Escrevendo no Digestivo | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
68461 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Liberdade Só - A Sombra da Montanha é a Montanha”: A Reflexão de Marisa Nunes na ART LAB Gallery
>>> Evento beneficente celebra as memórias de pais e filhos com menu de Neka M. Barreto e Martin Casilli
>>> Tião Carvalho participa de Terreiros Nômades Encontro com a Comunidade que reúne escola, família e c
>>> Inscrições abertas para 4ª Residência Artística Virtual Compartilhada
>>> Exposição 'Mundo Sensível dos Mitos' abre dia 29 de julho em Porto Alegre
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Marcelo Mirisola e o açougue virtual do Tinder
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
Colunistas
Últimos Posts
>>> A melhor análise da Nucoin (2024)
>>> Dario Amodei da Anthropic no In Good Company
>>> A história do PyTorch
>>> Leif Ove Andsnes na casa de Mozart em Viena
>>> O passado e o futuro da inteligência artificial
>>> Marcio Appel no Stock Pickers (2024)
>>> Jensen Huang aos formandos do Caltech
>>> Jensen Huang, da Nvidia, na Computex
>>> André Barcinski no YouTube
>>> Inteligência Artificial Física
Últimos Posts
>>> Cortando despesas
>>> O mais longo dos dias, 80 anos do Dia D
>>> Paes Loureiro, poesia é quando a linguagem sonha
>>> O Cachorro e a maleta
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A memória vegetal
>>> VergonhaBrasil
>>> Juditha Triumphans, de António Vivaldi
>>> A trilogia Qatsi
>>> A pata da gazela transviada
>>> dinosonic
>>> Entrevista com Claudio Willer
>>> E assim se passaram dez anos...
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> Sermão ao cadáver de Amy
Mais Recentes
>>> Livro Mulheres Dos Anos Dourados de Carla Bassanezi Pinsky pela Contexto (2014)
>>> Liveo Eclipse - Série Crespúslo de Stephenie Meyer pela Intrinseca (2009)
>>> 100 Camisas Que Contam As Historias De Todas As Copas de Marcelo Duarte pela Panda Books (2024)
>>> Speakout Advanced 2nd Edition Students' Book With Dvd-rom And Myenglishlab Access Code Pack de Antonia Clare, Jj Wilson pela Pearson Education (2018)
>>> Traits Writing Student Handbook Grade 4 de Ruth Culham pela Ruth (2024)
>>> Livro Do Queijo de Juliet Harbutt (org. ) pela Globo (2010)
>>> Scooby Doo And The Weird Water Park (scooby-doo 8x8) de Jesse Leon Mccann pela Scholastic Paperbacks (2000)
>>> Spider-man 2: Hurry Up, Spider-man! de Kate Egan pela Festival (2004)
>>> Spider-man 3: Meet The Heroes And Villains (i Can Read: Level 2) de Harry Lime pela Harper Trophy (2024)
>>> Bakugan: Finding Drago de Tracey West pela Scholastic Inc. (2009)
>>> Medicina Integrativa: A Cura Pelo Equilibrio de Lima pela Mg (2024)
>>> Bem-vindo, Doutor: A Construção De Uma Carreira Baseada Em Credibilidade E Confiança de Renato Gregorio pela 62608 (2024)
>>> Problemas Atuais De Bioética de Leocir Pessini pela Edições Loyola (2020)
>>> À Meia Noite Levarei Sua Alma - O Estranho Mundo do Zé do Caixão de Laudo pela Nova Sampa (1995)
>>> Inglês Em Medicina de Vários Autores pela Manole (2024)
>>> Firestone de Roberto, Firestone Tire And Rubber Company Bascchera pela Dezembro Editorial (2024)
>>> Guia Josimar Melo 2004 de Josimar Melo pela Dba Dória Books And Art (2024)
>>> O Que Todo Médico Deve Saber Sobre Impostos, Taxas E Contribuições de Fábio K. Ejchel pela Edgard Blücher (2009)
>>> Compass American Guides: California Wine Country, 5th Edition (full-color Travel Guide) de John Doerper, Constance Jones, Sharron Wood Fodor's pela Compass America Guides (2007)
>>> Professoras Na Cozinha. Pra Você Que Não Tem Tempo Nem Muita Experiencia de Laura De Souza Chaui pela Senac (2024)
>>> The Penguin Good Australian Wine Guide 2007 de Huon Hooke pela Penguin Books Australia (2007)
>>> Guia Ilustrado Zahar: Azeite - Eyewitness Companio de Charles Quest-ritson pela Jorge Zahar (2011)
>>> Vinho Sem Segredos de Patricio Tapia pela Planeta (2024)
>>> Sentidos Do Vinho, Os de Kramer pela Conrad (2024)
>>> Buyer's Guide To New Zealand Wines 2007 de Michael Cooper pela Michael (2024)
COLUNAS >>> Especial 2000 Colunas

Sexta-feira, 8/12/2006
Escrevendo no Digestivo
Jardel Dias Cavalcanti
+ de 5000 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Meu primeiro contato com o site Digestivo Cultural se deu, se não me engana a memória, através da indicação do poeta Donizete Galvão. Ele havia lido uma resenha que eu havia escrito sobre um dos livros do poeta Ronald Polito e me sugeriu que enviasse o texto por e-mail para o site, pois achava que era um espaço interessante para a publicação da minha crítica.

Enviei o texto e o editor prontamente o publicou. Quase um ano depois, creio, enviei outra resenha para o Digestivo sobre outro livro do mesmo poeta que havia resenhado antes. O Julio Daio Borges publicou e me enviou um e-mail dizendo que queria falar comigo por telefone, pois tinha interesse que eu escrevesse mais coisas para o seu site.

O editor me ligou, nos falamos por alguns curtos minutos, não me lembro sobre o que precisamente (a impressão que ele teve de mim foi de que tenho a voz mansa), e o convite foi reiterado e eu aceitei. Fiquei um pouco apreensivo com esta coisa de escrever a cada 15 dias, pois eu fazia mestrado em história da arte na Unicamp e temia que pudesse me atrapalhar. Mas era uma experiência nova, diferente de escrever textos acadêmicos e isto era, no fundo, o que eu queria mesmo. Deu certo, pois defendi o mestrado e fui para o doutorado sem parar de escrever para o Digestivo.

Inicialmente escrevia de 15 em 15 dias, depois comecei a escrever semanalmente. Eu me envolvi com o maior prazer nesta tarefa. A sugestão do editor era que eu escrevesse sobre cultura de uma forma geral. O que me parecia excitante, pois tenho interesse por tudo, música, poesia, filosofia, cinema, artes plásticas, teatro e até, de certa forma, por política (apesar da náusea).

O Julio nos avisou de que não haveria pagamento, e creio que ainda não há, pelos textos. Mas nos eram enviados livros recém-lançados para serem resenhados, alguns custavam uma fortuna (30, 40, 60 reais), que ficavam como pagamento pelos textos. Um bom acordo. Mas o fato interessante é que, como dizia Schopenhauer, "os honorários são a perdição da literatura. Todo autor se torna um escritor ruim assim que escreve qualquer coisa em função do lucro". Eu acho que uma das coisas mais interessantes nesse processo é que no Digestivo se escreve por prazer e por necessidade interior de se expressar. Dane-se a moeda. Não se pode fazer tudo na vida em função dessa maldita necessidade de dinheiro. E o prazer de escrever não é pragmático - podemos escrever no máximo, como dizia Roland Barthes, porque queremos ser amados.

Assim comecei a enviar textos, alguns sobre livros que eu gostava ou sobre livros recém-lançados que eu recebia do próprio editor. Em alguns momentos, no início, o editor achou minha escrita um pouco presa, acadêmica, me pedindo para soltar as rédeas. Isso foi importante para mim, pois me forçou a experimentar uma forma diferente de pensar e escrever.

Além de resenhas ou comentários sobre obras literárias, outro tipo de coisa que eu gostava de fazer era entrevistar pessoas. Entrevistei para o Digestivo vários poetas, historiadores, tradutores (entre eles Augusto de Campos, Donizete Galvão, Julio Castañon, Armando Freitas Filho, Regis Bonvicino, Jorge Coli, Carlos Fico, Ítalo Tronca, etc.). Comecei com entrevistas com pessoas com as quais eu tinha algum tipo de relação e que não me negariam a participação delas. Teria feito muitas outras entrevistas se o editor não me tivesse sugerido que apenas escrevesse e não entrevistasse mais. O próprio Julio Daio Borges acabou depois adotando esta experiência, também fazendo ótimas entrevistas para o Digestivo (o que é, sem sombra de dúvida, muito importante e do gosto dos leitores).

Ler obras literárias e poder depois comentá-las sempre teve para mim o sabor dos manjares divinos. E publicar estes comentários no Digestivo me era também absolutamente prazeroso. Lembro-me particularmente com imensa felicidade de quando estava escrevendo sobre a obra A Tempestade, de Shakespeare, que eu relacionava a uma obra do pintor americano Pollock. Para fazer o texto, reli a obra de Shakespeare e fiz uma pesquisa saborosa sobre o que os mais importantes conhecedores do autor haviam escrito sobre esta peça. A descoberta de que Pollock havia pintado inspirado na peça me proporcionou a possibilidade de juntá-los no meu comentário. O resultado do texto me pareceu bastante satisfatório.

Agora, o texto que mais gostei de escrever foi sobre Florbela Espanca, no momento da reedição de sua obra completa no Brasil. O fato do Julio me ter enviado este livro foi uma benção. Sempre me emociono ao reler o texto que escrevi. Foi um dos que enviei aos amigos e do qual mais recebi comentários, pois também se sentiram tocados pela poetisa portuguesa. E minhas entrevistas ouro foram com Augusto de Campos e Jorge Coli, o primeiro, o poeta e tradutor que mais admiro e o segundo, um historiador da arte que também admiro muitíssimo e que me deu a honra da sua bela entrevista.

A recepção dos leitores era também uma coisa interessante, para o bem ou para o mal. Primeiro caso: ser elogiado por um texto nos levava a caprichar cada vez mais nos próximos que oferecemos aos leitores. Segundo caso: às vezes receber críticas mal-humoradas, mais baseadas em rancores do que em inteligência, nos chateia de certa forma. Mas creio que a recepção do nosso trabalho, nos dois casos, ainda assim, é sempre bem-vinda. Como dizia um mestre: é melhor ficar atento à crítica e desconfiar dos elogios. Um pouco de humildade não faz mal a ninguém.

Além de ser participante ativo do Digestivo, outro prazer é ser leitor. Há uma infinidade de textos excepcionais que surgem sempre no Digestivo. O que mais me emocionou foi um ensaio sobre o romance Moby Dick, que imprimi para xerocar para várias pessoas também lerem. Achei o texto uma pérola.

O único incômodo que senti em alguns textos de colunistas foi quando a coisa ia rumando para o confessionário ou narrativa chatíssimas do dia-a-dia do autor, coisas como: acordei, fui à padaria, gosto de comer isso e aquilo e outras bobagens irremediavelmente chatas ligadas à vida banal dessas pessoas. Eu esperava idéias e não o ego inflado de alguns autores.

Outra felicidade foi assistir a projeção do Digestivo aumentando a cada dia. A seriedade com que o editor sempre trabalhou mereceu a boa acolhida do seu público. A capacidade de organizar tantos autores, tantos textos, tantos comentários e não deixar a coisa decair num pântano de bobagens realmente é louvável. É sinal da inteligência do editor. E mesmo ver o próprio editor amadurecendo junto com sua obra, o Digestivo, é uma felicidade e notável reflexo de que tudo está indo muito bem.

Estou muito ligado ao Digestivo, indiquei e sempre indico o site para todas as pessoas que conheço, amigos e alunos, e para as que conheço apenas virtualmente (não é a mesma coisa?) e fui sempre buscando criar uma pequena legião de leitores para o site.

Tive sempre uma idéia clara do que pretendia com meus textos. E essa idéia era resumida na frase de Debussy, que sintetizava meu ideal de crítico: "Não tenho a pretensão de fazer 'crítica', mas de expor, simples e francamente, minhas impressões. O que se deve fazer é descobrir os principais impulsos que deram origem às obras de arte e o princípio vivo que as constitui".

Se consegui fazer isso, dou graças ao próprio Digestivo que me abriu espaço para exercitar esta busca.


Jardel Dias Cavalcanti
São Paulo, 8/12/2006

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Os Doze Trabalhos de Mónika. Epílogo. Ambaíba de Heloisa Pait
02. Guilherme Carvalhal de Guilherme Carvalhal
03. O Ouro do Brasil de Marilia Mota Silva
04. 10 maneiras de tentar abolir o debate de Julio Daio Borges
05. História da leitura (II): o códice medieval de Marcelo Spalding


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2006
01. Guimarães Rosa: linguagem como invenção - 12/4/2006
02. Orkut, ame-o ou deixe-o - 27/1/2006
03. Bienal 2006: fracasso da anti-arte engajada - 24/11/2006
04. Renato Russo: arte e vida - 26/7/2006
05. Eleições: democracia como um falso slogan - 25/9/2006


Mais Especial 2000 Colunas
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
7/12/2006
15h38min
Olá, Jardel. Escrever é um ato muito muito muito muito solitário. E eu tenho cá pra mim que a gente escreve pra tentar estabelecer um vínculo, ainda que invisível, ainda que inventado, com alguém que se interesse pela mesma coisa que a gente. Só assim conseguimos aplacar a solidão em que mergulhamos quando escrevemos. Ficar só para não ficar só. Paradoxal? Totalmente.
[Leia outros Comentários de Ana Claudia ]
9/12/2006
16h34min
Ana Claudia, obrigado pela leitura e pelo comentário. Escrevendo criamos uma legião de pessoas ao nosso redor com propósitos semelhantes. Provocamos e somos provocados. Isso é o que interessa. jardel
[Leia outros Comentários de jardel]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Alegria no Lar: Seicho-no-ie
Seicho Taniguchi
Seicho-no-ie do Brasil
(1986)



Livro Psicologia Pais Brilhantes, Professores Fascinantes A Educação Inteligente: Formando Jovens Pensadores e Felizes
Augusto Cury
Sextante
(2003)



Gossip Girl : Eu Mereco ! - Vol. 4
Cecily Von Ziegesarsar
Galera Record
(2006)



Livro Gibis Na Colônia Penal
Sylvain Ricard; Mael
Quadrinhos na Cia
(2011)



Livro Gibis The Walking Dead Volume 21 All Out War Part Two
Robert Kirkman
Panini
(2014)



O Chalaça
José Roberto Torero
Objetiva
(1999)



Técnica Para O Ator. A Arte Da Interpretação Ética
Uta Hagen, Haskel Franekl
Martins Fontes - Selo Martins
(2007)



Nos Ombros do Destino (lacrado)
Geraldo Ananias
Thesaurus
(2011)



Brave Dez Bravos 1 ao 8
Kairi Shimotsuki
Panini Comics



The Lonely Lake Monster - the Imaginary Veterinary: Book 2
Suzanne Selfors
Little Brown
(2013)





busca | avançada
68461 visitas/dia
2,1 milhões/mês