meu verdadeiro mundo | themis almeida

busca | avançada
60226 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Livro beneficente ensina concurseiros a superar desafios e conquistar sonhos
>>> Cia Triptal celebra a obra de Jorge Andrade no centenário do autor
>>> Sesc Santana apresenta SCinestesia com a Companhia de Danças de Diadema
>>> “É Hora de Arte” realiza oficinas gratuitas de circo, grafite, teatro e dança
>>> MOSTRA DO MAB FAAP GANHA NOVAS OBRAS A PARTIR DE JUNHO
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
Últimos Posts
>>> Parei de fumar
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Mínimas
>>> Ascese, uma instalação do artista Eduardo Faria
>>> Parangolé: anti-obra de Hélio Oiticica
>>> Tom Wolfe
>>> Queen na pandemia
>>> A história do Olist
>>> Kubrick, o iluminado
>>> Mr. Sandman
>>> Unchained by Sophie Burrell
>>> Reflexões na fila
Mais Recentes
>>> Qual é o Seu Lugar no Mundo de Leila Navarro pela Gente (2003)
>>> Fallen de Lauren Kate pela Galera Record (2010)
>>> Homem: o Sexo Frágil de Flávio Gikovate pela Mg (1989)
>>> A Magia do Acaso de Renato Marcondes, Maurício Gutemberg pela Dédalo (2009)
>>> Iniform Commercial Code de Stone pela Bradford Stone
>>> O Presente do Meu Grande Amor: 12 Histórias de Natal de Stephanie Perkins pela Intrinseca (2014)
>>> Candangos Tracos de Brasília de Cezar Britto pela Aracaju (2021)
>>> Entre o Amor e a Guerra de Zibia Gasparetto pela Lucius (1998)
>>> Ética Empresarial na Pratica de Mario Sergio Cunho Alencastro pela Ibpex (2010)
>>> Teto, Sentimento e Pele de Fernando di Primo pela Do Autor (1989)
>>> Liderança do trabalhador cristão de Pe. Urbano Rausch pela Loyola (1973)
>>> Aladdin a História do Filme Que Encanta Gerações de Disney pela Universo dos Livros (2019)
>>> Repertório de Politica Externa: Posições do Brasil de Fundação Alexandre Gusmão pela Fundação Alexandre Gusmão (2007)
>>> O Paulo do Gato a aventura do recém- descasado de Marcus Barros Pinto pela Objetivo (1999)
>>> Organização do Futuro de Peter F Drucker pela Futura (1997)
>>> O Sensacional livro antitedio do Lucas Rangel de Lucas Rangel pela Pararela (2016)
>>> Viajando de 1850 Ate 1900 Tunel do Tempo de Martinez pela Ftd (1997)
>>> Neurophilosophy of Free Will de Henrik Walter; Cynthia Klohr pela Mit Press (2009)
>>> A Conquista do espaço político de Maria Lúcia de Oliveira pela Jornal a Tarde (1983)
>>> Comece Hoje a Dizer - Eu Te Amo de Stephen Arterburn / Carl Dreizler pela Thomas Nelson (2012)
>>> Gestão Dde Hotelaria e Turismo de Reinaldo Dias e Outros pela Pearson (2005)
>>> Zeélia Uma Paixão de Fernando Sabrino pela Record (1991)
>>> Gestão para um Mundo Melhor de Elcio Anibal de Lucca pela Elsevier (2008)
>>> Vincent Van Gogh de Vincent Van Gogh pela Atica (2006)
>>> Florência Diante de Deus de Eliezer Moreira pela Patuá (2015)
COMENTÁRIOS

Segunda-feira, 28/3/2005
Comentários
Leitores


meu verdadeiro mundo
sei exatamente sobre o que voce fala. Vivi, li e viajei muito & sempre achava que tinha vindo ao mundo pra conhece-lo. Mas hoje, beirando aos 40, viajada, amante da boa musica & de vinho, so' penso em ficar em casa, mesmo que "essa casa" nao seja mais meu habitat natural. Vez por outra me aventuro, mas levo coisas pra nao faltar & esqueço outras pra voltar. Lei do bom-senso. Mas, meu verdadeiro mundo levo pra todo canto onde vou. Assim me sinto segura.

[Sobre "O quintal de casa"]

por themis almeida
28/3/2005 às
17h17 213.119.135.99
(+) themis almeida no Digestivo...
 
Limana
Ao começar um trabalho monográfico sobre Lima Barreto pude observar como sua obra é importante e ficar feliz por saber que seus admiradores podem contar com essa fantástica e tão organizada biografia.

[Sobre "Da Biografia de Lima Barreto"]

por Gisele Chaves
28/3/2005 às
13h21 200.149.244.147
(+) Gisele Chaves no Digestivo...
 
Ícones e mais o quê?
Olá, Julio! Concordo com o aspecto de que há¡ uma decadência de alguns í­cones da MPB dos anos 60. Ok, Gil parece perdido enquanto ministro e Caetano, separado ou não, há pelo menos oito anos não tem um lançamento musical de respeito. Mas eu discordo em relação ao Chico Buarque. Acredito que ele foi um dos poucos que se manteve intacto e criando bem. Se o Ao Vivo não empolga, Paratodos é quase perfeito e As Cidades (nem tão perfeito assim) tem momentos de cara poesia musical. Revistas de fofocas? Paparazzi? Pouco importam... Adultério? Ora, há tantos casos, de maior ou menor importância, de acordo com as conseqüências. Eu não me importo se o Chico está com a esposa de um outro cara (isto é coisa para talvez a minha mãe se importar, ela que assiste aos programas de fofocas), contanto que ele reapareça com um ótimo CD daqui a um tempo. Não me lembro de ele ter se tornado um monge ou coisa parecida. Julio, respeito e admiro a sua pessoa e o que tem construído com o Digestivo Cultural. Tem sido uma ferramenta importante para mim. Até por isso, tomei a liberdade de tornar pública minha discordância. Quanto a Tom Jobim, ele era (para mim, sempre será) fantástico mesmo!!! Vou, com certeza, adquirir o CD deste show. E vamos de células-tronco!!! Um abração!!!

[Sobre "Digestivo nº 220"]

por Alessandro de Paula
30/3/2005 às
12h23 200.204.153.101
(+) Alessandro de Paula no Digestivo...
 
quem te viu, quem te vê...
Não sou assinante do Digestivo (muito embora tenha gostado da idéia, após recebê-lo da minha esposa!) e o artigo Quem te viu, quem te vê, de Julio Daio Borges, instigou-me a fazer alguns comentários: 01) A despeito de gostar das músicas de Caetano Veloso, sinceramente, não soube de sua separação. Fiquei sabendo por meio da coluna do senhor; 02) É certo que eu não poderia esperar outra coisa de um tipo de “jornalismo” como o fantástico, por exemplo, mas me pergunto como meios que se pretendem sérios (tais como a Folha de São Paulo, que estampou a foto do Chico beijando a tal mulher no seu caderno cultural!) podem se entregar à onda de jornalismo de celebridades. Portanto, vejo uma falta de reflexão séria em colunas culturais. Qual a relevância para a cultura ao falar da vida privada das celebridades culturais (as “vacas sagradas”)? Concordo com a nota, no que tange à atuação do Ministro da Cultura, mas, ao misturar o público com o privado (fala-se de política nacional, da efervescência cultural dos anos 60, mas também de casamentos desfeitos, namoro com mulher casada e etc), Julio repete o que, ao meu ver, trata-se da mesma falha. Penso que a reflexão de cultura não pode se rebaixar a esses fatos do quotidiano irelevantes para uma verdadeira prudução cultural...!, sob pena de nos perguntarmos: colunasculturais, QUEM TE VIU, QUEM TE VÊ... Vou passar a ler o digestivo cultural, mas espero mais de Julio Daio Borges, seu redator, editor, webmaster e webdesigner... Abraço, Juliano

[Sobre "Digestivo nº 220"]

por Juliano
30/3/2005 às
07h12 200.140.162.33
(+) Juliano no Digestivo...
 
Idem
Muito bom, gostei mesmo.

[Sobre "Digestivo nº 206"]

por Camila
27/3/2005 às
21h01 200.149.167.115
(+) Camila no Digestivo...
 
pisaste no meu pé
Caro Julio, tenho lido e feito elogios a ti e ao Digestivo, mas agora, meu caro, pisaste no meu pé, pois mexeste com o Chico. Mas vou polemizar, enaltecendo as qualidades daquele que, para mim, é de longe o maior compositor brasileiro. Gostaria apenas de te dar um puxão de orelha para não emparelhares o Digestivo com aquelas revistecas que exploram futilidades sobre a vida pessoal das "celebridades". Tú é melhor que isso. Os leitores do Digestivo merecem mais. Abraços, Bernardo B Carvalho, Goiânia/GO.

[Sobre "Digestivo nº 220"]

por Bernardo B Carvalho
29/3/2005 às
18h54 200.101.122.225
(+) Bernardo B Carvalho no Digestivo...
 
sou obrigada a concordar
Olá, Júlio. Tenho prestado mais atenção às coisas que você escreve e devo dizer que, neste caso, sou obrigada a concordar. Acredito ser de uma geração pouco posterior à sua - sou de 83 - mas tenho muito desta sensação de desgarramento em mim: faltam balisas culturais com as quais possa me identificar e que possa chamar de grandes balisas. Somos de um tempo que não deixará clássicos - e sinto que isto têm muito a ver com tudo o que você disse no artigo; não deixaremos clássicos não apenas por não pensarmos mais no problema - e temos que dar mãos a bolos a Ítalo Calvino por puxar nossas orelhas - não pensamos em coisas que tenham alcance para além de mundos restritos. O problema não é engajamento ou coisa parecida, mas sim a falta de um todo. Temos mais poetas que leitores de poesias não porque somos incapazes de ler poesias, mas porque cada poeta quer falar de seu mundo e apenas disto - o leitor não consegue extrair dali mais do que um mundo exterior ao seu, com o qual não consegue se comunicar. Não existem mais pessoas como Carpentier ou García Márquez simplesmente porque estes construíam suas narrativas sem o desejo de explicitar apenas seu mundo interior - e talvez por isto não haja mais uma grande literatura nestes tempos sombrios. Há que se esperar pela chegada de novos nomes, capazes de pensarem isto e construir, deste monte de histórias pequenas e desconexas, algumas históricas capazes de dizer a todos, aquilo que todos tentavam dizer a ninguém por dialogarem apenas consigo mesmos. Mas ainda assim, o sentimento de desgarramento é grande.

[Sobre "Autores novos"]

por Viviane Alves
27/3/2005 às
15h56 200.226.28.206
(+) Viviane Alves no Digestivo...
 
!
Que lindo, Fabrício...

[Sobre "Pais e filhos, maridos e esposas"]

por neusa
26/3/2005 às
18h38 200.192.240.242
(+) neusa no Digestivo...
 
Um mundo mais aberto
Vejo com muito bons olhos esta mudança toda que a internet trouxe, que, como o Rodrigo tão bem expôs, tem como consequência uma maior participação do cidadão comum, ou seja, acabou o monopólio da informação. Da mesma maneira, está mais democrático o processo informativo em geral, coisa que muitos ainda resistem em aceitar!

[Sobre "A mídia somos nós"]

por jean bize
25/3/2005 às
14h42 200.177.57.232
(+) jean bize no Digestivo...
 
Precisamos estudar
Precisamos, primeiramente, estudar lógica e dialética. É a base. E pronto. O resto vem com a prática.

[Sobre "Apocalípticos, disléxicos e desarticulados"]

por Sidney Vida
24/3/2005 às
16h06 200.161.177.237
(+) Sidney Vida no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Iracema - Nobel
José de Alencar
Nobel
(2009)



Xeque-mate (lacrado)
Malorie Blackman
Galera Record
(2011)



O livro dos Vampiros a enciclopédia dos mortos vivos
J. Gordon Melton
Makron Books
(1995)



O Cavalo da Noite
Hermilo Borba Filho
Círculo do Livro
(1975)



Amantes - Histórias Reais de Sedução, Poder e Ambição
Leigh Eduardo
Civilização Brasileira
(2011)



Escola de inteligência
J. E. Klausnitzer
Ediouro
(1985)



Poluição: A Doença da Terra
Ronaldo Bandeira
Vozes
(1977)



Vovó Conta de Que São Feitas as Coisas
Anna Maria Freire Endler
Livraria da Física
(2007)



A Consciência Religiosa no Homem Moderno. Notas para católicos "engajados"
Luigi Giussani
Companhia Ilimitada
(1988)



Rodamoinhos
Fernanda Oliveira
Imprimatur
(2013)





busca | avançada
60226 visitas/dia
1,8 milhão/mês