magazine May 2020 de Design Directory pela TI Media (2020)
>>> Contato de Carl Sagan pela Guanabara (1986)
>>> Os Três Reos e o Quarto Rei, Lendas Natalinas de Jakob Streit pela Edições Waldorf (1991)
>>> Neuromancer de William Gibson pela Aleph (1991)
>>> O Gênio do Crime de J.C. Marinho Silva pela Edijovem (1999)
>>> O incrível congresso de futurologia de Stanislaw Lem pela Nova Fronteira (1977)
>>> O cair da noite de Isaac Asimov pela Hemus (1981)
>>> Solaris de Stanislaw Lem pela Círculo do livro (1987)
>>> O Livro da Filosofia de Diversos pela Globo (2016)
>>> O homem bicentenário de Isaac Asimov pela Hemus (1976)
>>> Os robôs do amanhecer de Isaac Asimov pela Record (1983)
>>> Cartas de Um Executivo a Seu Filho de G. Kingsley Ward pela Record (1985)
>>> Desenho de Perspectiva (Português) Capa dura , Livro Novo de David Sanmiguel pela Ambientes (2020)
>>> Os anéis de Saturno de Isaac Asimov pela Hemus
>>> Inimigo Rumor 17 de Carlito Azevedo e Outros Editores pela Naify (1993)
>>> Anjos e Demônios de Dan Brown pela Sextante (2004)
>>> Fundação de Isaac Asimov pela Hemus (1982)
>>> Pureza de Jonathan Franzen pela Companhia das Letras (2016)
>>> Os Anos 40 de Rachel Jardim pela José Olympio (1973)
>>> A maçã no escuro de Clarice Lispector pela Círculo do livro
>>> Prontuário de Yoga Antigo (SVÁSTHYA YOGA de Professor de Rose pela Ground (1986)
>>> De corpo inteiro de Clarice Lispector pela Artenova (1975)
>>> A cidade sitiada de Clarice Lispector pela José Olympio (1975)
>>> A paixão segundo GH de Clarice Lispector pela José Olympio (1977)
>>> A Queda para o Alto de Herzer pela Círculo do Livro (1982)
>>> Química e física de Daniel Cruz pela Ática (2002)
COLUNAS

Sexta-feira, 29/6/2012
O Guia Prático do Português Correto da L&PM
Marcelo Spalding

+ de 3800 Acessos

Fazer a língua portuguesa e suas aparentemente intermináveis regrinhas caberem no bolso de qualquer leitor razoavelmente interessado: essa parece ter sido a primeira inteção da L&PM com o Guia Prático do Português Correto, lançado primeiramente em 2003 e relançado agora com a "Nova Ortografia".

A obra, escrita por Cláudio Moreno, é composta de quatro volumes (ortografia, morfologia, sintaxe e pontuação) e reúne perguntas enviadas por leitores do professor Moreno e suas respostas, sempre dadas com concisão, precisão e algum humor. Moreno, além das perguntas e respostas, faz breves introduções para cada tema que, se reunidas, poderiam formar uma concisa descrição do sistema da língua portuguesa, tamanha a qualidade de seus recortes e de sua didática.

Na apresentação (comum às quatro obras), Moreno promete ao leitor "revisitar aquelas regras que aprendi quando pequeno, na escola, com todos aqueles detalhes que nem eu nem meus professores entendíamos muito bem (.) Este livro, da primeira à última linha, foi escrito no tom de quem conversa com alguém que gosta de sua língua e está interessado em entendê-la". Não se engane, porém, aquele leitor leigo que espera da coleção um Guia Prático para iniciantes, algo que supra as tantas carências do ensino escolar de língua portuguesa. É verdade que ao longo das inúmeras perguntas e respostas, e das quase mil páginas de toda a coleção, o professor Moreno abordará uma gama enorme de conteúdos, mas a terminologia, as analogias e até a escolha das perguntas requer um leitor que já tenha certo convívio com nosso idioma. Não há, por exemplo, tabelinhas para se decorar, lista de pecados capitais e outros recursos positivistas de validade duvidosa muito presentes em livros didáticos.

Ocorre que Moreno é pupilo do grande mestre Celso Pedro Luft, linguísta que soube ir muito além das "regras de português" para investigar o sistema da língua, as leis gerais de nosso idioma que as gramáticas tentam fotografar, descrever. A postura, portanto, não é a de um juiz apontando o certo e o errado, julgando defeitos da fala ou da escrita, e sim do cientista que olha para seu objeto, reflete sobre hipóteses e aponta uma resposta técnica, baseada em anos de estudo e experiência. Tal locução tem crase? Tal frase tem vírgula? Depende do uso, depende da intenção, poderá responder o professor. E a imprecisão da resposta será acompanhada de uma longa explicação da importância de não acreditarmos em formas fixas quando se fala em língua, da evolução da língua, da independência do português brasileiro em relação ao português europeu, etc.

Exceção a isso talvez seja o primeiro volume, que trata da ortografia, pois desde o Acordo de 1943 a ortografia é uma lei e como tal deve ser respeitada, com suas regras imposições. Moreno divide o volume em "como se escreve" e "como se diz", sendo que a maior parte é destinada à escrita, com os capítulos "emprego das letras", "acentos e sinais" e "hífen e assemelhados". A leitura é curiosa porque a todo momento o leitor irá se deparar com regras que não lembrava ou conhecia e até se surpreender com as formas de se escrever determinadas palavras, mas o volume não trata de erros comuns, embora um tanto simplórios, como "mais" no lugar de "mas", "atravez", "análize", "compreenção", etc. Não é, e nem procura ser, um dicionário, e sim um tira-dúvidas que tenta demonstrar a aplicação de um sistema que, embora escorregadio, rege nossa ortografia.

O segundo volume, de morfologia, é dividido em "formação de palavras", "flexão nominal" e "conjugação verbal". Este talvez seja o volume mais técnico, pois os casos abordados são em sua maioria muito específicos, como o aumentativo de "rio", o plural de "fax" ou o feminino de "beija-flor". Aqui a leitura vale mais pela demonstração de cultural geral do professor, pois ele muitas vezes nos leva à origem da palavra para tentar demonstrar seu uso contemporâneo ou à equivalência em outras língua para demonstrar seu uso no português.

Já o terceiro e quarto volumes são primorosos e deveriam estar entre as leituras exigidas por qualquer disciplina de Língua Portuguesa do Ensino Médio ou Superior (em que, infelizmente, disciplinas de Língua Portuguesa não são tão comuns mesmo em universidades federais, que preferem excluir os que não dominam algumas regras do idioma a demonstrar aos seus ingressantes a importância de usar o conhecimento linguístico no dia a dia profissional).

O terceiro volume aborda a pontuação, exaustivamente descrita por Moreno como uma convenção, um código criado ao longo dos muitos anos da língua entre o leitor e o escritor, e não uma lei, como a ortografia. O grande mérito do livro é demonstrar de forma clara e coloquial que a pontuação não tem relação direta com a "pausa na fala", como tantos pensam, e sim com a estrutura sintática da frase. Frases em ordem direta (ou seja, na lógica utilizada por Luft e por Moreno, frases com "sujeito", "verbo", "objeto" e "complemento") não requerem vírgula, enquanto frases em que haja um deslocamento, uma intercalação ou uma enumeração, regra geral, requerem sinais de pontuação para avisar ao leitor da mudança sintática.

A sintaxe, aliás, é o tema do quarto volume, que vai muito além dessa estrutura frasal que já fora abordada no terceiro volume e trata da "crase", da "regência", da "concordância" e da "colocação do pronome", temas sempre presentes nas mais variadas provas de concurso. O capítulo sobre a crase pode ser usado como exemplo do esforço do professor em quebrar a memorização simplista para fazer o usuário da língua entender o sistema linguístico: Moreno rejeita os tais sete pecados da crase e demonstra sua aplicabilidade quando da presença do "artigo" e da "preposição", demonstrando ao leitor porque aqui e ali tem ou não tem encontro das duas, formando as condições para o acento indicativo de crase.

Como um todo, a coleção tem seu grande mérito na compilação de temas tão complexos em quatro volumes curtos, de linguagem e preço acessíveis, sem abrir mão de uma postura linguística moderna e arejada (diferente daquela usada por tantos pasquales frequentes na grande mídia). Didaticamente falando, entretanto, talvez fosse mais interessante o professor elaborar ou um Guia de fato, com pequenos textos sobre cada um dos conteúdos, índices remissivos e tabelas explicativas, para o ávido público leigo. Ou, para o carente público interessado, uma gramática contemporânea menos técnica que a de um Luft e mais concisa que a de um Bechara. Neste caso, uma tarefa tão hercúlea que talvez nem o próprio professor Moreno saiba que ele seria, sim, capaz de fazê-la.


Marcelo Spalding
Porto Alegre, 29/6/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Proibir ou não proibir? de Cassionei Niches Petry
02. Fake-Fuck-Fotos do Face de Jardel Dias Cavalcanti
03. Coisas que eu queria saber fazer de Ana Elisa Ribeiro
04. Fugindo do apocalipse de Celso A. Uequed Pitol
05. Então, você quer escrever um livro... de Pilar Fazito


Mais Marcelo Spalding
Mais Acessadas de Marcelo Spalding em 2012
01. Figuras de linguagem e a escrita criativa - 21/12/2012
02. Capacidade de expressão X capacidade linguística - 30/3/2012
03. O centenário de Contos Gauchescos - 17/2/2012
04. Literatura, Interação e Interatividade - 24/8/2012
05. 3 dicas para a escrita criativa - 12/10/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ESCOLHA O CAMINHO MAIS FÁCIL
JULIA ROGERS HAMRICK
BEST SELLER
(2017)
R$ 35,00



PRÉCIS DE PATHOLOGIE MÉDICALE TOME 3 MALADIES DE L APPAREIL
FERNAND BEZANÇON
MASSON ET CIE EDITEURS
(1931)
R$ 61,41



VERSÃO BRASILEIRA
IRENE HIRSCH
ALAMEDA
(2006)
R$ 40,00



EL EFECTO GUGGENHEIM BIBAO
ASUN BALZOLA
EDICIONES SM
(2003)
R$ 15,94



UMA INTRODUÇÃO AS CIENCIAS DAS FINANÇAS
ALIOMAR BALEEIRO
FORENSE
(1968)
R$ 7,00



À MESA COM A FAMÍLIA
LETICIA CASOTTI
MAUAD
(2002)
R$ 6,90



O CORUJA
ALUÍSIO AZEVEDO
GLOBAL
(2008)
R$ 7,00



O PRESIDENTE MACHADO DE ASSIS
JOSUÉ MONTELLO
LIVRARIA MARTINS
R$ 30,00



ÁGAPE
PADRE MARCELO ROSSI
GLOBO
(2010)
R$ 7,00



VINHO - SÉRIE PARA DUMMIES - O JEITO DIVERTIDO DE APRENDER
ED MCCARTHY E MARY EWING MULLIGAN
CAMPUS
(1999)
R$ 24,61





busca | avançada
63818 visitas/dia
2,2 milhões/mês