O que está por baixo do medo de usar saia? | Adriana Baggio | Digestivo Cultural

busca | avançada
33365 visitas/dia
862 mil/mês
Mais Recentes
>>> Em agosto, o Largo do Machado receberá a segunda edição do Hoje é dia de comer na rua
>>> ÀTMA - De que tamanho é o teu deserto?
>>> Vivo EnCena traz Paulo Betti a São Paulo com Autobiografia Autorizada
>>> EAS, novo filme de ação brasileiro tem toque de Hollywood
>>> Memória da Eletricidade realiza a terceira edição do Preserva.ME
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Apontamentos de inverno
>>> Literatura, quatro de julho e pertencimento
>>> O Abismo e a Riqueza da Coadjuvância
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 4. Museu Paleológico
>>> Um caso de manipulação
>>> Brasil, o buraco é mais embaixo
>>> Nós que aqui estamos pela ópera esperamos
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 3. Um Jogo de Poker
>>> Retratos da ruína
>>> Notas confessionais de um angustiado (VI)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
>>> Ajudando um amigo
Últimos Posts
>>> Cubica(mente)
>>> Adentrando o mundo humano - Pensamento
>>> Modelar(mente)
>>> Trans(corrente)
>>> Quanto às perdas III
>>> O pão nosso de cada dia
>>> Os opostos se atraem
>>> Coração de mãe
>>> Mascarando a dor
>>> Quanto às perdas II
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Rimbaud, biografia do poeta maldito
>>> Mazelas do coronelismo
>>> Dizem que a crítica acabou; só se foi quando o verão chegou
>>> Semana da Canção Brasileira
>>> 15 destaques do cinema internacional em 2005
>>> Lembranças de Ariano Suassuna
>>> Sobre a leitura dos clássicos
>>> Renato Russo: arte e vida
>>> Fragmentos para a História da Filosofia, de Schopenhauer
>>> O inventário da dor de Lya Luft
Mais Recentes
>>> A questão judaica
>>> AION - Estudos sobre o simbolismo do Si-Mesmo
>>> Psicologia e Religião Oriental
>>> Psicologia e Religião
>>> Resposta a Jó
>>> Interpretação Psicológica do Dogma da Trindade
>>> Os símbolos da transformação na missa
>>> Mysteryum Coniunctionis
>>> Mysteryum Coniunctionis
>>> Um Judeu sem Deus
>>> O Rei do Cinema Luís Severiano Ribeiro
>>> Signo antologia metapoética
>>> Psicoterapia e Sentido da Vida. Fundamentos da Logoterapia e análise existencial
>>> Um Sentido para a Vida
>>> A Presença Ignorada de Deus
>>> Psicoterapia para todos
>>> Tilly And The Wild Goats
>>> Jogos Vorazes
>>> CSI: Investigação da cena do crime. A cidade do pecado.
>>> Política pra quê?
>>> Criando meninas
>>> Criando meninos
>>> As tribos do mal. O neonazismo no Brasil e no mundo
>>> A auto-estima do seu filho
>>> A inconfidência mineira - História do Brasil
>>> As 100 melhores piadas de todos os tempos
>>> A independência do Brasil - História do Brasil em quadrinhos
>>> A revolução francesa - história mundial em quadrinhos
>>> Far Out Isn't Far Enough: Life in the Back of Beyond
>>> Sortes de Villamor
>>> Dizem que sou louco
>>> Dar sentido à vida. A Logoterapia de Frankl
>>> Antropologia e Psicanálise. Uma introdução à produção simbólica, ao imaginário, à subjetividade
>>> Respeita os teus limites. Fundamentos Filosóficos da Terapia da Imperfeição
>>> Contos e lendas afro-brasileiros- A criação do mundo
>>> O conde de Monte Cristo
>>> Em chamas
>>> A esperança
>>> Depois daquela viagem
>>> Na Luz Perpétua. Leituras religiosas da Vida dos Santos de Deus, para todos os dias do ano, apresentadas ao povo cristão. (II Volume)
>>> New english file
>>> Realidades Adaptadas
>>> Strang Angels
>>> A Criação como Eucaristia
>>> 2001 Uma Odisseia no Espaço
>>> Peça e Sera Atendido
>>> As Sete Leis Espirituais do Sucesso
>>> A Saude Da Mulher
>>> A magia da Arrumação
>>> Contos de Pânico
COLUNAS

Quinta-feira, 27/2/2014
O que está por baixo do medo de usar saia?
Adriana Baggio

+ de 2900 Acessos



Em meados de fevereiro, último dia daquela onda de calor que torrou os miolos dos curitibanos, alunos de uma faculdade de Comunicação Social aqui da cidade foram para aula usando saia.

A inspiração veio do rapaz no Rio de Janeiro que não pode ir trabalhar de bermuda. Já que as saias não eram proibidas, foi o que ele vestiu. Ficou famoso nas redes sociais. Aproveitando o vácuo da repercussão, o apresentador de TV Rodrigo Faro postou fotinha no dia seguinte chegando de saia na emissora. Como se fosse o que ele veste todo dia.

Mas enfim. Os alunos não são celebridades em busca de audiência e nem são proibidos de usar bermuda na faculdade. Suas motivações eram outras: questionar as proibições sem sentido; gerar uma reflexão sobre as constrições sociais que regem o que se pode ou não vestir; provocar uma fratura no senso comum, para que se entenda que essas coisas que parecem tão certas não têm nada de naturais. São culturais e, como cultura, podem mudar de uma época para outra, dependendo do pendor da sociedade.

Ao serem apresentados a esta ideia - ir de saia para a faculdade -, alguns tiveram receio: "Melhor não, vão pensar que sou gay". Por mais que não haja a mínima relação entre roupa e orientação sexual, quem pode culpá-los por pensar assim? Estamos tão habituados aos simulacros de gênero e sexualidade da nossa sociedade que mal nos damos conta do tanto de desconhecimento que envolve o assunto e a maneira como lidamos com ele.

A saia é uma roupa associada ao gênero feminino. Mas não foi sempre assim. Durante muito tempo, todo mundo, fosse homem ou mulher, usava "saia". Imperadores machos e viris usavam saia. Conquistadores bárbaros e cruéis usavam saia. Jesus usava saia. (E eu nunca ouvi ninguém dizer que Jesus era gay por causa disso.)

Gênero é uma construção cultural que classifica os seres humanos em homens e mulheres, ou seja, em gênero masculino e feminino. As marcas de gênero incluem, é óbvio, aspectos físicos e gestuais, mas não se limitam a eles. E nem sempre as marcas de gênero que certa pessoa apresenta correspondem ao seu sexo biológico.

Ser homem ou mulher - ou melhor, macho e fêmea -, tem a ver com a genitália que apresentamos ao nascer. Mas nem sexo (genitália) nem gênero (construções culturais) definem o que é ser gay ou hétero. A homossexualidade e a heterossexualidade têm a ver com a orientação dos nossos relacionamentos afetivo-sexuais.

É importante frisar o uso da palavra orientação (e não de outra mais determinante ou normativa). Primeiro: trata-se de algo com o qual a pessoa nasce, e não de uma "opção" feita em determinado momento da vida. Segundo: ela indica, e talvez isso seja o mais assustador para alguns, que eventualmente um heterossexual pode experimentar um episódio de homossexualidade. E vice-versa.

Se essas explicações desconstroem a associação entre a roupa e a homossexualidade, elas não dão conta de outros aspectos do receio expresso lá no começo, que seriam: a masculinidade de alguém é algo tão frágil que pode ser colocada em xeque pelo simples uso de uma peça de roupa? Quantos pesos é preciso carregar para ser reconhecido como homem em nossa sociedade? E mais: por que essa obsessão em determinar o que homens e mulheres podem ou não vestir?

Até poucos anos atrás, ainda existia no código penal da França uma lei que proibia as mulheres de usarem calça comprida. Na sua origem, a justificativa para essa lei era a necessidade de se identificar claramente os gêneros. Algo que não seria tão peremptório se os gêneros fossem tratados com igualdade, se um não tivesse mais privilégio do que outro. Certo?

Aliás - e isso é interessante -, as saias, hoje, são quase que "proibidas" também para as mulheres. No dia em que os alunos foram de saia à faculdade, suas colegas também usaram a mesma peça. E não precisa ser muito observador para se dar conta que poucas vezes elas foram vistas na sala de aula com aquela roupa, tão obviamente feminina.

É porque hoje não se usa saia impunemente. Uma mulher de saia (não importa o comprimento) é mais suscetível ao assédio físico e verbal, às "passadas de mão" e "encoxadas" nos transportes coletivos, ao estupro. Duvida? Dê uma olhada nos cartazes e nas palavras de ordem das manifestantes quando protestam contra a violência. Você vai ler e ouvir muitas vezes a palavra "saia".

A experiência que meninos e meninas viveram naquele dia ensinou mais do que qualquer aula sobre o respeito ao outro, sobre diversidade, sobre o fato de que roupa não determina caráter. Já o tratamento dado ao episódio por um certo programa de TV também ofereceu a estes alunos, futuros publicitários e jornalistas, uma lição inestimável: a do papel e da responsabilidade que tem a mídia no reforço e na perpetuação de estereótipos negativos, que por sua vez servem de base para a discriminação, a intolerância e a violência.

Apesar da abertura de pensamento que certamente o "saiaço" conseguiu promover, não há ilusão de que o preconceito acabe. Preconceito todos nós temos. Se é difícil desconstruí-los, pelo menos compreenda como eles se estruturam, controle-os e guarde-os para você. Ter opinião é permitido. Mas julgar e agredir outras pessoas por um motivo tão besta quanto a roupa que decidiram vestir (ou despir), isso é inadmissível.

P.S.: também sobre saias, veja Por que as curitibanas não usam saia? e Pô, gostei da sua saia.


Adriana Baggio
Curitiba, 27/2/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. As iluminações musicais de Rodrigo Garcia Lopes de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Adriana Baggio
Mais Acessadas de Adriana Baggio
01. Apresentação - 31/5/1974
02. Maria Antonieta, a última rainha da França - 16/9/2004
03. Dicas para você aparecer no Google - 9/3/2006
04. Ser bom é ótimo, mas ser mau é muito melhor* - 24/4/2003
05. E você, já disse 'não' hoje? - 19/10/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




STEPPING IN STEPPING OUT
L. A. T. VAN DOOREN
THE LATIMER PUBLISHING CO
(1978)
R$ 24,00



ÉDUCATION ET COMMUNICATION INTERCULTURELLE
MARTINE ABDALLAH-PRETCEILLE E LOUIS PORCHER
PRESSES UNIVERSITAIRES DE FRANCE
(1996)
R$ 150,00



PSICOLOGIA APLICADA À ORIENTAÇÃO E SELEÇÃO PROFISSIONAL
OSWALDO DE BARROS SANTOS
PIONEIRA
(1963)
R$ 4,00



LUZIA-HOMEM
DOMINGOS OLÍMPIO
MODERNA
(2003)
R$ 15,00
+ frete grátis



SAPOS EM PRÍNCIPES- PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUÍSTICA
RICHARD BANDLER E JOHN GRINDER
SUMMUS
(1982)
R$ 19,60



LA HISTORIA ME ABSOLVERA - FIDEL CASTRO (EM ESPANHOL)
FIDEL CASTRO
EDICIONES POLÍTICAS - CUBA
(1983)
R$ 8,00



BRASIL DE TODOS OS ORIXÁS
PAI ROBERTO DE JAGUM
ÌCONE
(2013)
R$ 33,00



AS VIAGENS DE GULLIVER
JONATHAN SWIFT
SOL / OBJETIVO
(2000)
R$ 7,00



WEAVING . THE WEB- THE ORIGINAL DESIGN AND ULTIMATE DESTINY OF THE WORLD WIDE WEB
TIM BERNERS LEE, MARK FISCHETTI
HARPER
(2000)
R$ 59,90



A ARTE DE EDUCAR: CRIANDO FILHOS NOTÁVEIS
KENDRA SMILEY E JOHN SMILEY
VIDA
(2007)
R$ 10,00





busca | avançada
33365 visitas/dia
862 mil/mês