Leblon | Marta Barcellos | Digestivo Cultural

busca | avançada
40883 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> CONGRESSO DE ENSINO/APRENDIZAGEM DAS ARTES NA AMÉRICA LATINA: COLONIALISMO E QUESTÕES DE GÊNERO
>>> FERNANDA CABRAL SE APRESENTA NA CAIXA CULTURAL BRASÍLIA
>>> Projeto Entrecruzados lança livro e videodança documental
>>> Inscrições Abertas || Residência Artística no Jardim Botânico de Brasília
>>> Gravação de videoclipe quase provoca prisão do irmão de Gabriel o Pensador
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> No palco da vida, o feitiço do escritor
>>> Um olhar sobre Múcio Teixeira
>>> Algo de sublime numa cabeça pendida entre letras
>>> estar onde eu não estou
>>> Nos escuros dos caminhos noturnos
>>> As Lavadeiras, duas pinturas de Elias Layon
>>> T.É.D.I.O. (com um T bem grande pra você)
>>> As palmeiras da Politécnica
>>> Como eu escrevo
>>> Goeldi, o Brasil sombrio
Colunistas
Últimos Posts
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
>>> Mon coeur s'ouvre à ta voix
>>> Palestra e lançamento em BH
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
Últimos Posts
>>> É premente reinventar-se
>>> Contraponto
>>> Aparições
>>> Palavra final
>>> Direções da véspera I
>>> Nada de novo no front
>>> A Belém pulp, de Edyr Augusto
>>> Fatos contábeis
>>> Jaula de sombras
>>> Camadas tectônicas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Eu matei Marina Abramovic (Conto)
>>> Para você estar passando adiante
>>> Bonecas Russas especial
>>> Shiko e Chico!
>>> Outubro literário
>>> Entre o Curtir e o Trollar
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 1. À Beira do Abismo
>>> un dos sitios máis modélicos
>>> Senhor Amadeu
>>> Hilda Hilst
Mais Recentes
>>> Regressou numa esteira de Luz de Gerson Simões Monteiro pela Eij (2014)
>>> Sonhos Despedaçados de Ellie James pela Novo Conceito (2014)
>>> A garota do penhasco de Lucinda Riley pela Novo Conceito (2011)
>>> Princesa das Florestas Livro 4 Parte 2 de Tea Stilton pela Fundamento (2015)
>>> Comer rezar amar de Elizabeth Gilbert pela Objetiva (2008)
>>> O Comunismo e as lutas Políticas do RN na Década de 30 de Luiz Gonzaga Cortez pela Sebo Vermelho (2015)
>>> 69 poemas de Chico Doido de Caicó de Moacy Cirne Org pela Sebo Vermelho (2010)
>>> Negociante e Mercadores Mossoró e suas Velhas Firmas de Raimundo nonato pela Sebo Vermelho (2010)
>>> A Pantera De Pijama Cor-De-Rosa de Ganymédes José pela Melhoramentos (1986)
>>> A Máquina Do Tempo de Paulo Mendes Campos pela Tecnoprint (1972)
>>> Eu Gosto Tanto De Você... de Editora pela Editora (1988)
>>> A Cadeira Do Dragão de Carlos Eduardo Novaes pela Nórdica (1980)
>>> O Rei Caracolinho e a Rainha Perna-Fina de Maria Heloisa Penteado pela Ática (1985)
>>> Currais Novos Imagem Tempo Espaço de Francisco ivan pela Sebo Vermelho (2005)
>>> Comida da Terra Nota sobre o Sistema Alimentar do Seridó de Julie A Cavignac pela Sebo Vermelho (2018)
>>> Castanhas do RN de Amanda do Carmo pela Sebo Vermelho (2017)
>>> Castanhas do Rio Grande do Norte de Organizadores Amanda do Carmo pela Sebo Vermelho (2017)
>>> Aventuras na historia--21--hitler de Editora abril pela Abril
>>> Aventuras na historia--94--o dinheiro do vaticano. de Editora abril pela Abril (2011)
>>> Aventuras na historia--86--gestapo. de Editora abril pela Abril (2010)
>>> Aventuras na historia--43--apocalipse maia. de Editora abril pela Abril (2007)
>>> Quatro rodas--novo honda cr-v--jac j3 e quente ou uma gelada?. de Abril pela Abril (2012)
>>> Som & carro--a n:1 do som automotivo--45--testes-mercedes c280,corsa. de S&c pela S&c
>>> Carro hoje--52--honda brio. de Motor press brasil pela Motor press brasil
>>> Auto esporte--450--astra gsi--phaeton w12. de Globo pela Globo
>>> Go Girl! Melhores Amigas - Amigas Para Sempre de Chrissie Perry pela Fundamento (2011)
>>> A cor do seu cérebro. de Sheila N. Glazov pela Novo Conceito (2009)
>>> Entre o Céu e a Terra de Bruxa Déia pela Independente
>>> Gestão de Negócios em Alimentação. Princípios e Práticas. de June payne Palacio e Monica Theis pela Manole (2015)
>>> TACO. Tabela de Composição de Alimentos.Suporte para Decisão Nutricional. de Sônia Tucunduva Philippi pela Manole (2013)
>>> Alimentos saudáveis. Alimentos Perigosos. de Sergio Charlab pela Seleções do Reader's Digest (1996)
>>> Manual da Caça às Bruxas (Malleus Maleficarum) de Heinrich Kraemer e James Sprenger pela Três
>>> Autismo. Esperança pela Nutrição. História de vida,lutas, conquistas e muitos ensinamentos. de Cláudia Marcelino pela M.Books (2010)
>>> Pirâmide dos Alimentos. Fundamentos Básicos da Nutrição. de Sônia Tucunduva Philippi pela Manole (2014)
>>> Atendimento Nutricional a Crianças e Adolescentes. Visão Prática. de Dith Medeiros de Mesquita, Fernanda Ferreira Corrêa. Maria do Carmo Azevedo Leung. Mônica Santiago Galisa. pela Roca (2014)
>>> Amor e Magia de Marlene Goldsmith pela Pallas (1989)
>>> Emagrecimento Permanente. Nutrição para uma vida saudável. de Manuela Dolinsky pela Roca (2015)
>>> Se... Será, Serafina? de Cristina Porto pela Ática (1991)
>>> Educação Alimentar e Nutricional de Mônica Galisa, Alessandra Paula Nunes, Luciana Garcia, Sandra Chemin pela Roca (2014)
>>> A Vida Íntima das Mulheres - O Relatório Chapman de Irving Wallace pela Nova Fronteira (1980)
>>> A Técnica Literária e Seus Problemas de Carmelo M. Bonet pela Mestre Jou (1970)
>>> Hot--16--+ velozes + furiosos--fuscao 2.6. de Sisal pela Sisal
>>> Moto adventure--144-suzuki--hayabusa gsx1300r. de Grazy turkey pela Grazy turkey
>>> Escolha o Seu Sonho de Cecília Meirelles pela Record (1964)
>>> Écfrase e evidência nas letras latinas: doutrina e práxis de Melina Rodolpho pela Humanitas (2012)
>>> Abc da literatura de Ezra Pound pela Cultrix (2006)
>>> Aula de Roland Barthes pela Cultrix (2004)
>>> Esfinge clara e outros enigmas de Othom M. Garcia pela Topbooks (1996)
>>> Diário de Um Banana - Vol. 6 - Casa Dos Horrores de Jeff Kinney pela Vergara & Riba (2013)
>>> Car stereo tuning--72--hot station. de Grazy turkey pela Grazy turkey (2005)
COLUNAS

Sexta-feira, 27/6/2014
Leblon
Marta Barcellos

+ de 2100 Acessos

Moro no Leblon - mas, por favor, não tire conclusões apressadas. Estava eu pensando em escrever uma inocente crônica de bairro, das quais um cronista precisa lançar mão vez por outra, quando me dei conta da encrenca.

O Brasil inteiro conhece o Leblon - das novelas, das canções da MPB, do noticiário em que a referência "morador do Leblon" raramente quer dizer apenas que o sujeito tem residência fixa em determinado bairro do Rio de Janeiro. Se "morador do Leblon" em perfil de artista pode até despertar a simpatia do leitor, o mesmo não se pode dizer do comentário do "morador do Leblon" na reportagem sobre o rolezinho no shopping.

A intimidade é nacional, mas são os cariocas que não moram no Leblon (sim, tenho noção de que são a esmagadora maioria) aqueles que mais acreditam conhecer o bairro e, especialmente, seus moradores. "Diga-me onde moras e te direi quem és" parece ser a regra na cidade onde os espaços sempre estiveram divididos entre aristocracia e povão desde os tempos da Corte, apesar da propalada convivência nas praias (há controvérsias). .

Se me perguntarem sobre o estigma que existe no Rio em torno do morador da Barra da Tijuca, saberei dar alguns palpites (algo sobre abrigar novos-ricos). Mas, no caso do Leblon, falta-me distanciamento para uma análise. Morei no Leblon quando era criança e adolescente (o "Leblon" da época era Ipanema) e voltei há pouco mais de uma década, antes das novelas do Manoel Carlos e depois de um pé-de-meia em São Paulo (penso que o "Leblon" de lá eram os Jardins ou a Vila Nova Conceição). .

O fato é que, ultimamente, ando impelida a me explicar quando, acidentalmente, menciono morar no Leblon. Olha, eu moro lá, mas desde pequena, no tempo que o bairro não valia nada (mentira). Olha, eu moro lá, mas sou a favor das cotas e não odeio o Lula (verdade).

Já pensei em trocar a postura defensiva e partir para o ataque: defender o morador do Leblon e acusar a generalização. Mas logo percebi que se tratava de tarefa ingrata. Bastou uma reunião informal dos moradores da rua sobre os transtornos causados pelas obras do metrô para uma leblonense, pronta para ser personagem indignada de uma reportagem contra os rolezinhos (ou cotas, ou bolsa-família), se apresentar como "gente de bem" que "paga um dos maiores IPTUs do país e tem os seus direitos".

No entanto, morar no centro dos holofotes tem suas vantagens: é possível chamar a atenção para os interesses políticos e principalmente privados (que estão por trás dos políticos) que passaram a dominar nas grandes cidades. Primeiro, o Leblon foi uma espécie de vítima de um projeto-gambiarra de metrô, uma extensão de linha que não atende às necessidades da população, apenas à especulação imobiliária na Barra da Tijuca (onde a ocupação tem ares de vale-tudo). No início, fiquei feliz com a notícia do metrô perto de casa, mas depois percebi que meu benefício pessoal se daria à custa da falta de um projeto efetivo de mobilidade urbana.

Como notícia no Leblon sempre ganha destaque localmente (ao contrário de São Paulo, os cariocas dão muita importância ao noticiário da cidade), um novo assunto do bairro começou a repercutir nos últimos dias: a ameaça de fechamento de um dos cinemas de rua mais antigos da cidade. Bastou a rede de cinemas colocar um cartaz na porta avisando/ameaçando o fechamento "em breve", por ser uma operação deficitária, para o bafafá começar. .

E era sobre essa história - o fechamento do Cine Leblon - que eu pretendia escrever, antes de lembrar o quanto isso poderia parecer, digamos, elitista, pelo simples fato de se referir ao Leblon. .

Reza a lenda que o Rio é o berço da crônica justamente pelo olhar generoso e enternecido que seus lendários cronistas reservavam às ruas por onde flanavam. Apesar de se tratar aqui do bairro-elite, com toda a carga negativa da imagem de nossa elite, é dessa maneira "cronista" que me sinto quando saio perambulando (flanar é para afrancesados) e observando as transformações no bairro. Não penso no IPTU alto nem nos meus direitos, juro. .

Adoro o Leblon pelos prosaicos motivos que levam as pessoas a adorar os espaços urbanos onde moram: o burburinho familiar, o comércio das pequenas compras, as pessoas deslocadas e as que se deslocam, os aromas e sabores escondidos e que você acredita serem só seus. Nesta lista, claro, está o Cine Leblon, já que vou ao cinema toda sexta-feira, como algumas pessoas vão à missa aos domingos. .

Apesar da programação mais dedicada a blockbusters - únicos capazes de preencher as duas salas de exibição, grandes para os padrões atuais -, o Cine Leblon merece ser preservado. Em estilo art déco, a construção de 1951 é tombada, e por isso não corre o risco de virar um espigão. A não se que se abra uma exceção. E, prontamente, junto com a repercussão do anúncio, surgiu um projeto para viabilizar a "rentabilidade" do cinema, já rejeitado pelos órgãos públicos, propondo uma exceção à lei que manteria o cinema, na parte de baixo, para fazer subir um pequeno prédio de escritórios em cima.

Nada contra. Nem a favor. Só espero que dessa vez a negociação entre interesses privados e públicos seja pra valer. O que me fez desconfiar disso tudo? Primeiro, virou regra, nas negociações de reajustes dos aluguéis exorbitantes do Leblon, uma notinha plantada no jornal avisar que determinado estabelecimento comercial, querido dos moradores, vai fechar. Nem todos fecham. Segundo, um detalhe que me chamou a atenção no projeto da rede de cinemas para viabilizar seu projeto imobiliário: o apelo de transformar o local em um novo "centro cultural" - só porque, além dos cinemas e escritórios, está prevista uma livraria. .

O Shopping Leblon, vale lembrar, só foi erguido sobre uma formação rochosa preservada, destruindo também o teatro Casa Grande, depois que prometeu incluir no projeto um "centro cultural". Que nunca saiu do papel. E do Casa Grande, que pertencia à rede pública de teatros e foi palco de encenações históricas contra a ditadura, só restou o nome. Anexo ao shopping, ele agora é dedicado a musicais, com certeza rentáveis.



Marta Barcellos
Rio de Janeiro, 27/6/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Inferno em digestão de Renato Alessandro dos Santos
02. Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos de Jardel Dias Cavalcanti
03. De volta à antiga roda rosa de Elisa Andrade Buzzo
04. Cidades do Algarve de Elisa Andrade Buzzo
05. O artífice do sertão de Celso A. Uequed Pitol


Mais Marta Barcellos
Mais Acessadas de Marta Barcellos em 2014
01. Esquerda x Direita - 24/10/2014
02. Escritor: jovem, bonito, simpático... - 5/9/2014
03. O turista imobiliário - 14/8/2014
04. Quase cinquenta - 14/3/2014
05. Philomena - 7/2/2014


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O REINO DO DRAGÃO DE OURO
ISABEL ALLENDE
BERTRAND BRASIL
(2011)
R$ 31,48



TRADUÇÃO E RUÍDO NA COMUNICAÇÃO TEATRAL
GEIR CAMPOS
ÁLAMO
(1982)
R$ 13,00



FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA
MARIA APARECIDA VIGGIANI BICUDO (ORG.)
UNESP
(2018)
R$ 30,00



PEQUENA ANTOLOGIA AMOROSA - JUAN DE LA CRUZ (LITERATURA ESPANHOLA - SÉCULO XVI)
JUAN DE LA CRUZ
LACERDA
(2000)
R$ 7,00



CRIMES PREVIDENCIÁRIOS (SÉRIE CIÊNCIAS CRIMINAIS NO SEC.XXI - VOL1
LUIZ FLÁVIO GOMES
REVISTA DOS TRIBUNAIS
(2001)
R$ 12,00



OS SENHORES DAS GERAIS: OS NOVOS INCONFIDENTES E O GOLPE MILITAR DE 1964
HELOISA MARIA MURGEL STARLING
VOZES
(1986)
R$ 12,00



PARA UMA NOVA GRAMÁTICA DO PORTUGUÊS
MÁRIO A. PERINI
ÁTICA
(1989)
R$ 12,00



PORTUGUÊS PASSO A PASSO VOL 7
PASQUALE CIPRO NETO
GOLD
(2007)
R$ 5,00



LULA E O PT - DA ESPERANÇA AO FEIJÃO-COM-ARROZ E OUTROS ESCRITOS
FERNANDO A. MOURÃO FLORA
THESAURUS
(2009)
R$ 25,00



REVISTA XBOX--87.
EUROPA
EUROPA
R$ 16,00





busca | avançada
40883 visitas/dia
1,0 milhão/mês