Deus & Filhos Cia. Ltda. | Adriana Baggio | Digestivo Cultural

busca | avançada
49037 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial Deus tem futuro?

Quinta-feira, 6/3/2008
Deus & Filhos Cia. Ltda.
Adriana Baggio

+ de 2800 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Minha família descende dos italianos que pediam a Deus uma terra sem fome nem frio para morar. O melhor que conseguiram foi vir para o Brasil em 1878. Deveriam ter ficado em Morretes, no litoral do Paraná, mas não se adaptaram ao calor. Subiram para Curitiba sem saber que, um século depois, seus tetranetos fariam o caminho contrário nos finais de semana, para comer barreado às margens do rio Nhundiaquara.

Acho que antes mesmo de construírem um abrigo para se proteger da geada, os italianos devem ter organizado um lugar que pudesse servir como igreja. Na parede de um restaurante de Santa Felicidade, o bairro que chegou em um navio, uma foto de 1908 mostra colonos posando em frente à imponente igreja em construção, com a nave pronta mas a torre ainda pela metade. 30 anos depois de chegarem aqui, provavelmente ainda não tinham lindas casas ou belas roupas, mas a igreja já tinha o porte de sua fé.

Portanto, é natural que eu acredite em Deus desde sempre e tenha certeza de que Ele está em algum lugar e pode fazer algumas coisas por mim. Nunca me importei que Ele fosse uma abstração. Meus pais me falaram que ele existia e não havia motivos para duvidar. Talvez tenha tido sorte em não passar por situações tão cruéis a ponto de questionar a existência Dele. Então, mesmo vendo na TV as atrocidades na África, as tragédias da natureza e as balas perdidas no Rio de Janeiro, continuo achando plausível que haja alguém acima de nós e a quem possamos recorrer depois que já fizemos muita merda e tudo está indo por água abaixo.

Deus sempre teve um papel claro para mim. Ele era alguém para quem eu deveria rezar todas as noites antes de dormir, além de ser o pai de Jesus. E por mais que as freiras tenham tentado me explicar a Santíssima Trindade, para mim cada um tem seu lugar, mais ou menos como uma grande empresa. Deus é o CEO. Mesmo que Jesus e o Espírito Santo possam ser muito, muito importantes, Ele ainda é o chefe. Posso rezar também para Jesus ou contar com o Espírito Santo, mas sempre sabendo que, na verdade, a decisão final é de Deus.

As igrejas católicas sempre tiveram muitas imagens porque era a forma mais fácil de educar o povo predominantemente analfabeto da Idade Média. Mas não existe imagem de Deus nas igrejas. Tem de Jesus, aquele moço de cabelos longos e barba, e do Espírito Santo, que é uma pomba. É um desafio falar com alguém que não tem rosto ou outro tipo de materialização. Mesmo as Panteras, quando falavam com o Charlie, podiam se dirigir ao rádio. Então, para visualizar Deus, apelamos para ícones construídos pela cultura de massa, como um senhor alto e forte, de barbas brancas e rosto meio severo, parecido com Zeus. Alanis Morissette, Morgan Freeman e Antonio Fagundes não conseguiram mudar essa imagem na minha cabeça.

Quando você não entende o que o padre fala, as figuras são mais interessantes de se prestar atenção. Mais tarde, você talvez passe a entender, e às a vezes a não concordar com as palavras do sermão. Mesmo assim, o ambiente da igreja é reconfortante. Repetir automaticamente as fórmulas da liturgia católica funciona como uma espécie de mantra. Só de estar ali, naquele ambiente, a pessoa já se sente melhor e mais próxima do que deseja - conseguir alguma coisa ou se livrar de uma cupla.

E mesmo aceditando em Deus e curtindo os rituais católicos, tenho me afastado da igreja. Não fossem os casamentos e missas de sétimo dia, já estaria totalmente desgarrada do rebanho. O fato é que a igreja, pelo menos a católica, coloca limites muito rígidos para alguns, mas afrouxa para outros. Padres pedófilos continuam sendo padres e exercendo seu sacramento. Homens e mulheres fiéis, bons e generosos, mas divorciados, não são bem-vindos na igreja.

Mesmo com todas as críticas que tenho sobre a igreja na qual fui educada, não posso culpá-la por não ir mais à missa todo domingo. Infelizmente, minha ausência tem mais a ver com preguiça e falta de hábito do que com revolta. Mas não é o hábito e o exemplo que incutem valores e educam as crianças e os adolescentes?

Minha mãe era professora no curso de catequese. Quando meus pais se separaram, a paróquia achou melhor que ela não continuasse com essa atividade. Para as crianças, ela seria um exemplo contrário ao que a religião ensina - mesmo que todas as suas outras ações na comunidade fossem exemplos positivos e muito mais poderosos para quem quisesse seguir.

A igreja teve razão na questão do exemplo. Minha mãe parou de ir à missa com a regularidade anterior e nunca mais nos obrigou a ir com ela. Perdemos o hábito, que já não é fácil de manter com tantos estímulos, programas e atividades que puxam a atenção dos adolescentes.

É por essas e outras que os católicos se afastam da igreja e, talvez, de Deus. Eu sei que Deus não tem nada a ver com os padres e as freiras, apesar de serem Seus representantes. Mas você continua indo na loja em que os vendedores te atendem mal só porque você sabe que o dono é bacana?

Apesar de tudo isso e das declarações temerárias do Papa, ainda acho que acreditar em Deus e seguir uma religião faz mais bem do que mal para as pessoas. (Por favor, não vamos levar em conta os fanatismos.) De uma forma geral, o que as religiões fazem? Divulgam um código de valores, cobram uma atitude correta dos seus fiéis, pregam a generosidade e a solidariedade, indicam alguém com quem todos podem contar.

O fato é que religião e igreja nem sempre têm a ver com Deus. Talvez Ele devesse construir novas sedes, mudar o formato do negócio, promover um curso de atualização para Sua equipe. Deus poderia iniciar um processo de revitalização de marca, eliminando as impressões negativas que foram surgindo com o passar dos anos. Depois, implantaria um programa de relacionamento com seus fiéis. Nada de mídia de massa, só comunicação dirigida, para evitar que os oportunistas se aproveitem da comoção de milhares de fiéis reunidos juntos.

Mas Ele é quem sabe. Mesmo com resultados que não parecem tão promissores, Deus, em todas as suas formas, ainda detém a maior parte do mercado. Fácil, já que para crença não há concorrência. Até quem não acredita Nele, acredita em alguma coisa. E depois que o cliente adquiriu o hábito do consumo, mudar de marca é só uma questão de tempo.


Adriana Baggio
Curitiba, 6/3/2008


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Precisamos falar sobre Kevin de Renato Alessandro dos Santos
02. Revolusséries de Luís Fernando Amâncio
03. Ler para ficar acordado de Cassionei Niches Petry
04. Você sabe quem escreveu seu show preferido? de Fabio Gomes
05. Mais uma crise no jornalismo brasileiro de Julio Daio Borges


Mais Adriana Baggio
Mais Acessadas de Adriana Baggio
01. Apresentação - 31/5/1974
02. Maria Antonieta, a última rainha da França - 16/9/2004
03. Dicas para você aparecer no Google - 9/3/2006
04. Ser bom é ótimo, mas ser mau é muito melhor* - 24/4/2003
05. E você, já disse 'não' hoje? - 19/10/2011


Mais Especial Deus tem futuro?
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
10/3/2008
15h09min
A idéia de Deus como fenômeno gerador e controlador do universo é bem interessante. Lembrando que é único e não tem começo nem fim, Deus é a explicação mais fácil, sintética, digestiva e assimilável que se pode oferecer para a pergunta: De onde viemos e para onde vamos? Desde muito tempo, uns sabidinhos perceberam a necessidade que o povão tinha em entender a origem das coisas e montaram sistemas e histórias para o convencimento de sua relação com o todo-poderoso. Era o bastante ler a mão, os astros, matar carneiros, ou fazer previsões óbvias, repetir louvores, entoar cânticos ou defumar crédulos. Logo, e em nome do maioral, começaram a cobrar dízimos, contribuições, ajudas, taxas, percentagens etc. Notaram que tinham habilidade para influenciar e controlar os fortes, os chefes ou soberanos. O resto foi fácil e até hoje está por aí. Nem sempre os métodos foram piedosos ou éticos, mesmo sendo em nome do Principal. Deu certo. Até hoje tem gente que acredita em Adão e Eva!
[Leia outros Comentários de R Almeida]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




IMPASSE DA POLTICA URBANA NO BRASIL, O - 3ª EDIÇÃO
ERMINA MARICATO
VOZES
(2014)
R$ 48,95



PAR UN MATIN DAUTOMNE
ROBERT GODDARD
LIVRE POCHE
(1996)
R$ 38,00
+ frete grátis



FLOR NEGRA
KIM YOUNG-HA
GERACAO EDITORIAL
(2014)
R$ 19,90
+ frete grátis



UM AMIGO ROMANO
LUCA SPAGHETTI
ROCCO
(2011)
R$ 5,00



CAI O PANO
AGATHA CHRISTIE
CÍRCULO DO LIVRO
(1980)
R$ 25,00
+ frete grátis



A FORÇA ESTÁ CONOSCO - 1ª EDIÇÃO
THOMAS WALKER
CULTRIX
(2012)
R$ 36,00



AS MEMÓRIAS DO LIVRO
GERALDINE BROOKS
EDIOURO
(2008)
R$ 7,00



A PROIBIÇÃO DE SE FABRICAR ÍDOLOS
PE. CLEODON AMARAL DE LIMA
RIDEEL
(2006)
R$ 30,00



JESUS, O MAIOR PSICÓLOGO QUE JÁ EXISTIU
MARK W. BAKER
SEXTANTE
(2005)
R$ 19,90
+ frete grátis



INICIAÇÃO TEOLÓGICA VOLUME 1 O MISTÉRIO DA IGREJA
PE. DR. M. TEIXEIRA LEITE PENIDO
VOZES
(1952)
R$ 34,48





busca | avançada
49037 visitas/dia
1,4 milhão/mês