Cultura, gelo e limão | Marta Barcellos | Digestivo Cultural

busca | avançada
71132 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Sexta-feira, 15/5/2009
Cultura, gelo e limão
Marta Barcellos

+ de 3600 Acessos
+ 3 Comentário(s)

Uma grande empresa de produtos de limpeza destinava boa parte de sua verba para entender os consumidores. Ou seja, gastava rios de dinheiro com pesquisas de opinião, consultores, publicitários. Nada, porém, teve tanto impacto para o presidente da companhia como o dia em que ele próprio resolveu espiar o comportamento de um comprador em um supermercado chique de São Paulo. Fingindo distração, ele observou um homem maduro, com o carrinho repleto de vinhos caros, comparando os preços dos limpadores multiuso. A diferença era de centavos, mesmo assim o sujeito se deu ao trabalho de escolher o mais barato, preterindo a marca da tal empresa.

O executivo não escondia sua indignação quando me contou o episódio. Que lógica havia no comportamento de alguém que esbanjava R$ 100,00 em uma garrafa de bebida, sem pestanejar, e "compensava" isso economizando centavos que não somariam R$ 1,00 nas gôndolas de produtos de limpeza? Nenhuma, claro. É bobagem cobrar coerência desse consumidor. Ou de qualquer outro: a mulher que se endivida por uma bolsa de grife, o rico que compra DVD em camelô, o adolescente que paga R$ 100,00 para assistir ao show de seu artista favorito de binóculo, mas não aceita pagar R$ 1,00 para baixar as suas músicas na internet.

Comparar consumo cultural com a compra no supermercado pode parecer desbaratado, mas não é. Somos igualmente irracionais, movidos por sentimentos inconfessáveis até para o analista, na hora de atribuir valor às coisas. Aliás, a hora, assim como o lugar, é algo que pode fazer toda a diferença. Em um café charmoso, uma pessoa aceita pagar três vezes mais por 237 mililitros de Coca-Cola, que vem numa embalagem de vidro apelidada de Mae West, numa alusão às curvas da atriz americana. No supermercado, espera por uma promoção para a garrafa de 2 litros. O líquido preto, emblemático da nossa sociedade de consumo, é o mesmo.

A indústria cultural, sob o impacto das novas tecnologias, busca hoje acima de tudo a sobrevivência. Os profetas do apocalipse aproveitam para avisar que o fim está próximo: começará pelo CD, passará pelos jornais, chegará ao livro e ao cinema, arrastando também a TV e as rádios. A lógica é que a internet e as novas formas de distribuição dos produtos culturais vão eliminar as antigas "embalagens", e mudar para sempre a nossa forma de consumir músicas, filmes, narrativas, arte. Sobreviverá, na indústria, quem conseguir se antecipar às tendências e descobrir formas de se financiar a criação cultural neste novo contexto.

Pode ser. Mas talvez devêssemos pensar na Coca-Cola, que há tempos adotou a estratégia de segmentar e diversificar suas embalagens. Se um mesmo consumidor age de forma diferente dependendo da ocasião, imagine as possibilidades para se vender refrigerante por aí. E se os livros/narrativas forem como Coca-Cola? Tratando-se do inescrutável consumidor, vale observar um exemplo específico, como fez o presidente da empresa no supermercado. Sou uma leitora de livros que lê cada vez mais no computador. Mas não pretendo abandonar meus livros!

Consigo imaginar-me, por exemplo, comprando um romance, numa livraria linda como a Travessa, do Rio, quem sabe depois de um desses eventos regados a tacinhas de vinho, apesar de o mesmíssimo texto estar disponível no meu Kindle, por um clique e alguns centavos. Não, ainda não tenho um desses leitores eletrônicos, mas pretendo comprar quando o preço for acessível - para viajar, para carregar na bolsa, para ter uma experiência diferente, para descobrir o que dá para ler ali.

A narrativa do livro será exatamente a mesma, como o líquido de Coca-Cola. O livro poderá ter uma capa elegante, quem sabe o autógrafo que consegui do autor naquela noite tão agradável. Já o texto no Kindle vai oferecer-me uma busca ao dicionário, talvez alguns links interessantes. Acharei engraçado quando perceber que comprei determinado livro, que adoro ter na estante, mas na prática o li no leitor eletrônico, durante uma viagem. Não me cobrem coerência, sou apenas uma consumidora! Eu podia estar comprando bolsas de grife, vinhos caros, mas estou apenas comprando livros que ficam fechados na estante, que mal há nisso?

Tenho amigos que há anos não vão ao cinema. São devoradores de DVDs nos fins de semana. Particularmente, não consigo entender como eles desprezam um dos programas mais sensacionais que eu conheço. Também vejo filmes na tela da sala, que hoje é da TV e provavelmente será a do computador, mas não dispenso um cineminha por nada no mundo. Dá para baixar o filme do Oscar de graça no computador? Ótimo, bom proveito, digo ao meu interlocutor. Mas é como se nossas experiências fossem completamente diferentes, nem vou querer trocar impressões sobre o filme com ele. Essa sou eu, consumidora cultural com minha lógica própria, que também recebo olhares de espanto quando revelo não ter um iPod.

Estou certa de que as oportunidades para quem produz e vende cultura são muitas. As pessoas precisam hoje, mais do que nunca, de experiências reais e pontos de encontro, até para compensar as horas de navegação na internet. Nenhuma afinidade será maior, para promover esse encontro, do que gostar da mesma música, do mesmo livro ou do mesmo filme. E elas pagarão muito por isso, mesmo que diante do computador jamais recorram ao cartão de crédito. Acho que livrarias e cinemas que oferecem este tipo de convivência, por exemplo, terão sobrevivência garantida nas grandes cidades. Pelo menos no que depender de mim, do meu consumo e da minha torcida.

Nota do Editor
Marta Barcellos mantém o blog
Espuminha de leite. Leia também "Fugindo do apocalipse".


Marta Barcellos
Rio de Janeiro, 15/5/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O Rio, o carnaval, os garçons e os porteiros de Adriana Baggio
02. Copa do Mundo: batalha entre nações de André Pires


Mais Marta Barcellos
Mais Acessadas de Marta Barcellos em 2009
01. Gostar de homem - 25/9/2009
02. Simplesmente feliz - 24/4/2009
03. Escrever pode ser uma aventura - 3/7/2009
04. Palavras que explodem no chão - 19/6/2009
05. Fim dos jornais, não do jornalismo - 3/4/2009


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
15/5/2009
16h37min
Escolhas, poder de escolhas. Embora tenha TV a cabo e DVD em casa adoro ir ao cinema com as filhas. Revistas? Amo ir à banca de jornais e escolher uma. Livros? Sempre q/ posso compro-os. Internet? Quantas horas puder. Enfim as novidades chegam e somam-se as demais. Vale a criatividade dos empresários na globalização. Avante!
[Leia outros Comentários de Gelza Reis Cristo]
16/5/2009
16h40min
Acho que essa pechincha consumista tem muita relação com o "que agrada diretamente ao eu de cada um", ou no popular "olhando para o próprio umbigo". Esse homem paga o preço que for para degustar seu vinho predileto, mas que importância tem para ele o detergente usado? Não é ele quem vai usar a vassoura ou a máquina de lavar roupa. A mulher com a bolsa de grife precisa se afirmar naquele acessório. Mas o que vejo no dia a dia é que uma boa parte dessas pessoas é capaz de dizer não ao filho que pede uma revista na banca de jornal. O ser humano está muito incoerente e pouco afetivo. Essa afetividade e poder de sorrir com pequenas coisas é o que me faz concordar contigo que não há nada melhor que uma tela de cinema com um bom balde de pipoca. Mas me faz discordar dos seus planos quanto aos Kindles que aparecerão, pois não há nada melhor do que folhear um bom livro, e deixar nossas impressões em suas margens, ou sair sublinhando as frases que ficarão para sempre em nossa memória. Bjs
[Leia outros Comentários de Ana Cristina Melo]
20/5/2009
16h18min
Marta, somos dois. No que depender de mim, os "produtos culturais analógicos" jamais vão cair em desuso... Nada mais romântico que ir ao cinema ou ler um livro na praia... Isso nunca vai sair de moda! (Espero.)
[Leia outros Comentários de Túlio Moreira Rocha]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MENINOS DE RUA - A INFANCIA EXCLUIDA NO BRASIL
LIGIA COSTA LEITE
ATUAL
(2001)
R$ 7,90



SOCIOLOGIA HISTÓRICA DO POLÍTICO.
YVES DÉLOYE
EDUSC
(1999)
R$ 23,92



A MULHER V MODERNA À MODA ANTIGA
CRISTIANE CARDOSO
THOMAS NELSON BRASIL
(2013)
R$ 5,00



GRAMÁTICA EUROLINGUA - DEUTSCH ALS FREMDSPRACHE: EUROLINGUA DEUTSCH: LERNERHANDBUCH
EUROLINGUA DEUSTSCH
CORNELSEN
(2001)
R$ 28,00



A BÍBLIA
J M ROVIRA BELLOSO
MARTINS FONTES
(1993)
R$ 14,02



PUT SOME FAROFA
GREGÓRIO DUVIVIER
COMPANHIA DAS LETRAS
(2014)
R$ 9,80



OS IRMÃOS CORSOS
ALEXANDRE DUMAS
ABRIL
(1979)
R$ 6,90



VIVA BEM !
MAX. HANIBAL
RIPRESS
(2003)
R$ 7,90



REVISTA PAULISTA DE MEDICINA VOL. 41, N. 5 NOVEMBRO DE 1952
ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE MEDICINA
ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE MEDI
(1952)
R$ 16,75



O PESCADOR E O PEIXINHO
ALAIN VAN CRUGTEN E GAETAN EVRARD
SCIPIONE
(1993)
R$ 5,00





busca | avançada
71132 visitas/dia
2,6 milhões/mês