Coisas que eu queria saber fazer | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
41334 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
Colunistas
Últimos Posts
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Bar azul - a fotografia de Luiz Braga
>>> Eu + Você = ?
>>> Virtudes e pecados (lavoura arcaica)
>>> Pela estrada afora
>>> A vida sem computador
>>> Sobre os blogs de jornalistas
>>> Pink Floyd 1972
>>> A mulher madura
>>> Regras da Morte
>>> Simone de Beauvoir: da velhice e da morte
Mais Recentes
>>> Coleção Os Pensadores de Vários pela Abril Cultural (1973)
>>> Passando a Limpo: a Trajetória de um Farsante: História Completa... de Pedro Collor de Mello/ Coord. Dora Kramer pela Record (1993)
>>> Passando a Limpo: a Trajetória de um Farsante: História Completa... de Pedro Collor de Mello/ Coord. Dora Kramer pela Record (1993)
>>> Um Diplomata da Regeneração - O 1º Conde de Villa Franca do Campo de Fernando Abecassis pela Tribuna da Historia (2007)
>>> Inspeção do Trabalho de Nelson Mannrich pela LTr (1991)
>>> Jurupari - Estudos de Mitologia Brasileira de Silvia Maria S. de Carvalho pela Ática (1979)
>>> Sport in the 21st Century de John Mehaffey & Reuters pela Thames & Hudson (2007)
>>> Matemática para economistas de Alpha Chiang pela Unesp (1982)
>>> Memórias do cárcere 3º volume Colônia Correlaccional de Graciliano Ramos pela José Olympio (1954)
>>> As hortaliças na medicina doméstica de A. Balbach pela Edel
>>> Caderno de teses vol.2 28ºCongresso Nacional procuradores Estado de Helena Maria Silva Coelho pela Metropole industria gráfica ltda (2002)
>>> Casais Inteligentes Enriquecem Juntos de Gustavo Cerbasi pela Gente/ SP. (2004)
>>> Ordem Juridico-econômica e trabalho de Ricardo Antonio Lucas Camargo pela Sergio antonio fabris (1998)
>>> Capo Verde. Una storia lunga dieci isole de Marzio Marzot & Maria de Lourdes de Jesus et alii pela D'Anselmi (1989)
>>> Investimentos Inteligentes: Para Conquistar e Multiplicar o seu Primeiro Milhão de Gustavo Cerbasi pela Thomas Nelson do Brasil (2008)
>>> Esquecidos e Renascidos - Historiografia Acadêmica Luso-americana de Iris Kantor pela Hucitec (2004)
>>> Nova York anos 40 de Andreas Feininger pela Museu Lazar Segall (2011)
>>> O Intelectual e o Poder de Eduardo Portella pela Tempo Brasileiro/ RJ. (1983)
>>> Indivíduo e Cosmos na Filosofia do Renascimento de Ernest Cassirer pela Martins Fontes (2001)
>>> Fundamentos Culturales de Civilizacion Industrial de John U. Nef pela Editorial Paidós/ Buenos Aires (1964)
>>> Noções Preliminares de Direito Previdenciário de Wagner Balera pela Quartier Latin (2004)
>>> Salvador Negro Amor de Sérgio Guerra pela Maianga (2007)
>>> Ensaios de Biologia Social - Encadernado de Josué de Castro pela Brasiliense/ SP (1957)
>>> A imprensa na História do Brasil & Fotojornalismo no século XX de Oswaldo Munteal & Larissa Grandi pela Desiderata/PUC (2005)
>>> Roteiro de Macunaíma (Encadernação de Luxo) de M. Cavalcanti Proença/ Autografado pela Ahembi/ SP. (1955)
>>> Alferes Teófilo Olegário de Brito Guerra -Um Memorialista Esquecido de Raimundo Soares de Brito pela Coleção Mossoroense (1980)
>>> HQ Os Grandes Inimigos do Mandrake Nº 2 + A Volta do Camelo de Barro de Lee Falk pela Globo (1989)
>>> Lugar de Fala de Djamila Ribeiro pela Polen (2019)
>>> Administração Financeira Internacional de David K. Eiteman, ArthurStonehill, e Michael Moffett pela Bookman (2002)
>>> HQ Os Grandes Inimigos do Mandrake Nº 1 + o Retorno do Cobra de Lee Falk pela Ebal (1989)
>>> História da Literatura Portuguesa/ Encadernado de Antonio José Saraiva e Oscar Lopes pela Porto Ed.
>>> Cortez -A Saga de Um sonhador de Teresa Sales -Goimar Dantas pela Cortez (2010)
>>> HQ Os grandes inimigos do Mandrake Nº 4 + Os Oito Tentáculos da Morte de Lee Falk pela Ebal (1989)
>>> HQ Rastros de ódio - Revista Cinemin Nostalgia 3 de Diversos Autores pela Ebal (1989)
>>> Regulamento do ICMS do Rio de Janeiro de Ana Cristina Martins Pereira pela Lex (2006)
>>> A cidade do sol de Khaled Hosseini pela Nova froteira (2007)
>>> HQ Revistsa Elipse nº 1 + Crepúsculo dos Super-heróis de David Campiti & Kevin Juaire & Bart Sears pela Ebal (1992)
>>> Cinquenta tons mais escuros de E L James pela Intrínseca (2012)
>>> As mil e uma noites- os corações desumanos de René Khawam pela Brasiliense (1991)
>>> HQ Quem foi? Os prisioneiros de Sulma de Diversos Autores pela Ebal (1982)
>>> Autoritarismo e Participação Política da Mulher de Fanny Tabak pela Graal/ RJ. (1983)
>>> Cartas entre amigos - sobre os medos contemporâneos de Fábio de melo e Gabriel chalita pela Ediouro (2009)
>>> A Civilização Romana de Pierre Grimal pela Edições 70 (2001)
>>> Centenário de José Bezerra Gomes de Joabel R. de Souza pela Fcjbg (2011)
>>> Alienação na Univesidade - a Crise dos Anos 80 de Paulo L. Hoffmann pela Edit. da UFSC (1985)
>>> O castelo da intriga de Paulo Stewart pela Scipicione (1996)
>>> No Tempo dos Faraós (Crianças Na História) de Ginette Hoffmann - Françoise Lebrun pela Scipione (1993)
>>> No Tempo dos Faraós (Crianças Na História) de Ginette Hoffmann - Françoise Lebrun pela Scipione (1996)
>>> As asas do joel de Walcir Carrasco pela Quinteto Editorial (2019)
>>> No Tempo dos Faraós (Crianças Na História) de Ginette Hoffmann - Françoise Lebrun pela Scipione (1998)
COLUNAS

Sexta-feira, 18/1/2013
Coisas que eu queria saber fazer
Ana Elisa Ribeiro

+ de 4200 Acessos

Dia desses, numa cidade bem longe daqui, surpreendi um arquiteto começando a desenhar a planta baixa de uma casa. Era uma encomenda. Alguém queria uma casa que começasse do zero. Uma criação. Morar em uma ideia que nunca tinha existido.

Ele sustentava a cabeça com uma das mãos enquanto a outra mão segurava um lápis que ameaçava tocar, de leve, uma folha de papel milimetrado. E antes que o grafite marcasse o branco, eu apareci na porta e perguntei o que era aquilo. Eu já sabia, mas eu queria saber mais, saber certo, saber pra poder me declarar. Eu acho arquitetura uma das coisas mais lindas do universo.

Eu disse ao arquiteto que achava aquilo muito bonito. Pedi a ele, feito uma criança, que me deixasse ficar ali vendo-o trabalhar, mas acho que isso não funciona com os arquitetos, nem com os poetas, nem com os músicos. Meus olhos e minha respiração ali podiam desconcentrar o moço, que passou, então, a me explicar coisas. Explicou como começa, de onde vinha aquele projeto, qual era o fluxo que ele preferia seguir; explicou sua ideia inicial, mas disse que ela mudaria muito, tantas vezes, e que isso seria normal; e que o pedido de alguém é muito difícil de traduzir, de atender, de entender; e explicava que ele imaginou uma casa com base nas palavras imprecisas de alguém que queria morar.

Se eu soubesse desenhar casas e antever combinações de cores, coisas que não sei fazer mesmo, eu projetaria minha casa para muitas felicidades. Mas minha casa foi feita assim, aos remendos, então não sei como apurá-la. Nem sequer soube escolher as cores das paredes ou o desenho das peças de cerâmica que pus no chão. Na minha casa não teve espaço pra sonho e nem pra descanso.

E ninguém me seguraria se eu soubesse desenhar. Uma das coisas mais bonitas que há é ver alguém tirando da ponta do lápis um dragão, uma abelha, uma pessoa ou um corpo nu. Ilustrar livros, então, é coisa divina, não tem precedentes nesta Terra. Ouvir ou ler uma história e transformá-la numa cena, num texto de ver, com cores ou não. Ninguém me seguraria nesta vida se eu pudesse fazer quadrinhos ou cartuns. Imagina a ironia em um quadro só. A escrita pede uma lógica mais miúda, parece. E eu a tenho. Mas não aprendi a desenhar.

Sempre dizem que nossa curtição com desenho é de criança. Muita criança (pra não dizer toda) desenha, desde muito cedo, e se expressa nessa linguagem. E acusam, por aí, a escola e tudo o mais de irem podando essa nossa expressão, até que ela se torne mínima, ínfima, quase invisível. O desenho não é a expressão mais importante, mais necessária ou mais solicitada do nosso mundo escolar. Há campanhas de ler e escrever, mas não as há de desenhar. E se havia um artista futuro, é tratar de ensiná-lo a se esconder atrás das redações e dos concursos de vestibular. Vai desenhar pra brincar, não pra fazer coisa séria.

Mas eu não sei se acredito nisso. Onde estava meu talento de desenhista? Nunca tive. Já vim castrada desde o útero. Minha expressão já queria ser, há séculos, aquela que emprega as palavras. Mas eu sei, de fato, de gente que se exprimia no desenho e teve de despistar. Ou, ao menos, teve de controlar melhor os impulsos. Lá adiante, na engenharia ou na arquitetura, é possível exprimir um desenho mais controlado, sistematizado e científico. Arquiteto que inventa é poeta. Mas ser poeta não é coisa que se diga por aí.

Se eu soubesse desenhar, faria casas bonitas pra a gente morar; pessoas lindas pra a gente namorar; ilustraria histórias pra a gente curtir; projetaria cidades pra a gente sossegar. Mas não é isso o que eu sei fazer. E não sei mesmo. Saem aqui minha menina de palitos e meu carrinho de bolotas. Nada mais.

A expressão que eu escolhi e que eu exercitei foi a das palavras. Isso também não escapou do controle e da sistematização. Quiseram me ensinar a me recolher, a usar o verbo comum e a não criticar demais. Ensinaram lá umas regras da quantidade de parágrafos e um jeito padrão de desenrolar o assunto. Eu fingi. Eu fingi direitinho que ia obedecer. Eu pegava escondido meus cadernos com pautas regulares e escrevia do jeito que eu queria, do jeito que eu achava que ia ficar mais bonito. Se era esquisito? Não achava. Achava engenhoso. Achava charmoso. Vez ou outra, mostrava pra alguém e fazia arrepiar. Mas eu escondia tudo de novo, na mesma gaveta, pra fazer minha obrigação.

Escrever também não é coisa que se deixe alguém fazer livremente. Tem campanha pra ler, pra consumir, mas não tem campanha pra todo mundo escrever. O que vão dizer? Melhor não saber. Ler calado é coisa garantida. E, mesmo assim, não ensinam a ler direito. A quietude, aqui, não é desejo, é impotência. Ler e escrever dão poder. A quem?

Eu fiquei ali olhando o arquiteto trabalhar. Vi que ele riscou, apagou, riscou de novo, aumentou, diminuiu, trocou de lugar. Para acabar, tinha de ir pro computador, colorir, calcular. Ele gastou muitas daquelas folhas quadriculadas para projetar o que ainda iria mostrar. E me deu, então, uma vontade danada de escrever.


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 18/1/2013


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2013
01. Elogio ao cabelo branco - 16/8/2013
02. A bibliotecária de plantão - 18/10/2013
03. O fim e o café solúvel - 26/4/2013
04. Coisas que eu queria saber fazer - 18/1/2013
05. Se ele não me lê - 8/3/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




AULAS DE COMUNICAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA 8ª SÉRIE
LUIZ ANTÔNIO
ÁTICA
R$ 12,00



BOLA
THIERRY DES FONTAINES
REPTIL
(2014)
R$ 34,00



A CABEÇA DE RUPERT MURDOCH
PAUL LA MONICA
AGIR
(2009)
R$ 4,25



FUNDAMENTOS DE ÉTICA EMPRESARIAL E ECONÔMICA
MARIA DO CARMO WHITAKER E OUTROS
ATLAS
(2009)
R$ 15,00



HISTÓRIAS...
MILTON BORRELLI
SCORTECCI
(2007)
R$ 7,00



A CAPACITAÇÃO BRASILEIRA PARA A PESQUISA CIENTIFICA E TECNOLÓGICA
SIMON SCHWARTZMAN E OUTROS (VOL 3)
FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS
(1996)
R$ 17,28



COMO OBTER OS FINANCIAMENTOS OFICIAIS - 7633
FUAD M. ZORUB
BRASILEIRA DO DESENVOLVIMENTO
(1969)
R$ 10,00



COMECE BEM O SEU DIA
LUZIA SANTIAGO
CANÇÃO NOVA
(2009)
R$ 7,00



A EMPRESA INTELIGENTE
GILBERTO DE ABREU SODRÉ CARVALHO
IMAGO
(2010)
R$ 12,00



SANTA RITA VELHA SAFADA
MOUZAR BENEDITO
SANTA RITA VELHA SAFADA
(1987)
R$ 25,00





busca | avançada
41334 visitas/dia
1,0 milhão/mês