Saleté S.A. | Elisa Andrade Buzzo | Digestivo Cultural

busca | avançada
50081 visitas/dia
1,9 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Balé de repertório, D. Quixote estará no Teatro Alfa dia 27/1
>>> Show de Zé Guilherme no Teatro da Rotina marca lançamento do EP ZÉ
>>> Baianas da Vai-Vai são convidadas de roda de conversa no Teatro do Incêndio
>>> Airto Moreira e Flora Purim se despedem dos palcos em duas apresentações no Sesc Belenzinho
>>> Jurema Pessanha apresenta sambas clássicos e contemporâneos no teatro do Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> O melhor da Deutsche Grammophon em 2021
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
Últimos Posts
>>> Brega Night Dance Club e o afrofuturismo amazônico
>>> Fazer o que?
>>> Olhar para longe
>>> Talvez assim
>>> Subversão da alma
>>> Bons e Maus
>>> Sempre há uma próxima vez
>>> Iguais sempre
>>> Entre outros
>>> Corpo e alma
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Na minha opinião...
>>> Tempo vida poesia 4/5
>>> Torce, retorce, procuro, mas não vejo...
>>> Lambidinha
>>> Lambidinha
>>> 12 tipos de cliente do revisor de textos
>>> A Grande História da Evolução, de Richard Dawkins
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Malcolm, jornalismo em quadrinhos
>>> PETITE FLEUR
Mais Recentes
>>> Jogos para a Estimulação das Múltiplas Inteligências de Celso Antunes pela Vozes (1999)
>>> Por Amor de Nossos Filhos - de Dietmar Rost pela Paulinas (1985)
>>> O jogo do anjo de Carlos Ruiz Zafón pela Objetiva (2011)
>>> Reflexões Sobre O Ensino Da Leitura E Da Escrita de Ana Teberosky e Beatriz Cardoso pela Unicamp (1991)
>>> Reflexões Sobre O Ensino Da Leitura E Da Escrita de Ana Teberosky e Beatriz Cardoso pela Unicamp (1991)
>>> Os 100 Segredos dos Bons Relacionamentos de Davd Niven pela Sextante (2003)
>>> Minha Vida de Walter Sandro pela Wgs Group (2004)
>>> Minha Vida de Walter Sandro pela Wgs Group (2004)
>>> Apologia de Sócrates-Banquete-Platão de Platão pela Martin Claret (2008)
>>> Manual de Direito Penal volume 3 de Julio Fabbrini Mirabete pela Atlas (1987)
>>> Motivação e Sucesso de Walter Sandro pela Wgs Group (1990)
>>> Manual de Direito Penal volume 2 de Julio Fabbrini Mirabete pela Atlas (1987)
>>> Cigarros Coleção Doutor Drauzio Varella de Drauzio Varella pela Gold (2009)
>>> Teoria Geral da Administração de Antonio Cesar Amaru Maximiano pela Atlas (2000)
>>> Matemática Financeira de João Carlos dos Santos pela Educacional (2015)
>>> Contabilidade de Gisele Zanardi P Wagner Luiz V Willian F dos Santos pela Educacional (2015)
>>> Elementos de Direito Constitucional de Michel Temer pela Revista Dos Tribunais (1983)
>>> Solanin 2 - Pocket de Inio Asano pela L&pm Pocket (2006)
>>> Niño y adolescentes creciente en contextos de pobreza de Irene Rizzini, Maria Helena Zamora e Ricardo Fletes Corona pela Puc (2006)
>>> Solanin 1 - Pocket de Inio Asano pela L&pm Pocket Manga (2006)
>>> 25 Anos do Menino Maluquinho - Já? Nem Parece! de Ziraldo pela Globinho (2006)
>>> Todos os Milhões do Tio Patinhas - Volume 1 de Vitaliano; Fausto pela Panini Comics (2020)
>>> Chavez Nuestro de Rosa Miriam Elizalde e Luis Báez pela Abril
>>> Nos labirintos da moral de Mario Sergio Cortella e Yves de La Taille pela Nos labirintos da moral (2005)
>>> Minha Imagem -Romance Espirita de Schellida / Eliana Machado Coelho pela Lumen (2013)
COLUNAS

Quinta-feira, 24/4/2008
Saleté S.A.
Elisa Andrade Buzzo

+ de 3000 Acessos


Foto: Magaly Bátory

Mal acabou a arruaça carnavalesca, a máquina dobra a esquina e, com eficiência germânica, aspira confetes e serpentina. Morriam num esganiço metálico as últimas notas do trio elétrico. A lembrança daquela terça-feira gorda foi sugada da minha memória e, menos de uma semana depois, não restou papel picado algum pra contar história.

Ela não tem a graciosidade enferma de uma madrinha de bateria. Numa manhã de sábado qualquer onde nada ainda voltou ao movimento e todos parecem dormir (exceto os seniors do Turisme Bleu), as escovas acopladas em seu ventre giram com ferocidade, o que não parece ser suficiente para retirar o encardido das ruas. É assim que a limpeza pública atua: rugindo e se repetindo; animal sem jaula que se farta de amendoim, mas acuado por chicletes.

Na noite anterior, este mamute mecânico não parara. A frota de carros aguardou os moradores cerrarem as cortinas e enfiarem o nariz no edredom para entrar na avenida. Em linha reta e quase sem manobras, seu ruído autolimpante embalava o sono das ruas de Belle Endormie. Ninguém se incomoda com seu pisca-pisca amarelo e na verdade poucos reparam na evolução destas criaturas.

As árvores testemunharam silenciosas a passagem de outro caminhão branco da família Propreté. Espirrando pela dianteira um líqüido contra pragas urbanas, ele passa, para logo após retornar pela outra mão da rua, desenhando uma faixa úmida da sarjeta até metade da pista. Me disseram que isso diferenciava, por exemplo, o mundo desenvolvido do mundo subdesenvolvido. Ao amanhecer, tudo estava seco e ninguém se lembrava de que estava no primeiro mundo.

E assim codinome Mathieu avança, sedento por sujeira, espraiando seu know-how de limpeza. Nos hipermercados, lá está uma outra versão intrincada na avidez consumidora, limpando, perseguindo, atropelando se necessário. Soberano, um faxineiro é o condutor nas alturas desta impressionante máquina, a qual, além das grandes escovas ultralimpantes, é seguida por um amplo rodo absorvente. Uma buzina é acionada quando há perigo de colisão. Apesar da alta tecnologia, um saco de lixo transparente fica pendurado na traseira, para o caso de uma operação manual. Não se percebe sinal algum de estranhamento no rosto dos consumidores ao se depararem com tal gigante em movimento.

Se a máquina limpa com afinco, os humanos parecem não criar vínculos afetivos com o que limpam. Esperam que os céus ou a indústria enviem outros mecanismos miraculosos? Em média uma vez por mês o interfone dos velhos edifícios do centro de Belle Ville grita com autoridade "Societé de nettoyage!" Permito, na minha vez, sua entrada, sem ver seu rosto ou suas vassouras. São xx degraus de pedra distribuídos em quatro andares, decorados com corrimão de madeira sem verniz e grade de ferro forjado. Em menos de uma hora a incrível sociedade dá as costas. Abro a porta pra ver o resultado: talvez um cheirinho de essência perdido no ar... as bitucas de cigarro do vizinho ainda estão lá, inclusive o capacho, que há tempos não vê a luz do sol. Pois ainda não inventaram uma máquina que suba escadas?

Saio em busca de ar e respostas. Pelas bandas de Quinconces grandes secadores de cabelo recolhem folhas mortas do final de inverno. Nos rastros de cocô de cachorro se inscrevem pragas e maldições. O comércio de rua fecha as portas e pelas vitrines espio as coquetes conseillers de ventes. De salto e saia ajustada, uma passa aspirador, outra tem um esfregão gosmento nas mãos. Mais alguns passos e, numa loja de sapatos, um jeune homme retoca a faxina com um pequeno espanador. É disso que precisamos, espanar a poeira, a tristeza, desintoxicar os manequins e o solo da sujeira!

Portanto, a explicação que esboço é que a mão-de-obra em Belle é luxo para poucos, daí existir uma poussière, desculpe, uma saleté, sujeira, incrustada de forma que só mesmo uma reforma profunda seria capaz de extinguir. Dizem que às vezes é melhor nem tentar limpar alguns locais, pois isso pode causar um desabamento (muros antigos, por exemplo), ao que eu concordo veementemente...

Em vez de condenarem à limpeza perpétua seus habitantes, que passariam o resto de sua vida esfregando nos halls dos prédios panos com substâncias molientes, enfiando cotonetes com álcool em cada vão puído, Belle Endormie mantém uma frota de mastodontes a serviço das grandes sujeiras citadinas. Se o resultado é bom, que importa?

En Belle-Ville il n'y a pas encore des esclaves (...)
J'ai ma propre balai (...)

O dono da banquinha de crepe se entrete no final do expediente removendo e aspirando as crostas duras de massa na chapa. Todo concentrado, se encurva e, então, sinto o prazer com que se dedica à atividade. Teria ele uma doença, mania de limpeza? Seu comércio brilha aos olhos cinzentos da clientela.


Elisa Andrade Buzzo
São Paulo, 24/4/2008


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Sylvia de Rennata Airoldi


Mais Elisa Andrade Buzzo
Mais Acessadas de Elisa Andrade Buzzo em 2008
01. Como era gostoso assistir à Sex and the City - 26/6/2008
02. Oiti - 20/11/2008
03. Chicas de Bolsillo e o fetiche editorial - 13/3/2008
04. Da indústria do sabor e do desgosto - 2/10/2008
05. No chão em que você pisa com seu salto agulha - 28/2/2008


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Português Linguagens 7ª Série Manual Professor
Willian Roberto Cereja Thereza Cochar Magalhães
Atual
(2006)



Economia Bandida (lacrado)
Loretta Napoleoni
Bertrand Brasil
(2010)



DEF 2000/01 Dicionário de Especialista farmacêuticas
Não informado
Jornal Brasileiro de Medicina
(2000)



Finanças Corporativas
José Carlos Franco de Abreu Filho
Fgv
(2008)



Teoria do Reforço para Professores
Madeline Hunter
Vozes
(1981)



Guerra Civil
Stuart Moore
Novo Século
(2016)



Como Lidar com a Mídia
Paulo Henrique Amorim
Geração
(2019)



Completa Biblioteca do Ensino Atual - História, Soc., Filos e Psic.
Não informado
Difusão Cultural do Livo
(2006)



O Caso - Sem Aviso - O Bagalô - Segundas Chances
r Lee Child - David Rosenfelt - Sarah Jio - Nick Trout
Seleções Reader`s Digest
(2015)



Brasil Iluminado
Gustavo Soares
Arteensaio
(2011)





busca | avançada
50081 visitas/dia
1,9 milhão/mês