Escrevendo no Digestivo | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
60133 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial 2000 Colunas

Sexta-feira, 8/12/2006
Escrevendo no Digestivo
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 3300 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Meu primeiro contato com o site Digestivo Cultural se deu, se não me engana a memória, através da indicação do poeta Donizete Galvão. Ele havia lido uma resenha que eu havia escrito sobre um dos livros do poeta Ronald Polito e me sugeriu que enviasse o texto por e-mail para o site, pois achava que era um espaço interessante para a publicação da minha crítica.

Enviei o texto e o editor prontamente o publicou. Quase um ano depois, creio, enviei outra resenha para o Digestivo sobre outro livro do mesmo poeta que havia resenhado antes. O Julio Daio Borges publicou e me enviou um e-mail dizendo que queria falar comigo por telefone, pois tinha interesse que eu escrevesse mais coisas para o seu site.

O editor me ligou, nos falamos por alguns curtos minutos, não me lembro sobre o que precisamente (a impressão que ele teve de mim foi de que tenho a voz mansa), e o convite foi reiterado e eu aceitei. Fiquei um pouco apreensivo com esta coisa de escrever a cada 15 dias, pois eu fazia mestrado em história da arte na Unicamp e temia que pudesse me atrapalhar. Mas era uma experiência nova, diferente de escrever textos acadêmicos e isto era, no fundo, o que eu queria mesmo. Deu certo, pois defendi o mestrado e fui para o doutorado sem parar de escrever para o Digestivo.

Inicialmente escrevia de 15 em 15 dias, depois comecei a escrever semanalmente. Eu me envolvi com o maior prazer nesta tarefa. A sugestão do editor era que eu escrevesse sobre cultura de uma forma geral. O que me parecia excitante, pois tenho interesse por tudo, música, poesia, filosofia, cinema, artes plásticas, teatro e até, de certa forma, por política (apesar da náusea).

O Julio nos avisou de que não haveria pagamento, e creio que ainda não há, pelos textos. Mas nos eram enviados livros recém-lançados para serem resenhados, alguns custavam uma fortuna (30, 40, 60 reais), que ficavam como pagamento pelos textos. Um bom acordo. Mas o fato interessante é que, como dizia Schopenhauer, "os honorários são a perdição da literatura. Todo autor se torna um escritor ruim assim que escreve qualquer coisa em função do lucro". Eu acho que uma das coisas mais interessantes nesse processo é que no Digestivo se escreve por prazer e por necessidade interior de se expressar. Dane-se a moeda. Não se pode fazer tudo na vida em função dessa maldita necessidade de dinheiro. E o prazer de escrever não é pragmático - podemos escrever no máximo, como dizia Roland Barthes, porque queremos ser amados.

Assim comecei a enviar textos, alguns sobre livros que eu gostava ou sobre livros recém-lançados que eu recebia do próprio editor. Em alguns momentos, no início, o editor achou minha escrita um pouco presa, acadêmica, me pedindo para soltar as rédeas. Isso foi importante para mim, pois me forçou a experimentar uma forma diferente de pensar e escrever.

Além de resenhas ou comentários sobre obras literárias, outro tipo de coisa que eu gostava de fazer era entrevistar pessoas. Entrevistei para o Digestivo vários poetas, historiadores, tradutores (entre eles Augusto de Campos, Donizete Galvão, Julio Castañon, Armando Freitas Filho, Regis Bonvicino, Jorge Coli, Carlos Fico, Ítalo Tronca, etc.). Comecei com entrevistas com pessoas com as quais eu tinha algum tipo de relação e que não me negariam a participação delas. Teria feito muitas outras entrevistas se o editor não me tivesse sugerido que apenas escrevesse e não entrevistasse mais. O próprio Julio Daio Borges acabou depois adotando esta experiência, também fazendo ótimas entrevistas para o Digestivo (o que é, sem sombra de dúvida, muito importante e do gosto dos leitores).

Ler obras literárias e poder depois comentá-las sempre teve para mim o sabor dos manjares divinos. E publicar estes comentários no Digestivo me era também absolutamente prazeroso. Lembro-me particularmente com imensa felicidade de quando estava escrevendo sobre a obra A Tempestade, de Shakespeare, que eu relacionava a uma obra do pintor americano Pollock. Para fazer o texto, reli a obra de Shakespeare e fiz uma pesquisa saborosa sobre o que os mais importantes conhecedores do autor haviam escrito sobre esta peça. A descoberta de que Pollock havia pintado inspirado na peça me proporcionou a possibilidade de juntá-los no meu comentário. O resultado do texto me pareceu bastante satisfatório.

Agora, o texto que mais gostei de escrever foi sobre Florbela Espanca, no momento da reedição de sua obra completa no Brasil. O fato do Julio me ter enviado este livro foi uma benção. Sempre me emociono ao reler o texto que escrevi. Foi um dos que enviei aos amigos e do qual mais recebi comentários, pois também se sentiram tocados pela poetisa portuguesa. E minhas entrevistas ouro foram com Augusto de Campos e Jorge Coli, o primeiro, o poeta e tradutor que mais admiro e o segundo, um historiador da arte que também admiro muitíssimo e que me deu a honra da sua bela entrevista.

A recepção dos leitores era também uma coisa interessante, para o bem ou para o mal. Primeiro caso: ser elogiado por um texto nos levava a caprichar cada vez mais nos próximos que oferecemos aos leitores. Segundo caso: às vezes receber críticas mal-humoradas, mais baseadas em rancores do que em inteligência, nos chateia de certa forma. Mas creio que a recepção do nosso trabalho, nos dois casos, ainda assim, é sempre bem-vinda. Como dizia um mestre: é melhor ficar atento à crítica e desconfiar dos elogios. Um pouco de humildade não faz mal a ninguém.

Além de ser participante ativo do Digestivo, outro prazer é ser leitor. Há uma infinidade de textos excepcionais que surgem sempre no Digestivo. O que mais me emocionou foi um ensaio sobre o romance Moby Dick, que imprimi para xerocar para várias pessoas também lerem. Achei o texto uma pérola.

O único incômodo que senti em alguns textos de colunistas foi quando a coisa ia rumando para o confessionário ou narrativa chatíssimas do dia-a-dia do autor, coisas como: acordei, fui à padaria, gosto de comer isso e aquilo e outras bobagens irremediavelmente chatas ligadas à vida banal dessas pessoas. Eu esperava idéias e não o ego inflado de alguns autores.

Outra felicidade foi assistir a projeção do Digestivo aumentando a cada dia. A seriedade com que o editor sempre trabalhou mereceu a boa acolhida do seu público. A capacidade de organizar tantos autores, tantos textos, tantos comentários e não deixar a coisa decair num pântano de bobagens realmente é louvável. É sinal da inteligência do editor. E mesmo ver o próprio editor amadurecendo junto com sua obra, o Digestivo, é uma felicidade e notável reflexo de que tudo está indo muito bem.

Estou muito ligado ao Digestivo, indiquei e sempre indico o site para todas as pessoas que conheço, amigos e alunos, e para as que conheço apenas virtualmente (não é a mesma coisa?) e fui sempre buscando criar uma pequena legião de leitores para o site.

Tive sempre uma idéia clara do que pretendia com meus textos. E essa idéia era resumida na frase de Debussy, que sintetizava meu ideal de crítico: "Não tenho a pretensão de fazer 'crítica', mas de expor, simples e francamente, minhas impressões. O que se deve fazer é descobrir os principais impulsos que deram origem às obras de arte e o princípio vivo que as constitui".

Se consegui fazer isso, dou graças ao próprio Digestivo que me abriu espaço para exercitar esta busca.


Jardel Dias Cavalcanti
São Paulo, 8/12/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes de Jardel Dias Cavalcanti
02. Minimundos, exposição de Ronald Polito de Jardel Dias Cavalcanti
03. A noite iluminada da literatura de Pedro Maciel de Jardel Dias Cavalcanti
04. Amy Winehouse: uma pintura de Jardel Dias Cavalcanti
05. Poesia e Guerra: mundo sitiado (parte I) de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2006
01. Guimarães Rosa: linguagem como invenção - 12/4/2006
02. Orkut, ame-o ou deixe-o - 27/1/2006
03. Bienal 2006: fracasso da anti-arte engajada - 24/11/2006
04. Renato Russo: arte e vida - 26/7/2006
05. Eleições: democracia como um falso slogan - 25/9/2006


Mais Especial 2000 Colunas
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
7/12/2006
15h38min
Olá, Jardel. Escrever é um ato muito muito muito muito solitário. E eu tenho cá pra mim que a gente escreve pra tentar estabelecer um vínculo, ainda que invisível, ainda que inventado, com alguém que se interesse pela mesma coisa que a gente. Só assim conseguimos aplacar a solidão em que mergulhamos quando escrevemos. Ficar só para não ficar só. Paradoxal? Totalmente.
[Leia outros Comentários de Ana Claudia ]
9/12/2006
16h34min
Ana Claudia, obrigado pela leitura e pelo comentário. Escrevendo criamos uma legião de pessoas ao nosso redor com propósitos semelhantes. Provocamos e somos provocados. Isso é o que interessa. jardel
[Leia outros Comentários de jardel]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MANUAL PRÁTICO DO HORÓSCOPO CHINÊS
MINAMI KEIZI
TRAÇO
(1988)
R$ 15,00



MUITO ALÉM DO CORPO- A CONSTRUÇÃO NARRATIVA DA SAÚDE
FERNANDO LOLAS STEPKE
LOYOLA
(2006)
R$ 13,90



101 NOITES DE NATAL - UMA ANTOLOGIA LITERÁRIA
FERNANDO PESSOA E OUTROS
101 NOITES PROD.CULT.
(2001)
R$ 50,00



O NACIONALISMO NA ATUALIDADE BRASILEIRA
HELIO JAGUARIBE
FUNDAÇÃO ALEXANDRE DE GUSMÃO
(2013)
R$ 35,90



GAFE, NÃO É PECADO
CLAÚDIA MATARAZZO
MELHORAMENTOS
(1996)
R$ 4,00



BOLOFOFOS E FINIFINOS
FERNANDO SABINO
EDIOURO
(2004)
R$ 7,00



COMO FAZER APRESENTAÇÕES
TIN HINDLE
PUBLI FOLHA
(1998)
R$ 10,00



CONVERSAS COM GERDA ALEXANDER
VIOLETA HEMSY DE GAINZA
SUMMUS
(1997)
R$ 50,00



INTRODUÇÃO À PSICOLOGIA EDUCACIONAL
RUY DE AYRES BELLO -2ª EDIÇÃO
BRASIL
(1964)
R$ 8,00



AS 100 TURMAS DA MEDICINA DA USP 3530
DIVERSOS
CASA DE SOLUÇÕES
(2012)
R$ 19,00





busca | avançada
60133 visitas/dia
1,1 milhão/mês