Hércules reduzido a lenda | Carla Ceres | Digestivo Cultural

busca | avançada
37883 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Impressões sobre São Paulo
>>> Lobato e os amigos do Brasil
>>> A Promessa da Política, de Hannah Arendt
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Luciano do Valle (1947-2014)
>>> Por que as velhas redações se tornaram insustentáveis on-line
>>> Ação Social
>>> Dá-lhe, Villa!
>>> forças infernais
>>> 20 de Abril #digestivo10anos
Mais Recentes
>>> Dicionário de termos ambientais de Antonio Leal pela Letras & Magia (2007)
>>> Casa de Praia com Piscina de Herman Koch pela Intrínseca (2015)
>>> Natureza Humana, Justiça vs. Poder de Michel Foucault e Noam Chomsky pela Martins Fontes (2014)
>>> A Arvore dos Anjos de Lucinda Riley pela Arqueiro (2017)
>>> A Herdeira da Morte de Melinda Salisbury pela Fantastica Rocco (2016)
>>> Uma Gentileza por Dia de Orly Wahba pela Benvira (2017)
>>> Eu sou as Escolhas que Faço de Elle Luna pela Sextante (2016)
>>> Coroa Cruel - Série a Rainha Vermelha de Victoria Aveyard pela Seguinte (2016)
>>> Sade em Sodoma de Flávio Braga pela BestSeller (2008)
>>> Curso de Filosofia em Seis Horas e Quinze Minutos de Witold Gombrowicz pela José Olympio (2011)
>>> O pequeno Principe de Antoine de Saint Exupery pela Agir (2009)
>>> Zoloé e Suas Duas Amantes de Marquês de Sade pela Record (1968)
>>> Expressões Diante do Trono de Ministério de Louvor Diante do Trono pela Diante do Trono (2003)
>>> A separação dos amantes - uma fenomenologia da morte de Igor Caruso pela Cortez (1989)
>>> Os Titãs / A Saga da Família Kent (Volume V) de John Jakes pela Record/ RJ.
>>> A Universidade em Ritmo de Barbárie de José Arthur Giannotti pela Brasiliense (1986)
>>> A Mulher Só de Harold Robbins/ (Tradução) Nelson Rodrigues pela Record/ RJ.
>>> Dependência e desenvolvimento na América Latina - ensaio de interpretação sociológica de Fernando Henrique Cardoso e Enzo Faletto pela Zahar (1970)
>>> Tubarão de Peter Benchley pela Nova Cultural (1987)
>>> O Titã de Fred Mustard Stewart pela Record
>>> O Beijo da Mulher Aranha de Manuel Puig pela Codecri/ RJ. (1981)
>>> A Traição de Rita Hayworth/ Capa Dura de Manuel Puig pela Circulo do Livro/ SP. (1993)
>>> Boquitas Pintadas/ Capa Dura de Manuel Puig pela Circulo do Livro/ SP. (1988)
>>> Kit De Estudo Para Concursos: Só concursos (3 CDs + Folheto) + Guia do Concurseiro + Redação para Concursos de Equipe Mundial Editorial pela DCL - difusão cultural do livro (2016)
>>> Numa Terra Estranha de James Baldwin pela Rio Gráfica (1986)
>>> 1934 de Alberto Moravia pela Rio Gráfica (1986)
>>> Mil Platôs Vol. 1 de Gilles Deleuze e Félix Guattari pela 34 (2011)
>>> A Menina que Roubava Livros de Markus Zusak pela Intrínseca/RJ. (2007)
>>> Mil Platôs Vol. 2 de Gilles Deleuze e Félix Guattari pela 34 (2011)
>>> Mil Platôs Vol. 3 de Gilles Deleuze e Félix Guattari pela 34 (2012)
>>> Ajin - Demi-Human #01 de Gamon Sakurai pela Panini (2016)
>>> Ajin - Demi-Human #02 de Gamon Sakurai pela Panini (2016)
>>> Ajin - Demi-Human #03 de Gamon Sakurai pela Panini (2016)
>>> Incendio de Troia (capa dura couro) de Marion ZimmerBradley pela Circulo do Livro/ SP. (1994)
>>> Ajin - Demi-Human #04 de Gamon Sakurai pela Panini (2017)
>>> Ajin - Demi-Human #05 de Gamon Sakurai pela Panini (2017)
>>> Ajin - Demi-Human #06 de Gamon Sakurai pela Panini (2017)
>>> Ajin - Demi-Human #07 de Gamon Sakurai pela Panini (2017)
>>> Ajin - Demi-Human #08 de Gamon Sakurai pela Panini (2017)
>>> Ajin - Demi-Human #09 de Gamon Sakurai pela Panini (2017)
>>> The Buenos Aires Affair de Manuel Puig pela Nova Cultural (1987)
>>> Ajin - Demi-Human #10 de Gamon Sakurai pela Panini (2018)
>>> Ajin - Demi-Human #11 de Gamon Sakurai pela Panini (2018)
>>> Estratégia da Decepção de Paul Virilio pela Estação Liberdade (2000)
>>> Ajin - Demi-Human #12 de Gamon Sakurai pela Panini (2019)
>>> The Buenos Aires Affair de Manuel Puig pela Circulo do Livro/ SP. (1989)
>>> The Buenos Aires Affair de Manuel Puig pela Codecri (1981)
>>> Fort of Apocalypse #10 de Yu Kuraishi, Kazu Inabe pela JBC/Ink Comics (2016)
>>> The Buenos Aires Affair de Manuel Puig pela Codecri (1981)
>>> Fort of Apocalypse #09 de Yu Kuraishi, Kazu Inabe pela JBC/Ink Comics (2016)
COLUNAS

Quinta-feira, 2/10/2014
Hércules reduzido a lenda
Carla Ceres

+ de 3300 Acessos

Os trailers de Hércules (2014), de Brett Ratner, acenavam com encantamento e decepção para os apreciadores da mitologia grega. Impossível não vibrar por antecipação e reconhecimento, com as cenas do leão de Nemeia, do javali de Erimanto, da Hidra de Lerna e do cão Cérbero. Os cenários e as lutas tiravam o fôlego pela grandiosidade, mas algo parecia fora de lugar. Sério mesmo que Hércules estava afirmando desejar somente ser marido e pai? Pior, ele negava o fato de ser um herói e procurava fugir de seu destino mesmo após executar tantos trabalhos? E que história era aquela de vingar a morte de sua esposa e filhos? Pra começo de conversa, foi o próprio Hércules quem os matou em um surto de loucura causado pela deusa Hera. É como penitência por esse crime que o oráculo de Delfos manda o herói realizar seus famosos trabalhos.

Claro que, dependendo da fonte clássica utilizada, podemos encontrar versões diferentes de vários mitos. Segundo alguns autores, por exemplo, a esposa de Hércules sobreviveu e se casou com Iolau, sobrinho e eromenos do herói. O filme, entretanto, se baseia em uma graphic novel e procura (nada mais atual) revelar o homem por trás da lenda. Na minha opinião, essa é uma opção de leitura empobrecedora, especialmente quando distorce o mito a seu bel-prazer, com a intenção de validar suas explicações.

O que faz aquela arqueira jurando lutar e morrer por Hércules? Trata-se de Atalanta, a protetora do herói e filha de uma rainha amazona. Isso não tem cabimento. Infeliz do herói que precisa de protetora humana. Segundo o material de divulgação, a família da moça foi exterminada e ela se juntou ao grupo de mercenários de Hércules. Que desaforo à mitologia! Se queriam mostrar Hércules trabalhando em equipe, deveriam filmar suas aventuras ao lado dos argonautas, um grupo de heróis liderado por Jasão, em busca do velo de ouro. Esses, sim, trabalhavam em conjunto, cada um explorando seus superpoderes específicos. Precursores dos X-Men e dos Vingadores, os cerca de cinquenta argonautas contaram com a presença de Hércules por pouco tempo, quase uma participação especial. A Atalanta da mitologia era uma argonauta. Heroína caçadora, possuía supervelocidade, mas sua mãe não era uma rainha amazona. Talvez os roteiristas tenham se confundido com a Mulher Maravilha.

Outro argonauta que aparece no filme é o adivinho Anfiarau. Numa trama que joga sujo para desmistificar os mitos, Anfiarau vale mais como guerreiro do que como adivinho. Mas isso não é nada perto do que fazem com o também argonauta Iolau. O rapaz aparece como um contador de histórias, cuja missão é espalhar a lenda de Hércules. Na mitologia, Iolau ajuda Hércules a matar a Hidra de Lerna. Cada vez que o herói decepava uma das cabeças do monstro, outras duas cabeças surgiam no lugar. Coube a Iolau cauterizar os ferimentos, impedindo que novas cabeças aparecessem.

Alguns pesquisadores consideram a possibilidade de que o mito de Hércules tenha se construído a partir de um homem real que tenha vivido em Argos. Outros estudiosos sugerem que seus doze trabalhos sejam uma referência alegórica à passagem do sol pelos doze signos do zodíaco. Uma terceira hipótese alega que o mito se formou a partir de mitos mais antigos, de origem indo-europeia (pré-grega), egípcia, asiática e de outros povos com os quais os gregos fizeram contato. A terceira hipótese me parece mais provável, mesmo porque não exclui totalmente as anteriores.

Hércules não é uma simples lenda. É um mito, uma divindade que foi cultuada em locais, datas e rituais específicos. Sua relevância para o mundo atual vai além do entretenimento rasteiro e da curiosidade histórica sobre as crenças dos antigos gregos. Ele traz uma riqueza arquetípica irredutível. Hércules precisa ser um semideus porque representa os humanos em todas as situações extremas possíveis. Seu potencial divino convive com momentos de loucura furiosa. Ele paga pelos erros dos pais; fere a quem mais ama; sofre com o remorso; pensa em suicídio; expia seus crimes; sofre e comete injustiças; é morto por alguém em quem confia; desce aos infernos; vence a morte; torna-se divino.

Dwayne Johnson foi uma escolha perfeita para interpretar o protagonista. Até o tom da sua pele condiz com a iconografia do herói. As representações de Hércules mostravam-no moreno bronzeado, quase negro, para simbolizar sua grande força. A relação entre pele bronzeada e força física devia-se ao fato de que os atletas ganhavam força exercitando-se ao sol. Pele clara era atributo de mulheres fisicamente fracas. Atalanta, como heroína, estaria melhor representada por uma atriz de pele morena. O filme acerta muito no tocante a visual, ação e aventura, mas peca ao optar por uma abordagem nada fantástica e empobrecer o mito.

Nota do Editor
Carla Ceres mantém o blog Algo além dos Livros. http://carlaceres.blogspot.com/


Carla Ceres
Piracicaba, 2/10/2014


Mais Carla Ceres
Mais Acessadas de Carla Ceres em 2014
01. HQs sombrias, anjos e demônios - 2/1/2014
02. Duas distopias à brasileira - 7/8/2014
03. Um menino à solta na Odisseia - 6/11/2014
04. Adolescentes e a publicação prematura - 4/9/2014
05. Vaidade, inveja e violência - 8/5/2014


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ANTES DO BAILE VERDE
LYGIA FAGUNDES TELLES
ROCCO
(1999)
R$ 13,00



CINCO LIÇÕES DE PSICANÁLISE OS PENSADORES SIGMUN FREUD
IVAN PAVLOV
ABRIL
(1974)
R$ 29,00



COMO A WEB TRANSFORMA O MUNDO
FRANCIS PISANI; DOMINIQUE PIOTET
SENAC SP
(2010)
R$ 14,00



OBRAS COMPLETAS - 2° VOLUME
GIL VICENTE
CULTURA
(1946)
R$ 20,00



VAGABOND 23
TAKEHIKO INOUE
CONRAD
(2002)
R$ 4,99



PRISÃO E MEDIDAS CAUTELARES
LUIZ FLÁVIO GOMES E OUTROS
REVISTA DOS TRIBUNAIS
(2012)
R$ 30,00



MULTIPROFISSIONALISMO E INTERVENÇÃO EDUCATIVA: AS ESCOLAS
MARIA ADELINA DE ABREU GARCIA
EDIÇÕES ASA
(1994)
R$ 26,68



FOCUS ON GRAMMAR - A HIGH-INTERMEDIATE - 2 EDIÇÃO
MARJORE FUCHS E MARGARET BONNER
LOGMAN
(1980)
R$ 20,00



SOUVIENS TOI; ROMAN
MARY HIGGINS CLARK
ALBIN MICHEL
(1994)
R$ 22,82



A CIDADE DOS MORTOS
HERBERT LIEBERMAN
CÍRCULO DO LIVRO
(2018)
R$ 12,00





busca | avançada
37883 visitas/dia
1,3 milhão/mês