Histórias de gatos | Carla Ceres | Digestivo Cultural

busca | avançada
47877 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> SÁBADO É DIA DE AULÃO GRATUITO DE GINÁSTICA DA SMART FIT NO GRAND PLAZA
>>> Curso de Formação de Agentes Culturais rola dias 8 e 9 de graça e online
>>> Ciclo de leitura online e gratuito debate renomados escritores
>>> Nano Art Market lança rede social de nicho, focada em arte e cultura
>>> Eric Martin, vocalista do Mr. Big, faz show em Porto Alegre dia 13 de abril
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Obra traz autores do século XIX como personagens
>>> As turbulentas memórias de Mark Lanegan
>>> Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros
>>> Guignard, retratos de Elias Layon
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Saudades, lembranças
>>> Promessa da terra
>>> Atos não necessários
>>> Alma nordestina, admirável gênio
>>> Estrada do tempo
>>> A culpa é dele
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Entrevista com Noga Sklar
>>> Tempo vida poesia 2/5
>>> The Social Network ou A Rede Social, o filme
>>> Só notícia boa
>>> Made in China
>>> Para ler o Pato Donald
>>> Prossiga
>>> Mozart 11 com Barenboim
>>> Para amar Agostinho
>>> Discos de MPB essenciais
Mais Recentes
>>> O Livro dos Sentimentos de Maria Isabel Borja e Márcio Vassallo pela Guarda-Chuva (2006)
>>> A Filosofia Rosa-Cruz de John Baines pela Artenova (1982)
>>> A Revolução Bipolar a Gênese e a Derrocada do Socialismo Soviético de Luis Fernandes pela Anita Garibaldi (2017)
>>> Educação e Crise do Trabalho de Gaudêncio Frigotto (org) pela Vozes (1998)
>>> Livro-Literatura brasileira. em dialogo com outras literaturas e outras linguagens de William Cereja pela Atual (2013)
>>> Notícias que marcam de Gustavo Carmo pela Giz (2006)
>>> Zola Amaro um soprano brasileiro para o mundo de Maria José Talavera Campos; Nicola Caringi Lima pela Ufpel (1998)
>>> Livro - Selva de batom de Candace Bushnell pela Record (2005)
>>> Discurso e Leitura de Eni Pulcinelli Orlandi pela Cortez (2001)
>>> Uma História de Ontem pelo Espírito Leone de Mônica Castrol pela ida & Consciência (2011)
>>> Livro - Quimica. volume 1- Quimica geral de Usberco Salvador pela Saraiva (2014)
>>> Gota D'Á|gua de Chico Buarque; Paulo Pontes pela Civilização Brasileira (2023)
>>> Alice no País dos Espelhos de Lewis Carroll pela Martin Claret (2009)
>>> Reuniões Mediúnicas de Therezinha Oliveira pela Allan Kardec (2005)
>>> Português Descomplicado de Carlos Pimentel pela Saraiva (2004)
>>> Livro - Filosofar com textos. temas e historia da filosofia volume unico. parte 1 de Maria Lucia de Arruda Aranha pela Moderna (2012)
>>> O Irmão Alemão de Chico Burque pela Companhia das Letras (2014)
>>> Inteligência Emocional de Daniel Goleman pela Objetiva (1995)
>>> Lavoura Arcaica de Raduan Nassar pela Companhia das Letras (2002)
>>> Flávia Souza Lima de Alguma Poesia - autografado pela Numa (2021)
>>> Mediações Históricas de Trabalho e Educação de Maria Ciavatta pela Lamparina (2009)
>>> O Enigma do Capital: Ponto de Vida Marxista de V. Chemiaténkov pela Progresso (1985)
>>> Jornal, História e Técnica - História da Imprensa Brasileira volume 1 de Juarez Bahia pela Mauad X (2009)
>>> The Complete Book of Motorcycles de Roger Hicks pela Tiger Books (1994)
>>> Motorcycle Classics de Grant Leonard pela Magna Books (1994)
COLUNAS

Quinta-feira, 4/4/2013
Histórias de gatos
Carla Ceres
+ de 10200 Acessos

Diz a lenda que, quando Buda estava às portas da morte, ele convocou os animais para se despedir. O primeiro a chegar foi o rato. Depois, o boi, o tigre, o coelho (ou a lebre), o dragão e outros sete animais. Como recompensa, cada um deles obteve a honra de reger um ano do horóscopo chinês. O gato, que não compareceu, ficou de fora. Outra versão da história diz que o gato compareceu, sim, mas não chorou nem se lamentou como os demais. Postou-se em um canto confortável e comeu um rato enquanto o mestre morria. Uma leitura superficial pode sugerir que o gato foi punido por sua atitude desrespeitosa e insensível, mas, se levarmos em consideração que o gato permaneceu um animal sagrado para o budismo, talvez consigamos compreender que seu comportamento diante da transitoriedade da vida foi sábio.

Poucas pessoas permanecem indiferentes aos gatos. Há milhares de anos, eles nos acompanham, protegendo nossas colheitas dos ratos, aquecendo nossas camas no inverno, nos fazendo companhia, guardando monastérios, inspirando reverência, adoração, lendas, superstições, medo e obras artísticas. São fascinantes a ponto de, mesmo ficando fora do horóscopo chinês, entrarem pro horóscopo vietnamita, que é praticamente igual ao chinês, com a diferença de que o gato ocupa o lugar do coelho.

Talvez os vietnamitas tenham comprado gato por lebre, mas vejam as características das pessoas nascidas sob este signo e concluam qual animal merece o posto. "Quando quer conseguir algo de alguém, vai chegando 'de mansinho', tratando a pessoa muitíssimo bem, satisfazendo todos os seus desejos, cobrindo-a de atenções. No final, qualquer pedido que faça será atendido, pois é feito do modo mais doce e agradável." Quem está sendo descrito aí? Um gato ou um coelho? Qual dos dois tem a injusta fama de interesseiro?

"O gato não nos afaga, afaga-se em nós", escreveu Machado de Assis. Que bela meia verdade! O correto seria dizer que os gatos nos afagam, afagando-se em nós. Gatos não são interesseiros, apenas têm prazer em afagar e agradar. Quando se esfregam em nossas pernas, além de nos fazer carinho, estão nos marcando com seu cheiro pessoal, declarando a outros felinos que nós somos seus seres humanos de estimação, temos dono, pertencemos a eles. Os interesseiros, pra começo de conversa, fomos nós, pois, na época de Noé, nem existiam gatos.

Noé pôs na arca os casais de todos os animais (menos os gatos, que, de acordo com a lenda, não existiam). Os ratos se multiplicaram, infestaram a arca e ameaçavam acabar com os suprimentos, matando os bichos de fome. Em desespero, Noé rezou por uma solução. Deus ordenou-lhe que fosse até o leão e o afagasse na testa. Morrendo de medo, Noé foi. Mal tocou a testa do leão, o animal espirrou e, de suas narinas, saiu um casal de gatos que salvou a arca e gerou os gatos atuais.

Mais tarde, Maomé obteve de Allah um upgrade pros gatos. Foi mais ou menos assim: Maomé possuía um gato de estimação muito querido, chamado Muezza, que dormia na manga de suas vestes. No momento de uma das orações diárias, o profeta, não querendo acordá-lo, recortou o pedaço de tecido sobre o qual ele dormia e foi rezar. Comovido com tamanha dedicação ao bem estar do animal, Deus resolveu recompensar o profeta concedendo a seu gato e a todos os que viessem depois o superpoder de saltar para trás, com as quatro patas, ao mesmo tempo. Assim nasceu o famoso pulo do gato, manobra evasiva que nenhum outro felino consegue executar.

Durante a Inquisição, a Igreja mandou para a fogueira milhares de gatos sob suspeita de serem demônios disfarçados. Claro que eles não iam sozinhos. Acompanhavam suas proprietárias rumo à salvação purificadora, através das chamas. A caça às bruxas foi um surto coletivo de misoginia e ailurofobia, cujo legado ainda perdura sob a forma de preconceitos e superstições. Embora atualmente os gatos sejam animais de estimação quase tão comuns quanto os cães, ainda há muita gente com um pavor irracional desses felinos. Claro que esse pessoal também não está sozinho. Consta que Napoleão Bonaparte, Benito Mussolini e Adolf Hitler tenham tido seus faniquitos gatofóbicos.

Por sorte, basta entrar em contato, gradualmente, com os gatos para ir perdendo o medo e se apaixonando por eles. Quando você reparar, já terá adotado um filhotinho nada assustador. Depois vai curtir a página do Borges, o Gato, (cronista, poeta, blogueiro, filósofo felino e fofo) no Facebook e começará a trocar fotos de gatos pela internet. É um caminho sem volta, mas cheio de perigos. Os chineses tinham razão: existem gatos do bem e gatos do mal. Como distingui-los? É fácil: os malignos têm duas caudas.

Nota do Editor
Carla Ceres mantém o blog Algo além dos Livros. http://carlaceres.blogspot.com/

Leia também "Sultão & Bonifácio - Parte 1", de Guilhermes Pontes.


Carla Ceres
Piracicaba, 4/4/2013

Mais Carla Ceres
Mais Acessadas de Carla Ceres em 2013
01. Histórias de gatos - 4/4/2013
02. Um livro canibal - 9/5/2013
03. Em busca de cristãos e especiarias - 7/11/2013
04. Autodidatas e os copistas da vez - 7/2/2013
05. Brasileiros aprendendo em inglês - 17/1/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Vida Simples Pensamento Elevado
A. C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada
The Bhaktivedanta Book
(1991)



S.
John Updike
Fawcett Crest
(1989)



Is It Painful to Think ?
David Rothenberg
Minnesota
(1993)



Livro - Plantas Medicinais / Projeto Alecrim
Dagmar Santos Roveratti
Unimarco
(1999)



Historias de Guignard (2000)
Priscila Freire
Formato
(2000)



Como Transformar Informações Em Conhecimento: Fascículo 2
Celso Antunes
Vozes
(2001)



Vida na Floresta
Monica Jakievicius
Dcl
(2001)



Antonio de Alcantara Machado e o Modernismo
Luis Toledo Machado
Jose Olympio
(1970)



Os Gregos
Judith Crosher
Melhoramentos
(1988)



Moll Flanders (1971)
Daniel Defoe
Abril
(1971)





busca | avançada
47877 visitas/dia
1,6 milhão/mês