Odiou-se minuciosamente | Vicente Escudero | Digestivo Cultural

busca | avançada
70622 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> TEATRO & PODCAST_'Acervo e Memória', do Célia Helena, relembra entrevista com Nydia Licia_
>>> Projeto Cultural Samba do Caxinha cria arrecadação virtual para gravação de seu primeiro EP
>>> Designer e arquiteto brasileiro, Giovanni Vannucchi participa da VIIBienal Ibero-americana de Design
>>> Risorama anuncia retorno aos palcos com grandes nomes do humor nacional em São Paulo
>>> Inspirado nas Living Dolls, espetáculo de Dan Nakagawa tem Helena Ignez como atriz convidada
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Aos nossos olhos (e aos de Ernesto)
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Pouca gente sabe
>>> O chilique do cabeleireiro diante da modelo
>>> Paradiso por Metheny
>>> A nova propaganda anda ruim
>>> A Erva do Diabo, de Carlos Castaneda
>>> Manual para o leitor de transporte público
>>> Ganha-pão
>>> Comunicação: conselhos para (jovens) pesquisadores
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Festa na floresta
Mais Recentes
>>> National Geographic Brasil Nº 224 de Diversos Autores pela National Geographic (2018)
>>> Esaú e Jacó / Memorial de Aires de Machado de Assis pela Nova Cultural (2003)
>>> National Geographic Brasil Nº 225 de Diversos Autores pela National Geographic (2018)
>>> Montaigne - Os Pensadores de Michel de Montaigne pela Nova Cultural (2004)
>>> National Geographic Brasil Nº 218 de Diversos Autores pela National Geographic (2018)
>>> Sociologia do sobrenatural de Luigi Sturzo pela Aster, Casa do castelo (1960)
>>> Do direito natural á sociologia de Jacques Leclercq pela Duas cidades
>>> Ciência x Espiritualidade de Chopra e mlodinow pela Sextante (2018)
>>> Ciência x Espiritualidade de Chopra e mlodinow pela Sextante (2018)
>>> Desvendando os Segredos da Linguagem Corporal de Allan Pease & Barbara Pease pela Sextante (2004)
>>> O Gerente Minuto de Kenneth Blanchard & Spencer Johnson pela Record (1981)
>>> Contabilidade Geral: Teoria e mais de 1.000 questões de Ed Luiz Ferrari pela Impetus (2013)
>>> Aulas de Direito Constitucional para Concursos de Vicente Paulo; Marcelo Alexandrino; Frederico Dias pela Método (2012)
>>> Finanças Públicas: Teoria e Prática no Brasil de Fabio Giambiagi; Ana Cláudia Além pela Elsevier (2011)
>>> Genética: Texto e Atlas de Eberhard Passarge pela Artmed (2004)
>>> Gestão por Processos: Uma Abordagem da Moderna Administração de José Osvaldo de Sordi pela Saraiva (2008)
>>> Gestão de Contratos: Melhores Práticas Voltadas aos Contratos Empresariais de Walter Freitas pela Atlas (2009)
>>> Desafios eclesiais e missionários da cooperação de Israel Batista (org) pela Sinodal (2007)
>>> Marketing de A a Z de Philip Kotler pela Campus (2003)
>>> Contos de Fadas e Suas Versões Originais - Sem Censura de Marina Avila (org.) pela Wish (2016)
>>> Cuidando de quem cuida de Roseli M. kuhnrich de Oliveira pela Sinodal (2007)
>>> Marketing 4.0 - do tradicional ao digital de Philip Kotler pela Sextante (2017)
>>> Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley pela Globo (2001)
>>> Crer: informações sobre fé de Helmut Thilicke (cord). pela Sinodal /EST (2007)
>>> Com Açúcar, Com Afeto: Fiz Seu Poema Predileto de Danci Ramos pela Edigal (2009)
>>> Missão e evangelização na América Latina e Caribe de Nilton Giese (org) pela Sinodal (2012)
>>> Estratégia de Richard Luecke pela Record (2009)
>>> A Homeopatia e Você de Ernst Grimm pela Plus Saber (2001)
>>> Onde está Deus? de Jon Sobrino pela Sinodal (2020)
>>> Desafios da Educação Municipal de Donaldo Bello de Souza; Lia Ciomar Macedo de Faria pela DP&A (2003)
>>> Gerenciando mudança e transição de Mike Beer ( Org. ) pela Record (2003)
>>> Eu Sou Eternamente Livre: Ensinamentos dos Mestres Ascensionados de Luiz Carlos Silveira Dias Júnior pela Divina Presença (2008)
>>> O Que Acontece em Londres - Trilogia Bevelstoke Volume 2 de Julia Quinn pela Arqueiro (2020)
>>> A autoridade da bíblia de Gottfried Brakemeier pela Sinodal, CEBI (2014)
>>> Conectando: Ciência, Saúde e Espiritualidade Volume 1 de Carlos Eduardo Accioly Durgante pela Francisco Spinelli (2012)
>>> Tentação de Diethich Bonhoeffer pela Sinodal (2007)
>>> Hagakure de Yamamoto Tsunetomo pela Hunter Books (2014)
>>> Principio de igualdade de Wilson Engelmann pela Sinodal (2008)
>>> A Vida Como Ela É Para Cada Um de Nós: Em Busca do Eu-caleidoscópio de Denise Aerts; Christiane Ganzo pela Age (2008)
>>> Orientações para a vida de Hans Jochen Boecker pela Sinodal (2004)
>>> Martim Lutero de Ricardo Willy Rieth pela Sinodal (2007)
>>> Da Revolução Francesa até Nossos Dias: Um Olhar Histórico de Samara Feitosa pela Intersaberes (2016)
>>> Tomando Decisões de Richard Luecke pela Record (2009)
>>> A diplomacia na construção do brasil: 1750 - 2016 de Rubens Ricupero pela Versal Editores (2017)
>>> Separação: Angústia e Raiva - Apego e Perda Volume 2 de John Bowlby pela Martins Fontes (1998)
>>> Ferramentas para Empreendedores de Richard Luecke pela Record (2007)
>>> As Vinhas da Ira de John Steinbeck pela Bestbolso (2008)
>>> Contratando e Mantendo as Melhores Pessoas de Peter Cappelli pela Record (2003)
>>> Processo penal - 8 Coleção Sinopes de Leonardo Barreto Moreira Alves pela Juspodivm (2014)
>>> Mentes inquietas de Ana Beatriz B. Silva pela Gente (2003)
COLUNAS

Quinta-feira, 9/4/2009
Odiou-se minuciosamente
Vicente Escudero

+ de 2400 Acessos



"O Sul", conto de Jorge Luis Borges, trata do duplo, projeção autônoma da personalidade, dividindo o protagonista em dois pólos contrastantes: a vida de um pacato bibliotecário, que durante o agonizante tratamento de uma doença em um sanatório desdobra-se no irreal, nos delírios do protagonista sonhando a própria morte em um duelo de facas num ambiente idealizado, numa representação do gauchismo permeada de um "sentimento profundamente argentino".

O enredo é autobiográfico. Borges, no prólogo da edição de Artifícios, coletânea de contos lançada em 1944, avisa ao leitor que a história pode ser lida superficialmente, como uma narração direta de fatos novelescos ou numa segunda camada, secreta, em que os acontecimentos na vida do protagonista tornam-se fantásticos e revelam a fuga do tratamento degradante pela representação da morte, dignificada no enfrentamento do perigo. Nas duas leituras, a vida de João Dahlmann é permeada por fatos ocorridos na vida de Borges. O protagonista também é bibliotecário. A septicemia causada pelo choque com o batente de uma janela, que na vida real do autor custou-lhe uma cirurgia, tratamento penoso e dez dias de repouso, na história desencadeia a doença do protagonista e seu isolamento no sanatório durante a terapia.

Interpretada como uma novela realista, seu deslinde passa pela cura do protagonista e acaba no duelo com um dos gaúchos presentes na venda; uma homenagem simples ao homem das planícies e seu caráter firme, resoluto. Compreendida nas entrelinhas, com as referências feitas pelo próprio autor, no prólogo, a Bernard Shaw, De Quincey, Stevenson, Mauthner, Chesterton, Léon Bloy e Schopenhauer, a transformação de João Dahlmann não é cura, mas loucura. Ao ser internado na clínica da Rua Equador, metáfora do espaço limítrofe, o protagonista passa a habitar a zona gris entre a sanidade e a loucura, no mesmo exercício do duplo presente em O Médico e o Monstro, de Stevenson. Lutando meticulosamente para suportar a dor, Dahlmann entra em um estado de delírio no qual as lembranças e as expectativas para o futuro fundem-se numa projeção negativa da situação real e criam uma saída honrosa contra a realidade abjeta da falta de sono, a presença ininterrupta, incansável, da realidade. Dahlmann divide-se e o crioulismo, seu sentimento de nativo do Sul, argentino e gauchesco, em contraposição ao urbano do Norte, começa a comandar as ações enquanto o outro enfraquece.

Durante o início do tratamento, enfraquecido pela dor, o protagonista odiou-se minuciosamente; odiou sua identidade, suas necessidades corporais, sua humilhação, a barba que lhe eriçava o rosto. E é neste exercício de negação de suas condições que Dahlmann dá espaço para o surgimento do outro. Esta é a chave do enredo, seu turning point: o momento em que ele dá vazão a sua força vital (Shaw) e supera o medo.

A partir desse domínio pelo outro, Dahlmann alivia a dor através da arte, da representação de uma breve trama épica em que seu destino é irreversível: lutar uma batalha heróica, sacrificar-se. Aqui, a influência do pensamento de Schopenhauer surge com a supressão da dor, proveniente da vontade de curar-se, através da contemplação da história de sua morte em circunstâncias mais dignas que no sanatório.

Nesse labirinto de referências, não espanta que Borges tenha omitido a presença de Ambrose Bierce. O exercício de relativização do tempo dos fatos, a extensão de um instante na consciência a partir de uma experiência limítrofe, foi tratado por este autor no conto "Incidente na ponte de Owl Creek", em que o americano Peyton Farquhar, sulista tradicional e entusiasta dos confederados, acaba sendo enforcado durante a Guerra de Secessão, após ser enganado por um agente disfarçado do exército da União e tentar destruir uma ponte utilizada pelo exército do Norte. A ação começa já no instante do enforcamento e desenrola-se com a fuga do protagonista a partir do rompimento da corda e sua queda no rio sob a ponte, título do conto. A fuga ocorre em meio a uma chuva de tiros, enquanto Peyton tenta se esconder sob a água, nadar para a borda e fugir através da floresta. O êxito da fuga termina na porta de sua casa, onde ele corre para os braços da esposa. A narrativa, então, é interrompida bruscamente; ele sente uma pancada na nuca, um brilho branco ofusca-lhe a visão e a descrição de seu corpo morto, movendo-se como um pêndulo sob as vigas da ponte, surge encerrando o instante fantástico. Os segundos que precedem o enforcamento do protagonista transformam-se em um delírio de minutos, causado pelo terror da morte iminente.

No conto de Borges, a técnica é a mesma. A partir da tomada do controle pelo outro, a estadia do protagonista no sanatório é interrompida pela breve trama épica. Borges dá indícios da duplicidade, como a semelhança do funcionário da venda com o do sanatório, a ausência de detalhes específicos na viagem, que é cercada por lembranças genéricas ― como um borrão da memória do personagem. A clara indiferença do protagonista aos detalhes da viagem, sua incapacidade em questionar a estranha parada do trem antes da estação final, demonstram a irreversibilidade dos fatos, sua falta de controle sobre o destino, como num sonho. Esta jornada ao âmago tem início na internação e se encerra nela, quando Dahlmann, no final, imagina que a morte no duelo seria uma libertação para ele, na primeira noite na clínica, quando lhe cravaram a agulha. Borges é mais sutil que Bierce: o final de sua história é aberto, a morte do protagonista não é apresentada e todos os elementos que indicariam o duplo são apenas indícios, tornando qualquer interpretação, transitória.

Qual a importância de "O Sul"? Para Borges, este talvez tenha sido seu melhor conto, opinião compartilhada por Harold Bloom. Sua estrutura é aberta, comporta as mais diversas interpretações (o leitor pode constatar isso através de uma simples busca no Google), além de identificar as características mais importantes da literatura do autor, como a presença constante de reflexões filosóficas, a construção minuciosa de camadas e subtextos, tudo revelando um gênio preocupado com o tratamento universal dos temas e a necessidade da criatividade suplantar as frivolidades realistas.

É no mínimo estranho constatar que um autor deste porte, como Machado de Assis, tenha sido acusado de trair sua cultura, sua pátria, por supostamente fugir das tradições locais. Seu melhor conto é autobiográfico e representa o gaúcho tradicional da Argentina, numa perspectiva digna, coberta de heroísmo, afinal, mesmo não sabendo manejar uma adaga, Dahlmann não desiste do duelo.

Uma história com tantas qualidades deixa viva a seguinte indagação: É possível uma nação renegar a nacionalidade a um homem que representou a própria morte numa peleja, como um dos seus?


Vicente Escudero
Campinas, 9/4/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O Voto de Meu Pai de Heloisa Pait
02. Escola (e escolinha) de Julio Daio Borges
03. De olho em você de Marilia Mota Silva
04. O Som ao Redor de Humberto Pereira da Silva
05. Livros e Saúde de Ricardo de Mattos


Mais Vicente Escudero
Mais Acessadas de Vicente Escudero em 2009
01. Amor aos pedaços - 7/5/2009
02. O naufrágio é do escritor - 12/3/2009
03. E a lei cedeu diante dos costumes - 11/6/2009
04. 2008, o ano de Chigurh - 2/1/2009
05. Amantes, tranquila inconsciência - 8/10/2009


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CASTELO FORTE 2015 - MEDITAÇÕES DIÁRIAS
COMISSÃO INTERLUTERANA DE LITERATURA
SINODAL
(2015)
R$ 5,00



TUSHITA O REINO DA FELICIDADE - ESOTERICO
LUIS A WEBER SALVI
NOVA ATIBAIA
(1999)
R$ 18,00



MESSE - POESIAS
VIDALINO TORRANO
VOZ DO OESTE
(1987)
R$ 9,80



O BRASIL DE MINHA GERAÇÃO - 2º VOLUME
GENERAL A. DE LYRA TAVARES
BIBLIOTECA DO EXÉRCITO
(1977)
R$ 15,00



COMO CONQUISTAR UM ÓTIMO EMPREGO
THOMAS A. CASE/ PH. D.
MAKRON BOOKS
(1997)
R$ 6,90



DIREITO PENAL - PARTE GERAL ESQUEMATIZADO - VOLUME 1
CLEBER MASSON
MÉTODO
(2020)
R$ 90,00



PRÉ-CÁLCULO
FRANKLIN D. DEMANA
PEARSON
(2009)
R$ 85,00



NA HORA DO ADEUS
LUIZ SÉRGIO PSICOGRAFADO POR IRENE PACHECO MACHADO
RECANTO DE MARIA
(2003)
R$ 12,00



MULHERES QUE FAZEM DEMAIS
MARY LOVERDE
GENTE
(2003)
R$ 5,00



LIDERANÇA ENTRE A TRADIÇÃO,A MODERNIDADE E A POS MODERNIDADE - ADMINISTRAÇÃO
REED ELLIOT NELSON - ANDERSON DE SOUZA SANT ANNA
CAMPUS
(2010)
R$ 35,00





busca | avançada
70622 visitas/dia
2,0 milhões/mês