De louco todos temos um pouco | Cassionei Niches Petry | Digestivo Cultural

busca | avançada
32696 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Companheiro dileto
>>> O Vendedor de Passados
>>> Eugène Delacroix, um quadro uma revolução
>>> Meus Livros
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Plágio
>>> O filho eterno e seus prêmios literários
>>> Entrevista com Antonio Henrique Amaral
>>> Entrevista com Antonio Henrique Amaral
>>> Entrevista com Antonio Henrique Amaral
Mais Recentes
>>> Diário de uma Paixão de Sparks,Nicholas pela Novo Conceito (2019)
>>> Gestão de pessoas de Idalberto Chiavenato pela Campus (1999)
>>> Administração de Marketing de Philip Kotler pela Atlas (1998)
>>> Cinquenta Tons de Liberdade de James,E. L. pela Intrínseca (2012)
>>> Cinquenta Tons Mais Escuros de James,E. L. pela Intrínseca (2012)
>>> Mecânica vetorial para engenheiros Estática (vol. I) de ferdinand P. Beer e E. Russell Johnston, Jr. pela McGraw-Hill (1980)
>>> Cinquenta Tons de Cinza de James,E. L. pela Intrínseca (2012)
>>> A quinta disciplina de Peter M. Senge pela Best Seller
>>> Marketing Internacional de Edmir Kuazaqui pela Makron Books (1999)
>>> A cozinha das crianças (espertas) de Hervé This pela Degustar (2006)
>>> O Sagrado Selvagem de Roger Bastide pela Companhia das Letras (2006)
>>> Alternativas à Crise de José Oscar Beozzo (Org.) pela Cortez (2009)
>>> Dentro da Noite Veloz (1a Edição) de Ferreira Gullar pela Civilização Brasileira (1975)
>>> Poesia Comprometida com a Minha e a tua Vida de Thiago de Mello pela Civilização Brasileira (1980)
>>> Que País É Este? e Outros Poemas de Affonso Romano de Sant'Anna pela Civilização Brasileira (1980)
>>> Uma Razão para Respirar de Rebecca Donovan pela Pandorga (2014)
>>> Par Delà le Bien et le Mal de Frédéric Nietzsche pela Mercure de France (1907)
>>> Poesia de Alphonsus de Guimaraes pela Agir (1976)
>>> Princesa à Espera / Princesa Apaixonada de Meg Cabot pela Saraiva (2010)
>>> Portugal e seus Sabores de Angélica Santa Cruz (Org.) pela Abril (2017)
>>> La Volonté de Puissance Tome I de Frédéric Nietzsche pela Mercure de France (1909)
>>> Viagem ao Centro do Computador de Edith Modesto pela Ática (2000)
>>> A Rosa de Sarajevo de Margaret Mazzantini pela Companhia das Letras (2011)
>>> Um Pedaço de TI de Patricia Bittencourt pela Ledriprint (2017)
>>> Bala XXI - Casos, Crônicas, Piadas e Contos de Augusto José Vieira Neto pela Mandamentos (2000)
>>> Filhos Especiais Para Pessoas Especiais - O Milagre do Dia-a-dia de Neusa Maria pela Paulinas (2010)
>>> Pensées Étranglées de E. M. Cioran pela Gallimard (2014)
>>> Le Voyageur et son Ombre de F. NNietzsche pela Denoel (1979)
>>> Colder than Ice de David Patneaude pela Albert Whitman & Company (2003)
>>> Misericordiae Vultus / O Rosto da Misericórdia de Papa Francisco pela Paulinas (2015)
>>> Manual do Agricultor Brasileiro de Carlos Augusto Taunay pela Companhia das Letras (2001)
>>> O Ingenuo de Voltaire pela Dcl (2013)
>>> O Evangelho Segundo O Espiritismo de Allan Kardec pela Feb (1999)
>>> A Princesa de Babilonia de Voltaire pela Dcl (2013)
>>> A Campanha Abolicionista de Jose do Patrocinio pela Dcl (2013)
>>> Zollinger - Atlas de Cirurgia de E. Christopher Ellison, Robert M. Zollinger pela Guanabara Koogan; (2017)
>>> O Hobbit: A batalha dos cinco exercítos : guia ilustrado de Jude Fisher pela WMF Martins Fontes (2014)
>>> Radiografia da Alma de Pe. Hewaldo Trevisan pela Planeta (2010)
>>> Convênios e outros instrumentos de "Administração Consensual"na Gestão Pública do século XXI - Restrições em Ano Eleitoral de Jessé Torres Pereira Junior e Marinês Restelatto Dotti pela Fórum (2010)
>>> Estalos e Rabiscos - Mãos à Obra Literária de Walter Galvani pela Novaprova (2011)
>>> Distrito Federal Paisagem, População e Poder de Marília Peluso e Washington Candido pela Harbra (2006)
>>> Parto de Mim de Vera Pinheiro pela Pallotti (2005)
>>> Deuses americanos de Neil Gaiman pela Intrínseca (2016)
>>> A Ilha dos Prazeres de André Rangel Rios pela Uapê (1996)
>>> A pequena pianista de Jane Hawking pela Única (2017)
>>> Tradição e Novidade na Ciência da Linguagem de Eugenio Coseriu pela Presença- Usp (1980)
>>> Jovens Sem-Terra - Identidade em movimento de Maria Teresa Castelo Branco pela Ufpr (2003)
>>> Os Segredos das Mulheres Inteligentes de Julia Sokol e Steven Carter pela Sextante (2010)
>>> Lettres et Maximes de Épicure pela Librio (2015)
>>> Um Mundo a Construir de Marta Harnecker pela Expressão Popular (2018)
COLUNAS

Quarta-feira, 13/1/2016
De louco todos temos um pouco
Cassionei Niches Petry

+ de 2400 Acessos

Na capa de O alienista, numa antiga edição da editora Ática, o dedo acusador do personagem principal aponta para o leitor como se dissesse: "você é o louco; é você que quero prender nessa casa." É o que acontece com a leitura desse conto longo, quase uma novela, a qual coloco ao lado de outras "pequenas grandes" obras da literatura universal, como A metamorfose, de Kafka; A morte de Ivan Ilich, de Tolstói; A volta do parafuso, de Henry James; Dr. Jekyll e Mr. Hyde, de Stevenson e Bartleby,o escrivão, de Melville. Machado de Assis, nosso maior escritor, nos prende na sua narrativa e deixa uma dúvida no ar: será que somos loucos também?

O conto, publicado primeiramente na coletânea Papéis avulsos, de 1882, relata a história de Simão Bacamarte, médico psiquiatra que ergue, na pequena cidade de Itaguaí do século XIX, um hospício que recebe o nome de Casa Verde, com intuito de estudar as causas e sintomas dos problemas mentais. Recolhe uma e outra pessoa, até que quase toda a população acaba sendo internada: "A loucura, objeto dos meus estudos, era até agora uma ilha perdida no oceano da razão; começo a suspeitar que é um continente", diz o médico. Sua atitude provoca uma rebelião na antes pacata cidade, levando ao poder o barbeiro que lidera os rebeldes, sendo logo depois destituído pelos militares. Ciência, poder e religião são discutidos durante toda a narrativa, mostrando que a razão pode sucumbir quando queremos impor nossa verdade.

Mesmo antes dos estudos psicanalíticos de Freud, Machado de Assis fez questão de colocar uma casa como centro do enredo, pois ela é um dos símbolos do nosso inconsciente. Especificamente, representa nossa proteção e suas dependências simbolizam os desvãos de nossa mente. Poder-se-ia dizer que se jogavam os loucos dentro de um hospício para proteger a sociedade. Mas em O alienista é diferente: na verdade é o louco que deve ser protegido de uma sociedade mais louca ainda. Como afirmou certa vez o cineasta japonês Akira Kurosawa: "Num mundo louco, apenas os loucos são sãos."

Se pensarmos em diferentes sinônimos para a palavra louco, veremos que todos temos um pouco dessa "doença". Lunático, por exemplo, seria aquele que vive no mundo da lua. Alienado é o que é desligado das coisas, como se vivesse num outro mundo, ou seja, um alienígena. Alucinado é o que vive fascinado com as coisas ao seu redor, vive sempre delirando, imaginando coisas, ou ainda o que perde a razão por amor. Insensato é o que perde o bom senso, como muitas pessoas atrás do volante de um carro. Desmiolado é o desprovido de cérebro (lembram dos filmes de mortos-vivos?), como algumas pessoas que assistem a determinados programas televisivos ou escutam determinados tipos de música. Anormal é aquele que foge do normal, como um professor que resolve declamar uma poesia em altos brados dentro de uma sala de aula (eu, por exemplo, sou chamado de louco por causa disso).

Poderia citar uma porção de significados nos quais cada um de nós se encaixa. Talvez por isso extinguiram os manicômios espalhados pelo país, pois de louco todos temos um pouco. Em outras palavras, o normal é ser anormal. Em 1999, o saudoso Moacyr Scliar escreveu O mistério da Casa Verde (Editora Ática, 88 páginas) uma história infanto-juvenil baseada em O alienista, e que desperta o leitor jovem para ler o clássico no original. Em determinada passagem, um personagem que dizia ser Simão Bacamarte afirma: "...o lugar de loucos, como vós, é lá fora. O mundo é um hospício, o vosso hospício."


Cassionei Niches Petry
Santa Cruz do Sul, 13/1/2016


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Como medir a pretensão de um livro de Ana Elisa Ribeiro
02. Nos braços de Tião e de Helena de Renato Alessandro dos Santos
03. Inferno em digestão de Renato Alessandro dos Santos
04. De volta à antiga roda rosa de Elisa Andrade Buzzo
05. Os olhos de Ingrid Bergman de Renato Alessandro dos Santos


Mais Cassionei Niches Petry
Mais Acessadas de Cassionei Niches Petry em 2016
01. O suicídio na literatura - 13/4/2016
02. Ler para ficar acordado - 18/5/2016
03. Proibir ou não proibir? - 10/2/2016
04. Notas confessionais de um angustiado (V) - 26/10/2016
05. Sobre mais duas novelas de Lúcio Cardoso - 28/12/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




LITERATURA COMENTADA
MANUEL BANDEIRA
ABRIL
(1981)
R$ 6,00



ECONOMIA MICRO E MACRO
MARCO ANTONIO SANDOVAL DE VASCONCELOS
ATLAS
(2002)
R$ 39,00



NOSSOS ÍNDIOS NOSSO MORTOS - OS OLHOS DA EMANCIPAÇÃO
EDILSON MARTINS
CODECRI
(1982)
R$ 15,87



ATLETISMO OS SALTOS
FERNANDES
EPU
(1978)
R$ 15,00



CINDERELA - UM LIVRO POP-UP DE CONTOS
TODOLIVRO EDITORA
TODOLIVRO
(2015)
R$ 7,00



MÚSICA DO MAR
SARA MACDONALD
BEST SELLER
(2004)
R$ 14,00



HISTOIRE DE SINDBAD LE MARIN
EDOUARD MONTET (TRADUCTION)
PAYOT (PARIS)
(1930)
R$ 19,82



BRASIL E ESTADOS UNIDOS AFINIDADES HISTORICAS...(AUTOGRAFADO) - 9712
BAPTISTA PEREIRA
JORNAL DO BRASIL
(1930)
R$ 120,00



LEITURA CRITICA DE PAULO FREIRE
CARLOS ALBERTO TORRES
LOYOLA
(1981)
R$ 15,00



FLEXIBILIDADE, GESTAO DE RISCOS E RESILIENCIA NA CADEIA DE SUPRIM
GIOVANI ORTIZ TANOUE
APPRIS
(2016)
R$ 131,92





busca | avançada
32696 visitas/dia
1,3 milhão/mês