De olho em você | Marilia Mota Silva | Digestivo Cultural

busca | avançada
50856 visitas/dia
2,3 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Prêmio AF de Arte Contemporânea abre inscrições para a edição comemorativa de 10 anos
>>> Inscrições abertas para o Prêmio LOBA Festival: objetivo é fomentar o protagonismo de escritoras
>>> 7ª edição do Fest Rio Judaico acontece no domingo (16 de junho)
>>> Instituto SYN realiza 4ª edição da campanha de arrecadação de agasalhos no RJ
>>> O futuro da inteligência artificial: romance do escritor paranaense Roger Dörl, radicado em Brasília
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jensen Huang, da Nvidia, na Computex
>>> André Barcinski no YouTube
>>> Inteligência Artificial Física
>>> Rodrigão Campos e a dura realidade do mercado
>>> Comfortably Numb por Jéssica di Falchi
>>> Scott Galloway e as Previsões para 2024
>>> O novo GPT-4o
>>> Scott Galloway sobre o futuro dos jovens (2024)
>>> Fernando Ulrich e O Economista Sincero (2024)
>>> The Piper's Call de David Gilmour (2024)
Últimos Posts
>>> O mais longo dos dias, 80 anos do Dia D
>>> Paes Loureiro, poesia é quando a linguagem sonha
>>> O Cachorro e a maleta
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Da Poesia Na Música de Vivaldi
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Construção de um sonho
>>> Quem é mesmo massa de manobra?
>>> A crise dos 28
>>> Snoop Dogg - Ups & Downs
>>> Leitura vertical e leitura horizontal
>>> Cameron Frye: o rapaz que se cansou de sentir medo
>>> O delfim, de José Cardoso Pires
>>> The best is yet to come
Mais Recentes
>>> Livro História do Brasil A Revolução Farroupilha Coleção Síntese Rio- Grandense Edição de Bolso de Moacyr Flores pela Ufrgs (2004)
>>> Gibi Mônica Especial de Natal de Érico Rodrigo Maioli Rosa pela Panini (2014)
>>> Mangá Video Girl Ai #3 de Masakazu Katsura pela Jbc (1989)
>>> Mangá Love #27 de Ken Akamatsu pela Jbc (1999)
>>> Highschool Of The Dead #4 de Daisuke Sato pela Panini (2008)
>>> Teatro de Maria Clara Machado pela Agir (1997)
>>> Os Mistérios de Órion de Yuri Mendes pela Abdr (2007)
>>> O Homem mais Rico da Babilônia de George S. Clason pela HarperCollins (2017)
>>> O Relacionamento com os Filhos de Jennie Hernandez Hanks pela Butterfly (2003)
>>> Proporcionalismo de Waldemar De Gregori / Silvio L.Sant'Anna pela Lorosae (2002)
>>> Planejamento E Organização Em Turismo de Margarita Barretto pela Papirus (2000)
>>> Maktub de Paulo Coelho pela Gold
>>> Tá Todo Mundo Mal - Livro das Crises de Jout Jout pela Companhia Das Letras (2016)
>>> A Vida Que Ninguém Vê de Eliane Brum pela Arquipélago (2006)
>>> Todas As Dores De Que Me Libertei. E Sobrevivi de Felipe Rocha pela Astral (2021)
>>> Sintomas e Tratamento de seu Filho de Jonh Garwood / Amanda Bennett pela Paulinas (2000)
>>> Sexualidade de Dr. Edison Glienke pela Ciranda Cultural
>>> Sob Fogo Cerrado de Oliver North / William Novak pela Círculo do Livro
>>> Diario De Uma Garota Nada Popular de Rachel Renée Russel pela Verus (2011)
>>> Fogo Pálido de Vladimir Nabokov pela Círculo do Livro
>>> As Memórias de Roger Vadim de Bardot, Deneuve e Fonda pela Círculo do Livro (1991)
>>> Livro Crianças francesas dia a dia: Um guia prático com 100 dicas para educar os filhos de Pamela Druckerman pela Fontanar (2014)
>>> Histórias que Inspiram o Mundo de Lorene Patigra pela Escrita Empreendedora (2020)
>>> Fazenda Modelo de Chico Buarque pela Círculo do Livro (1976)
>>> Livro O Dom Do Dialogo: Saber escutar de Louis Sahuc pela Paulinas (2002)
COLUNAS

Quarta-feira, 1/5/2013
De olho em você
Marilia Mota Silva
+ de 5600 Acessos

Com a chave na mão quer abrir a porta, não existe porta; quer morrer no mar, mas o mar secou; quer ir para Minas, Minas não há mais. (C. Drummond de Andrade, E agora, José?)


O tempo passa lento em cidade pequena. A vida é sossegada. As portas das casas ficam fechadas só no trinco. Vizinho bate palma e vai entrando na sala, cozinha, até mesmo quarto adentro. As crianças vão sozinhas para a escola. Brincam na rua. Crime, violência, bandalheiras do governo ficam longe, não lhes dizem respeito. Na cidade pequena todos se protegem. Ninguém sofre sozinho uma dor ou um segredo. Na cidade pequena a vida é mais suave.

Mas há quem sufoque em cidade pequena. Quem se sinta enjaulado. Os que recusam a trilha que lhes foi prevista, que anseiam por solidão e anonimato. Os que não se ajustam. E por mais que doa e assuste, essas pessoas vão embora, não porque gostem do caminho mais difícil, mas porque não tem escolha: se não forem, sufocam. A cidade grande os acolhe em seu deserto, sua indiferença, e eles se rejubilam! Ser ninguém na multidão, esquecer-se de si na multidão. Oh, liberdade!

Há uns 50 anos quando o mundo nem sonhava com internet, Marshall McLuhan, sociólogo canadense, falando sobre os meios de comunicação de massa - jornais, rádio, televisão - disse que habitávamos uma aldeia global. A expressão tornou-se popular. Se ele visse agora a aldeia que, de fato, nos tornamos! E o que diria das nuvens que se avolumam no horizonte, ameaçando o céu claro e infinito dos primeiros anos. Nuvens que não passam nem se desmancham.

O Google, com esse par de olhos no nome, saberia desde sua fundação o que ambicionava ser quando crescesse? O que tudo vê, tudo pode, tudo controla, ou terá se dado conta das estonteantes possibilidades do caminho ao percorrê-lo?

Aquele carro deles que anda sem restrições pelas cidades, fotografando casas, comércio, ruas para nos oferecer graciosamente imagens exatas dos endereços mais distantes, aquele carro não tira apenas fotografias. Ele está equipado para colher todos os dados, senhas, emails, documentos pessoais de milhares de pessoas desavisadas. Fizeram isso nos EUA. Quem sabe o que fizeram nos outros países, Brasil inclusive? Pegos com a mão na cumbuca, pediram desculpa, disseram que foi um acaso, erro de um funcionário. Erro repetido em 38 estados, só nos EUA! Me engana que eu gosto. Uma multa de sete milhões de dólares encerrou o assunto. Sete milhões para eles deve pesar tanto como cinco centavos para qualquer um, mas não é o valor simbólico da multa que causa desconforto. Nem o fato de que as pessoas prejudicadas, a quem desculpas e indenização seriam devidas, não tem como saber se estão na lista.

As pessoas entendem (vê-se pelos blogues e comentários) que tamanha voracidade por informação é motivada apenas por questões de mercado; interessam-se por nós como consumidores, querem antecipar nossas vontades, realizar nossos sonhos. Seria menos mal se fosse isso porque sempre nos restaria a decisão de comprar ou não, usar um serviço ou não.

Os que nos conduzem nessa era digital certamente contemplam com entusiasmo a profunda transformação social que eles tornaram possível: o acesso à informação, à educação, a transferência do poder para os indivíduos, mudanças que trazem em si o germe da destruição de toda forma de totalitarismo, e sem guerra, sem sacrificar nenhuma vida. Razões de júbilo e motivação de sobra para os corações mais generosos.

Mas o passeio do Google pelo mundo toca um alarme. Assusta perceber o quanto estamos expostos, ignorantes e indefesos - não só como indivíduos, mas como sociedade. Um carro para tirar fotografias dispõe de equipamento (e usa) para, de passagem pela rua, revistar seu computador, contas bancárias, imposto de renda, exames médicos, contatos, amigos, emails, quebrando leis fundamentais e princípios sagrados que tornam possível nossa vida em comunidade.

Google, Apple, Facebook, redes de conunicação global intrincam-se, naturalmente, com segurança nacional. Há interesses mútuos. O aparato para um Estado Policial existe e, ao que parece, anda em fase de testes. A novidade é que o cidadão nem precisa saber. Inevitável lembrar de George Orwell, grande visionário, que imaginou esse futuro, ainda em 1949, em seu livro que se tornou emblemático:"1984": O Grande Irmão, um poder esmagador, sem rosto, onipresente, que invade e controla cada minuto da vida de seus súditos, que sequer sabem quem é seu opressor.

Muita gente não se perturba com essa perspectiva. Tudo o que querem é uma vida protegida, a bolha de paz e liberdade dos subúrbios e seus gramados impecáveis. E prometem ser bem comportados. Mas há sempre os que sufocam no subúrbio, nas cidades pequenas. E dessa vez, não há cidade grande para onde escapar.



Marilia Mota Silva
Washington, 1/5/2013

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Beijinho no ombro de Marcelo Centauro
02. Eles vão invadir seu Orkut! de Adriana Baggio
03. Marcos Rey e a Idade de Ouro de Marcelo Barbão
04. Os Vingadores versus... Collin Powell de Lisandro Gaertner


Mais Marilia Mota Silva
Mais Acessadas de Marilia Mota Silva em 2013
01. Amor (in)Condicional - 5/6/2013
02. Quatro autores e um sentimento do mundo - 10/4/2013
03. De olho em você - 1/5/2013
04. O Precioso Livro da Miriam - 20/2/2013
05. O Nome Dele - 7/8/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Demônio do Esquecimento
Michel Del Castillo
Francisco Alves
(1989)



Livro Literatura Estrangeira The Strange Crime of John Boulnois
G. K. Chesterton
Penguin Books



Livro Capa Dura Ladies and Gentlemen of the Jury Greatest Closing Arguments in Modern Law
Michael S Lief e Outros
A Lisa Drew Book
(1998)



A Imundação
Pedro Bandeira; Osnei Rocha
Moderna
(1992)



Classics in Spectroscopy: Isolation and Structure Elucidation of Natural Products
Stefan Berger, Dieter Sicker
Wiley-vch
(2009)



Pão de Mel
Rachel Cohn
Galera
(2008)



Doces E Sobremesas - Colecao Grandes Receitas De Ofelia
Ofelia
Gold
(2006)



A Viúva Clicquot
Tilar J. Mazzeo
Rocco
(2009)



Schnauzer
Márcio Infante Vieira
Sem
(2007)



O Caçador de Pipas
Khaled Hosseini
Nova Fronteira
(2005)





busca | avançada
50856 visitas/dia
2,3 milhões/mês